História One idiot that I love - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Hayes Grier, Magcon, Nash Grier
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Jacob Whitesides, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Personagens Originais, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Tags Cameron Dallas, Hayes Grier, Magcon, Musica, Nash Grier, Romance, Youtube
Exibições 88
Palavras 2.903
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi oi gente como eh q ta do lado dai?
eu sei, eu sei fiquei um longo tempo sem postar, me desculpem mesmo, minha escola esta muito mais muito complicada e eu estou me matando de estudar e acabou q eu não tive tempo de postar, mais eu to de volta e eh pra ficar!!!
E esse cap eh dedicado a Laís!!!!

Capítulo 17 - Depois da tempastade pode ter um arco iris


Fanfic / Fanfiction One idiot that I love - Capítulo 17 - Depois da tempastade pode ter um arco iris

Cap dedicada a minha querida leitora Laís <3

Bella on

 

Sem sobra de dúvida esse está sendo o melhor dia da minha vida, eu estou fazendo o que amo do lado das pessoas que eu gosto, tem coisa melhor? Sim tem! Conhecer aqueles que fazem você continuar postando os vídeos sem noção. Uma coisa que eu acabei percebendo de uns anos para cá, é que mesmo não querendo nós acabamos mudando a vida das pessoas que assistem a gente, e a melhor parte é ouvir as histórias dessas pessoas. 

Assim que saímos do palco começamos as conversar sobre o quão incrível tinha sido aquilo, ficamos uns cinco minutos parados olhando um para o outro, sorrindo...só sorrindo.

-Mal posso esperar para conhecer eles no meet and greet- Gabby disse, eu nunca a vi tão feliz dez da época que ela estava com o....Deve estar sendo muito difícil para ela, com todas estas coisas na cabeça, mas por agora ela esqueceu de tudo e voltou a ser forte e a sorrir. Fomos todos nos aproximando e demos um abraço em grupo.

Olhei em volta e percebi que o Hayes não estava conosco, olhei para trás e vi ele falando com o Bart, ou melhor o Bart estava brigando com ele, mais porque isso? Percebi que eles vinham em nossa direção e desviei o olhar.

 -Pessoal, desculpa atrapalhar mais vocês precisam ir para o MAG- Bart falou abrindo uma cortina preta de dava para uma sala enorme, ela tinha um corpete vermelho e na parede do fundo avia pôsteres com o símbolo da Magcon.

-Prazer meu nome é Dorot, e serei a fotografa da Magcon- Uma mulher de aparentemente 35 anos veio nos cumprimentar, ela tinha longos cabelos loiros e olhos azuis. -  Então vou explicar como vai funcionar, irá entrar uma Fã por vez, elas tiraram uma foto com cada um e uma com todos, os presentes que elas derem vocês podem me entregar que eu levo para vocês depois no quarto, okay?

-Okay mais quando elas chegam? – Matt disse comendo um sanduiche, pera onde ele arranjou? Eu to com fome

-AI MEU DEUS!!!

-Eu acho que já chegaram- Dorot falou indo pegar sua câmera

-Fica calma Laís, vai ficar tudo bem- Uma menina de cabelos pretos com mexas vermelhas disse tentando controlar a respiração de olhos fechados, Matt foi andando até ela e pegou em suas mãos.

-Oi você deve ser a Laís, eu sou o Matt- Na mesma hora ela abriu os olhos e pulou em cima dele

-Matt eu te amo te amo te amo!!!!- Ele começou a rodopiar pela sala com ela no colo, até que eles caíram e todo mundo começou a rir, mais não deles, e sim dá risada estranha que os dois tem.

-Isso foi mais divertido do que eu pensei –Ela disse ajudando ele a se levantar- Antes que eu me esqueça, Matt eu trousse isso para você, espero que goste- ela entregou uma fantasia de dinossauro roxo e os olhos dele começaram a brilhar.

-Meus Deus isso é incrível, eu amei muito obrigado Liz! – Ele a abraçou, e foi fofo já que ele é mais alto que ela, serio esse garoto é uma montanha comparado as pessoas que não são uma montanha

-Eu que agradeço por me fazer feliz

-awwwwnnnnn- Dissemos juntos o que fez a Laís corar um pouco.

Tiramos foto com ela e várias outras garotas (mais vale ressaltar que o Matt pegou o telefone da Liz, SAFRADO!!!!) ganhamos milhares de presentes e conhecemos cada um dos nossos fãs. Morta estou, mais graças a Deus vou dormir, porque amanhã o dia será longo.

(...)

Hotel, 20:30

-GABRIELA RIBEIRO ORLENS BRAGANÇA PEDRO PINTO, EU NÃO ACREDITO QUE VOCE FEZ ISSO!!!- Júlia saiu do banheiro com o secador na mão e cheia de talco na cara.

