História One Last Night - Namjin (Jikook/Vhope) - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Jin, Kookmin, Lemon, Namjin, Namjoon, Vhope
Exibições 988
Palavras 1.887
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Josei, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HELLO HELLO
HELLO HELLO
(TELL ME WHAT YOU WANT RIGHT NOW)

Annyeong meus amorecos, demorou mais saiu mais um cap ^-^
{Tem perguntinha nas notas finais, respondam por favor se não for incômodo}


RAFAEL SEU VIADO TESUDO, FEZ UMA CONTA NO SPIRIT, TAVA NA HORA TE AMO

Capítulo 17 - Kwan, seu filho da mãe.


Fanfic / Fanfiction One Last Night - Namjin (Jikook/Vhope) - Capítulo 17 - Kwan, seu filho da mãe.

 

~~JIN'S POV~~

 

Saí da cozinha um pouco mais tranquilo sobre a festa. Não será tão ruim, afinal estarei com Namjoon e com meus amigos.

 

- Tae, que horas era festa mesmo? – Perguntei.

- Ahn... – Ele olhou no celular. – A festa começa as sete horas.

- Ótimo. Ainda está cedo, querem fazer algo antes do almoço?

 

Jimin e Jungkook trocaram olhares de uma maneira estranha, sorrindo.

 

- Na verdade nós já temos planos. – Eles entrelaçaram os dedos.

 

Sorri, segurando um risinho.

 

- Tudo bem, sem problemas. Tae e Hobi?

- Jin, na verdade nós vamos ter que recusar. - Taehyung disse e eles se olharam.

- Já que esses dias estamos livres, eu tirarei a tarde para levar Tae para minha casa, meus pais estarão lá, e eles estão realmente ansiosos para conhecê-los. - Hoseok disse sorrindo.

- Oh. Tudo bem então... – Disse um pouco desanimado. – Yoongi?

- Desculpe, Jin. – Ele virou a tela de seu celular para mim, e pude ler as mensagens que ele trocara com Hyuna. – Nós vamos sair.

- Aish. Acho que será só eu e você, Namjoon. – Bufei.

 

Ele me olhou e sorriu de lado.

 

- Nossa, eu não sabia que era tão ruim assim passar o tempo comigo. – Nam forçou uma voz dramática, me fazendo rir.

- Não foi isso que eu quis dizer, você sabe!

- Não, não, tudo bem, eu não me importo. – Ele disse com uma voz fria, mas pude sentir uma pitada de sarcasmo em seu tom.

- Pare com isso! – Dei um tapa de leve em seu ombro e me sentei a seu lado, rindo. – Não foi isso que eu quis dizer! Será ótimo passar um tempo contigo.

 

Yoongi se levantou e pegou seu casaco, que estava jogado na mesinha de centro.

 

- Bem, está realmente divertido ficar aqui segurando vela, mas meu stage name é Suga, não candelabro. Vou dar o fora.

- Já? Nós mal tivemos o café da manhã, não são nem meio dia.

- Pensa comigo, Jin. Ou eu posso sair com a garota que eu estou ficando, ou eu posso ficar em casa vendo outros três casais se comerem. Hum.... Acho que eu vou com a primeira opção. – Ele sorriu.

 

Dei a língua para ele e revirei os olhos.

 

- Ok, mas não demore, temos a festa do demônio para ir. Volte antes das seis.

- Ei! “Demônio”? – Taehyung riu.

- Sim, demônio. – Sorri. – É um ótimo apelido, não acha?

 

Taehyung sorriu de lado.

 

- Voltando ao assunto, quando vão sair?

- Nós vamos na hora do almoço. – Tae e Hope responderam em coro.

- Jimin e Jungkook vão pelo menos almoçar conosco?

- Na verdade... – Jimin disse com um sorriso amarelo.

- Aish, que droga, hein?

 

Namjoon pigarreou, sorrindo em seguida.

 

- Não foi isso que eu quis dizer! – Tentei segurar o riso, mas não consegui.

 

Ele virou o rosto para o outro lado, evitando contato visual comigo.

 

– Namjoon! Foi sem querer! – Continuei a rir, e peguei seu rosto com as duas mãos, o virando para mim. – Desculpa! – Pedi com uma voz manhosa, fazendo aegyo.

 

Ele não disse nada, apenas riu, e eu o selei nossos lábios, fazendo-o corar. Os meninos gritaram ao nos ver se beijando, e eu cortei o beijo, rindo.

 

- T-Tudo bem, eu te desculpo. – Ele disse rindo meio sem jeito, provavelmente pela reação dos garotos.

- Que fofinho, Namjoon hyung corou! – Yoongi zombou, rindo, e eu também deixei um risinho escapar de meus lábios.

