História One Last Night - Namjin (Jikook/Vhope) - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jin, Namjin, Namjoon
Exibições 621
Palavras 2.212
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Então meus amores, sobre a pergunta do último capítulo: eu gosto tanto de escrever hetero quanto gay, acho que como mulher é até mais fácil escrever hetero, mas como vcs estão pedindo lemon do otp eu decidi não fazer, até pq não custa nada fazer lemon ao invés de hentai. Então espero que gostem do cap de hoje! *-*

Nossa ficou bem grande dessa vez, não sei se isso é bom ou ruim, eu tava tentando manter uma média de mil palavras por cap, e esse ficou com mais ou menos duas mil e um pouquinho \(ºoº)/ espero que não se importem, beijinhos °3°

Capítulo 16 - Aonde estávamos?


Fanfic / Fanfiction One Last Night - Namjin (Jikook/Vhope) - Capítulo 16 - Aonde estávamos?

 

Ele sorriu, colando seus lábios rosados mais uma vez aos meus, finalmente quebrando a distância que havia entre nós.

 

~~NAMJOON´S POV~~

 

- Namjoon, eu juro, se você me magoar mais uma vez... - Ele cortou o beijo, hesitante.

 

Eu sorri de lado e coloquei uma mão em deu rosto, o trazendo para mais perto.

 

- Nem em um milhão de anos eu faria algo que me colocaria tão perto de te perder novamente. - Disse o beijando em seguida.

 

~~JIN'S POV~~

 

Eu não quero que esse momento acabe nunca. A cada segundo que eu passava com seus lábios colados aos meus todas as brigas, indecisões e inseguranças sobre nós dois desapareciam, uma por uma, fazendo com que nada mais importasse além de nós aqui e agora.

 

Apesar de tudo o que aconteceu, isso parece tão certo. Cada beijo, cada toque, cada segundo passado ao seu lado parece perfeito.

 

Cortei o beijo e sorri, finalizando com um selinho.

 

- Ok, vou trocar de roupa, me dê um segundo.

- Precisa? Eu prefiro do jeito que você está. - Ele sorriu maliciosamente.

- Ah, eu sei que prefere. - Eu o dei um selinho e fui em direção do armário.

 

Peguei um jeans e uma blusa branca de manga curta. Fui até o banheiro e me troquei, voltando para o quarto não muito depois.

 

- Ah, estava bom só de toalha.

- Idiota. - Dei um risinho.

 

Namjoon pegou em minha cintura e me puxou para mais perto. Me inclinei e o dei um beijo.

 

- Eu senti falta do gosto dos teus lábios. - Ele disse sorrindo.

- Eu também. - Sorri de volta para ele.

 

Logo ele me puxou e começamos a nos beijar. Me sentei em seu colo, com o corpo virado para ele. Escorreguei minhas mãos por suas costas, e Nam subiu as suas ao encontro de meus cabelos, que passavam facilmente entre seus dedos.

 

Ele desceu suas mãos novamente até minha cintura, me puxando para mais perto, quase colando nossos corpos.

 

Arqueei uma sobrancelha e tentei completar uma frase entre os beijos.

 

- Nam... Eu.... Eu acho que...

 

Logo ele começou a beijar meu pescoço, eu suspirava e arranhava suas costas por cima de sua camisa. Namjoon, mais do que no ninguém, sabe como eu perco totalmente a cabeça quando beijam meu pescoço.

 

- Merda, Namjoon... - Ele sorriu maliciosamente ao ouvir meus grunhidos. - Eu... Agh...

 

O empurrei com os dois braços, descolando nossos corpos, apesar de ainda estar em seu colo.

 

- O que foi? - Ele pareceu confuso.

- Eu... - Suspirei, evitando manter contato visual com ele.

- Jin, você está se sentindo bem? - Nam pegou em meu rosto com as duas mãos, voltando seus olhos para os meus.

- Eu não sei se posso fazer isso, Namjoon.

 

Ele me olhou sem entender.

 

- O que foi?

- Eu... E se você me machucar de novo? Como vou poder acreditar na sua palavra depois do que fez?

- Eu sei que não será fácil, mas que você vai ter que confiar em mim.

 

Nós olhamos por mais ou menos cinco segundos, que se arrastaram como minutos.

 

- Eu.... Tudo bem. - Sorri, olhando no fundo de seus olhos, que brilhavam. - Eu confio em você, Namjoon. Não me decepcione.

- Nunca. - Ele sorriu.

 

Ele segurou minha cintura, me aproximou de seu rosto para um beijou delicado e lento.

 

- Me desculpe por tudo.

- Tudo bem. - Eu sorri de lado. - Mas se me magoar de novo.... Eu faço da sua vida um inferno.

- Eu não gostaria de ver isso. – Ele deu um risinho.

- Eu sei que não. - Sorri maliciosamente.

