História One Heart - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Exibições 69
Palavras 1.168
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Lembrando aqui. Que são dramas de adolescentes então nem tudo aqui é conto de fadas estou dizendo isso porque está chegando a hora de um momento mais Camren em breve e não vai ser um conto de fadas. Vai ser retratada o real da coisa, a primeira vez nem sempre é tão boa. Então aguardem.
Não matem a Vero, capítulo humorzinho e uma mensagem que irá abalar as estruturas.

Capítulo 11 - Revival


Harry Styles On.

- O que está acontecendo ali? - Ally disse chamando minha atenção.

- Acho que é uma briga - Louis disse com uma voz suave bebericando sua cerveja.

Ok, Harry para de ficar analisando ele.

Estávamos parando e Ally foi com Louis perto do grande balcão de bebidas onde havia uma menina caída ao chão e uma loira debochando.

Meu Deus.

- Verônica o que aconteceu? - Ally disse suave chamando a atenção da mesma que estava estática. Louis cavalheiro segurou Lucy em seus braços e foi levando para fora.

- Que caralhos! - gritei dando um simples tapa na cara de Vero que me olhou furiosa - Não da para deixar as crianças sozinhas não? Porra...

- Ela...ela está bem? - ela disse pegando sua carteira do balcão e andando junto com Ally - Ela teve a porra de ataque de ciúmes 

- Vero o que aprontou dessa vez? - Ally disse passando por um lugar menos vazio.

Vi Dinah junto com um cara.

- Senhor é a Dinah! - Ally gritou indo ao seu encontro. Verônica cambaleou e caiu.

- Vero desculpa, espera aí - disse correndo para perto de Dinah que brigava com um cara.

- Acabou Siope - Dinah gritou fazendo algumas pessoas a olharem confusas e umas continuarem dançando.

- Você é uma vagabunda, o que faz aqui? - ele disse a empurrando e Normani entrou na frente.

- Ou, chega! - gritei o tirando de cima de Dinah e alguns seguranças já vinham atrás da gente.

Play

S&M - Rihanna

O som deixava tudo mais abafada e alto.

- Você tá com esse cara Jane? - ele gritou me empurrando.

- Você que me deve explicações! - ela gritou apontando o dedo na cara dele - Deveria está em Miami!

Gritou e Normani a segurou o mesmo voou para cima de Dinah quase a acertando em um soco. Eu o dei um soco e ele me olhou espantado.

- Isso dói - disse massageando meu punho. E Ally riu

Normani puxou Dinah que chorava espantada para fora. E eu saí com Ally logo atrás.

Chegamos do lado de fora, e o frio nos pegou rapidamente, Louis estava parado na porta de um táxi com Lucy lá dentro meio grogre.

- Meu deus! A Verônica - gritei 

- Tô aqui seu viado! - ela gritou quase caindo mais Ally ajudou jogando a dentro do táxi.

O motorista nos encarou. Normani sentou na frente. E ficamos atrás com Lucy no colo de Dinah, Ally e Vero e eu e Louis um do lado do outro. Se a situação não fosse tão ridícula poderia tirar uma casquinha.

- Lou acha melhor não levarmos ela ao hospital? - Ally disse ao lado de Louis.

O motorista nos encarou pelo retrovisor.

- Não precisa não. - ele disse rapidamente - Ela precisa de um bom banho, uma aspirina para a dor.

Ele sorriu, Deus...É que sorriso.

- Ah, estou completando minha faculdade de Medicina - ele disse sorrindo.

Lauren Jauregui On

- Aceito meu amor - ela gritou subindo em meu colo me abraçando em seguida - Claro que eu aceito.

A tamanha felicidade que me preencheu foi a melhor coisa em toda minha vida.

Camila era minha, e eu era apenas dela.

Play. Sail - Awolnation

Ela sorriu depositando um beijo em meus lábios, nesse momento meu coração acelerou.

Imagine, Camila em cima de você com aquele sorriso maravilhoso, seu cabelo caindo em suas costas e algumas mechas em seu rosto. Afastei colocando atrás de sua orelha ela me fitou.

- Camila...- disse no mesmo momento ela me jogou no colchão sorrindo maldosa. Oh deus, eu estava ficando excitada e ela sorria. Ainda montada em mim. Eu apertei suas costas a fazendo suspirar.