-Vingança!!!!- Gabby gritou enquanto pulava na cama, Minha irmã revirou os olhos e foi novamente para o chuveiro. Olhei as horas e como sempre estou atrasada para me arrumar, conhecendo os meninos se eu não me apreçar é capas de irem para balada e me deixar aqui.

Fui até minha mala e peguei minhas roupas e maquiagem, coloquei um vestido preto de mangas compridas com as costas abertas, fiz um olho preto bem esfumado e coloquei um batom vermelho escuro, e é claro um salto fechado preto.

- To pronta! – Minha irmã falou saindo do banheiro

- Então vomo, se não os meninos deixam a gente aqui – Lox disse se levantando, fomos em direção ao saguão

-Até que enfim pensei que íamos mofar aqui –Taylor falou tirando risadas dos outros

-Querido nós não acordamos assim, então o mínimo que vocês podiam ter é consideração e para de viadagem- Gabby disse enquanto ia em direção a porta de saia

-Você podia ter dormido sem essa – Carter falou dando dois tapinhas em suas costas

-E você podia calar a boca – Taylor disse irritadinho

-Então podemos ir agora? – perguntei e todos fomos para a Van que irá nos levar para o Balada

Assim que entrei pude sentir o cheiro de álcool e suor que aquele lugar exala, olhei para trás e percebi que todos tinham sumido, ótimo to sozinha. Fui em direção ao bar, pedi um suco.

-Bella?- Escutei uma voz atrás de mim

- Brooklyn? Nossa o que você está fazendo aqui? - Falei dando um abraço apertado no mesmo

-Acredite ou não, mais é muito chato ficar perto de modelos principalmente as da minha mãe – disse revirando os olhos, o que fez eu rir e ele me encarar com um sorriso bobo no rosto

-E você? o que faz sozinha aqui?

-Bem eu vim com meus amigos, mas infelizmente eles me abandonaram e eu não acho eles em lugar nem um – Disse com um tom sarcástico

-Então eu com um nobre cavaleiro tenho o dever de ajudar um formosa donzela indefesa a achar seus companheiros – Disse fazendo uma reverencia e me oferecendo sua mão

Revirei os olhos com aquela brincadeira e fui andando em sua frente. As pessoas que estavam dançando esbarravam toda hora em mim, de tão bêbadas que deviam estar nem perceberam. Andamos praticamente a Balada inteira mais nem sinal da turminha do barulho

-Bella, não olhamos na aria Vip- Brooklyn disse no meu ouvido por conta da música alta, o que me causou um arrepio na nuca.

-O-Okay eu acho que é pôr ali- Droga Bella, você tinha que gaguejar

Fomos andando por um corredor escuro com luzes vermelhas até uma outra aria perecida com a que estávamos antes.

-Vamos nos separar e seu achar eles eu te chamo- Ele disse e eu assenti

Fui andando em direção aso banheiros, conhecendo a minha irmã com certeza ela deve estar passando mais uma camada do seu batom. Entrei no corredor vazio e vi duas pessoas se beijando, cheguei mais perto, e reconheci uma delas...Hayes.

Meus pês não se moviam eu estava parada olhando aquela cena, meus olhos começaram a arder e as lagrimas a descer, dei meia volta e sai correndo daquele lugar. Ouvi meu nome ser chamado algumas vezes, nem me dei o trabalho de ver que era, só continuei correndo em direção a porta.

Sai pela porta da frente e percebi que os seguranças e algumas pessoas que estavam do lado de fora me olhavam com pena e curiosidade. Me sentei na sarjeta e comecei a desabar em lagrimas, como eu fui tão idiota ao ponto de pensar que ele realmente gostava de mim? Senti alguém me abraçar, nem olhei para que era só retribui, coloquei a cabeça na curvatura de seu pescoço e inalei seu perfume.

-Bella o que aconteceu? Porque saio correndo?

- Brooklyn...Como eu pude ser tão ingênua?

 -Vai ficar tudo bem

-Não, não vai! Eu gostava dele, eu vi ele com outra e terei que olhar todos os dias para cara desse idiota como se nada tivesse acontecido- Disse um pouco alto demais e acabei chamando mais atenção das pessoas que estavam em volta.

-Vai por mim eu sei como você se sente, é horrível, mas agora você precisa descansar e pensar um pouco, vem vamos para minha casa

-Que? Não eu tenho que volta para o hotel e tem a minha irmã...

-O melhor que você pode fazer agora e se distanciar dele, pensar um pouco

-Okay então você venceu, mais meu voo sai amanhã as 18:00- Me levantei do chão e fomos em direção ao carro dele. O caminho foi silencioso, fiquei com minha cabeça o tempo inteiro encostada no vidro. Percebi que o carro avia parado, olhei pela janela e vi uma casa enorme.

