História One - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Fifth Harmony, Joe Jonas, Miley Cyrus, Nick Jonas, Selena Gomez, Wilmer Valderrama
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Demi Lovato, Dinah Jane Hansen, Joe Jonas, Lauren Jauregui, Miley Cyrus, Nick Jonas, Normani Hamilton, Selena Gomez, Wilmer Valderrama
Tags Camren, Diley, Fifth Harmony, Joe Jonas, Nick Jonas, Norminah, Wilmer Valderrama
Exibições 92
Palavras 1.661
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá Humanos.

Primeira eu queria dizer que estou com saudades de vocês :( está tendo poucos comentários. E os leitores fantasmas please comentem (se vocês quiserem é claro, não estou obrigando ninguéma comentar) Vocês são importantes para mim, todos vocês.

Boa Leitura <3

Capítulo 13 - Capítulo 12


 POV Demi Lovato

– ... Conseguimos tirar o tumor e ele se recuperou muito bem depois da cirurgia, apesar de não ter sido um grande sucesso... – Wilmer conversava comigo enquanto dirigia e eu não estava prestando nenhum pouco de atenção. Fazia de tudo para ouvi-lo mas Miley ocupava minha mente por completo. Percebi que eu não quero me casar com o Wilmer, não quero me casar com alguém que eu não amo, apenas aceitei o seu pedido de casamento porque realmente não quero que meu filho crescesse sem o pai, mas se eu casar com Wilmer não serei feliz, não me sentirei completa. E a única pessoa que me faz sentir assim é a Miley, ela sim me faz sentir feliz e completa, ao lado dela me sinto viva. Ela é uma pessoa tão boa, divertida, sincera e linda por dentro e aposto que por fora, aposto não, tenho certeza que ela é linda, também não é à toa que várias mulheres ficam em cima dela. Sinto que Miley merece uma chance e eu vou dar essa chance, está decidido, eu quero ela, quero ficar com ela e ter a oportunidade de amá-la assim como ela me ama. Hoje mesmo conversarei com meus pais e com Wilmer, irei dizer que esse casamento não vai acontecer, queira eles ou não.

– Amor, está me ouvindo? – Falou Wilmer me tirando dos meus pensamentos.

– Cla-claro, você estava dizendo que a sua cirurgia foi um sucesso.

– Não, a cirurgia foi um fracasso, mas felizmente o paciente está bem.

– Dá no mesmo.

– Não dá não.

– A gente já chegou? – Tentei mudar de assunto.

– Sim. – Disse e eu já tirei o meu cinto de segurança e abrindo a porta não esperando por ele. Ele pegou a minha mão e me guiou até a entrada da minha casa.

– Anã que saudades!! – Senti um corpo se chocar com o meu assim que entrei. Pelo perfume masculino e o apelido que ele chamou só pode ser...

– Nick? O que você está fazendo aqui?

– Nossa Demetria, queria ouvir um " Também estava com saudades meu maninho." – Separou o nosso abraço.

– Nossa quanto drama! Vem cá seu chato. – Abracei ele de novo. – Também estava com saudades maninho.

– Não vai me abraçar também Demi? – Ouvi a voz do Joe. Mas o que ele está fazendo aqui?

– Joe o que faz aqui? – Me separei do Nick.

– Calma Dems, eu só vim ver você.

– Para você é só Demetria. Mãe por que ele está aqui? – Eu realmente não o quero dentro da minha casa. Joe me magoou bastante, ele me traiu e ainda por cima jogou na minha cara que estava comigo porque gostava de ir aos eventos e aparecer na televisão, resumindo, ele só estava comigo para ganhar um pouco de fama.

– Calma querida, você sabe que ele e Nick são irmãos e adoram a nossa família, não há motivo de ele não ser recebido aqui.

– Ah mas tem sim, por acaso vocês esqueceram que ele só me usou para ganhar alguns minutos de fama? Esqueceram que ao mesmo tempo que ele me dizia que me amava ele estava me traindo? Pois eu não me esqueci, e não vou me esquecer tão cedo.

– Mas filha...

– "Mas filha" nada! Não quero ele na minha casa e pronto.

– Tudo bem dona Dianna, eu já esperava por isso mesmo. Acho que já vou indo, você vem Nick?

– Não Joe, vou ficar mais um pouco.

– Tudo bem. Tchau pessoal, tchau Demi. – Eu não respondi. Ouvi a porta atrás de mim sendo aberta e em seguida fechada.

– Demetria precisava dessa cena toda? – Perguntou meu pai.

– Precisava e faria mais pior ainda, eu não me arrependo de nada. Aliás, por que ele estava aqui?

– Ele, o Nick e a sua avó virem para o seu casamento Demi. – Aonde já se viu o ex ir no...Espera.

– Vovó?

– Oi minha linda. – Ouvi a minha avó falar com aquela vozinha tremida. Oh Deus como está com saudades dela. Sem perder tempo segui a sua voz e a abracei com todo amor e carinho.

– Vovó que saudade.

– Demi como você cresceu e virou uma linda mulher. – Ela separou o abraço e ficou acariciando o meu rosto.

– Só se for um centímetro. – Disse Marissa fazendo todos rirem.

– Marissa vai ver se tem alguma coisa mais importante para fazer e me deixa em paz.

– Aí Demetria que dor de cotovelo. – Disse e eu revirei os olhos como resposta.

– Então quer dizer que a minha netinha vai se casar? – Disse vovó e foi aí que eu lembrei que tenho que dizer à eles que não quero me casar.

– Então sobre isso...

