História One In A Million - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens Jackson, JB
Tags Bambam, Jackbum, Jackson, Jaebum, Jinyoung, Jjp, Mark, Youngjae, Yugbam, Yugyeon
Visualizações 23
Palavras 1.552
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - *Tudo Culpa Deles*


Fanfic / Fanfiction One In A Million - Capítulo 2 - *Tudo Culpa Deles*

Acordei desnorteado no chão da sala da casa do Mark, minha cabeça parecia que ia explodir e aquele enjoo desgraçado da ressaca de ontem a noite mas continuei deitado la com a mínima vontade de levantar, eu poderia ficar ali o dia inteiro atirado no chão pois os pais do Mark estavam no Brasil para tirar férias, me virei para um lado e abri os olhos lentamente mas não vi nem uma cara conhecia ao meu redor, virei-me para o outro lado da sala e dei de cara com roupas e sapatos atirados no chão, então levantei lentamente com uma dor horrível nas costas e pernas, passei a mão pelo cabelo pra tentar arrumar aquele ninho, respirei fundo parei e olhei para os lados....  o silêncio tava estranho de mais , andei pela casa inteira e não achei nem uma alma se quer la dentro mas não me preocupei e fui direto pro banho tirar aquele cheiro de Vodka e Cerveja. 

Depois do meu banho vesti a primeira coisa que vi (uma regata preta com um calção azul marinho que peguei das coisas do yug) com minha barriga roncando de fome fui para cozinha ver se tinha algo para mim comer, mas não tinha nada la, o Mark e o Yug não sabem cozinhar e não vou  comer aquela coisa nojenta que o Youngjae fez,  bufei e fui para o quintal, vi que o dia estava tão lindo e quente, me sentei na cadeira de praia do Pai do Mark e fiquei observando as lindas flores que tinham la, minha única opção é esperar eles voltarem com comida, então fechei meus olhos e acabei adormecendo. 

- JACKSOOOON!!! -acordo num susto com o grito de Youngjae que me olhava fixamente. 

- Oque que foi dessa vez.. não posso nem relaxar em paz! -suspirei me levantando da cadeira com o coração na mão. 

- VAMOS RAPIDO QUE ESTAMOS ATRASADOS PARA NOSSO VOO!! -Youngjae saiu pegando algumas roupas que estavam atiradas no chão do quintal, corri para dentro e vi Mark carregando malas e mochilas para fora da casa e yug gritando para youngjae sair do quintal e ajuda-los com as coisas. 

- Jackson ja arrumou suas coisas certo? Então vá pegalas que o táxi ja chegou -Yug fala suspirando sem nem olhar para mim, eu fui para o quarto e peguei minhas coisas. Fui em direção ao táxi e coloquei as malas e mochilas, entrei e sentei no banco ao lado do motorista e os meninos já estavam dentro do carro. 

Chegamos ao aeroporto e corremos para não perdemos o voo, eu estava morrendo de fome, pois ainda não tinha comido nada. Entramos na classe Econômica e mal podia ver os meninos, nossos assentos eram separados e estava lotado de gente. Sentei na ponta da última fileira, ao meu lado tinha uma senhora gordinha de cabelos grisalhos que mal chegamos mas já estava dormindo, olhei para os lados e já estavam todos se acomodando nos seus lugares, e la estava eu novamente sozinho, num lugar cheio de pessoas estranhas e velhas, senti um mal estar naquele momento, odeio me sentir assim não posso conversar e nem me distrair com ninguém. 

Uma hora já tinha se passado e eu não conseguia dormir, me virei de um lado para o outro e o sono não vinha de jeito nenhum, minha barriga tava doendo de fome e eu estava enjoado da ressaca do outro dia, eu ja comecei a me sentir mal mas a viajem estava só no início. 

*JAEBUM*

- Min Yooh pegue uma água com gás e dois salgadinhos para mim -Bambam falou cruzando suas pernas e apontando para a moça morena alta de vestido vermelho na sua frente, pegou uma revista que estava numa mesa ao lado de seu assento e me entregou. 

- Jinyoung venha ver suas fotos nessa Revista, pegaram seu melhor ângulo kkkk -falei rindo o mais alto que podia, Jinyoung que estava na minha frente levantou-se de seu lugar e veio em minha direção sorrindo ironicamente. 

- Você só está com inveja que eu apareci na primeira página e você não... não se preocupa que na próxima temporada que nós voltaremos para Los Angeles vão conseguir tirar boas fotos suas...  -falou pegando a revista de minhas mãos e rindo da minha cara, olhei para ele e dei um soco em sua barriga, levantei rindo olhei ao redor e percebi que nos éramos os únicos na classe A do avião, fiquei por alguns  minuto olhando para aquele lugar vazio pensando como era chato viajar sem nosso time de Basebol. Mas uma mão leve e macia tocou  meu ombro fazendo eu despertar dos meus pensamentos. 

