História One More - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Lee Jihun "Woozi", Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi"
Tags Coupzi, Hozi, Jicheol, Jicheolsoon, Leader Line, Políamor, Romance, Seventeen, Sooncheol, Sooncheolhoon, Soonhoon, Soonhooncheol
Exibições 87
Palavras 975
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


CHEGUEI COM O CAPÍTULO FINAL RAPAZIADA.

Um epílogozinho pra vocês, espero que gostem.

Vou deixar pra fala mais lá nas notas finais.


BOA LEITURA!!!

Capítulo 6 - Epílogo


Fanfic / Fanfiction One More - Capítulo 6 - Epílogo

QUINTA-FEIRA, 17 DE NOVEMBRO DE 2016.

Soonyoung estava sentado no sofá de três lugares com Jihoon entre as suas pernas e os dois olhando para o seu celular pensando se ligam, ou não, para Seungcheol. Eles realmente querem entrar em contato, mas estão sem coragem.

Ontem quando eles chegaram em casa, depois de deixar Seungcheol na sua própria, conversaram como ia ser a partir de agora, decidiram que iam tentar algo entre os dois, sem vergonha ou sem olhar um na cara do outro, já tinham se beijado, ficar sem se falarem seria besteira. Entretanto, concordaram que também queriam conhecer Seungcheol melhor, não podiam negar que o beijo do rapaz havia mexido com eles, e agora estavam nesse dilema de ligarem ou não ligarem para Choi.

— E então, o que fazemos? — Jihoon finalmente quebrou o silêncio. Soonyoung ainda ficou alguns minutos olhando para seu celular pensando.

— E se irmos dar um passeio, para tomar um ar fresco e coragem, e então quando voltarmos, nós ligamos para ele?  — Kwon deu a ideia e o rosado concordou. — Assim também já vamos almoçar. 

Eles levantaram com muita preguiça do sofá que, de acordo com os dois, estava confortável demais, e foram se arrumar para sair.
O dia estava fresco, já passavam das duas da tarde. Os dois rapazes caminhavam de braços dados — algo que eles já faziam antes — e conversavam como eles deveriam chamar Seungcheol, com um "Oi :)" ou um "Olá!" ou então um "E AI MANO"

— Nós estamos parecendo alguém que acabou de entrar no ensino médio. — Jihoon comentou quando esperavam o sinal dos pedestres abrir.

— Você já deveria ter aceitado que nós só somos biologicamente pessoas que estão na idade, mas mentalmente nós estamos no ensino médio ainda. — Soonyoung começou há brincar um pouco.

— Fale por você. — Lee retrucou batendo o pé de impaciência pelo sinal não abrir logo. — Esse sinal não vai abrir, não?

— Quer tentar a sorte e atravessar com os carros em movimento? — Kwon sugeriu e só recebeu um olhar de “Você está falando sério?” do amigo.

— Vai você. Quer que eu te empurre? 

— Jihoonie, por que você é tão malvado? — O azulado começou a fazer drama, abraçando o baixinho de lado, e ele não recusou.

—Já falei, não sou malvado, você que é bom demais. — Ele olhou um pouco para cima e ver o rosto de Kwon que já o olhava e recebeu um beijo na testa. 

— Obrigado, eu sei! — E assim Soonyoung recebeu um tapa de Jihoon que se soltou um pouco do abraço, mas Kwon deixou seu braço passar por cima do ombro do outro e agora, finalmente, atravessavam a rua. — Voltando ao tema inicial... — Lee concordou com a cabeça quando pararam em frente ao restaurante. — Será que ao invés de mandar mensagem, que tal ligarmos para ele? — Quando terminou a pergunta, Kwon sentiu um vento quente perto de sua orelha, e tinha certeza que não era o Jihoon.

— Ligar para quem? — Os dois rapazes se assustaram com a voz grave que falou perto deles, então se viraram de reflexo, até que viram o dito cujo.

— SEUNGCHEOL PARA DE ASSUSTAR A GENTE! — Lee praticamente gritou colocando a mão no coração como se fosse acalma-lo. O moreno começou a rir.

— Ah, mas é tão divertido. 

— Às vezes eu acho que você brota do chão. — Kwon comentou no mesmo estado que Jihoon. 

— Dessa vez eu brotei da loja de sapatos mesmo — Choi levantou a sacola que segurava na mão esquerda e com a direita tentava abanar os dois rapazes a sua frente. — E então, para quem vocês iam ligar? — Seungcheol perguntou mais de curiosidade do que outra coisa. Os amigos se olharam e pediram um minuto para Choi que apenas viu os dois se virarem de costas para ele e começaram a cochichar. O moreno olhava com uma sobrancelha levantada e com o pensamento de como esses dois são realmente alguma coisa impressionante.

Enquanto isso Jihoon e Soonyoung discutiam sobre quem iria falar para Seungcheol que era para ele que queriam ligar. E o rosado estava vencendo com o argumento de “a aposta ainda está valendo”. Kwon ainda bateu um pouco o pé, mas concordou. 

Eles se viraram de volta e viram Seungcheol sorrindo para eles, o que fez os amigos quase derreterem ali mesmo, mas voltaram com suas posturas normais. E Soonyoung começou a explicar.

— A pessoa para qual queríamos ligar era você. — Seungcheol agora levantava as duas sobrancelhas de surpresa.

— E o que aconteceu que não ligaram? — Choi perguntou ainda mais curioso.

— Porque não sabíamos o que falar e estávamos com um pouco de vergonha. — O azulado completou e Seungcheol começou a fazer “awns” e apertar as bochechas dos dois.

— Vocês são muito fofos, meu Deus. — O moreno se afastou depois de fazer um leve carinho onde estava vermelho por ter apertado nas bochechas alheias, que reclamaram um pouco. — Mas não precisa ter vergonha, o assunto nós arrumamos na hora. — Jihoon e Soonyoung concordaram agora sorrindo ainda envergonhados.

Jihoon pigarreou como se fosse uma onda de coragem que subiu nele, e fez um convite para Seungcheol, do qual Soonyoung nem tinha ideia, mas se parece para discutir isso com Kwon ele perderia a coragem.

— Seungcheol? — Choi virou o rosto para Jihoon e o incentivou a continuar. — Já que você está aqui e não precisamos mais te ligar hoje, você por acaso queria ir ali ao restaurante pegar um almoço e ir com a gente até a nossa casa para podermos conversar melhor já que nem sabemos coisas um sobre o outro direito? —Soonyoung olhou surpreso para o amigo, mas pensou um pouco e gostou da ideia dele.

— É faz sentido. Topa? — Os dois rapazes olhavam cheios de expectativas para o moreno que deu um de seus sorrisos concordando com a cabeça.

— Eu adoraria. — Os três rapazes sentiam que aquilo era o começo de uma bela amizade... Ou algo mais.
 


Notas Finais


AGORA FICA AI PARA A IMAGINAÇÃO DE VOCÊS SOBRE O QUE ACONTECEU NESSA IDA AO APARTAMENTO.

Bom pãezinhos, foi isso. Espero que tenham gostado tanto quanto eu e que isso sirva de incentivo para vocês escreverem mais desse OT3 que precisa ser mais apreciado. E obrigada por terem chegado até o final da fic, isso significa muito para mim <3

Obrigada mais uma vez a danyzinha que me ajudou TANTO com todas as minhas fics, te amo danyzinha. BUY MEU QUERIDO PADRE ON SOCIAL SPIRIT!!!!!!!!!!

Vejo vocês em uma próxima fanfic!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...