História One coffee and one love - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Personagens Originais, V
Tags Bts, Hoseok, Jhope, Jihope, Jimin, Taehyung, Vmin
Visualizações 26
Palavras 552
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


gente, eu vou postar mais outro, ok? tô mt animada pra postar, então né xjsnsj
eu sei, ainda não respondi os comentários. não se preocupem, eu vou responder assim que eu tiver um tempo. odeio responder correndo pq vcs não merecem isso, então aguardem um pouquinho, tá bom?

desculpem os erros se acontecer, boa leitura e até as notas finais 🤗♥

Capítulo 5 - Chapter four


Como eu disse, pensei que ele me amasse, mas, como sempre, ele pisou na bola.

Fomos para o meu apartamento solitário e chegamos nos beijando ardentemente, tirando a roupa com frio mesmo, e fizemos sexo no sofá, já que não deu tempo de ir até o quarto. E foi gostoso. Nossos corpos sempre se alinharam bem, independentemente de onde fosse ou em qual ocasião estivéssemos.

Todavia sempre juramos não mentirmos um para o outro, mesmo que doesse. Mas ele furou essa promessa de várias noites após o sexo, no qual eu ficava deitado em seu peito.

Escolhi desviar o caminho do meu serviço para passar em uma lojinha de conveniências. Eu precisava muito mascar um doce e eu já estava pirando, e se não comesse o maldito doce da minha lojinha preferida piraria por completo.

Já que estava cedo, senti vontade de andar por aí, meio que fazendo um tour pela cidade já conhecida, e comendo o meu tão sonhado doce.

Apesar de ainda estar frio, eu sentia o sol e a brisa fazendo-me sentir incrivelmente bem e leve. Sentia paz.

Até eu ouvir murmúrios e risadinhas vindas de um beco. Eu, curioso que sou, parei de andar e estiquei minha cabeça para frente para então poder ver. E, pelos céus, eu não queria ter visto.

Guardei o grito, fiquei ereto e voltei de onde tinha vindo com o choro entalado na garganta.

Agora, andando para lá e para cá no meu serviço, tento tirar isso da minha cabeça. Faço minhas coisas mal e porcamente por conta da imagem dele sorrindo e dela fazendo menção de se ajoelhar enquanto ele a olhava, não saindo da minha mente de jeito nenhum.

Acho que mais cedo eu estava animado por hoje ser o dia de ele vir me visitar no serviço, e lembro das vezes em que fiquei triste quando ele não aparecia por um imprevisto. Mas nunca quis tanto quanto hoje que ele não desse as caras.

Foi quando o tilintar dos sininhos da porta me tirou de meus devaneios. Era o garoto dos fios sortidos novamente. O tal Tae.

Não sei quantas vezes pensei que não o veria mais apenas ontem. É esquisito pensar tanto num garoto no qual eu só vi uma vez, e por poucos minutos, mas eu não sei o que está acontecendo comigo.

Eu senti as borboletas no estômago quando o vi – hoje não sendo diferente – e não sei exatamente o que isso significa, porque nunca aconteceu antes. Dizem que isso só acontece com quem você gosta, porém tenho que discordar, porque eu gosto do Hoseok e nunca aconteceu com ele.

Talvez eu não devesse nem pensar mais no Hoseok em alguém no qual eu goste depois do episódio de mais cedo.

Droga, eu tinha conseguido tirar ele da cabeça. Melhor eu focar no garoto novamente. Ele vai me fazer esquecer do Jung por pelo menos alguns minutos, já que o meu serviço não está dando conta do recado.

Ele se sentou no mesmo lugar de antes e logo estendeu a mão ao céu, mesmo de costas para mim. No momento em que fui dar o meu primeiro passo para ir até ele os sininhos tilintaram novamente, indicando que alguém havia entrado.

Não pude deixar de olhar para lá, dando de cara com um garoto sem remorso nenhum, sorrindo, e me dando um olá com um aceno de mão. Hoseok.


Notas Finais


ai, ai, Hoseokao, que decepção

comenta aí oq vc achou, eu vou responder, juro sjwnsjs :')

meu twitter se quiser me mandar algo, eu sou legal :v : @ e_yoonseok

até ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...