História One Love Forever (Camren) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally, Ally Brooke, Amor, Camila, Camila Cebello, Camren, Casamento, Dinah, Dinah Jane, Fanfic, Gay, Homossexualidade, Hot, Lauren, Lauren Jauregui, Lesbicas, Love, Namoro, Normani, Normani Kordei, Norminah, Nudez, One Love Forever, Originais, Paixão, Sex, Sexo
Visualizações 533
Palavras 1.033
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá!! Voltei com mais um capítulo que é bem especial para mim!!! Boa leitura e eu espero que vocês gostem!!!

Capítulo 2 - The Universe Said I Love You


Fanfic / Fanfiction One Love Forever (Camren) - Capítulo 2 - The Universe Said I Love You

Capítulo 2

The Universe Said I Love You

 

Cinco Anos Atrás...

 

Camila POV

Lauren, minha namorada, e eu, estamos viajando juntas para Roma, Itália. Como Lauren é pilota, ela ganha passagens aéreas gratuitas pela companhia, e ela conseguiu para a Europa, mas no voo de hoje, não tinha lugar para nós. Então, a companhia de Lauren conseguiu um jato particular para nos levar para Miami. De lá, pegaríamos um voo normal para Roma. O piloto era amigo de Lauren, pois foram colegas de faculdade. Ele entrou na cabine e fechou a porta, nos deixando sozinhas no interior do jato. Sentamos-nos nas duas primeiras poltronas de couro, já que haviam oito poltronas, divididas por duplas.

Nossa decolagem foi tranquila. Quando estávamos voando, perguntei:

- É incrível imaginar que fazer isso toda a semana é normal pra você.

Lauren sorriu, segurou minha mão e respondeu:

- É o meu trabalho. Vou ao banheiro.

Lauren se levantou e se dirigiu até o fundo do avião, entrando em uma porta. Fiquei alguns segundos sozinha, até que ouvi a voz de Lauren:

- Camila, venha aqui. Deixe-me te mostrar uma coisa.

Tirei o cinto de segurança e me levantei. Fui até o final do avião, até que, em um movimento brusco, Lauren pegou algo no último banco e se ajoelhou no chão do corredor, segurando uma caixinha de veludo preta e um buquê de rosas brancas e vermelhas. Dentro da caixinha, tinha dois anéis de ouro. Lauren 

- Camila, desde que éramos apenas amigas, passamos por muitas coisas juntas. Momentos bons e ruins. Quando começamos a namorar, meu mundo mudou, minha vida mudou. Tudo mudou. Para melhor. Eu sei que, muitas vezes, fui muito babaca e idiota com você. Magoei-te, te machuquei, te irritei, e sei que ainda não me perdoou por completo. Eu sinto muito por tudo o que fiz. Não vou dar nenhuma desculpa como: “eu era uma adolescente confusa” ou outra coisa, porque eu não tive e não tenho desculpas para errar com você. Nós passamos por muitas coisas, sejam problemas com nossos pais, por sermos um casal lésbico ou até problemas com nós mesmas. E nós permanecemos juntas, nos amando. Isso é o verdadeiro e o mais bonito amor. Eu amo você. Você sabe disso. Eu te amo mais do que qualquer coisa e eu quero passar minha vida ao seu lado. Quero morar com você, viver com você, te dar muito carinho, talvez podemos até ter filhos... Você é a coisa ou a pessoa mais importante da minha vida, a que eu mais amo e a que eu escolhi. Você é linda, inteligente, fofa, carinhosa, sensível, às vezes um pouco grossa, mas eu te amo, eu aguento, sem problemas. Eu nunca poderia ser mais feliz por ter você. Eu me lembro do nosso primeiro beijo, da primeira vez que peguei na sua mão, da maravilhosa sensação que ainda tenho ao te abraçar ou simplesmente de estar ao seu lado. Quero viver ao seu lado, continuar lutando por nós e quando chegarmos lá, quero dizer: “valeu a pena”. Quero dizer que valeu a pena viver e lutar pelo amor da minha vida. E antes de perguntar, eu juro que vou lavar a louça de nossa futura casa. Então, Camila Cabello, você aceita se casar comigo?