- Ok, ok, você não tem um encontro para ir não? – Namjoon disse sorrindo.

- Ele tem razão, até mais tarde, gente!

 

Yoongi pegou suas chaves, seu celular e saiu pela porta da frente.

 

***QUEBRA DE TEMPO***

 

Tínhamos ficado no sofá por um bom tempo, já eram quase meio dia e meia, os garotos tinham saído e eu estava começando a sentir fome. Estava quase caindo no sono, deitado no ombro de Namjoon. Seu abraço é tão confortável, poderia ficar nessa posição pelo resto do dia, mas a maldita campainha tocou.

 

- A pizza chegou, acorde. – Nam disse.

- Ahn... Pizza?

- Claro, eu estou com fome, e você gosta de pizza, então eu pedi. Vou atender a porta, já que está quase inconsciente.

 

Ele se levantou e foi até a porta. Um garoto, com a aparência de mais ou menos uns vinte anos estava o esperando, Nam sorriu e o entregador entregou uma sacola pra ele.

 

- Aqui está. – Ele sorriu. - Cartão?

- Sim. - Nam entregou meu cartão para ele. Ele colocou a senha e o garoto o devolveu o cartão.

- Obrigado.

- Eu que agradeço. – Ele fitou Namjoon de cima a baixo e sorriu de lado.

 

Arqueei uma sobrancelha. Isso foi uma cantada?

 

- Prontinho princesa, aqui está. - Namjoon colocou a pizza na mesa de centro e se sentou ao meu lado.

- O que foi isso?

- Como? - Ele disse colocando um pedaço na boca.

- Eu que agradeço - Disse tentando imitar a voz do entregador.

- Ah, - Nam riu - Não foi nada.

- Algo ou não, não gostei do modo que ele disse isso.

- Own, Seokjin, você está com ciúmes?

- Claro que estou! Você é só meu.

 

Namjoon gargalhou e se sentou ao meu lado, abrindo a caixa de pizza.

 

- Não se preocupe com isso. – Ele piscou pra mim.

- É bom mesmo. – Pressionei seu corpo contra o sofá, e o beijei.

- Eu adoro estar contigo. – Ele sorriu.

- Eu também adoro estar contigo.

 

Nam veio em minha direção para mais um beijo, mas eu me afastei.

 

- Se acha que eu me esqueci do meu pedido, está muito enganado. - Disse fazendo biquinho.

- Eu não me esqueci, Seokjin. – Ele mordeu meu lábio inferior, me puxando para um beijo.

- Ótimo. – Sorri.

 

Acabei passando um bom tempo deitado no sofá com Nam, conversando. Perdi completamente a noção do tempo, até que alguém voltou pra casa. Enquanto a pessoa tentava girar a chave na porta pude ouvir um risinho feminino vindo do lado de fora do apartamento.

 

- Não me diga que... – Namjoon começou a frase.

- A menos que algum deles tenha virado hetero, é o Yoongi.

 

Yoongi e Hyuna entraram, uma de suas mãos segurava a cintura dela, e a outra tentava colocar a chave de volta em seu bolso. Seus lábios se encontravam em um beijo forte e intenso, e eu não pude deixar de achar engraçado. Namjoon pigarreou, chamando a atenção dos dois para nós.

 

- H-Hey, vocês estão em casa? – Suga parecia envergonhado e surpreso, mas não tanto quanto sua acompanhante, que tinha corado bruscamente ao nos ver deitados no sofá.

- Pelo visto sim. – Namjoon respondeu sarcástico.

- Ahn, ok.... Eu.... Nós... Ahn.... Nós vamos para o quarto.

 

Não pude deixar de rir. Não lembro da última vez que ele corou assim. Fiz que sim com a cabeça e eles entraram no quarto, trancando a porta em seguida.

 

- Falando em quarto, vamos para o seu. É o único que tem uma televisão, e eu quero assistir um filme deitado direito, não no sofá.

- Como quiser, vá na frente, vou jogar essa caixa fora. – Ele foi em direção da cozinha, e eu em direção do quarto. Quando passei em frente do quarto de Suga, Jimin e Kook ouvi um gemido abafado, e me segurei ao máximo para não rir.

 

~~NAMJOON´S POV~~

 

Cheguei no quarto e Jin estava deitado na cama, escolhendo algo para assistirmos.

 

- E então, o que quer ver? – Perguntei.

- Eu não sei, se importa de assistir um dorama?

- Não, escolha qualquer um.

 

Para variar ele escolheu algo bem meloso, sobre uma garota que ficava entre dois garotos, e eles meio que queriam namorar com ela. Acabei por não prestar muita atenção, não é bem o estilo que me interessa, mas tudo bem. É bom estar na presença de Jin.