- Lauren, Lauren...- ela sorriu dizendo um pouco sensualmente.

Cadê aquela menina calma, doce e sem nenhum brilho de ousadia.

A fitei e a puxei para um beijo. Ela puxou meu cabelo e seus olhos castanhos tinham uma tonalidade escura de desejo misturado com perversidade.

- Cristo...-murmurei quando a mesma desceu seus beijos pelo meu pescoço massageando levemente meu abdômen, chegando aos meus seios. - Camila do céu!

- Shh...- ela disse me dando um beijo rápido - Quietinha...

Ela esfregou sua intimidade na minha com bastante força fazendo-me gemer. A puxei pelas costas virando nossas posições.

- Não brinque comigo Karla - sorri passando minha mão levemente por debaixo de sua baby doll chegando ao seu seus seio - Não ouse.

Arrancei sua blusa, a olhando vendo a mesma me encarando. Deus, e que visão deliciosa! Ela estava sem seu sutiã dando-me visão de seios médios mais maravilhosos, com auréolas rosadas dando-me vontade de colocar a boca. E foi o que fiz.

Beijei seu sério esquerdo com a minha outra mão massageando o direito.

- Laur...- gemeu me olhando com desejo.

É não tinha ideia certa do que fazer, mais antes minha curiosidade foi perdida em algum vídeo que meu primo mostrará quando eu tinha 16 anos.

Suguei seu seio, dando leve mordidas a fazendo dar alguns gemidos. Lambi em volta de sua auréola e coloquei toda a boca.

- Meu...Ah - ela gemeu - Continue...por favor.

Ela disse e levemente chupei aquele lugar tão maravilhoso, suspirando seu cheiro delicioso.

Desci levemente passando meu nariz por seu abdômen e continuei massageando seu seio.

Ela me olhou ferozmente por eu talvez ter parado. Ou talvez com tamanho desejo.

Meu celular apitou do lado com uma mensagem da minha mãe para Camila.

Estamos vendo alguns requisitos para seu casamento querida.

Não me abalei, continuei todo o trajeto parando em seu pequeno short de dormir e o tirei lentamente, me dando visão de uma lingerie vermelha rendada.

- Você me deixa louca Karla, louca! - exclamei quando a mesma segurou levemente em meu cabelo.

Ela estava vermelha talvez pela vergonha.

A porta bateu altamente me fazendo pular e Camila deitar rapidamente sobre o grande cobertor.

Puta que pariu!

- Vocês estavam transando? - Dinah gritou.

- Hã... Não sua doida - disse rindo forçadamente. - Ela está dormindo...

Camila segurou o riso, só de imaginar a mesma apenas de calcinha debaixo do grande cobertor...Meu Deus!

- Hum, sei...- ela semicerrou os olhos vindo em minha direção. Mais seu trajeto foi parado quando Verônica entrou se jogando em sua cama e Lucy cair sentada ao chão.

- Grande mulher você é Iglesias - Normani gritou jogando Lucy ao lado de Vero. Que resmungava algo

- Cade os outros? - disse ajeitando o cabelo.

- Uma longa história - Dinah abrindo a porta para Normani - Amanhã explico.

- Boa noite meninas - ela disse saindo mais antes parou na porta olhando para mim - Boa noite Camila, desculpe atrapalhar o sexo de vocês - ela disse rindo e eu arregalei os olhos. Dinah fechou a porta. 

- Credo - ela disse se jogando na cama.

- Vero? Lucy? - disse alto mais as duas estavam mortas.

- Ok, dormiram - Dinah disse - Boa noite sapatonas eu amo vocês.

- Também te amamos - Camila disse alto rindo.

Engatinhei pela cama deitando ao lado de Camila e ela sorriu. 

- A linda não tem mais cama né? - eu disse colocando a mão na sua cintura.

- Não - riu pressionando sua bunda em minha intimidade, que me deu um delicioso choque.

- Você não vão se vestir? - disse rindo.

- Não...- disse suavemente - Aguente baby.

Por Deus...




Notas Finais


Orra pesado? Hahahahhaa
Beijos e comentem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...