História One Day - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Justin Bieber
Personagens Ariana Grande, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Ari, Ariana Grande, Jariana, Justin Bieber, One Day, Romance
Visualizações 32
Palavras 1.400
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 20 - Um milhão de pedaços


Fanfic / Fanfiction One Day - Capítulo 20 - Um milhão de pedaços

4 MESES DEPOIS.. 22 DE NOVEMBRO. FLÓRIDA U.S.A

Eu com certeza nunca imaginaria minha mãe daquele jeito, ela estava linda naquele vestido de seda branco, na altura dos joelhos, por mais simples que fosse.. Também nunca imaginaria ela casando de novo, mas então o grande dia chegou. Hoje seria sem dúvida alguma, o dia mais importante da vida dela e eu só podia dar apoio. Ela escolheu casar só no civil, o Justin e eu seriamos os padrinhos da minha mãe, e os do Harry seriam os sobrinhos dele. A Naty também não podia perder aquilo por nada então todos nós iriamos ao cartório.


-Como estou? Vocês acham que é simples demais? Ou exagerado demais? -Minha mãe tagarelava isso de cinco em cinco minutos

-Tia, a senhora ta maravilhosa -Naty falou mais uma vez enquanto acariciava a barriga que já dava seu sinal de volume

-Mãe, fica quieta senão eu não consigo acabar de fazer sua maquiagem -Eu já estava dando os últimos retoques

-Vocês já estão prontas? -O Justin entra no quarto e ficou boquiaberto quando olhou pra minha mãe -Jesus, eu tenho a sogra mais linda desse mundo

-Mel, nunca acabe com o Justin porque eu preciso de alguém pra alimentar o meu ego -minha mãe falou sorrindo -Obrigada! E sim, estamos prontas. Onde está o Harry?

-Te esperando na sala -Justin estendeu o braço pra ela e a ajudou a descer

Chegamos na sala o Harry estava lindo como sempre esperando minha mãe, parecia mais aqueles casais de Hollywood, eles se abraçaram e fomos para o cartório. O casamento foi lindo e quando acabou fomos na casa do Harry porque ele fez uma festinha para os amigos e família.

Eu estava com o Justin e o Ryan conversando e esperando a Naty que tinha ido buscar alguns canapés já que ela vive com fome vinte e quatro horas.


-Esse dia não podia ser melhor -falei enquanto olhava a minha mãe, ela estava quase sendo radioativa de tão feliz que estava

-Vai ficar melhor mais tarde -Justin sussurrou no meu ouvido, mais safado do que nunca e eu gargalhei

Vi a Nataly chegar com um prato cheio de comida e tive a leve impressão de que a barriga dela só estava grande porque ela não para de comer


-Mel, vem cá rapidinho -cheguei perto dela e ela falou baixinho -Não tô querendo fazer confusão, mas você reparou que a tal sobrinha do Harry não para de olhar pro Justin? -virei pra olhar super discretamente, só que não e ela desviou o olhar, olhei pra Naty e dei de ombros

-Nós estamos bem, e você sabe que o Justin não é de dar atenção pra essas meninas -ela assentiu

-Amiga, tá afim de dançar?

-Claro, vai lá colocar uma música -falei e ela saiu animada -amor, vou dançar com a Naty -falei dando um beijo nele

-Tá.. Mel, eu tô sentindo algo estranho, como um mal pressentimento. -fez careta

-Não deve ser nada. Se não passar você me chama e a gente vai pra casa, tá bem?

-Tá certo -ele me beijou -dança bem bonito porque eu vou estar aqui olhando -ele sorriu e eu fui atrás da Naty

Dançamos tanto que eu já não estava mais aguentando ficar de salto, então tirei e fui procurar o Justin. Perguntei a algumas pessoas se tinham visto ele e um garotinho me respondeu que viu ele subindo, agradeci e fui atrás dele, abri a porta de uns três quartos e nada do Justin, ouvi vozes em um dos quartos e fui me aproximando, a porta estava entre aberta e quando olhei foi como se meu mundo tivesse caindo aos pedaços.

O Justin estava com aquela tal de Julie, os dois deitados na cama, ele por cima dela e eles estavam se beijando. Prendi o choro e desci as escadas rápido antes que eu começasse a chorar e achei a Naty


-Amiga, você pode me emprestar a chave da sua casa? -Falei tentando me acalmar, mas por dentro eu estava a ponto de explodir

-Claro, aconteceu alguma coisa? -ela perguntou pegando a chave na sua bolsinha

-Não posso explicar agora. Me promete uma coisa, se o Justin perguntar por mim diga que não sabe aonde estou. Você pode fazer isso por mim?