- Gostei da sua casinha- disse em um tom irônico

-Não é minha, é dos meus pais, na verdade é alugada- falou trancando o carro

-Droga seus pais, eu não devia ter aceitado o convite, acho melhor eu ir em bora- Fui andando na direção que viemos, até que senti uma mão segurando meu braço.

-Por favor Bella fica, meus pais nem estão em casa, eles trabalham tanto que esquecem dos filhos e é horrível ficar sozinho nessa casa enorme- Assenti e fomos andando em direção a porta de entrada.

Quando entrei minha boca se abriu em um perfeito O.A casa é enorme, e não vou me surpreender se me prender aqui dentro, eu olhava para os lados reparando em cada detalhe, Brooklyn segura na minha mão e me leva para o segundo andar, passamos por um corredor com milhares de portas e entramos na 2 a direita.

Seu quarto é como de qualquer garoto comum, roupas jogados no chão, cama desarrumada e algumas fotos penduradas na parede, me aproximei para observa-las melhor, e uma me chamou atenção, nela tinha Brooklyn abraçando a cintura de um uma garota, eles pareciam felizes, como se não se importassem com as coisas a sua volta.

-Bella- me virei vendo ele com uma muda de roupas em suas mãos – Eu peguei isso para você- Pegue as roupas e fui para o banheiro, tomei um banho rápido e vesti a roupa, era uma blusa dos Ramones e uma cueca box da Calvin Klein, sai do banheiro e ele começou a me encarar.

-Você...Tá linda- Corei violentamente e escondi meu rosto com as mãos, me deitei ao seu lado de costas para o mesmo-Então eu tava pensando, amanhã eu preciso encontrar minha mãe e eu queria saber se você pode ir junto comigo? Depois podíamos tomar um sorvete ou sei lá.

-Eu aceito seu convite, será uma honra sua majestade –Disse ficando de frente para ele, que sorriu

-Boa noite Princesa Bella

-Boa noite Príncipe Brooklyn

(...)

Comecei a sentir alguém fazendo cafune em meus cabelos, fui abrindo meus olhos devagar e tive a visão Brooklyn com os cabelos bagunçados olhando para janela. Ele me olhou e sorriu

-Bom dia Bella –Me levantei da cama e fiquei ao seu lado

-Bom dia sua alteza- Fiz uma reverencia segurando na borda da blusa, o que fez ele dar um leve riso

-Não sei você mais eu estou morrendo de fome- Ele se levantou da cama e pude perceber seu corpo definido

-E-E-Eu gostei...Quer disser eu também- Eu sempre tenho que passar vergonha, SERIO DEUS!!!

-Então só tem um probleminha

-Qual? ...

-A empregada tá de folga e eu não sei nem fazer macarrão instantâneo

-Relaxa meu amor aqui é Masterchef- Dei um beijo no meu ombro e joguei meu cabelo para o lado, fomos até a cozinha e comecei a fazer as panquecas/ ensinar o Brooklyn a faze-las. Fora as duas que ele derrubou no chão e o café que ele deixou queimar, ele é um ótimo chefe.

Começamos a conversar coisas aleatórias, eu contei as vergonhas que as meninas me fazem passar e ele os desastres das reuniões familiares de fim de ano.      

- Daí o Romeu tinha sumido, ficamos meia hora procurando ele. Só que a peste tava na cozinha comendo bolo

-Meu deus, eu preciso conhecer seus irmãos eles são os maiores Trolls que eu já vi

-E na ação de graças...- O celular dele começou a tocar, quando viu que ligava soltou um sorriso de lado- Oi mãe... Desculpa eu perdi a noção da hora...Okay, chego ai em 20 minutos tchau- Ele desligou o celular e pôs de volta no bolço-Bella, a gente precisa ir, eu vou te emprestar uma roupa minha

-Não vai dar muito certo eu usando suas roupas

-Por isso mesmo que você vai escolher, por que se eu te arrumar é capaz de você sair daqui com calças Swag e um topete com gel- Comecei a rir imaginando a cena e ele a rir da minha risada.

Subimos para o seu quarto novamente, fui em direção ao seu closet e a mexer nas roupas, coloquei uma blusa do Chicago e um boné da Obey preto, fui até um espelho e calcei meu salto, até que eu fico bem de Swag.

-Bookleyn onde vamos encontrar sua mãe? – Disse siando de dentro do closet e vendo o mesmo sentado na cama

-Na filial da empresa dela, mas vamos lago que já estamos atrasados! - Assenti e o segui até o primeiro andar da casa.

