História One More Dream - Capítulo 51


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Você
Exibições 107
Palavras 2.556
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Sim eu sei, podem me matar eu deixo.
MAS APÓS TANTAS MENSAGEM QUERIA DIZER QUE VOCÊS SÃO AS MAIS LINDAS DESSE MUNDO. af
Fiquei muito feliz que ainda tenho tanto suporte e arghh, perdoas as minhas crises existenciais, juseyo.
Sem delongas, temos uma participação especial, alguém aí conhece EXO? Acho que não né? afferson n
Boa leitura <3

Capítulo 51 - Histórias longas não acabam de um dia para o outro.


Fanfic / Fanfiction One More Dream - Capítulo 51 - Histórias longas não acabam de um dia para o outro.

Era definitivo, você precisava de um descanso após todos os altos e baixos dos últimos dias. Há alguns anos, você mal conhecia  Coréia do Sul e hoje estava em uma cafeteria movimentada, escondida ao fundo para que ninguém a reconhecesse. 

Muitas coisas haviam acontecido nos últimos dois anos, os quais foram os mais conturbados e agitados da sua vida, ao ponto de não se ver mais distante de tudo e todos. O BTS era sua família, Haneul, Vitória e Giuliana também.

- Você é muito previsível, isso porque nem sou o Taehyung pra te conhecer tanto assim. - Era Suga, mostrando o largo sorriso que de certa forma a fizera sorrir.

- Obrigada pela parte que me toca. 

- Espero ter feito a coisa certa mais cedo... - Pela sua expressão, seus pesamentos estavam estampados em seu semblante. - Você já sabia que existia um sentimento a mais, não só você aliás...

- É difícil assimilar as coisas, Yoongi. Minha vida é igual a uma canção. Existem notas altas, baixas, mas a melodia permanece constante.

- Em uma canção sempre existe um clímax. E você está passando por uma agora.

Ele tinha razão. Querer comparar sua vida com uma canção frente a um compositor não era uma boa deia afinal.

- Você tem cartas na mão. Três boas cartas. Jungkook, Taehyung e Jin.

- Jungkook é carta fora do baralho.

- Você se engana. __________, quem foi a primeira pessoa que mexeu com você? Jungkook teoricamente ainda é seu primeiro amor, e o primeiro amor a gente nunca esquece.

- A história é longa com ele...

- Histórias longas não acabam de um dia para o outro. Nesse jogo, você não pode descartar ninguém. E principalmente, tem que levá-los a sério e ter pulso firme, porque até então, você sempre foi o jogo deles, faça o contrário agora.

- Yoongi... Você tá me assustando... - Um riso nervoso escapou por entre seus lábios.

- Cansei de assistir tudo de longe, to passando por um crise ruim pós-término e quero te ajudar.

- Isso explica muita coisa.

Prestes a hesitar, Jin lhes dá o prazer de sua companhia, parecendo animado em encontrá-los e automaticamente recebendo um olhar reprovador de Yoongi.

- Você sempre tem que atrapalhar tudo? 

- E o que você faz com a minha namorada, sozinho?

- Olá, como vai o senhor másculo que não tem receio de competições porque sempre ganha tudo? Diga a ele que segundo análises, o mesmo foi picado pelo mosquito transmissor de ilusões.

- HA HA. 

Um riso baixo escapou por entre seus lábios ao observar ambos, tornando o clima completamente descontraído e divertido. Mesmo que estivesse presente, após alguns minutos uma nuvem ruim a atingiu de uma forma, que praticamente foi arremessada novamente aos pensamentos autodestrutivos.

- ________? - Jin apertava os dígitos contra seus ombros. - Você está pálida, vem. Vamos pra casa.

XX

Não lembrava-se de como havia dormido, como havia parado em seu quarto, muito menos porque Jungkook pairava ao canto da cama com os dígitos enlaçados aos seus. No instante que hesitou por sua vez, uma dor de cabeça a atingiu com força fazendo com que voltasse automaticamente e gemesse baixo de dor.

- Noona? - Jungkook acordou, embargado.

- Shhh. O que houve?

- Você... - Ele piscou diversas vezes, se colocando ao seu lado. - Não se lembra? Acabou desmaiando, Haneul disse que era a pressão, mas desde estão você esteve com febre e...

- Eu to bem. - Interrompi-o.

