História Onde mora o amor - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Onde Mora O Amor, Romance
Exibições 13
Palavras 924
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lírica, Romance e Novela, Saga

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oee
Primeiro capítulo Com Povs Ian
Esse capítulo de hoje
SÓ ESSE TEM POVS IAN
Por agora no próximo voltaremos a versão de mundo da Lissa

Capítulo 14 - Ian



Me sento a espera de Lissa no qual a minha mãe me expulsou de casa por que queria falar com ela sozinha, dou um oi ao porteiro que está me olhando já faz um tempo. Ele parece confuso com o fato de eu estar aqui embaixo parado olhando para o nada.
- Sr. Ian está tudo bem? - Ele finalmente pergunta
- Tá sim. Minha mãe me mandou sair para falar com a Lissa em particular. - Dou de ombros
- Vixe a mãe e a namorada falando em particular! Corre enquanto é tempo - Ele diz em tom de brincadeira
- Poxa seu João assim você me anima... - Coço a minha cabeça - Quero saber o que as duas estão conversando. Como você sabe que eu...
- Tá na cara você baba por ela. E ela também mostra que está apaixonada por você. - Ele sorri deixando as rugas ainda mais acentuadas em seu velho rosto
Logo o elevador se abre e vejo Lissa e minha mãe conversando como se fossem amigas isso e bom né? Olho que ela está com uma roupa ( Link 1 roupa da Lissa e Link 2 é a roupa do Ian) mais comportada. O porteiro me olha com aquela cara de quem sabe das coisas.
- Quer dar uma volta? - Ela pergunta e está com a bolsa do violão em mãos
- Claro você vai tocar? - Olho pra bolsa
- Que pergunta hein se eu tô levando a bendita bolsa é porque eu vou tocar sim... - Ela faz uma careta - Você vem ou não?
- Vou. 
A sigo até o parque onde ela senta na grama e fica pensativa, remove o violão e parece ainda estar a escolher a música que vai canta, peguei o violão dela que passa a me observar em silencio começo com "Poeira da Lua" de Marcos e Belutti.
Ela sorri e encosta a cabeça em meu ombro, algumas pessoas se amontam ao nosso redor. Ela passa cantarolar baixo e de repente passa a me acompanhar, sua voz é linda
"Meus pés estavam pulando calçadas
Pulando as divisões das calçadas
Dois pés sozinhos e uma estrada
Dois pés chutando latas"

As pessoas começam a bater palmas e ela esconde o rosto nas minhas costas, começo a rir e ela morde o lábio inferior não resisto e lhe dou um selinho. Ouço alguns assobios Lissa fica cada vez mais vermelha.
- Vem. - A puxo que ainda está vermelha devido ao nosso pequeno show - O que você e minha mãe estavam conversando?
- Coisas de mulher. - Ela diz arrumando as longas e lisas madeixas negras - E ela percebeu da sua quedinha por mim. - Um sorriso vitorioso aparece em seu rosto - Ah ela super apoia estava falando que nós formariamos um casal tão bonito se nós nos assumissemos.
- Acho que ela está  certa. - Sorrio e a beijo ceu celular vibra
- Quer comer algo? - Ela pergunta
- Na verdade, sim. - To com fome idai 
Nos levantamos e andamos por aí até que ela entra em uma lanchonete e pedimos salgandos e uns sucos. Enquanto comemos faço algumas brincadeiras, e Lissa engasga e ri ao mesmo tempo. Passamos o resto da tarde assim até que ela recebe uma ligação
- Já está na hora de irmos. - Lissa mostra a hora do celular 16:40
Seguimos até em casa de mãos dadas até a porta do apartamento onde moramos e ela foi direto para seu quarto.
- Não vai se arrumar filho. - Diz minha mãe aparecendo do nada
-  Já estou indo 
Sigo para meu quarto, tomo um banho de rápido e lavo o cabelo, pego uma roupa qualquer . Me visto paro para olhar no espelho, ach que estou meio que um adolescente hoje ( Link 3).  Leva umas 3 horas até Lissa sair do quarto mas ela está linda. Sorrio só ela mesmo par conseguir parecer uma princesa de tênis( Link 4).
- Vamos? - Pergunto
- E o que estamos esperando. - Ela encaixa o braço dela no meu
No térreo o porteiro sorri e da uma pisacada pra nós, Lissa ascena quando chegamos a garagem abro a porta do carro para ela que sorri e entra. Vejo o carro de Augusto que revira os olhos. Talvez ele já tenha percebido o fato de eu ter me apaixonado por sua irmã caçula. Quem sabe, sigo seu carro e Lissa liga o som que toca Rael "Envolvidão", ela começa a cantar ali e e meio que dançar rio, e Lissa faz bico.
Ao chegarmos lá eu sou parado por várias pessoas dando os parabéns e Lissa some. Quando finalmente me livro daquele monte de gente ouço uma voz cantando em outro amontoado. Acho que a música que ela cantava era Colors da Halsey
Me sento a seu lado e sussurro Me Espera em seu ouvido ela logo entendo e começa a tocar, então começo a cantar
"Eu ainda estou aqui
Perdido em mil versões irreais de mim
Estou aqui por trás de todo o caos
Em que a vida se fez"

Chega a parte da Sandy que ela faz questão de cantar
"Eu que tanto me perdi
Em sãs desilusões
Ideais de mim
Não me esqueci
De quem eu sou
E o quanto devo a você"

Cantamos juntos a partir, e no final não resisto e a beijo. Agora não era segredo para ninguém que ela era minha e eu dela. E que nem Melissa e nem ninguém nos atrapalharia...
 


Notas Finais


O que acharam do Ian
SE NÃO GOSTARAM DELE AVISEM! QUE EU NÂO PONHO POVS DELE FUTURAMENTE( mentira *u*)
Dem um like se gostaram(Lissa: Não e facebook o BURRA)
Favoritem se gostarem MELHOROU?( Lissa: Sim<3)
Ate o próximo capítulo<3
Kissus
Link 1:http://www.polyvore.com/onde_mora_amor/set?id=209346960
Link2:http://www.polyvore.com/onde_mora_amor_ian/set?id=209520442
Link3:http://www.polyvore.com/onde_mora_amor_ian/set?id=209609790
Link4:http://www.polyvore.com/onde_mora_amor/set?id=209248438


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...