Fomos até a garagem e entramos no mesmo carro de ontem, uma BMW preta. Fomos o caminho inteiro cantando as músicas da Katy Perry e gravando Snps. O carro parou em frente a um prédio enorme, déssemos do carro e entramos.

-Bom dia senhor Bookleyn

-Bom dia Ashely- Ele cumprimentou a recepcionista, que parecia uma daquelas modelos super famosas, comecei a reparar nas mulheres que andavam apressadamente por nossa volta, e todas ela era do “Padram de modelos norte americanas”. Entramos no elevador e nele tinha uma pequena televisão que passava vídeos da modelos da Victoria Secret, mas pera....

-Sua mãe é dona da Victoria Secret?

-É! Você não sabia? - balancei a cabeça negando, e as portas do elevador se abriram mostrando várias modelos de Langeri tirando fotos e conversando, olhei para Brook e ele parecia estar acostumado a ver tudo aquilo.

-Olha só quem veio ver a namorada! – Nos dois viramos para trás e vimos uma garota linda, sabe aquelas com corpo de modelo, cabelos loios ondulados e grandes olhos azuis, então é ela

-Barbara eu não sou e nunca mais vou ser seu namorado, é difícil isso entrar na sua cabecinha oca? - Ai, essa doeu até em mim. Ela fechou a cara e veio mais perto de nós, me olhou de cima abaixo e deu um sorriso debochado.

-Querido, eu devo lê informar que você perdeu o bom gosto depois que terminou comigo, porque sério, eu não sabia que você anda procurando namoradas na favel...

-Barbara você não tinha um ensaio de fotos para fazer agora? -  Uma moça muito bonita falou fazendo uma cara de debochada para a garota. Barbara empinou o nariz de saio rebolando aquela bundinha murcha dela, prevejo graves problemas no futuro.

-Porque você não manda ela embora logo?

-Sabe que não é tão fácil assim Boo, mas então, não vai me apresentar a essa jovem?

-Ata, Okay ehhh... Mãe essa é Bella e Bella essa é minha mãe Victoria

-Oi, prazer em te conhecer- Estendi minha mão para ela, que pegou e me puxou para um abraço

-O prazer é todo meu Bella, agora me diga tudo sobre você! - ela nos separou do abraço e ficou me encarando  

-Mãe!

-AI menino para de ser chato! Vai lá fazer alguma coisa que eu quero falar com ela- Brookleyn revirou os olhos e foi sentar em um banco próximo aos fotógrafos.

Ficamos conversando sobre várias coisa, Victoria é realmente uma mulher incrível, ela sempre tá se esforçando para ser a melhor mãe do mundo, faz todos os agrados dos filhos, igual a minha. Ela também me falou que gostaria que eu fosse a modelo nova dela, cara eu não sei, meu corpo não chega nem perto do dessas garotas e além do mais eu teria que andar por uma passarela só de calcinha e sutiã com todo mundo olhando pra mim, daí eu vou cair do palco bater a cabeça, estragar tudo, ser processada pela Victoria.... Tá talvez eu esteja sento um pouco pessimista, mais só um pouco. Peguei meu celular para ver a horas e eu to realmente muito atrasada se eu não correr perco o avião.   

-Vic, nossa conversa tá muito boa mais eu tenho um avião pra pegar- Disse me despedindo com um beijo em sua bochecha, sentiu a intimidade?

-Tudo bem, mais foi um prazer enorme te conhecer garota e eu quero logo sua resposta!

-Okay vou pensar um pouco e depois respondo, tchau- Eu e Book saímos correndo da empresa e fomos direto para o hotel, o Flash deve estar sentindo inveja da gente essa hora, chagamos em menos de 15 minutos no saguão.

-Então NOIS SE VÊ POR AI...  – Cantarolei fazendo uma dancinha ridícula que fez o mesmo gargalhar, fui dar um beijo de despedida mas ele virou o rosto e acabou virando um selinho demorado.

-Nois se vê por ai Bella- Ele simplesmente se virou e me deixou lá com um sorriso bobo no rosto. Me virei e vi a trupe toda de plateia com cara de taxo, olhei de relance e percebi um olhar de raiva vindo do Hayes.

-Olha quando eu disse que ela desistiu de ser freira não achei que ela levaria não a sério- Ignorei o comentário da Gabby e subi para o quarto para pegar as minhas mala, a noite vai ser longa.


Notas Finais


Espero q tenham gostado, COMENTEM BASTANTE PLSSSSSS

Gente criei um blog, sim eu tenho um blog.Eu vou falar nele sobre varias coisa e ainda vou dar uns Spoilers dos próximos caps

Meu Blog-http://justatumblrgirlbyjuliacren.blogspot.com.br/

BEIJO DA BUNDA E ATE A PRÓXIMA!!!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...