- Eu fiquei preocupado... - Murmurou o garoto, aproximando o rosto próximo ao seu e depositando um selar demorado em sua bochecha. - Jin hyung saiu a pouco pra buscar algum remédio.

- Jeon... Eu to bem, sério. - Tentou se levantar novamente, e como esperava, a dor mais uma vez a atingiu. - Outch...

- NOONA. - Repreendeu o garoto, posicionando seu corpo melhor sobre o acolchoado, visivelmente notando o olhar preocupado do mesmo.

- Mas...

- Shhhhhh. - Aquietou-a e por um breve segundo lembrou daquele gesto que logo em seguida ele se aproximava para beijá-la. E, talvez pela dor de cabeça e o corpo exaurido, em um impulso posicionou ambas as mãos sobre seus lábios. - Noona? - Sua voz soou abafada.

- Nem pense nisso.

- Não pensar em quê?

Piscou diversas vezes, reprendendo-se mentalmente por tal ato e logo meneando a cabeça em negação.

- Espera... Achou que eu fosse te beijar?! - Ele finalmente havia assimilado os atos.

- NÃO!

- Sim!

- Não seja estúpido, Jeon.

- Mas... Noona...

Para minha surpresa, Taehyung adentrou, os olhos inchados mesmo com a pouca luz davam ênfase ou a noite mal dormida ou pelas lágrimas não contidas.

- Você acordou. - Sua voz parecia cansada, mas aliviada.

- Taehyung... - Engoliu o seco. Ao mesmo tempo estava confusa, mas aliviada pela presença dele.

Em um ato involuntário, ele se aproximou e voltou o olhar rapidamente para Jungkook que pareceu entender o recado. O menor se retirou com um sorriso fraco, mas igualmente aliviado.

- Você está bem?

- Melhor impossível. 

- Mentirosa.

- Senti sua falta. 

- Como se eu tivesse sumido nos últimos dias. - Ele sorriu fraco, mas logo notou que sua brincadeira realmente era verdade. - Me desculpa.

- Espero ter uma boa razão, a ponto de só vir me procurar quando fico doente.

- Você é muito dramática.

- E você um péssimo melhor amigo.

- Quando se recuperar, prometo recompensá-la por isso.

Assentiu calmamente, sentindo mais uma vez a fraqueza tomá-la, tentou manter os olhos atentos a expressão do garoto, mas tudo se dissipou novamente.


~Jungkook version

Deixar o quarto parecia o certo, mas eu estava em algum tipo de crise... Eu havia beijado-a. 
Me sinto a pior pessoa do mundo.

Fragilizada, deitada sobre a cama, não pude conter o impulso de observá-la a noite toda, como costumava fazer antes e tudo... Me deixava cada vez mais fraco, a ponto de aproximar os lábios dos dela e roça-los lentamente até ser preenchido pelo toque. Não foi intencional, não foi planejado, eu só senti... E...
Puta merda. Só faço merda.

- Jeon. - Assustou-me Haneul.

- Me assustou.

- Não posso fingir que não vi.

- Pode sim. - Respondi rápido demais.

- Pensei que já estivesse recuperado. Você parecia bem até demais.

- Eu também achei, ok? Eu não sei o que deu em mim, simples. Foi momentâneo e... Ninguém precisa saber, certo? Por favor... Nunca te pedi nada, isso não vai mais se repetir.


~Taehyung version

Ela parecia ter adormecido, mas ao contrário do que imaginava, sua respiração parecia mais pacífica e a temperatura corporal aos poucos se estabilizava. 

- Taehyung...

- Hm?

- Eu preciso conversar com você...

- Não é o momento, ________.

- Por favor...

- Seja breve...

- Você... Eu... Você sempre sentiu algo a mais por mim?

- Eu te amei no momento que eu te vi e desde então, está sendo impossível esconder isso.

- Eu deveria ficar doente mais vezes... - Ela sussurrou antes de cair no sono mais uma vez.

Acabei sorrindo fraco antes de depositar um selar sobre o dorso de sua mão.


XX

Haviam se passado quase duas semanas desde o que havia se recuperado, segundo o diagnóstico médico, faltavam-lhe vitaminas e com a presença de um resfriado forte, tudo se aglomerou e o corpo não aguentou.

- Mulher, você vai vir ou não? - Era Haneul do outro lado da linha. - Giuliana vai te matar.