- Jaebum sua água está aqui, peguei especialmente para vc... -Min Yooh falou fazendo-me virar para ela. 

- Obrigado, mas não pedi nada para vc então va dormir que nossa viajem vai ser bem longa e cansativa -sai deixando-a parada sozinha, fui para meu lugar e sentei ao lado de Bambam olhando para ele como se precisasse de ajuda. 

- JB porque vc trouxe ela junto? -Bambam sussurra chegando perto de mim  -vc trata ela tão mal e mesmo assim ainda está aqui babando em cima de vc. 

- Eu não tive escolha... foi o pai dela que me pediu para deixar ela vir cmg -sussurrei de volta para ele- e vc sabe que tenho que fazer tudo que o pai dela me pedir, isso é para o bem do nosso Clube -bufei abrindo minha garrafa de água olhando diretamente para Jinyoung que já estava dormindo ao ler sua revista. 

- QUE DEUS ESTEJA COM VC MEU QUERIDO AMIGO... BOA SORTE! -Bambam diz batendo em meu braço e virando-se para dormir. 

- NÃO ME DEIXA AQUI SOZINHO COM ELA... BAMBAM!? OQ EU VOU FAZER? TENHO MEDO DO QUE ELA PODE FAZ... 

- Jaebuum! vc não confia em mim? Eu sou sua namorada... - gelei por um momento e virei lentamente, Min Yooh estava parada bem ao meu lado com um sorriso malicioso no rosto, meu coração parou e não sabia oq fazer. 

- M..mmass Min Yooh... você não é minha namorada e.. 

- NÃO SOU AINDA, tanto faz pra mim, vc sendo meu é oq conta.. -falou vindo em minha direção e sorrindo mas levantei num pulo. 

- Eu acho que b.. bebi água de mais, vou ali no banheiro e já volto -sai quase caindo deixando minha garrafa de água caída na mesa em frente a minha cadeira. 

*JACKSON* 

- moça pode me trazer uma garrafa de água por favor? -pedi a aeromoça ruiva de vestido azul que estava servindo doces e salgados aos passageiros. 

- claro, com gás ou sem? 

- Sem por favor... -acenei com a cabeça e fiquei me revirando para os lados, senti como se estivesse prestes a vomitar, meu enjoo estava cada vez pior. Botei minhas mãos na barriga e comecei a apertar forte, estava com tanta dor na barriga que quase chorei, a moça logo voltou com minha água sem gás. 

- Obrigado moça -agradeci com a cabeça. 

- Se precisar de mais alguma coisa é só apertar aqui -mostrou-me apontando para um botão vermelho ao lado da minha poltrona. 

- Tudo bem - falei com uma cara de choror, senti como se eu fosse morrer, e tudo isso é culpa dos idiotas ali, saíram sem me avisar e me deixaram em casa sem comida nenhuma... nem um remédio para enjoo. 

Abri a garrafa de água e tomei, fiquei sentando por alguns minutos, para ver se passava, então  virei para o lado na esperança de conseguir dormir, e dei de cara com uma das piores coisas que ja vi na minha vida a senhora de cabelos grisalhos estava roncando com a metade da sua chapa de fora e mais 2 litros de baba escorrendo por seu rosto, na quele mesmo momento dei um grito e coloquei as mãos na boca e senti a água voltando, virei para frente fechando meus olhos rapidamente tentei pensar em coisas doces e fofas para não vomitar ali mesmo e tentei tirar meu sinto mas aquela porcaria não tava abrindo,  apertei forte e consegui abrir levantei correndo e fui para o banheiro. 

Chegando la bati na porta e ninguém respondia, senti a água subir e descer, fechava meus olhos para não perder o controle e fiquei batendo na porta, ninguém respondeu então tentei abrir mas estava trancada, meus olhos se encheram de lágrimas e pensei que ia sair tudo ali mesmo mas olhei para o final no corredor onde estava e vi uma cortina vermelha, corri para lá atrás de um banheiro, acabei entrando numa sala vazia com poltronas vazias, corri mais ainda e mal consegui prestar atenção no local por que fechava meus olhos para me controlar. No final do corredor tinha uma porta branca que claramente percebi que era um banheiro então tentei abrir a porta mas percebi que estava trancada, bati na porta desesperadamente. 

- TEM AL... ALGUÉM AI? POR FAVOR ABRE A PORTA É UMA EMERGÊN.. NCIA!!!! -batia na porta com a mão esquerda, e com a direita sobre minha boca.

Ouvi um sussurro mas eu não aguentava mais segurar.. tirei a mão da boca e quando fui por tudo para fora a porta abriu fazendo com que eu vomitase em cima da pessoa que dali saiu. 

AAH MAIS QUE PORRA É ESSA????  






Notas Finais


Tentei 😅


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...