História One Last Time - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 18
Palavras 1.291
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


MAIS UM CAAAAP 😍😍😍
Então... vou começar a fazer uns mais curtos para dar mais capitulos, só pra avisar Amy vxs
-Ty

Capítulo 14 - Um livro favorito...


Fanfic / Fanfiction One Last Time - Capítulo 14 - Um livro favorito...

Era 08:00 quando acordei, escutando um barulho estranho, era Stefanie roncando realmente era pior que um porco, me levantei, troquei de roupa colocando uma legging, tênis ,  uma blusa qualquer soltinha e sai para o banheiro para fazer minha higiene, eu escovava meus dentes quando uma garota entra no banheiro, cabelos escuros, mais ou menos minha altura e idade, ela entra e fica parada me olhando parecia que ia me comer com os olhos. Acabo e fico olhando para ela sem reação  também. 

- Bom dia.. - digo

- Bom dia, Katherine  né? 

- É...Tem alguma coisa errada? - Digo com um certo receio do que ela faria.

- Não, nada... Pode me chamar de  Allie.

- Okay...Allie, eu vou indo, arrumar umas coisas - vou saindo e ela me para.

- Quer  ajuda  -  Diz olhando nos meus olhos.

- Não...Quer dizer, não vai ser preciso, as meninas vão me ajudar. Até mais.- digo saindo e sinto algo encostando na minha bunda. 

Pera ela passou  mesmo a mão  na minha bunda?!?!

  Volto para o quarto e elas já tinham acordado.

- O que foi?Aconteceu alguma coisa? - Pergunta Paula.

- Não..nada de mais - digo guardando minhas coisas e arrumando algumas  roupas em uma cômoda.

- Tá...Eu vou pro banheiro - diz Stefanie.

- Quando você disse porco você não estava brincando em - digo e todas começam a rir.

Acabo e era umas 09:45 quando resolvi pegar  meu celular, fones, meu livro e uma garrafa d'agua e  caminhar por aí procurando um lugar calmo para me sentar, andei até a enorme quadra nos fundos da escola, estava andando por lá quando vejo um caminho diferente e sigo, até porque eu poderia achar "o" canto de paz,  ando um pouco e resolvo me sentar no chão mesmo já que não tinha banco, coloquei meus fones e começo a escutar Bullet  train (aut.recomendo é ótima ), e ler o livro  que tinha trago comigo. Não passara muito tempo  e um grupo de garotos  aparece uns 7 ou 8 andando por ali e parando Onde eu estava.

- Quem deixou você vir aqui? - pergunta  um deles.

- Eu! - respondo sem nem saber vantagem o rosto.

- Vai embora, você não pode ficar aqui!

- Vai você! Tá atrapalhando minha luz, com licença! - Digo, mas eles não saem, então me levando e sigo mais um pouco me sentando de novo.

- Você não entendeu que é para sair?

- Eu não vou sair daqui, agora para de me encher e vai passear, tem alguém querendo ler aqui! - digo continuando a ler. - Ele pega o livro da minha mão.

- Eii, me devolve, acha que você pode fazer isso só porque é maior que eu e é popularzinho? Eu não me importo, agora devolve meu livro!

- E você vai sair?

- Não!

- Então tá. - Ele abre e começa  a  rasga-lo enquanto  os outros só olhavam.-

- Não!  Seu ridículo! - digo e pego minha garrafa molhando-o todo.

- Sua vadia  - Ele solta o livro e segura meu pulso com força.

- Não,  você pode me chamar de qualquer  coisa,  menos de vadia - digo dando-lhe  um tapa no rosto, ele me olha e levanta a mão para me bater, quando alguém  segura seu braço.

- Scott! Já chega.

- Já Chega o que? Acha que vai mandar em mim também que nem essa daí  que mal chega e já quer mandar em mim? 

- Solta ela. - Ele solta e sai bufando e os outros vão  atrás. - Você tá bem?

- Pergunta isso pro meu livro! - digo curta e grossa  e voltando para meu dormitório morrendo  de raiva, até porque aquele era meu livro favorito.

- O que foi nervosinha?  - pergunta  Anna.