- Eu já estou indo, segura essa marimba.

Cinco minutos após, havia chego para o ensaio de palco. Haveria um desfile no qual foi convidada para apresentar e desfilar. Graças a Santa Giuliana.

- Você tem dois minutos pra me entregar o relatório completo dessazinha. Odeio confiar em amadoras. - Giuliana gritava com um dos rapazes que parecia aflito com os figurinos em mãos.

- Senhora Jung, me apresento para o batalhão de guerra. - Brincou, recebendo um sorriso largo da amiga.

- Espero que tenha recompensa pelo atraso.

- Que tal um cappuccino? - Estendeu um dos copos que carregava em sua direção.

- Está desculpada. - Ela tomou o copo com um sorriso largo. - Fará a apresentação até a segunda pausa, a partir dessa, o convidado especial entrará.

- Convidado especial vulgo...?

- Conhece EXO?

- Amiga, quem que não conhece EXO?

- Então se dará bem com o Suho.

Praticamente engasgou com o café antes de tomar a postura de antes.

- Ah, ótimo.

- Respira gata, é apenas o Suho. Agora vai pro palco, agora. - Ela lhe entregou as fichas.

Tentando manter a mente calma para que decorasse todo o texto, acabou dando de cara com um garoto algo e sorridente, que pela luz ao fundo quase não pôde saber de quem se tratava.

- Hey... ____________, certo? - Definitivamente reconheceria aquela voz. - Prazer, Kim Jun Myeon, na verdade... Suho, prefiro.

- Ahn... Oi... Prazer, ________. Vai apresentar comigo hoje, certo?

- Exato... Pediram pra que subíssemos e colocasse o texto a limpo...

- Ok... Só que... Eu to meio perdida ainda, espera. - Tentou assimilar as coisas entre um sorriso nervoso. 

- Não se preocupa, já vi o seu desempenho em palco muitas vezes, aposto que vai se sair bem. - Ele estendeu a mão para que o acompanhasse, mostrando o sorriso largo e encantador.

Hesitante, assentiu e o seguiu até o palco principal, onde se encontravam alguns convidados interessados no ensaio.

- Ok, irei anunciar os apresentadores, e como vocês participam do desfile, irão desfilar lado a lado e posar como um couple a frente, cinco segundos é o suficiente para as fotos. - Haneul soava como se já tivesse feito aquilo inúmeras vezes. - Acenar e dar uma de couple também seria interessante e resultaria em muita mídia envolvida.


XX

- Um, dois, três, quatro, cinco, seis...

- Sério que você vai começar a contar de novo? - O garoto ria baixo, meneando a cabeça em negação enquanto arrumavam seus fios. - Você já fez isso antes, certo? O ensaio foi ótimo, claro que pode ser melhor, mas...

- Tudo bem, vai dar tudo certo, né?

- Confia em mim. Temos uma hora ainda.

- Quer passar o texto de novo?

- Quero que esqueça por alguns segundos que temos um desfile daqui a pouco e tire uma selca comigo. - Seu sorriso descontraído fizera com que assentisse calmamente.

Após cinco tentativas, havia uma foto digna, que ainda achou ter tremido ou o sorriso parecia forçado demais.

- Enquanto o desfile não começa, tenho algumas perguntas.

- Vai me entrevistar? - Riu baixo ao imaginar tal cena.

- Olá, aqui é do ALLKPOP, teremos uma exclusiva com a garota que tem causado tantos alvoroços na mídia, _________, woaaaah.

- Muito obrigada, é um prazer estar com vocês aqui hoje. - Tornou seu próprio celular em um microfone, não contendo o riso baixo.

- Vamos com a primeira pergunta. Como tem sido sua convivência com o BTS ultimamente?

- Boa... Eu acho... Eles são minha família.

- Muito vago, senhorita, quero saber dos namoradinhos, como dizia a senhora minha tia.

- Sério isso?

- Pelo que eu li, Jin, Jungkook... Tem mais alguém? - Ele arqueou uma das sobrancelhas, parecendo realmente interessado ainda que um sorriso tímido viesse a tona vez ou outra.

- V... Meu melhor amigo, Jungkook meu primeiro amor e Jin o meu... atual? - Respondeu incerta, mas cativada pelo ar descontraído junto a Suho.

- Você é destruidora de corações, hein... Depois dizem que é Baekhyun... Mas vamos lá, por quem se sente traída?