Limpei as lágrimas de meu rosto, emocionada por cada palavra que saia da boca de Lauren. Puxei suas mãos com carinho, fazendo-a levantar. Tirei as coisas de suas mãos e coloquei-as na poltrona. Coloquei minhas mãos na cintura de Lauren e dei um longo beijo nela. Nossos lábios se desgrudaram e eu disse:

- É claro que eu aceito, meu amor.

Voltei a beijá-la e a mesma me colocou nas poltronas do fundo do jato. Sentou-me na poltrona e continuou a me beijar. Separei nossas bocas e perguntei, brincando:

- Tem câmeras aqui?

Lauren respondeu:

- Já providenciei o necessário.

Lauren voltou a me beijar e desabotoou minhas calças jeans. Baixou um pouco, mas não tirou, e fez o mesmo com minha calcinha. Depois, enfiou três dedos dentro de mim de uma vez só, fazendo-me gozar e gemer, dizendo:

- Oh... Lauren...

Ela respondeu:

- Baixinho...

 

Sentei em minha poltrona. Faltavam aproximadamente mais quinze minutos de voo. Lauren limpou “as coisas” lá atrás e colocou o buquê em sua mochila. Sentou ao meu lado e colocamos nossas alianças. Peguei na mão de Lauren e dormi no resto da viagem.

Quando chegamos em Miami, pegamos outro voo e fomos para Roma. Quando chegamos, fomos para o hotel e acabamos dormindo. No outro dia, conhecemos um pouco da cidade e transamos no hotel.

 

Cinco Anos Depois...

 

Chegamos no parquinho e fizemos algumas coisas juntos. Fomos à roda gigante, jogamos o jogo da pescaria, bate-bate e outras coisas de criança. As crianças adoraram e, depois, fomos para o shopping. Vimos um filme infantil. Eu, Arthur e Sophia dormimos no cinema, menos Lauren. Quando estávamos indo para a praça de alimentação, Arthur disse:

- Filme chato!

Respondi:

- Você achou?

- Sim, mamãe.

- E você, Sophia?

A menina respondeu:

- Achei legal, mamãe!

Lauren perguntou:

- O que querem comer?

Arthur disse:

- Hambúrguer!

Sophia disse:

 - Massa!

Arthur falou:

- Não! Eu também quero massa!

Lauren respondeu:

- Então, vamos para um restaurante de massa.

No restaurante, Sophia perguntou:

- Vamos ver vovó e vovô amanhã?

Lauren respondeu:

- Sim, filha.

- Quais?

Respondi:

- Todos, filha. Vovó Sinuhe, vovó Clara, vovô Alejandro e vovô Mike.

As crianças comemoraram. Mike e Clara eram os pais de Lauren, meus sogros. Alejandro e Sinuhe eram meus pais. Arthur perguntou:

- Até Sofia vai estar lá, mamãe?

- Sim, filho.

Sophia perguntou:

- Quando vamos ver eles?

- Vamos almoçar na casa da vovó Sinuhe.

As crianças comemoraram de novo. Nós comemos e compramos sorvete. Depois, fomos para casa. Lauren fez o que sempre faz todas as noites. Ajudou os dois a colocarem o pijama, os colocou em suas camas, no quarto deles e contou uma história curta. Após isso, deu um beijo na testa de cada um, apagou a luz e saiu do quarto.

Quando Lauren entrou no nosso quarto, Sophia gritou:

- Mamãe Camila não vai nos dar “beijinho”?

 

Cinco Anos Antes...


Notas Finais


Obrigada por lerem!!! Espero que tenham gostado!!! Volto assim que puder!!!!! Até!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...