 

Assistimos a vários episódios, e logo alguém tocou na porta, abrindo-a devagar, porém não por completo.

 

- Hey, estão vestidos? - A pessoa falou baixinho, então não pude entender de quem era a voz.

- Claro, entre logo. - Eu ri.

- Ah, oi hyungs. - Kook sorriu. - Tae pediu para que eu viesse chamá-los, já que já são doze para as seis, e vamos sair seis e meia.

- Ahn... - Bocejei. Estou realmente confortável aqui, abraçado a ele. Poderia ficar deitado na cama pelo resto do dia inteiro. - Já?

- Já, melhor irem se arrumando.

- Ok, muito obrigado, Kookie, já vamos nos arrumar.

 

Ele começou a sair, mas eu o chamei.

 

- Jungkook!

- Sim...?

- Ahn... Quando você chegou... O Yoongi...

- Estava na sala, jogando com Taehyung, eles chegaram antes de nós.

- Ah, sim, claro. - Jin riu.

 

Jungkook sorriu meio sem entender e saiu do quarto.

 

~~JIN'S POV~~

 

Batia minha perna freneticamente no chão do carro. Estávamos indo para a festa, eu tinha tentado não me arrumar muito, para Namjoon não achar que quero impressioná-lo, mas ao mesmo tempo quis passar uma impressão boa, para que Kwan percebesse que eu estou muito bem sem ele. Tanta merda pode acontecer...

 

- Jin, você está bem? - Nam parecia preocupado, deve ter percebido que eu estava distante e ansioso.

 

Suspirei profundamente.

 

- Olha, me perdoe por estar tão nervoso, mas é que eu não achei que olharia na cara de Kwan de novo tão cedo. Não faz nem um ano que terminamos, e namoramos por dois.

- Ah.... – Ele suspirou, pensativo. - Bem, vocês namoraram, é um fato, não tem como negar que aconteceu. Mas terminaram. Agora não há nada que tenha que se preocupar sobre ele. E se precisar de alguma coisa, qualquer coisa, vou estar aqui contigo. - Ele se aproximou de meu rosto, sorrindo. Eu retribuí e colei nossos lábios em um beijo delicado e breve.

- Tem razão, obrigado Nam.

 

Para ser sincero, foi uma ida de carro divertida até a festa. Hoseok foi dirigindo, e Taehyung, que estava do banco do lado do motorista, controlou o rádio. Todos cantamos em coro as músicas colocadas por ele. Isso realmente tirou minha cabeça do fato de eu estar indo para a casa do meu ex namorado. Eu estou com meus amigos, e vou aproveitar com meus amigos. Que se foda Mao Kwan!

 

O tempo passou rápido, e logo tive que voltar a realidade, mas a mesma não me assusta mais. Toquei a campainha, e não muito depois abriram a porta para nós. Eu tenho a mais absoluta certeza de que corei bruscamente ao ver quem atendeu.

 

- Seokjin, você veio! – Meu ex parecia contente em me ver. Todos os meus medos e preocupações voltaram de uma vez ao finalmente vê-lo na minha frente.

- K-Kwan... Oi... - Merda, eu não acredito que gaguejei.

 

Ele vestia uma blusa vermelha escura, quase vinho, com um decote em V, e uma calça jeans preta, com um grande rasgo na área do joelho. Percebi que fitava suas coxas por muito tempo e olhei para cima novamente. Kwan sorriu, mostrando seus dentes perfeitamente brancos e alinhados, em um sorriso que conseguia ser, sem nenhuma tentativa, incrivelmente sexy. Kwan, seu filho da mãe, como você consegue ser tão perfeito se ao menos tentar? Apenas uma coisa se passa na minha cabeça:

 

Eu nunca desejei tanto não estar nesta festa como agora.

 


Notas Finais


Olá meus amorecoss (⁀ ᗢ ⁀) ❤
Espero que tenham gostado do cap, foi feito com carinho :3
Me perdoem por qualquer erro, não revisei direito ( T-T )

na vdd me perdoem pelo cap, esses dias eu não tô com muita cabeça pra isso, provas, falta de criatividade, más decisões, enfim...
{Perguntinha:: vcs preferem Jimin ou Jungkook como ativo?}



Quero dicas de como sair da bad que tá batendo toda hora pelo mesmo motivo, já que o universo me odeia, e nessa altura eu nem tenho mais cu pra tomar ((Larga do drama viada))
Mas a pergunta é séria, sugestões são mais que bem vindas (•-•)






♪ minha musiquinha da bad traduzida pra vcs ♪

Você é tão gentil e amável
Eu não me sinto atraído por mais ninguém
Não importa se foi à primeira vista
Eu fui pego de jeito


((tô mais na merda do que eu pensava))


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...