- Boa pergunta, pena que não tenho uma boa resposta pra te dar.

- Ahhhh, temos um dorama da vida real então. Isso soa interessante. Três garotos lutando pelo seu coração.

Não conteve o riso baixo, revirando os olhos antes de voltar a atenção ao espelho.

- Você é interessante. - Ele se pronunciou após alguns segundos. - Não culpo os garotos por estarem nessa situação.

Fitou-o por um instante e o mesmo parecia concentrado em dividir a atenção do próprio reflexo com o seu.

- Cinco minutos, vamos. - Era Haneul.

Respirando fundo, Suho foi o primeiro a se levantar, involuntariamente envolveu seu braço ao dele e em uma troca rápida de olhar, caminharam em direção ao palco, sorrindo.

- E com vocês, nossos apresentadores, __________ e Suho. 

Após o dito, estava na hora de finalmente roubarem a cena. O grito enlouquecedor e os flashes não desapontaram-os, pelo contrário, assim que tiveram de parar frente aos fotógrafos, Suho não os decepcionou ao envolver um dos braços em torno de sua cintura, visivelmente marcada pelo vestido longo e delineado. Surpreendida pelo ato, manteve o sorriso largo, entrando na brincadeira, até que o garoto aproximou os lábios próximo a sua audição.

- Tenho minha decisão. Vai ser Jungkook. 

Tentou manter a expressão pacífica, tentando assimilar as palavras, logo as entendendo.

- Vai apostar nele?

- Primeiro amor a gente nunca esquece. - Suas palavras foram exatamente iguais a de Yoongi.


XX


"Líder do EXO diz ter mantido uma relação de amizade com __________."
"___________ assume ser EXO-L"
"Teríamos um novo couple? Suho e _________ encantam as câmeras no último desfile de sexta-feira."

- Blá blá blá. - V parecia desgastado. - Você e o sunbae tiveram uma coisa bem forte né? Um fogo assim. Pensei que ele fosse te beijar lá mesmo.

- E o que você ia fazer? - Riu baixo.

- Ele eu não sei, mas eu provavelmente quebraria a cara dele. - Jungkook surgia da cozinha, trazendo dois copos de suco.

- Você é mais novo que ele, mas faço suas palavras as minhas.

- Ele continua sendo um cara que tava dando TODA A ATENÇÃO pra noona.

- Olha esse vídeo, ele definitivamente tava olhando para os seus seios, ________! - Jin gritava do quarto.

- Vocês todos querem parar? - Giuliana pairava sobre a conversa, vestindo o casaco. - O desfile foi um sucesso e graças ao belo desempenho do suposto couple, eu vou pagar o jantar hoje.

- Comida não vai saciar minha vontade de dar na cara dele. - Resmungou Jungkook.

- Jungkook, para de ser chato. - Desferiu um tapa de leve no mais novo. 

XX

- Sobre o que conversaram? - Jungkook corria ao seu lado e ao contrário de você parecia nem ter se cansado ainda.

- Sobre nada, ué.

- Você sempre foi péssima em mentiras.

- Tudo bem... Ele perguntou sobre o meu envolvimento com vocês.

- E qual foi a resposta?

- O que você acha que foi?

- Que está mantendo uma relação mais ou menos estável com Jin hyung?

- Mais ou menos isso.

- Ah... - Ele suspirou, já imaginando o que havia dito. - Disse sobre mim e Taehyung?

- Fatos são fatos...

- Posso imaginar o que disse sobre Jin e V, mas sobre mim... Não faço a mínima ideia.

Parou, ofegante, fitando o chão ao que escutou-o, mas fingiu tomar fôlego para a corrida.

- Noona...?

- Disse que foi o meu primeiro amor. E ele deixou claro que torcia por você. Entre os três, digo...

- Eu também torço por mim. Torço por nós, digo... - Um sorriso largo adornou em seus lábios antes de voltar ao ritmo da corrida.
 


Notas Finais


Só pra deixar vocês mais confusas porque eu amo isso /aquelassss
O que acharam do capítulo de hoje?
Tava pensando no famoso wattpad, alguma de vocês utilizam desta plataforma? dlkfjsçldkfj
Em breve, mais um capítulo para vocês, que pode ser o último, talvez?? tan tan TANNNNNN
~Chuuu armys


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...