História One More Chance - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Balloon Boy, Bonnie the Bunny, Chica the Chicken, Foxy the Pirate, Freddy Fazbear, Golden Freddy, Mangle, Marionette, Personagens Originais, Springtrap, Toy Bonnie, Toy Chica, Toy Freddy
Tags Fonnie
Exibições 105
Palavras 1.297
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Hentai, Lemon, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Povim, eu tenho tanta coisa pra falar..
Primeiro, me desculpem pelo o que eu prometi (falarei mais nas notas finais), segundo, aproveitem minha onda de inspiração. Eu andei viajando, e acabei me ins pirando pakas
Terceiro, HUASHAHUASHAHUASHAHUASHA, não levem isso em consideração, eu não sei por que fiz esta besteira
Quarto, não tem quarto
Quinto, tem quinto sim, sobre a capa, eu mudei, pq achei muito feia (tb falarei mais nas notas finais)
Sexto, aproveitem o capítulo, com nosso primeiro Puppet x minin dur balão e.............. *suspense* Ok, vou deixar vcs curiosos, leiam logo e saberão do q estou falando
Bjs *3*

Capítulo 6 - Six


Fanfic / Fanfiction One More Chance - Capítulo 6 - Six

[Puppet]





Faz um tempo que não falo com eles. Depois de livre venho aproveitando cada segundo dessa nova vida. Conheço praticamente a cidade inteira, e além disso, já fiz muitas amizades. Mas é claro, que na vida, nem tudo é diversão. Infelismente, tenho que trabalhar para pagar minhas dívidas.


Nos finais de semana, eu trabalho em um lava jato, junto de James, meu colega de quarto. 


James era um garoto novo, tinha apenas 14 anos. Não só a idade, mas a aparência o deixava ainda mais jovem. Tinha baixa estatura, corpo magro e delicado – com belas curvas inclusive – cabelos castanhos que insistiam bagunçados – que o deixava ainda mais fofo – e lindos olhos azuis. 


Ele era inteligente, tanto que pulou dois anos de estudo, e nas provas, ele passa a cola para a sala toda – até pra mim – ele é mesmo um nerd de primeira – apesar de não gostar de ser chamado assim. 


O que nunca contei para ele, é que eu já o vi antes. Ele sempre ia na pizzaria, e eu parava todos os meus afazeres, para vê-lo. O observava de longe. Nunca ia para comer, ou para ver os animatrônics, e sim para ler. Enquanto seus pais sempre brigavam em público, ele parecia não ligar, e apenas continuava os estudos tranquilamente.


Desde o começo, ando atraído por ele, então concluí que teria que rolar no máximo, um beijo – mesmo que isso prejudique nossa amizade.


Entro no meu quarto, e James estava sentado em minha cama, e traçando algo em seu caderno. 


- O que você 'tá desenhando? – pergunto.


- Veja você mesmo. – responde continuando a rabiscar.


Era explícito o seu talento com desenhos. Nele, havia uma figura abstrata, ainda com alguns farelos do lápis. Havia uma paisagem ao fundo, e dois balões voando ao céu. Embaixo, haviam duas pessoas, que pareciam ter soltado os balões.


- Quem são esses? 


- E-esses? É, é eu e você... – respondeu corado com a pergunta.


Sorri, me sentando ao seu lado.


- E por que você tá fazendo isso justo na minha cama? – questionei bagunçando seus cabelos.


- É que... de alguma forma, seu cheiro me dá inspiração. – respondeu, jogando o lápis e o caderno na cômoda, começando a me encarar.


- Então eu imagino queira sentir meu cheiro mais de perto, não? – ele corou violentamente.


- N-não... – ele nega com a cabeça.


- Hum... Então você não quer inspiração? – ironizei puxando-o para um abraço forçado. 


Sua cabeça estava na dobra de meu pescoço, fazendo com que eu sua respiração quente. Beijei um local próximo de sua nuca. Sua testa. Seu nariz. Seu queixo. A cada toque, sentia seu arrepio.


Seus olhos estavam fortemente fechados. Parecia tentar ao máximo não ceder – inultiu – mas esperava que os meus beijos chegassem à sua boca. E foi o que eu fiz.


Sabia que era seu primeiro beijo – era claro por sua inocência – por isso tinha que ser perfeito. Notei que seus lábios estavam rígidos, então toquei de leve em sua bochecha, e como o esperado, ele relaxou.


De sua bochecha, fui até seu queixo, pedindo passagem cedida na hora. Ele se sentou no meu colo – em um lugar que não devia – e entrelaçou seus finos braços em volta do meu pescoso. Segurei sua nuca, aprofundando o beijo e ao mesmo tempo, dando apoio a sua “base”.


Assim que o ar faltou, nos separando. Mesmo ofegante, deitei-o na cama, fazendo com que sua cabeça ficasse no travesseiro, e beijei-o novamente. 


Após a segunda vez, me deitei ao seu lado, colocando sua cabeça debaixo da minha.


- Quero fazer isso mais vezes. – diz me abraçando ainda mais forte.


Encarei o teto, e concluí que um beijo não era o suficiente. Precisava de muita coisa além de um simples beijo.


- Não se preocupe... – digo abrindo um sorriso malicioso. – Vai ter muito mais. – completei fechando os olhos.





[Bonnie]





Nesse tempo, descobri que ciências é minha área. Posso não ser bom em matemática, mas pelo menos isso compensa em ciências – e em outras matérias além dela. 