 

Então nossos olhos se cruzaram, fomos lentamente nos aproximando, até que numa dose de doce paixão nossos lábios se encontraram, foi como se meu corpo não me obedecesse mais, não resistia aquele encontro. Empurrei seu corpo para trás devagar, deitando-o sobre os lençóis amassados em cima da cama. Coloquei meu corpo sobre o seu, ficando completamente em cima de Nam. Estava com meu corpo colado ao dele, o que me arrepiava. Namjoon me olhou rápido e sorriu, avançando em meus lábios mais uma vez.

 

Pude sentir o cheiro doce de seu perfume no ar, enquanto trilhava uma linha de beijos por seu pescoço. Namjoon deixou escapar um gemido baixo. Sorri ao ouvir o mesmo, seu membro estava friccionado contra o meu, me fazendo soltar suspiros e gemidos abafados. Suas mãos apertavam meus quadris com força puxando-o para os seus. Me esqueci totalmente dos meninos que estavam na sala, sem ideia do que estava acontecendo aqui.

 

Partimos o beijo e ele logo tirou minha camisa, amassando e jogando-a em um canto qualquer do quarto.

 

- Ei, essa camisa estava passada!

- Oh não, que pena! – Ele fingiu se preocupar e eu deixei um risinho escapar de meus lábios.

- Você é um idiota mesmo.

 

Nam sorriu, e eu pude ver em seu olhar que o que havia dito mais cedo era verdade. Isso não era apenas sexo e luxúria, eu via em seus olhos que ele estava realmente feliz de estar comigo, e isso me deixou mais alegre do que eu jamais me senti antes. Estar com ele, aqui e agora, é tudo que importa.

 

Eu sorri sem mostrar os dentes. Em um movimento rápido, Namjoon me pegou pela cintura e me virou na cama, ficando por cima de mim. Um gemido baixo escapou de meus lábios quase automaticamente. Ele me olhava maliciosamente, e eu retribua. Mal esperava para tê-lo somente para mim. Nam desceu por meu pescoço e parte de meu abdômen descoberto, distribuindo beijos e caricias, ele sabia muito bem que estava me levando a loucura com aquilo.

 

Quando eu menos esperava, a porta abriu.

 

- Se perdeu, Namjoon? - Hoseok entrou no quarto, e nos olhou de cima a baixo, chocado. - M-Mas que merda, d-desculpe, hyung!

 

Ele corou muito e correu para fora do quarto, batendo a porta atrás dele.

 

- Não acredito. Isso vai acontecer toda hora? - Perguntei envergonhado.

- É uma puta de uma coincidência, hum? - Ele riu.

- Me dê um segundo, Namjoon. - Saí de cima dele e peguei minha blusa que estava no chão, colocando-a em seguida.

- Vai falar com ele?

- O que acha? - Sai do quarto ansioso.

 

Hope estava no sofá, segurando o riso. Jungkook apertava sua cintura, tentando fazê-lo falar o que havia acontecido.

 

- Por favor Hobi... - Ele pediu com uma voz manhosa, fazendo aegyo.

- Não foi nada, Kook, deixa pra lá. - Ele disse nervoso. - Hyung! - Hoseok corou ainda mais ao me ver.

- Hobi, posso ter um segundo contigo na cozinha?

- C-Claro.

 

Fomos até lá, em silêncio.

 

- Olha, sobre o que você viu...

- Hyung, eu.... Me desculpe, eu não sabia que estavam juntos de novo.

- Bem, não estamos.

- Não foi o que pareceu.

- Eu sei, mas isso não significa que vamos voltar. Eu estava só...

- Montado no Namjoon por diversão?

- H-Hoseok! Tenha respeito por seu hyung!

- D-Desculpe. - Ele disse segurando o riso.

- Ok, tanto faz, mas não abra a boca para Jungkook, por favor. Quando for a hora nós deixaremos vocês saberem, ok?

- Ok, não vou falar nada para ninguém.

- Obrigado, Hoseok.

 

Voltei para o meu quarto, falar com Namjoon, e, para minha surpresa, ele não estava lá. Fui em seu quarto, e o encontrei na cama, mexendo no celular.

 

- Hey, como foi com ele?

- Foi ótimo, não se preocupe.

 

Fechei a porta atrás de mim e a tranquei com urgência.

 

- Aonde estávamos? – Perguntei mordendo o lábio inferior.

 

Ele sorriu maliciosamente, enquanto eu ia em sua direção. Envolvi seu pescoço com meus braços e sentei em seu colando, selando nossos lábios em um beijo quente. Senti as mãos de Nam em torno de meu pescoço me puxando para mais perto, nossos corpos estavam apertados um contra o outro. Nossas bocas juntas em um beijo intenso, que foi se aprofundando cada vez mais, e de tempo em tempos eu abaixava meu quadril, roçando em seu membro, fazendo Namjoon soltar gemidos arrastados.

 

Empurrei seu corpo para trás, jogando-o na cama. Estava em cima dele, sentado em seu colo, enquanto rebolava no mesmo. Me inclinei para beijá-lo novamente. Pude sentir seu membro ficar ereto durante o beijo. Logo tirei a camisa dele e passei a minha mão pelo seu abdome definido. Desci até chegar na região da virilha, onde percebi um certo volume e o apertei, fazendo Namjoon arfar.

