História Onde estará o meu amor? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Baekhyun, Baekyeol, Chanbaek, Chanyeol, Exo
Exibições 46
Palavras 1.139
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Vamos chorar um pouquinho? Vamos sim.

Ah, não tem lemon e o +18 tá ali só por ser yaoi ;)

~boa leitura. <3

Capítulo 1 - Me abrace querido, só por um tempo.


Fanfic / Fanfiction Onde estará o meu amor? - Capítulo 1 - Me abrace querido, só por um tempo.

 

Ele foi a coisa mais incrível que me aconteceu. Assim que o vi pela primeira vez e coloquei meus olhos em seu rosto sorridente naquela feira de livros usados, eu soube que estávamos destinados a ficarmos juntos. Quando ele me disse seu primeiro olá, eu me apaixonei.

 

Onde estará o meu amor?

 

Enquanto conversávamos trocamos os números de nossos celulares e algumas semanas depois, em uma das nossas mensagens; ele me disse que era fã de Scorpions assim como eu. O chamei para sair e fomos num barzinho no centro da cidade onde teria uma banda cover deles se apresentando. Na noite do show, ah como ele estava lindo... Nunca esqueci de como foi vê-lo caminhando em minha direção usando aquela calça preta com rasgos nos joelhos e uma jaqueta de couro, que combinava perfeitamente com o delineado dos seus pequenos olhos levemente cobertos pelos fios de sua franja ruiva.  

Nos divertimos muito naquela noite. E foi ao som da frase “você e eu fomos feitos apenas para amar um ao outro agora” da música You And I, que demos o nosso primeiro beijo.

 

Onde estará o meu amor?

 

Marcamos de sair novamente e dessa vez, fomos á um cinema daqueles ao ar livre onde teria uma maratona de filmes dos anos 80. Quando nosso balde de pipoca acabou ele deitou sua cabeça em meu ombro e nossas mãos se entrelaçaram. O olhando de soslaio, pude ver o canto dos seus lábios se curvarem para cima em um tímido sorriso e desejei em meus pensamentos que aquele momento durasse para sempre.

 

Onde estará o meu amor?

 

No nosso terceiro encontro ele me convidou para ir até sua casa. Era uma kitnet minúscula que havia conseguido comprar com o dinheiro que juntou trabalhando na loja de conveniências de sua mãe, quando ainda estava no colegial. Era um lugar simples; porém, aconchegante. Com fotos de seus ídolos colados na parede do quarto e um armário na cozinha cheio de pacotes de macarrão instantâneo. Jogamos videogame bebendo cerveja durante a tarde toda naquele sábado e nossa primeira vez fazendo amor foi no tapete de sua sala apertada; com meus braços o envolvendo por completo e seus dedos gelados pressionando minha pele.

“Você gosta de mim?” – Perguntei enquanto brincava com seus cabelos caídos em meu peito desnudo.

“Que pergunta é essa? É claro que gosto.”

“Então você aceita namorar comigo?”

“Ué, eu pensei que já éramos namorados.” – Ele me encarou sorrindo.

 

Onde estará o meu amor?

 

Após termos virado oficialmente um casal, passei a buscá-lo na faculdade depois do meu trabalho de meio período. Andávamos de mãos dadas ignorando os olhares preconceituosos de algumas pessoas que não conseguiam aceitar o relacionamento entre dois homens. Ele cursava o terceiro ano de filosofia e numa tarde após relaxar do seu estresse causado por horas de provas; deixamos a marca de nossos nomes numa árvore velha que ficava no parque perto do campus.

 

Onde estará o meu amor?

 

No nosso primeiro mês de namoro, planejei um jantar especial no meu apartamento. Fiz sua comida predileta: lasanha ao molho branco, e vi seus olhos brilharem quando provou o primeiro pedaço. Fiquei aliviado, pois eu nunca fui bom em cozinhar.

Depois de jantarmos ele ficou nu de repente e veio até mim, sentimos prazer ali mesmo.

E naquela madrugada cheia de beijos e mordidas dissemos pela primeira vez que amávamos um ao outro.