Estava no meio da prova, e claro, tive que passar cola para algumas pessoas – quase toda a sala – afinal, não quero me dar mal com ninguém.


Entreguei os papéis ao professor, enquanto os outros alunos piscavam disfarçadamente pra mim. Apenas revirei os olhos, não era mais fácil estudar? Melhor que depender dos outros – ou melhor, de mim.


Ao sair da aula, suspiro aliviado, ouvindo os outros alunos saírem desesperados. 


Caminho pelo corredor, sem dar atenção aos outros, ansioso para chegar ao meu quarto.




[…]





[Marilyn]





Eu tinha um tempo livre, e resolvi aproveitá-lo com o que gosto. Era a melhor sensação de todas. O clube de ginástica é como meu ambiente natural. Ginástica para mim é mais que um hobby, é um sonho. Às vezes eu me imagino nas olimpíadas, dançando com as fitas ou arrasando nas argolas.


Fecho os olhos, e inspiro o ar limpo que entravam pelas minhas narinas. Estava em um treino difícil, e precisava me concentrar. 


Minhas mãos e pernas fraquejaram quando ouvi meu nome. Gritei esperando quebrar algum membro do corpo, e acordar em uma sala totalmente branca. Mas ao abrir os olhos, tudo que vejo são seus fios ruivos.


- Sabia que você quase me matou de susto?


- O que?! – enfureci. – Eu deveria estar falando isso! E se eu morresse, te levava junto! – falo, saindo de seus braços.


- Não de novo. – sussurrou.


- O que disse? – perguntei, desamassando minha roupa de ginástica.


- Não é nada. – respondeu, voltando a me encarar. 


- Pra que veio me atrapalhar mesmo? – pergunto apressadamente. 


- Ainda vamos àquela tal loja? – ele pergunta. 


- Vamos sim. Só espere um pouco, vou me trocar. – peguei minha mochila, indo ao vestiário, mas logo me lembrei de uma coisa. – Não pense que eu esqueci. Você ainda vai falar de quem gosta.


- Não vou mesmo.





[Bonnie]





Quando eu pensei que poderia ficar a só com ele, algo quebra minha expectativa. Era sexta-feira, e Foxy me “convidou” – na verdade ele me obrigou – para ir ao shopping. Só aceitei, por que eu realmente não sabia me vestir, moda não é comigo, e nem com Foxy, acredito eu. 


- Ainda não sei por que aceitei ir com você. – comentei, mesmo sabendo o propósito.


- Talvez por que você me ame? – corei. – 'Tá, na verdade é por que se eu vou sofrer naquela loja, você sofre comigo. – justificou-se pegando sua carreira. – Vamos? – concordei com a cabeça.





[…]





Eu estava impressionado. Aquilo era imenso, tinha roupas por todo lado. Mas apesar do tamanho, quase ninguém passava por lá. 


- Finalmente, meu habitat natural! – Mai exclama abraçando algumas roupas, e as raras pessoas que passavam por lá, estranharam sua ação.


- É uma louca mesmo… – sussurrei no ouvido de Foxy.


- Eu percebi... 


- E eu ouvi isso! – Mai falou enquanto olhava as roupas. – Dylan, experimente isso. 


- Eu já falei que pode me chamar de Bonnie. – reclamei, pegando a peça de roupa da sua mão, e entrando no vestiário ao lado.


Fecho a cortina, e começo a tirar minha blusa. Ia tirar minha calça também, mas a curiosidade falou mais alto ao ouvir alguns sussurros vindos do lado de fora. 


- Vamos, Ryan, me diga qual a garota que você gosta! Não me faça perder a fama de cupido. – Mai implorou. 


- Eu já disse que não! Essa pessoa é muito especial, e eu não gostaria da ajuda de ninguém para conquista-la. Eu quero fazer isso por mim mesmo. Sozinho. – Foxy retrucou, com bastante sinceridade. – Eu a amo.


Mas, espere um pouco, Foxy gosta de uma garota? Se antes eu não tinha esperança, agora eu só tinha vontade de chorar. Chorar como um covarde. Só queria estar morto.


Sem perceber, minhas lágrimas já escorriam. A única razão que eu tinha de viver, morreu. E com isso, não tenho mais razão de nada. 


Um braço acaba rodeando minha cintura, fazendo meu coração acelerar.


- Não chore, eu estou aqui com você. – ele disse, beijando minhas costas descobertas, e limpando minhas lágrimas. Em seguida, beijou minha nuca. – Seja meu Bonnie, por favor. 



Notas Finais


Gente du céu!!!!!
Taí o q vcs tanto queriam!!!
Obs: n fiquem com raiva do Bonnie no próximo ep, ops... Spoilerrrr.....
Bom, sobre a nova fic que eu prometi, eu não fiz, mas não me culpem, culpem minha burrice! (Tá, é a mesma merda) mas, falando sério, eu sou mt burrinhaaaaaaa.
Bom, eu escrevi o primeiro capítulo, só que.... Eu escrevi no "world", e quando eu fechei a janela, EU NAO SALVEI!!! pfv, não me matem! Mas não se preocupem, eu estou reescrevendo (dessa vez no meu noivo, quer dizer... No meu celular)
Sobre a capa, foi minha amiga que fez, e pediu para eu colocar. Eu menti dizendo que tava linda, e eu tive q colocar ;-; mas eu tirei, e agora ela vai descobrir que eu menti.
Bjs povo
*3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...