 

Ele me segurou e me virou, ficando por cima de mim novamente, me mostrando um sorriso provocante. Logo desceu suas mãos até a beira da minha camisa, subindo a mesma lentamente, me dando arrepios.

 

Ele passou a mão em meus cabelos, que deslizavam facilmente entre seus dedos. Desceu-os pra meu abdome, minhas coxas e logo apertou meu membro. Nam me viu morder os lábios e fechar os olhos com força, o que o fez sorrir ainda mais. Ele começou a fazer uma trilha de beijos, que ia desde meu pescoço até a barra de minha calça.

 

Abri o zíper da calça dele, coloquei minha mão por dentro da sua cueca e comecei a masturbá-lo, fazendo-o soltar alguns gemidos baixos e arrastados. Peguei o membro de Jin com delicadeza, aproximei minha boca e dei um beijo eu sua glande, fazendo ele jogar a cabeça para trás e soltar um suspiro alto enquanto contornava toda sua extensão com a língua.

 

Ele gemia meu nome, o que me deixava ainda mais excitado. Eu já estava morrendo de tesão, e só de imaginar o que estava por vir meu membro ficava mais e mais duro dentro da calça. Ele reparou meu volume e logo sorriu. Jin veio para cima de mim, segurou minha cintura e me beijou com desejo.

 

Seokjin desceu suas mãos até minha calça e tirou a mesma juntamente com minha cueca, sorrindo maliciosamente ao meu me membro já ereto. Ele pegou meu membro latejante com uma de suas mãos e começou a acariciar ele, fazendo movimentos de cima para baixo, bem lentamente. Logo Jin colocou todo seu membro em minha boca, o engolindo por inteiro. Começou movimentos de vai e vem com a boca devagar, sua língua passava levemente em meu membro, me levando a loucura. Ele acelerava os movimentos e depois diminuía, me fazendo querer mais. Meus gemidos eram pesados e longos, e estar sendo torturado por ele me fez morder o lábio inferior com força. Jin não era aquele menino bonzinho e bonitinho, todo romântico, que todos pensavam, na verdade ele sabia ser bem dominante na hora do sexo. E eu estaria mentindo se dissesse que não adoro esse seu lado.

 

- Vai se foder.... – Murmurei, fazendo Jin sorrir.

- Acho que você já vai fazer isso por mim. – Ele disse passando a língua em seu lábio superior. Não pude conter um sorriso, quase involuntário ao vê-lo me provocar assim.

 

Agarrei seus cabelos, esmagando-os em minha mão, aumentando a velocidade de seus movimentos, que eu implorava com o corpo para que aumentassem. Ele começou a chupar bem forte minha glande, passando minha mão pelo resto de meu membro. Soltava gemidos cada vez mais pesados e altos, conforme sentia cada vez mais de sua boca em meu membro. Quis acabar logo com isso, não me seguraria por muito tempo, e não queria gozar na boca dele.

 

O fiz um sinal com a cabeça para que ele se deitasse na cama, de costas para mim, e ele obedeceu sem hesitar. Peguei em sua cintura, me posicionando atrás dele. Logo o penetrei com força. Meu corpo foi tomado por um arrepio que percorreu meu corpo inteiro. Um gemido alto saiu de nossas bocas, mais alto da boca de Jin, que a tapou com a mão, provavelmente pensando nos garotos que estavam no mesmo apartamento, a apenas alguns metros de distância.

 

Eu estocava bem rápido, e já estava sentindo meu orgasmo chegando.  Minha respiração, assim como a dele, estava descontrolada. Gemia aceleradamente, apesar de tentar me controlar ao máximo. Comecei a masturbá-lo, aumentando a velocidade aos poucos, fazendo gemer alto. Acelerei as estocadas, fazendo um arrepio percorrer meu corpo inteiro. Estávamos quase chegando ao ápice, nem eu nem ele aguentaríamos por muito tempo, e acabamos gozando praticamente juntos. Jin gemeu meu nome, e eu finquei minhas unhas em sua cintura, fazendo ele soltar um grunhido de dor.

 

O ar estava quente e nós dois estávamos ofegantes. Quando finalmente nos acalmamos Jin apoiou sua cabeça em meu tronco, tentando controlar sua respiração ainda acelerada. Coloquei meu braço envolta de seu pescoço, o aconchegando em meu peito.

 

- Você é incrível, Seokjin.

- Você também. - Ele sorriu. - Eu te amo, Namjoon.

 

Sorri bobo para ele, e o dei um selinho.

 

- Eu também te amo, Jin.

 

Acabamos caindo no sono abraçados não muito depois.


Notas Finais


LEMON DO OTP LINDO E CHEIROSO, UHUL
ESPERO QUE TENHAM GOSTADO ( ̄∀ ̄) ♥
Gente, eu revisei bem rápido, então me perdoem qualquer erro.

{me ajudem, tava ouvindo uns kpops aleatorios enquanto escrevia, aí eu pensei: "po, vou escutar vixx, não ouço faz um tempo", agr eu to escutando chained up pela terceira vez seguida, socorro}


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...