História One, by One Million - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Ações, Bts, Dorama, Luta, Músicas, Revelaçao, Romance, Suga
Visualizações 9
Palavras 726
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais capítulo... Curtos eu sei... Vou melhorar

Capítulo 2 - Tag you're it ♠


 [Alice kinashu On]

Estava servindo normalmente as pessoas daquela boate, distribuindo sorrisos falços para todos até que vi aquele rapaz que vinha aqui todas as noites e um sorriso bobo brotou em meus labios, ele caminhou até a direção do balcão que era onde eu me encontrava e logo chamou minha atenção

- Eii, oi, bom eu senti saudades

- ah, ola, bom tambem, qual bebida você gostaria

- vodka por favor

Assim eu fiz, peguei a garrafa da bebida e o servi

- nossa eu nem me apresentei, bom, meu nome é Pαяк Jιмιи

- ah, nem eu havia me apresentado, meu nome é Alice

- nome tão belo quanto a propria..

Corei muito nesse momento não sabia nem oque dizer engasguei muito além de travar

- ho, eu... É bem... Obrigada ...

Meu Deus eu travei muito como é possível isso ...

- Hey, não é um elogio... É sinceridade.— fala todo convencido

- eu... Vai querer mais um copo de bebida?

- não, quero uma dança com você

- como?

- vai, apenas uma dança

- meu chefe não vai deixar— falo cabisbaixa

- seu chefe é meu amigo

Fiquei desconfiada e transtornada por não conhecer meu “chefe” e ter que fingir que conheço ele, isto realmente é horrível e intrigante ...

- bom, acho que devo servir uma mesa

Tentei fugir pois não queria problema ou acaba sendo retirada da “vida boa” onde eu ganhava uma miséria mas ganhava

- não fuja de mim... Vamos por favorzinho, vai vamos

- é.. tá bom vamos

Começamos a dançar e Jimin sempre fazia eu me sentir confortável diante da situação que me encontrava

- bom acho que chega né...

Perguntou o olhando com um sorriso de canto

- se você quer assim... Tudo bem...

{•••}

A boate estava fechando e eu estava limpando as mesas até que um dos seguranças vem ate minha direção, confesso ter medo deles, mas não tinha feito nada de errado na há motivos para virem até mim... Ou há?

- vem garota

- mas não fiz nada

- não quero saber

- mas por favor me escu....

Ele pegou meu braço com força me retirando do lugar, e eu estou com medo? Mas é claro, poxa não fiz nada não tem motivos para isso. Ele me jogou numa sala escura que dava arrepios logo a luz foi ligada e lá tinha um mini escritório ainda dentro da boate, uma cadeira era mantida virada para o sentido oposto e eu não podia ver o rosto da pessoa mas logo uma voz se pronunciou

- como você o tratou

- que?

- Jimin. Como você tratou Jimin

- normal como todos os clientes

- não vez nenhuma gracinha de rebater oque ele dizia ou o enfrentar, não é?

- não não fiz nada

- acho bom... Se não....

- já sei... Consequências...

- isto aí, agora sai

Ódio, não podia ver o rosto do maldito que me prendia aqui, por que sempre dá ruim para mim? Porque, mas tudo bem eu vou fugir ainda não fecharam a porta, dá tempo de eu fugir.

{•••}

Corria como uma maluca na rua sabia que eles poderiam me pegar, e eu tinha medo, olhei para trás e pude ver alguém me observando pela janela, me deu arrepios muitos grandes, comecei a correr até perto de um cemitério era horripilante mas eu corria e corria, até que algo pegou minha cintura

- peguei você

Consegui me soltar e comecei a correr, corria feito louca pelo estacionamento me escondi atrás de um carro, senti medo quando ele gritou

- Deixe-me te levar para um passeio. Eu tenho um pouco de doce para você aqui dentro, venha pequena

Minha respiração corria junto com a adrenalina, só podia pedir por minha vida, eu não aguentava mais ali e corri até outro carro mas acho que ele me viu

- Eu vou te cortar e te fazer um jantar, você chegou no final, você é a vencedora.... Vamos venha

Aquilo não podia ser "humano" ou coisa assim pois era medonho o jeito que falava e se aproximava de mim... Agarrou meu cabelo, me empurrou para baixo...Tirou as palavras da minha boca

-Peguei você, como vai ser pequena Alice?

- sai de perto de mim, como sabe meu nome, me larga

Eu falava baixo pois o garoto me sufocava

- Eu amo quando ouço você respirando

Aquilo me apavorou mais ainda e o medo se tornou mais que grande ele simplesmente me dominou e me fez desmaiar

{•••}

-acordada pequena?

Olhei assustada não ele não poderia estar ali na minha frente, ele morreu não pode ser

- Jin?


Notas Finais


"Aff khethlyn (meu nome) já começou a fanfic com mistério e drama"
Sim
" Mais vai deixar todos curiosos!"
Exato
^^ amo vcs ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...