– Sim mãe, dá para acreditar?! Daqui uma semana o nosso bebê vai ser casar! – minha mãe me interrompeu.

– O-o quê?! Como assim uma semana? – Não, não pode ser...

– Sim Demi, o casamento vai ser daqui uma semana.

– Mas mamãe é impossível planejar um casamento em uma semana.

– Que isso Demi, daremos um jeito. Além do mais quando mais cedo melhor, e já foi divulgado a data, será sábado que vem. Está em todas as revistas e sites.

– Já fo-foi divulgado? Wilmer você estava sabendo disso?

– Eu não sabia. Estou mais surpreso quanto você.

– O que isso importa? Vamos temos muita coisa para fazer. – De repente todos naquela sala estava comentando sobre os preparativos enquanto eu estava parada ouvindo todas as aquelas vozes martelar em minha cabeça.

– Silêncio. – Pedi mais ninguém me ouviu. – Silêncio... Calem a boca! – Gritei e todos pararam de falar.

– Demetria que modos são esses? – Pela a primeira vez Mama se pronunciou.

– Desculpa, é que eu queria falar mas vocês mas vocês não estavam me ouvindo.

– Fale Demi. – Disse vovó.

– Eu quero dizer que... – Fechei os olhos e respirei fundo antes de começar. – Eu não quero me casar. Desculpem, mas esse casamento não irá acontecer. – Terminei de falar e o silêncio reinou naquela sala. Sentia os olhares de todos queimarem sobre mim e eu já estava ficando desconfortável. Decidi de ir para o meu quarto antes que todos me perguntam o motivo e eu não estou preparada para dizer que é por causa da Miley.

Subi as escadas calma, não queria demonstrar nervosismo, apesar de eu estar nervosa. Cheguei no segundo andar e fui direto para o meu quarto e entrando. Assim que entrei me joguei na cama e fiquei deitada pensando no que eu acabei de fazer.

Depois de alguns minutos ouvi batidas na porta e disse um "Entre".

– Filha quer me explicar o que está havendo? – Ouvir a voz da minha mãe.

– Nada, eu só não quero me casar com Wilmer, só tinha aceitado o seu pedido porque estou grávida dele mas agora não quero me casar mais, eu não o amo.

– É por causa disse mesmo, ou tem mais alguém nessa história? – Perguntou e nessa hora gelei.

– N-não tem mais ninguém nessa história mãe.– Sentei na cama.

– Você acha que me engana né? Vocês acham que me enganam. Você acha que eu não sei que você está se envolvendo com a Miley? Acha que eu não sei que passou essa noite com ela? Eu não sou trouxa Demi! Você irá se casar com o Wilmer sim, e vai criar esse bebê com ele! Está me ouvindo Demetria?

– Você só pode está louca. – Levantei e fui ao closet e separei uma roupa qualquer para eu poder ir tomar banho. – Se se você acha que eu vou me casar e criar esse filho com ele está muito enganada.

– Você me respeita Demetria, eu sou a sua mãe e exijo respeito!

- Exige? Você não respeita a opinião de sua filha mas quer exigir respeito? Está sendo muito hipócrita.

– Demetria eu não estou brincando.

– E você acha que eu estou brincando? Não, eu não estou, já tomei a minha decisão. – Eu fui em direção ao banheiro mas ela me segurou pelo o braço e apertou. – Me solta, está me machucando!

– Eu não quero que você namore uma intersexual. Ela não te fará feliz.

– Essa é a coisa mais estúpida que eu já ouvi. Você traz um cara que me traiu, me usou e jogou na minha cara que eu sou nada para ele, mas não quer que eu namore uma amiga da família à anos, uma pessoa que sempre nos ajudou no que era preciso, que sempre ficou do meu lado e que te considera com uma mãe só porque ela é uma mulher e intersexual? Isso é muita idiotice. – Me soltei dela. – E pro seu azar mamãe, – Dei um ênfase no "mamãe" – Miley me faz muito feliz, ela me traz felicidade como nunca, me sinto segura ao lado dela. Ficarei com ela sim!

– Escute aqui Demetria. – Ela segurou o meu braço e apartou mais forte me fazendo soltar um gemido de dor. – Volte para aquela sala e diga que irá se casar com o Wilmer! Vai esquecer que Miley Ray Cyrus existe, está entendo? Faça isso ou te levarei de volta para Texas e faria você perder tudo o que você conquistou aqui em Los Angeles Demi, tudo!

– Você não seria capaz.

– Quer apostar? – Conheço muito bem dona Dianna, ela seria capaz de fazer isso. Se ela quiser ela me mandaria para outro país só para eu não namorar uma mulher, ainda mais intersexual. – Foi o que eu pensei. – Ela soltou o meu braço e eu coloquei a mão nele sentindo ele latejar. – Voltarei lá e direi à todos que você mudou de decisão. – Ouvi passos se distanciando. – Em cinco minutos quero você lá na sala confirmando o que eu disse. Se não fizer isso não me chame mais de mãe. – Ouvi a porta sendo fechada com força.

As lágrimas já caiam facilmente pelas as minhas bochechas. Minha mãe, a pessoa que me criou seria capaz de fazer isso, capaz de me obrigar a me casar com alguém que eu não amo.

Meu estômago estava revirado, minha cabeça estava rodando, minha respiração estava ficando acelerada, meu corpo estava mole. Tentei andar até a cama mas uma forte tontura tomou conta do meu corpo e acabei desmaiando. 


Notas Finais


Dianna dando close errado :-/

Desculpem qualquer erro amores.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...