- Que raiva  - grito chutando minha mala enquanto elas só me olham - ele me paga! 

- Que que aconteceu? Kat olha seu braço,  tá muito vermelho, quem fez isso? - diz Anna

- Aquele escroto lá, ridículo !

- Se acalma quem? 

- Um tal de ... sla Scott eu acho, chegou querendo que eu saísse do lugar que eu estava que eu não sei porque, aí eu não saí e ele  rasgou meu livro.

- Meu se controla é  só um livro - diz Stefanie. 

- Mesmo assim, ele não tem o direito.

- Tá se acalma, vem, vamos almoçar,  tá na hora

Almoçamos e já eram  passado das 16:00 quando decidi sair de novo, para ir até a biblioteca, já que o único livro que eu tinha trazido foi rasgado, sai do dormitório e segui para lá, indo alguém me segura pelo pulso, eu o puxo para meu lado e me viro, era aquele que  me ajudara  pela manhã 

- O que que você quer?  

- Pega - ele estende um livro igual àquele que eu tinha só que novo e não rasgado. 

- Pra que isso?

- Digamos que um pedido de desculpas.

- Não vai dizer que ele tá arrependido mas o orgulho não o deixa  vir até aqui para se desculpar  ele mesmo?

- Não..Eu que comprei, não é certo o que ele faz, ele acha que os outros gostam, mas eu sei que não, pega... - diz me entregando  o livro.

- Valeu...

- Como se chama? 

- Katherine ou Kat...

- Eu sou thomas, olha desculpa mesmo pelo o que houve..

- Não precisa  se desculpar, já passou, só quero ele bem longe de mim.

-Pode deixar, vem cá - ele diz me pegando pela mão e me puxando para próximo do prédio da escola.

- O que?? Me solta, onde vamos? 

- Se acalma...Você gosta de lugares calmos sem muita gente né? Então eu sei um lugar que você pode ficar sozinha sem ninguém te enchendo o saco.

- Onde? - Eu digo e ele aponta para um tipo de  varanda. - E como subimos lá? Por dentro da escola?

- Na verdade  não, a gente precisa subir aquela grade ali, porque aquelas janelas  são emperradas, então ninguém  vai lá. Então quer subir?

- Pode ser... - subimos e nos sentamos lá - É incrível. 

- O que?

- A vista..

- É mesmo, é  linda... - diz olhando para mim e se aproximando  cada vez mais.

- ah...Eu.. Tenho que ir. - digo  descendo de lá 

-Você vai me ver jogar hoje né? 

- Jogar o que?

- Só aparece na quadra as 20:30.

- Minhas "amigas" vão me arrastar de qualquer jeito - digo rindo e saio voltando para o dormitório.

 Entrei e elas me olhavam de novo

- O que?

- Não tinha rasgado? - diz Anna apontando para o livro.

- Sim, mas ganhei outro...

- Ganhoou  né, de quem? - diz Paula

- Thomas, que tecnicamente me ajudou de manhã.

- Huuuum Thomas né?  - Diz Paula com  um sorriso malicioso.

- Para sua idiota digo tocando uma almofada  nela.

- Vai ter jogo, a gente vai né? - diz Stefanie 

- Sim...

       ~~~ Horas depois ~~~

Já era 19:00 então fomos tomar banho, coloquei um short, uma meia calça rasgada, coturno preto, uma regata preta e um casaco/camisa xadrez amarrado na cintura, passou-se  uma hora então fomos para a quadra, estava todos indo para lá, descobri que Paula tem um namorado, Tyler era seu nome ele também iria jogar, sentamos na arquibancada e logo o jogo começou, era lacrosse, na metade do jogo eu decidi ir ao banheiro, desci da arquibancada e fui seguindo para o banheiro do ginásio que era o mais próximo, entrei, fiz o que precisava, aproveitei para prender o cabelo, sai e segui um dos corredores para fora quando escuto.

- Sentiu saudade?

Não pode ser aquela voz, não podia...

 Me virei e...


Notas Finais


É isso 😚😚😚😚 amanhã ou domingo tem outro bjuuuuu
-Ty 👽💚👾


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...