História One coffee and one love - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Personagens Originais, V
Tags Bts, Hoseok, Jhope, Jihope, Jimin, Taehyung, Vmin
Visualizações 21
Palavras 528
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


vai demorar pra sair o outro, gente, pq ainda tô organizando umas coisas. Contudo tenham um ótimo início de semana e uma semana próspera.

espero que gostem. desculpem os erros se acontecer, boa leitura e até as notas finais ♥

Capítulo 6 - Chapter five


O Jung se sentou e eu ainda estava em estado de choque.

O que eu vou fazer?

Eu não quero falar com ele porque ou eu vou começar a chorar, ou eu vou o bater, ou os dois ao mesmo tempo.

O garoto dos fios sortidos levantou a mão mais uma vez e pude ver o Jonas ir ao seu encontro, deixando Hoseok para mim. 

Fiz minhas pernas andarem porque caso contrário eu estaria em maus lençóis, caminhando rapidamente ao seu encontro, o que fez o mesmo ficar confuso. Mas não parando de andar. Jonas olhou para Hoseok como se quisesse confirmar para si que não tinha visto coisas, e ficou mais confuso ainda quando teve certeza que era Hoseok e eu não estava indo até lá todo saltitante, e sim fugindo com o semblante apavorado.

Passei pela mesa do garoto e encontrei com Jonas logo em seguida.

– Me livra dessa – pedi, desesperado, com os dentes trincados. 

Jonas não disse nada, mesmo estando evidente em sua expressão que ele não estava entendendo nada, mas assentiu e foi atender Hoseok, deixando o garoto dos fios sortidos para mim.

Suspirei aliviado e virei-me para a mesa do garoto.

– Bom dia, já escolheu o que vai pedir? – perguntei, entregando o cardápio.

– Ainda não – lançou-me um sorriso quadrado, pegando-o.

Por alguns segundos consegui esquecer que Hoseok ainda permanecia ali e que havia me traído, apenas com aquele sorriso.

– Posso perguntar-lhe uma coisa? 

Espera, o quê? Por que eu perguntei isso?

Eu nunca fui de me meter na vida dos meus clientes, e não seria diferente agora, mas as palavras simplesmente quiseram sair e saíram sem permissão.

Ele levantou os seus olhos analisadores do cardápio para analisar o meu rosto que com certeza estava vermelho pelo modo como senti minhas bochechas queimando.

Eu ia pedir desculpas por me intrometer, mas ele abriu a boca e eu não quis interromper.

– Pode – respondeu, ainda me analisando. 

Já que eu estava aqui, não iria dar para trás.

– Qual seu nome? – eu estava morrendo de vergonha.

Ele sorriu.

– Taehyung, por quê? 

Comecei a suar frio.

– Nada, eu não sei porque perguntei. Isso não vai se repetir, me desculpa.

Ele sorriu daquele jeito de novo. 

– Eu não mereço saber o seu? 

Assenti, respondendo:

– Jimin, Park Jimin. 

– Prazer, Jimin, Park Jimin. 

Sorri sem jeito.

– Prazer – respondi.

E levantei o olhar do seu para Hoseok que por um acaso observava toda a cena. Fechei o sorriso e senti vontade de chorar novamente, lembrando do ocorrido mais uma vez.

Ele me fuzilou com o olhar, me fazendo estremecer, mesmo que quem devesse ficar bravo aqui fosse eu.

Taehyung desviou o seu olhar de mim para observar o cardápio, sério também.

Senti o clima ficar pesado. Ou fosse eu que estivesse tenso por não querer que o Hoseok dissesse alguma merda para Taehyung, já que esse idiota é do tipo ciumento.

Mas logo que Taehyung terminou de fazer o seu pedido, Hoseok apareceu e fez questão de me fazer sentir raiva, vergonha e vontade de o bater, tudo ao mesmo tempo, em uma fração de segundo:

– Estou atrapalhando alguma coisa? Ele é meu namorado.

Meu coração errou no peito e fiquei paralisado, observando Hoseok encarando Taehyung, e Taehyung o olhando como se o outro fosse louco.

– Como é?


Notas Finais


comenta aí oq vc achou, é importante pra mim ♥🤗

meu twitter se vc quiser me mandar algo legal, ou não: @ e_yoonseok

até mais ♥ tentarei atualizar o mais rápido possível ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...