-Sim, mas porque não pode explicar? O Justin fez alguma coisa? -cada vez que eu ouvia o nome dele era como uma facada no meu peito. Estava queimando por dentro, doia muito

-Depois te ligo e conto tudo, mas não fala pra ele que me viu. Diz pra minha mãe não ficar preocupada, tá? Eu te amo -abracei ela e sai rápido, peguei o carro da minha mãe e dirigi até em casa

Não consegui controlar, as lágrimas rolavam pelo meu rosto sem esforço algum e eu só consegui lembra de Isabela, só ela podia me tirar daqui o mais rápido possível. Liguei pra ela enquanto jogava todas as minhas roupas dentro da mala e ela logo atendeu


-Oi Mel -ela falou feliz, devia ter falado com o Chaz a pouco

-A viagem a trabalho ainda está de pé ou já mandou outra pessoa no meu lugar?

-Ainda está de pé, mas porque você quer ir? Aconteceu alguma coisa? -falou preocupada

-Não aconteceu nada, tem como eu viajar ainda hoje?

-Claro, vou preparar tudo pra você. Vou te buscar em menos de uma hora

-Vou estar na casa da Naty, obrigada!

Peguei só o necessário e escrevi um bilhete para minha mãe:
Mãe, não se preocupe comigo, estou bem, mas não posso estar ai, meu coração está em um milhão de pedaços e só o tempo pode curar, vou te ligar pra dar noticias em breve. Eu te amo muito e desejo que seu casamento seja muito feliz. Não me deixe estragar sua noite. XOXO

Fui para a casa da Naty e fiquei esperando Isabela chegar. As lembranças do que eu vi ainda não saiam da minha cabeça. Vê-lo beija-la e imaginar eles se tocando só piorava minha situação. Eu realmente nunca achei que isso ia acontecer, não de novo.. nem sei se posso acreditar que tudo que ele me disse na vez que ele beijou a Caitlin era verdade, não sei se ele me amava ou só mentia pra mim. E o pior de tudo é saber que eu amo ele e que talvez até perdoaria tudo isso, por isso queria ir o mais longe possível pra não correr o risco de perdoa-lo e continuar sendo a pessoa que ele jura amar e depois trai.

Eu estava sentindo algo que eu não desejaria nem ao meu pior inimigo, porque nenhuma pessoa merece ser traída, ainda mais dessa forma, num dos dias mais importantes pra você. Eu estava tão pasma que não conseguia acreditar no que os meus próprios olhos viram e só conseguia chorar.

Bela chegou logo, graças a Deus, eu estava a ponto de fazer uma loucura, deixei a chave da Naty embaixo do vasinho na frente da casa dele e entrei no carro junto com as minhas malas.


-Vai me contar agora oque aconteceu?

-Eu vi o Justin com outra -falei limpando meu rosto com as mãos -Para onde eu vou?

-França -ela falou e não quis tocar no assunto dele

-Ótimo, foi o mais longe que conseguiu Bela?

-Sim, sua mãe casou né? Nem imagino o quão feliz ela está -ela mudou de assunto

-É, e eu vou conseguir estragar isso.. -meu celular tocou e era a Naty -Oi

-Tá todo mundo te procurando, oque eu faço?

-Fala pra minha mãe que eu estou bem e que já ligo pra ela

-Você estava chorando? Melissa, eu estou preocupada, oque aconteceu?

-Sabe a sobrinha do Harry? Então, eu vi ela e o Justin. Por favor não faz escandalo ai, eu estou bem

-É dessa vez que eu castro esse filho da puta.. perai, você está no carro? Pra onde está indo?

-Pra bem longe, cuide do meu sobrinho. Eu amo você

-Eu também te amo, mas Melis..-desliguei o celular ou ela ia me convencer de ficar

Me despedi de Bela quando o voo chegou e quase implorei pra ela não deixar o Justin saber onde eu estava e explicar isso pra Naty também, eu não queria que ele tentasse me convencer de que eu estava errada e que ele me amava, porque eu não acreditava mais nisso.

Pra falar a verdade, acho que ele nunca me amou.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...