História Onde mora o amor - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Onde Mora O Amor, Romance
Exibições 10
Palavras 888
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lírica, Romance e Novela, Saga

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oie desculpem a demora e aqui está mais um capítulo para vocês seus divos que tanto amo <3
Imagem de capa nada haver só achei bonita ;-;

Capítulo 15 - Coisas


Fanfic / Fanfiction Onde mora o amor - Capítulo 15 - Coisas


Querido Diário,
Sei que não costumo escrever muito em você mas tentarei mudar isso, vou lhe dar um pequeno resumo do que aconteceu nesse últimos meses. Desde que o Ian me beijou em público nós assumimos o namoros. Mas é lógico que com a supervisão do senhor Lucas... Que decidiu fazer vista grossa em mim, semana que vem tenho uma consulta no ginecologista. Que meu irmão marcou sem eu saber!
Falta apenas 1 mês para meu aniversário de 18 anos e com o natal chegando Lu e minha mãe vem para cá. A dois dias descobri que Ceci tem um namorado e que ele tem uma bela surpresa para ela no qual eu tenho orgulho de dizer que ajudei a preparar.
Ou seja tudo está ao meu favor no momento! E descobri que a Emily foi traída pelo Guilherme! Cara ele é realmente um galinha! Como eu fiquei sabendo? Ela do nada me chama no Face me pedindo perdão por tudo que aconteceu e que devia ter dado mais valor a nossa amizade! 
Eu apenas respondi: "Quem perdoa é Deus. Apenas vou contando seus pecados" E a bloqueei. Fiz Bem? Ou será que fui muito grossa? Afinal todos merecem uma segunda chance não é?...

- Dou uma moeda pra saber o que você tanto escreve aí. - Diz Ian sorrindo no banco do motorista
- Vai ficar querendo saber pois esse é o meu diário particular querido! - Digo rindo da cara que eu fiz ao falar a frase
- Bom, chegamos! - Ele diz descendo e abrindo a porta pra mim
- Não precisa fazer isso sempre sabia? - Falo pela milésima vez mas sorrio por achar fofo
- Mas eu quero. É uma dos pequenos atos que eu faço para mostrar que te amo! - Ele diz me laçando pela cintura em me beijando
- Vamos faltam 18 minutos pro avião da minha mãe e da Lúcia pousar. - Eu falo o puxando aeroporto á dentro
Quando chegamos lá vi que as duas já haviam chegado corri e abraçei as duas que retribuiram. Minha mãe me dá um beijo na testa e meus olhos lacrimejam pela saudades que senti dessas duas, Ian apenas observa pegando as malas.
- Caramba que saudades sua vaca! Seu cabelo tá cacheado ele fica muito divo assim! - Ela diz mexendo nos meus cachos
- Tatmbém tava com saudades ccabelo lambido! - Digo zoando mas o cabelo dela é lindo loiri e liso natural. - Cês vão ficar no meu quarto ne?
- Óbivio né estava com saudades da nossas festas do pijama sua louca! - Lu diz abraçando meu pescoço e fomos todos para o carro
No caminho de casa Lúcia fez um questionário da minha vida mesmo sabendo dela toda, minha mãe a ajudava nas perguntas. Eu respondia e as vezes dava uma evasiva em qualquer caso Ian ria de mim. Ao chegarmos Ian já tinha de ir então me despdi com um selinho na hora em que virei dei de cara com dois sorrisos maliciosos me encarando
- Alguém quer bolo? - Pergunto abrindo a geladeira com um bolo de baunilha com morangos em cima
- Eu quero! Quem fez?  - minha mãe pergunta
- O Ian ele quer abrir uma confeitaria só dele. - Falo minha mãe pega o pedaço que cortei para ela e morde
- Hmmm.... - Ela fecha os olhos - Casa! Além de bonito sabe cozinhar
- Se você não quiser eu quero! - Diz Lu com a boca cheia
- Ele já é meu fofa - Rio delas
Sigo pro meu quarto com minha mãe e Lu fomos de uma em uma tomar banho e colocar os pijamas decidimos assistir A Culpa é das Estrela, esse filme  mal começa e já to chorando ouço Matt e Lucas chegarem conversando
- Não vai falar com seus filhos mãe? - Pergunto
- Mais tarde... - Ela diz concentrada no filme
Lu estava abraçada ao cachorro nós três assistindo filmes me lembra basicamente minha infância inteira. Ouço um batida na porta e logo a cabeça de Lucas aparece na porta.
- Oi mãe. - Ele diz a abraçando
- Oi meu Luquinhas... - Ela o chama pelo apelido fazendo eu e Lúcia rirmos - Oi Matt - Ela também o  puxa para um abraço
- Oi mãe. - Matt se solta meio vermelho e dá um abraço em Lu  e sussurra algo em seu ouvido que a faz corar. Eu quero saber o que ele disse...
Depois de um tempo os meninos saem e ficamos eu e Lu no quarto minha mãe foi pra sala ter conversa dee adulto com os meninos.
- O que o Matt te falou tomate? - Sorrio malignamente para ela
- Nada demais só um "oi" - Ela dá de ombros
- Só um "oi", parecia mais que um "oi" vocês tiveram uma conversa toda naquele abraço que eu vi - Arqueio um sombrancelha
- Você tá vendo coisas onde não tem. - Ela faz um poupa com o cabelo loiro
- Se não tivesse nada não taria vendo. - Reviro os olhos
- Bobona. - Ela mostra a língua
- Chata. - Mostro a língua também e rimos da nossa atitude infantil - To morrendo de sono boa noite chata!
- Boa noite bobona. - Rimos e fomos dormir...
 


Notas Finais


Espero que tenham gostado e comentem o que acharam


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...