História One Love Forever (Camren) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally, Ally Brooke, Amor, Camila, Camila Cebello, Camren, Casamento, Dinah, Dinah Jane, Fanfic, Gay, Homossexualidade, Hot, Lauren, Lauren Jauregui, Lesbicas, Love, Namoro, Normani, Normani Kordei, Norminah, Nudez, One Love Forever, Originais, Paixão, Sex, Sexo
Visualizações 118
Palavras 1.069
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá Pessoal!!! Conforme disse na minha última fanfic: "até breve" e aqui estou com uma nova fanfic! Essa fanfic é bem especial pra mim e eu fiz um clipe/trailer... Se quiser ver, link nas notas finais.
Enfim, eu espero que vocês gostem e uma boa leitura!!

Capítulo 1 - Um Amor Para Sempre


Fanfic / Fanfiction One Love Forever (Camren) - Capítulo 1 - Um Amor Para Sempre

Capítulo 1

Um Amor Para Sempre

 

Lauren POV

Acordei assustada nesta manhã de sábado, pois senti um impacto na minha cama King Size. Imediatamente, abri os olhos e olhei para o lado, para ver se minha esposa, Camila Cabello, estava bem, pois havia me assustado com o suposto impacto. Ela ainda dormia, pois é uma dorminhoca. Olhei para a ponta da cama e pude ver e ouvir uma criança gargalhando, deitada na cama. Havia outra criança gargalhando, de pé, em frente à cama. Logo, percebi que a criança que estava deitada havia se jogado na cama, causando o impacto. Assim que as crianças perceberam que eu estava acordada, elas gritaram ao mesmo tempo:

- Bom dia, mamãe!

Respondi, sem entender:

- Bom dia, queridos. O que vocês estão fazendo?

Meu filho, Arthur, que havia se jogado em cima da cama, respondeu:

- Hoje é seu aniversário, mamãe! Então, resolvemos te acordar de uma forma especial!

- Que legal, queridos. Muito obrigada. Fico feliz.

Sentei-me na borda da cama e os meus dois filhos vieram me abraçar. Eu os abracei e dei um beijo na testa de cada um. Depois, me levantei e fui até a parede do lado esquerdo da cama, onde havia uma sacada. Puxei a cortina, fazendo a luz do sol iluminar o quarto. Mesmo com a luz, minha esposa não acordou. Então, eu perguntei:

- Quem vai me ajudar a acordar a mamãe?

Os meus dois filhos levantaram suas mãos e falaram:

- Eu!

Respondi:

- Então, ao trabalho!

Ambos começaram a pular na cama e eu sentei na borda direita da cama, onde Camila dorme, e distribuí vários beijos por seu rosto. Ela acordou e, sonolenta, perguntou:

- O que está acontecendo?

Sorri e respondi:

- Bom dia, amor.

Beijei seus lábios e perguntei para meus filhos, que ainda brincavam em cima da cama:

- Vocês não vão dar um “beijinho” de bom dia em sua mamãe?

Minha filha, Sophia, gritou:

- Eu amo “beijinhos”!

As crianças deitaram na cama e abraçaram minha esposa, dando, em seu rosto, um beijo cada um. Fui para o banheiro, que ficava na parede do lado direito da cama, e lavei meu rosto. Depois, avisei:

- Vou preparar o café da manhã, bebês.

Atravessei o corredor e fui até a escada da minha casa. Desci e fui até a cozinha. Preparei bacon, ovo frito, pão de queijo, sanduíche, bolo, café, leite e suco de laranja. Arrumei a mesa, coloquei a comida e chemei:

- Podem descer, bebês!

Logo, ouvi o barulho, semelhante ao de um furacão, de meus filhos descendo as escadas e, logo atrás, o passo lerdo de minha esposa, provavelmente ainda sonolenta. As crianças sentaram em seus lugares e eu as servi. Quando terminei, senti minha esposa me abraçando por trás. Ela me soltou e eu me virei. Camila colocou sua cabeça em meu peito, fechando os olhos por causa de seu sono e me abraçando pela cintura, ela disse:

- Feliz aniversário, amor.

