História Onde tudo... Começou - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Horácio Slughorn, Personagens Originais, Tom Riddle Jr.
Exibições 36
Palavras 449
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Magia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi!!! Espero que gostem!!!

Capítulo 30 - Capitulo 30


O receio toma conta de mim, todos me encaram esperando que eu diga algo, abro a boca e a fecho várias vezes seguidas, olho para Alice vejo seus lábios se mexendo Você consegue posso vê-la dizer.

- Eu preciso contar algo importante a vocês - Digo.

- Então diga, esta me deixando ansioso - Diz Sirius.

- Eu estou gravida - Digo sentindo um peso ser retirado dos meus ombros.

- Essa é uma ótima noticia! - Diz Lilian sorrindo.

- Não - Murmuro, Lilian franze o cenho - Quero dizer é uma boa noticia - digo.

- Então qual é o problema? - Pergunta Lilian.

- Pai do bebê é você-sabe-quem - Diz Alice.

- O que? - Pergunta Remo incrédulo.

- É...Bom... - É impossível de explicar, parece que o panico quer me dominar.

- Uma poção fez com que isso acontecesse - diz Alice.

- Mas isso é impossível! - Diz Sirius.

- Eu também pensei que fosse impossível mas todos vocês sabem o que uma poção, quando feita corretamente, é capaz de fazer - Digo.

Voldmort não pode chegar perto dessa criança, não sei qual é o seu proposito, ou se existe um proposito, para com esse bebê mas sei que não é bom. 

- Isso tem um lado bom - Diz Alice.

- E qual seria? - Pergunta Remo com um pouco de sarcasmos, Alice me abraça de lado.

- Um bebê esta a caminho e isso já é um grande motivo para todos nós ficarmos felizes - Diz Alice.  Logo todos iniciam uma conversa ,quase, sem sentindo, vejo Dumbledore sair pela porta, vou atrás dele.

- Dumbledore - O chamo.

- Sim Sammantha - ele diz.

- Eu não posso deixar que Voldmort chegue perto dessa criança, não vou mentir para o senhor mas estou com medo do que ele pode fazer ou vai fazer com esse bebê - Digo.

- Eu sei do que Voldmort é capaz de fazer então eu irei ajuda-la - Ele diz, sorrio agradecida - Tem uma casa escondida na floresta da Albânia - ele diz - Não é la´grande coisa mas acho que da para você e seu bebê ficarem - Completa.

- Muito obrigada! - Digo, o abraço fortemente mas rapidamente me separo do abraço - Desculpe - Digo.

- Fico feliz em ajuda-la - ele diz.

Lembro que naquele momento eu só pensava em proteger aquela criança indefesa, lembro de desejar todos os dias que pelo menos uma única vez eu tivesse um momento de paz. As vezes consigo sentir a alegria que eu sentia quando era feliz, mas todas as vezes que sinto um pouco de alegria em segundos ela é sugada de mim.


Notas Finais


Obrigada por lerem!!1 Bjssss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...