História One life - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jogos Vorazes (The Hunger Games)
Personagens Annie Cresta, Effie Trinket, Finnick Odair, Gale Hawthorne, Haymitch Abernathy, Katniss Everdeen, Peeta Mellark, Personagens Originais, Primrose Everdeen
Visualizações 62
Palavras 1.307
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 40 - 6 years later


Fanfic / Fanfiction One life - Capítulo 40 - 6 years later

{Mais 6 anos depois... }

Pov Kat

Acordei meio indisposta hoje. Mas mesmo assim tenho que ir trabalhar e levar minha filha pra escola. Levantei e fui logo tomar um banho. Coloquei uma lingerie e fiquei com um roupão. Fui para a cozinha, preparei o café e o coloquei na mesa. Fui para o quarto de Mel. À propósito, o nome da minha filha é Melissa. Quando abri a porta a do quarto me deparei com ela dormindo feito um anjinho. Ela tem apenas 4 anos. Mas é tão espertinha. Eu caminhei em silêncio até a caminha dela. Me sentei na ponta, abaixei meu tronco e dei um leve beijo em suas bochechas rosadas.

- Ei princesa, tá na hora de acordar. - eu disse calmamente.

Ela foi acordando devagarzinho. Com preguiça. Eu fiquei todo o tempo admirando o quanto ela é linda e fofa. Ela olhou para mim com aqueles olhos infinitamente azuis. Como os de Peeta... Eu fiquei a encarando sorrindo enquanto ela me fitava com uma carinha de sono.

- Vamos meu bem, está na hora de levantar.
Afastei seu cobertor e a peguei no colo. Levei ela para o banheiro. Ajudei ela a tirar a roupa. Deixei ela tomando banho enquanto eu arrumava sua cama. Assim que terminou a enxuguei e a levei pro quarto. Eu a vesti com o uniforme. Uma meia-calça, sainha azul e uma camisa 3/4 branca. Eu a coloquei esse ano na escola, bem ela não tem aula, apenas aquelas besteiras que as crianças fazem quando pequenas, pintar, cantar, etc.

Assim que terminei de arrumar ela, eu a levei para tomar café. Deixei ela na sala assistindo desenho e fui para o quarto me arrumar. Entrei no quarto e meu marido não estava mais na cama. Bem, não éramos casados, tínhamos apenas uma união estável. Eu fui até o closet e peguei um vestido preto. O vesti e calcei um salto. Depois dei uma arrumada no meu cabelo e passei um batom. Peguei minha bolsa e saí do quarto ele estava na sala conversando algo com Mel.

- Vamos Mel -eu disse assim que cheguei na sala e peguei sua mochila. Ela olhou para mim e deu um pulo do sofá vindo correndo até mim. Eu peguei em sua mão com uma mão livre e fui saindo de casa.

- Não vai dar nem um tchau Katniss? -meu marido perguntou

- Tchau Sam -eu disse pouco antes de sair e fechar a porta.

Sam. Isso mesmo que você leu. Meu marido de chama Sam. E você já pôde perceber que nossa situação não está boa. Bem deixe-me contar então a história completa.

Assim que eu vim para NY as coisas estavam ótimas. Era tudo que eu sempre quis. Eu consegui um trabalho como delegada. Tudo estava ficando cada vez melhor, menos minha relação com Peeta. Tivemos brigas e mais brigas. Eu chorava litros a cada vez que brigavámos. Então um dia ele me ligou e desabafou. Disse que não dava mais. E então terminamos. Desde esse dia, depois dessa ligação, numca mais tivemos nenhum contato. Eu nunca mais voltei lá para ver meus pais, eles que vinham até aqui. Finnick também veio, alguns amigos também vieram, enquanto outros eu vi pela webcam. Quase todos se casaram e tiveram filhos. Estavam feliz. E eu não. Até que um dia eu saí com uma amiga. Ela queria me animar e tal e então me chamou para uma boate. Naquela noite eu conheci Sam. Sabe quando você acha que superou alguém? Foi o que eu senti. Nós nos conhecemos, ele me pediu em namoro e depois de uma ano e meio eu acabei engravidando. Ele ficou super feliz. E ei também fiquei. Ele me chamou para ir morar com ele, e eu saí da casa da minha tia. Estava tudo tão perfeito. Mas eis que eu não conseguia esquecer Peeta.