Beijei sua cabeça, ou melhor, seus cabelos castanhos, e respondi:

- Obrigada, querida.

Ouvi Arthur dizendo:

- Mamãe Camila!

Camila me soltou e se sentou à mesa, servindo-se, enquanto respondia:

- O que foi, filho?

- Sabia que eu sei nossas idades?

- Sabe? Quais são?

- Mamãe Lauren faz vinte e nove anos hoje, você tem vinte e oito, e eu e mana temos quatro aninhos.

Camila respondeu:

- Acertou, filho!

Sentei-me com eles na mesa e me servi, enquanto minha filha, Sophia, perguntou:

- Mamãe Lauren, você vai ir ao avião hoje?

Respondi:

- Se eu vou trabalhar? Sim, mas como é meu aniversário, vou fazer apenas dois voos rápidos. É pra São Francisco. Quarenta minutos pra ir e mais quarenta pra voltar.

Camila disse:

- Você vai pilotar? A companhia não te deu folga? É sábado e é seu aniversário!

Respondi:

- Sinto muito, amor. Olha, são 07h00min da manhã. Meu voo é as 09h00min, daqui duas horas. Vai dar tempo de eu almoçar aqui em Los Angeles com vocês e podemos fazer algo legal de tarde!

Camila respondeu:

- Tudo bem.

- Agora, vou tomar banho e botar meu uniforme. Amor, você se importa de lavar a louça?

Camila respondeu:

- Só porque é seu aniversário.

Ri e subi as escadas, indo para o banheiro da suíte. Tomei banho e coloquei meu uniforme de pilota: Camisa social branca, gravata azul, calça azul, sapatos e boina. Desci as escadas e disse:

- Estou saindo! Tenho que chegar no mínimo uma hora antes.

Camila e meus filhos estavam vestidos, no sofá. Arthur disse:

- Vamos levar você lá, mamãe!

- Sério? Obrigada.

Saímos de casa e fomos para a garagem. Entramos na BMW X6 da minha esposa, que dirigiu até o aeroporto de Los Angeles. Lá, beijei a bochecha de minha esposa, ao meu lado, e disse:

- Tchau, queridos!

Peguei minha bolsa e saí do carro.

 

Sentei em minha poltrona de comandante do avião, na cabine. Afivelei meu cinto de segurança, acionei o alto-falante e disse:

- Senhores passageiros, aqui é a comandante Lauren Jauregui. Voo de aproximadamente quarenta minutos com destino à São Francisco. Chegaremos lá por volta de 09h50min da manhã. A temperatura de São Francisco é de 27ºC. Boa viagem a todos.

Desliguei o alto-falante e decolei para São Francisco. De lá, fiz outro voo, de volta para Los Angeles. Cheguei 11h50min da manhã, devido a atrasos comuns. Minha família me esperava no portão de saída. As crianças vieram correndo me abraçar. Eu as abracei e dei um beijo na bochecha de minha esposa. Almoçamos juntos em um restaurante do aeroporto. Depois, fomos para casa.

No carro, Sophia perguntou:

- O que vamos fazer de tarde, mamãe?

Respondi:

- Podemos ir ao parquinho que vocês gostam, no cinema e jantar no shopping. O que acha, amor?

Camila respondeu:

- Uma boa. Podemos ir.

As crianças comemoraram. Chegamos em casa e eu tomei mais um banho. Coloquei uma saia preta e uma blusa branca. As crianças tomaram banho. Penteei seus cabelos cor de avelã e brincamos um pouco. Arthur tem olhos verdes e cabelo cor de avelã, ondulado e curto. Sophia tinha olhos verdes e cabelo cor de avelã, ondulado e até seu "ombrinho". Descemos as escadas e esperamos um pouco. Camila desceu. Vestia calça jeans e camisa preta. Saímos de casa e entramos no carro de Camila para irmos ao parquinho com as crianças.

 

Cinco Anos Atrás...


Notas Finais


Então, eu espero que vocês tenham gostado! Postarei o segundo capítulo assim que eu puder, provavelmente sexta. Obrigada por terem lido e até mais!!
Link clipe/trailer: https://www.youtube.com/watch?v=Jh3-9vANoyw


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...