 

 Onde estará o meu amor?

 

Quando completamos um ano eu lhe dei uma aliança com nossas iniciais gravadas. Decidimos morar juntos já que não conseguíamos mais dormir separados, vendemos nossos pequenos apartamentos e usamos o dinheiro para comprarmos um maior perto de onde ele estudava. Nos primeiros dias morando lá ainda não tínhamos condições o suficiente para termos uma cama decente e nosso quarto tinha apenas um guarda-roupa velho do antigo dono, com um colchão e alguns edredons. Mesmo assim, estávamos felizes.

 

Onde estará o meu amor?

 

Tínhamos o costume de brincar no chuveiro enquanto tomávamos banho juntos. Ele ensaboava minhas costas e eu fazia penteados engraçados com a espuma do xampu em seu cabelo ao som de suas risadas, parecíamos duas crianças quando não estávamos com nossos lábios colados um no outro sentindo nossos gostos que tanto amávamos. Nas sextas-feiras a noite sempre pedíamos pizza meio a meio e comíamos deitados enquanto assistíamos minha coleção de DVDs de Friends e de Anos Incríveis.

 

Onde estará o meu amor?

 

Namorando á um ano e cinco meses finalmente já tínhamos nossa tão esperada cama de casal. Nosso cantinho começava a ter a nossa cara e eu finalmente havia conseguido um emprego na minha área – a da publicidade –, o que nos rendia um bom sustento. Pude até comprar o meu tão sonhado opala 79 e ele havia começado a fazer seus estágios também ganhando seu próprio dinheiro; onde gastava boa parte em coisas para nós dois.

 

Onde estará o meu amor?

 

Após ele se formar na faculdade e fazermos dois anos, o pedi em casamento. Depois da formatura e durante minhas férias fomos passar uns dias na praia. Fiz toda aquela coisa bem romântica que ele adorava por mais que não admitisse e ele chorou quando me ajoelhei na areia em frente ao mar pedindo sua mão. Faríamos uma pequena cerimônia apenas para os mais chegados quando voltássemos, mas é claro que adiantamos a lua de mel; amando-nos sob a luz do pôr do sol.

 

Onde estará o meu amor?

 

Na volta pra casa preferimos pegar a estrada durante a noite. Enquanto ríamos e cantávamos Wind Of Change no volume máximo, bem lá frente um carro estava parado... O motor estava morto.

Não pude parar, então desviei pela direita e jamais esquecerei o som.

Pneus cantando, os vidros estourando...

O último solo de guitarra que saía da música e o grito de dor que ouvi.

 

Onde estará o meu amor?

 

Quando acordei algo quente escorreu pelos meus olhos. Me virei com dificuldade quando ouvi meu Baekhyun chamando por mim.

"Me abrace querido, só por um tempo."

Eu atendi seu pedido.

O abracei, acariciei... O encarei profundamente e sussurrei que o amava.

Demos o nosso último beijo e ele se foi, mesmo eu tendo o segurado com força.

 

Onde estará o meu amor?

 

Eu ainda não sei e nem consigo imaginar, pois parei de raciocinar corretamente quando ele fechou seus olhos me dizendo adeus. Só lembro-me de ter prometido para mim mesmo em meio a tantas lágrimas que molhavam meu rosto ferido; que o encontraria mesmo sem fazer ideia de onde ele estaria.

E por essa razão eu estou aqui... Caído e jogado nesse chão imundo.

Olhando para o teto do lugar onde vivi um lindo romance, com uma mistura e quantidade absurda de comprimidos em meu organismo; esperando que façam algum efeito.

Saberei finalmente onde está o meu amor... Quando eu partir e deixar este mundo.

 


Notas Finais


Espero não ser apedrejada q. Queria escrever alguma coisa triste e aí ouvindo "Last Kiss" do Pear Jam brotou isso do nada. Se quiserem ouvir a música tá aqui o link ;) https://www.youtube.com/watch?v=J_sEtNrYlC4

Desculpem qualquer erro, beijokas e até mais <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...