História Onde meu sentimento me guiar (yuri) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Drama, Romance, Sangue, Tragedia
Visualizações 24
Palavras 1.108
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Mais um capitulo \(>.<)/ boa leitura ;D

Capítulo 13 - Quando eramos crianças...


Fanfic / Fanfiction Onde meu sentimento me guiar (yuri) - Capítulo 13 - Quando eramos crianças...

Antes que pudesse responder sua pergunta o som dos aplausos me fez deduzir que acontecia algo no pátio, então resolvei descer  para ver, porém antes que pudesse fazer qualquer coisa Priscilla pegou meu braço e me puxou para si me fazendo cair em seu colo.

-Que se inicie a disputa- ela disse próxima ao meu ouvido o que me fez estremecer

-Vamos- ela disse se levantando e me estendendo a mão para me ajudar

o que ela queria dizer com disputa? simplesmente não saia-me da cabeça, mas resolvi esquecer por enquanto... Levantei-me com sua ajuda e fomos para o pátio encontrando a professora Janaina no palco, pelo que parecia queria anunciar algo.

-Caros alunos, tenho o prazer de anunciar que agora iremos fazer a votação para rei e rainha do baile então quem tiver vontade de votar em alguém basta escrever em um papel logo ao lado do palco tem duas urnas, basta colocar lá e sair, os vencedores serão anunciados no final da festa, grata pela atenção- ela disse para em seguida sair do palco para ser substituída pela banda novamente.

Como não tinha a menor ideia de quem votaria para rainha então votei apenas no rei e fui atrás de Rafaela que se encontrava ao lado de uma menina que se parecia muito com ela

-Hey!- disse me aproximando- porque fugiu?

-O clima tava muito pesado sem você- ela disse sorrindo

-Porque diz isso?

-Ela- Rafaela disse apontando para Priscilla que terminava de votar

-Ah... Quem é essa?- perguntei apontando para a menina ao seu lado

-Minha irmã

-Olá meu nome é Jennifer, prazer- ela disse estendendo a mão para me cumprimentar

-Prazer eu sou a Fernanda- disse cumprimentando enquanto Priscilla brotava na conversa- bem nos vemos depois

-Até- elas disseram sumindo no meio da multidão me deixando sozinha com Priscilla

-Vem- Priscilla disse estendendo a mão para mim

-Onde?- perguntei segurando sua mão

-Para o jardim- ela disse me conduzindo no meio da multidão

Por fim paramos em um lugar cheio de arvores e completamente vazio ele era iluminado pelas estrelas do céu o que garantia minha visão em certos locais, por fim nos sentamos na grama uma ao lado da outra apenas apreciando a paisagem e ouvindo o som abafado do baile

-Onde é que eu to?- perguntei por fim

-kk está no meu lugar secreto

-Mal chegou e já tem lugar secreto?-perguntei sarcasticamente

-Tem coisas que você não sabe sobre mim, por exemplo quem eu estou procurando ou porque conheço esse lugar... Eu quero te contar, mas como poderia?- ela dizia seriamente olhando para um ponto fixo enquanto a voz de Bruna soava em nossos ouvidos por conta do show...

I couldn't tell you

Why she felt that way

She felt it everyday

And I couldn't help her

Eu não saberia te dizer

Porque ela se sentia daquela maneira

Ela se sentia assim dia após dia

E eu não podia ajudá-la

 

-Todos temos segredos por mais bobos que sejam... Eu confio em você mesmo que não faça muito tempo que nos conhecemos... Eu confio em você- disse encarando-a

-Queria dizer o mesmo...- ela olhou para mim como se quisesse dizer algo mais, porém apenas ficamos nos encarando- você não se lembra?

I just watched her make the same mistakes again

What's wrong, what's wrong now?

Too many, too many problems

Don't know where she belongs, where she belong

Eu só a via cometer os mesmos erros novamente

O que está errado, o que está errado agora?

Tantos, tantos problemas

Não sabe aonde pertence, aonde ela pertence

 

-Eu sinto saudades daquela época...- ela começou a dizer apertando os punhos para conter as lágrimas que cismavam em sair de seus olhos- Saudades de como tudo era feliz de como nós riamos do nada

 

She wants to go home, but nobody's home

that's where she lies, broken inside

With no place to go, no place to go

To dry her eyes broken inside

Ela quer ir pra casa, mas não há ninguém em casa

É aí que ela se encontra, destroçada por dentro

Sem ter para onde ir, sem ter onde ir

Para secar suas lágrimas, destroçada por dentro

 

-Não sei porque ele se foi, não sei porque você se foi... Estou tão perdida...- ela praticamente se afogava em lágrimas, tudo que pude fazer foi puxa-la para os meus braços e ouvir sua voz abafada em meu peito

 

Open your eyes

And look outside find the reasons why

You've been rejected

And now you can't find, what you left behind

Be strong, be strong now

Too many, too many problems

Don't know where she belongs, where she belongs

Abra seus olhos

E olhe ao redor, encontre as razões porque

Você foi rejeitada, e agora não consegue achar

O que deixou pra trás

Seja forte, seja forte agora

Tantos, tantos problemas

Não sabe aonde pertence, aonde ela pertence

 

-Eu tentei de tudo e ainda tento não te envolver nisso, mas parece que não estou fazendo um bom trabalho... Não sei mais o que estou fazendo

 

Her feelings she hides

Her dreams she can't find

She's losing her mind

She's fallen behind

She can't find her place

She's losing her faith

She's fallen from grace

She's all over the place

Os sentimentos ela esconde

Os sonhos ela não consegue achar

Ela está perdendo a cabeça

Ela ficou pra trás

Ela não consegue achar seu lugar

Ela está perdendo a sua fé

Ela caiu em desgraça

Ela está despedaçada

-Será tudo melhor se não souber o que estou fazendo, se não souber quem eu sou... Será melhor- ela disse tentando se recompor enquanto seus soluços altos causavam-me dor no peito, não sabia sobre o que ela estava dizendo, mas sabia que tinha algo haver comigo então não podia parar de me sentir mal.

-Eu fiz algo muito ruim não é?- disse secando a garganta

-Sim, mas eu gosto de você mesmo assim- ela disse levantando de meu colo e terminando de enxugar as lágrimas- eu realmente gosto de você

Ela disse para selar nossos lábios logo em seguida, o beijo era salgado por conta das lágrimas e misturado com muitos sentimentos... Por algum motivo seus lábios me causavam recordações, mas não sabia porque...- separamos nossos lábios e nos encaramos

-Quando nós éramos pequenas... Recorde-se de mim...- ela disse por fim recostando-se em meu colo novamente enquanto eu acariciava seus cabelos lhe fazendo cafuné

O silencio não era incômodo, não naquele momento... Sentíamos o cheiro da grama, sentíamos a mesma brisa fria bater em nossos rostos, mas não era como se pudéssemos ser as mesmas...Éramos completamente diferentes, mas por algum motivo iguais, ela era nostálgica e ao mesmo tempo nova...


Notas Finais


Pra quem quiser saber qual a música:
https://www.youtube.com/watch?v=NGFSNE18Ywc (Nobody's home- Avril Lavigne)

Eai minha gente gostaram? Que medo o.o

Vocês preferem capítulos grandes ou pequenos?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...