História One Love °|• Two Mouths - (Shawmila&CGK) - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Adam Levine, Adele, Becky G, Bella Thorne, Britney Spears, Calvin Harris, Cameron Monaghan, Camila Cabello, Clean Bandit, David Guetta, Ed Sheeran, Fifth Harmony, Justin Bieber, Selena Gomez, Shakira, Shawn Mendes
Personagens Adam Levine, Adele, Ally Brooke, Becky G, Bella Thorne, Britney Spears, Calvin Harris, Cameron Monaghan, Camila Cabello, David Guetta, Dinah Jane Hansen, Ed Sheeran, Grace Chatto, Jack Patterson, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Lauren Jauregui, Luke Patterson, Neil Amin-Smith, Normani Hamilton, Personagens Originais, Selena Gomez, Shakira, Shawn Mendes
Tags Camila Cabello, Camila Gun Kelly, Machine Gun Kelly, Shawmila, Shawn Mendes
Visualizações 28
Palavras 847
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Musical (Songfic)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura amores lindos do meu ❤

Capítulo 11 - Sweater Weaher


Camila ON:

Depois de alguns bons minutos analisando aquela papelada finalmente achei uma das composições dele que não era tão ruin, era até boa, mais precisa de modificações.

- Que tal essa  - Peguei o papel cuju estava a música, e estendi para ele  - Cami

*Ele olha os papel e revira os olhos?!

- Sem chance - Machine.

- Oque? P-Pôr que? - Cami.

- PORQUÊ EU DISSE QUE NÃO PORRA - Ele disse gritando, batendo as duas mãos na cadeira, fazendo todos da sala olharem para nós dois, logo em seguida ele saí da sala depresa. - Machine.

Logo depois o professor olhou pra mim com cara de "O quê deu  nele". 

Todas as nossas três primeiras aulas juntos aviam acabado. Daí começei a ficar realmente proucupada com ele. 

Quando o sinal tocou, Confesso que a primeira coisa que fiz foi procurar ele. 

Fiquei bons minutos procuran ele, até ouvir o sinal bater o qual eu tinha aula de química naquele horário.

Enquanto eu andava pêlos corretores da escola a caminho da sala de química, senti uma pegar firme nós meus braços.

Ele chegou perto de mim e sussurrou no meu ouvido.

Que tal eu te mostrar uma coisa - Machine.

Você está louco, tenho aula  - Falo me virando para ele - Cami.

Mais uma garota inteligente no mundo não vai fazer falta  - Ele pega minha mão me puxando a força, e o poir de tudo que não tinha ninguém pra me ajudar pois os corredores estavão vacios, pêlo simples fato de eu estar atrasada - Cami 

Me larga seu ogro  - Digo batendo nele - Cami.

So mais um pouco e eu te solto latina  - Quando ele disse isso parei de me debater com ele, até porque ele não ia me soltar mesmo agora  - Machine.

Depois de alguns  minutos caminhando chegamos ao destino, quê era uma fábrica abandonada. Nós entramos e ele finalmente me soltou.

- Você e maluco ou oque  - Digo furiosa com ele - Cami.

- Um pouco dos dois  - Machine.

- O quê agente véio fazer aqui - Espreção confusa  - Cami 

- Esclarecer uma coisa. Foi mal por hoje latina, sabe como são as drogas, de deixam louco - Fala irônico  - Machine.

- Só pra isso  - Cami.

- Também queria de mostra o lugar de  onde sai toda minha criatividade, pra vê se você consegue escrever algo melhor do quê aquela minha porcaria de música - Machine.

- Sabe àquele sua porcaria de música e muito boa - Cami.

- Não e a música, mais pra quem a música foi feita latina  - Ele diz sem se importar muito  - Machine.

- Nunca imaginei quê você era o tipo cara que escrevia músicas pra garotas - Falo surpresa.

- E eu nunca imaginei que uma nerd fingiria não saber falar a língua dos outros alunos do pra não sofrer "bullying" - Ri irônico - Machine.

- Ha ha ha... muito engraçado  - Irônico  - Cami.

Enquanto ele estava distraído, peguei o papel na minha mochila e começei a cantar bem alto a música a qual ele compoz, com a intenção de ele ver o quão a música era boa.

            (Sweater Weaher) - Tradução 

Tudo que eu sou é um homem 

E quero o mundo em minhas mãos 

Eu odeio a praia 

Mais permaneço 

Na Califórnia com meus pés na areia 

Use às mangas do meu suéter 

Vamos ter uma aventura 

Cabeça nas nuvens, mais minha gravidade e centrada 

Toque o meu pescoço e eu tocarei o seu 

Você nesses pequenos shorts de cintura alta 

Ela sabe o que eu penso sobre 

E quando eu penso sobre 

Um amor, duas bocas 

Um amor, uma  casa 

Sem camisa, sem blusa 

Apenas nós, você vai descobrir 

Nada que eu queira te contar, não 

Por que está muito frio 

Para você aqui e agora 

Então me deixe segurar

Suas duas mãos nos buracos do meu suéter 

E se eu pudesse somente tirar seu fôlego 

Eu não ligo se não tem  muito o que dizer 

As vezes o silêncio guia sua mente 

E te move para um lugar tão distante 

Os arrepios começam a chegar 

O momento que minhas mãos encontraram sua cintura 

E então eu vejo seu rosto 

Coloco meu dedo em sua língua

 Por que você ama o gosto 

Esses corações adoráveis 

Todas as outras batidas 

Aqui dentro e quente 

E lá fora começa a chover 

Vamos lá 

Um amor, duas bocas 

Um amor, uma casa 

Sem camisa, sem blusa.

2x

- O amor destroe sua vida latina  - Ele fala tirando um cigarro do bolso  - Machine.

- Mais então sobre a música, ela é perfeita pro trabalho  - Cami 

- Faça o que  você quiser com ela -Machine.

- Sério  - Cami 

- Latina, eu sou como um marionete,  sendo manipulado pôr todos  - Ele se levanta, estende a mão para mim e me convida para dançar, sem música, sem ritmo, só o barulho da nossa respiração - Machine 

Ficamos o horário inteirinho de aula só naquele fábrica abandonada, dançando, contando piadas  ruins  uns para os outros,  e nós conhecendo melhor!!

Por trás de todas àquelas tatuagens e safadezas, têm um cara quê escreveu uma música com o seguinte verso 

"Um amor, duas bocas"






Notas Finais


Espero que tenham gostado do começo dessa longa e linda amizade.
Curtam e comentem, digam o que vocês acharam
Link da música (Sweater Weaher) https://youtu.be/GVPfieIuDaA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...