Parecia que ao passar do tempo as coisas foram piorando. Principalmente depois que eu tive Mel. Ele começou a beber mais. Chegava em casa tarde. Tudo parecia desmoronar. Foi então que ele ficou cada vez pior nesse último. Ele começou a me bater. Teve uma vez que ele me bateu de forma tão cruel que eu fui parar no hospital. Até hoje eu tenho marcas no meu corpo das surras que eu levei. Eu cheguei a sair de casa mas fui ameaçada por ele. Só quem conheci ele sabe do que ele pode ser capaz. Eu fiquei com medo. Muito medo. Até que eu decidi pedir divórcio. Eu pedi faz algum tempo e estou esperando para eu poder ir embora.

Incluse eu pedi a guarda da minha filha, que não demorou muito para que saísse. Eu já estou com tudo organizado. Só falta assinar os papéis do divórcio e eu arrumo minhas coisas e vou embora. Vou voltar para Boston. Depois desses anos, vou finalmente voltar. Meus pais estão me aguardando ansiosos. Agora, voltemos para onde paramos.

Eu entrei no meu carro. Coloquei Mel na cadeirinha e parti. Deixei ela na escola, que era perto do meu trabalho, e segui pra lá.

O dia foi bem estressante. Eu busquei Mel e fui pra casa. Tomei um banho junto com ela na banheira. Foi bem divertido. Depois do banho nós jantamos. Eu fui pro quarto dela e à coloquei na cama. Contei uma história e quando ela dormiu eu apaguei a luz e fechei a porta do quarto. Eu fui pro meu quarto, deitei na cama e peguei no sono.

Acordei no outro dia um pouco mais disposta. Fiz as mesmas coisas de todos os dias. Saí de casa, e assim que deixei Mel na escola recebi um telefonema do meu advogado dizendo que os papéis estavam prontos para serem assinados. Eu dei graças a deus. Ele disse que já tinha comunicado Sam. Eu segui para a delegacia já feliz. Meu dia de trabalho foi bem produtivo. Na parte da tarde eu saí e fui assinar os papéis no escritório do advogado, e Sam estava lá. Saí de lá sorridente. Enfim. Agora posso enfim viver minha vida novamente.

Voltei para casa com Mel. Ela foi dormindo. Chegando lá eu troquei sua roupinha, dei uma mingau e a coloquei para dormir. Comecei a arrumar as coisas de seu quarto. Fiquei até quase uma da madrugada embalando as coisas. Também embalei quase tudo. Ficaram poucas coisas. Mas como eu ainda estava sem sono, comecei a embalar minhas coisas. Como era sexta, eu não tinha preocupação de Sam aparecer aquele horário, só no outro dia de manhã cedo, já que ele não tinha trabalho nem aos sábados e domingos. Embalei várias coisas minhas e quando já estava bem cansada, eu fui dormir.

No sábado, eu saí com Mel. Fui dar um passeio no parque com ela. Tomamos um sorvete e demos uma volta pelo lago. Eu passei na delegacia para pegar minha transferência e depois na escola para falar com o pessoal. Quando cheguei em casa Sam não estava quase. Era quase 12:00. Eu liguei para o pessoal que fazia mudanças e disse que iria na segunda-feira. Eu preparei um almoço bem simples e comi com Mel. Depois do almoço dei uma cochilada no sofá enquanto ela brincava no tapete. Quando acordei fui arrumar as coisas. Fiz as malas dela, encaixotei o que faltava. Só faltava desarmar o guarda-roupa, a cama, e a peça. Depois fui pro quarto. Arrumei tudo. Depois peguei algumas coisas minhas que estavam pela casa.

Quando terminei de arrumar tudo já era noite. Eu saí de novo com Mel, apesar de estar cansada e com um enjoo terrível. Nós paramos em uma praça onde tinha uma barraca de cachorro-quente e comemos. Dei uma voltinha de carro com ela e então voltamos para casa. Sam estava lá. Jogado no sofá. Eu passei direto por ele. Coloquei Mel para dormir e fui dormir também.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...