História One More Night - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pretty Little Liars
Tags Pretty Little Liars, Spencer Hastings, Spoby, Toby Cavanaugh
Visualizações 49
Palavras 668
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Beninas o outro capítulo não fui eu que escrevi, foi a Laura, minha irmã, nós fizemos um desafio se quiserem ver tá lá no Twitter o meu nome de usuário é MahFienne, então eu vou postar o real hoje 😘😘

Capítulo 3 - Surprise


Fanfic / Fanfiction One More Night - Capítulo 3 - Surprise

P.O.V.  Spencer Hastings 

- Foi legal da sua parte me levar pra assistir, mesmo que não fosse comigo. - Sorri para Toby enquanto o olhava, estávamos parados na frente da minha casa.

- Não foi um problema. - Retribuiu, ficamos em um silêncio estranho por algum tempo, meu olhar caiu para o relógio do painel. 1:10 AM. 

- Está tarde, você não quer ficar? - Pergunto e me arrependo na mesma hora, ele me olhou por um tempo.

- Se não for um... - O interrompo.

- Nenhum. - 

- Tudo bem, acho que vou ficar. - Ele aceita o convite, nós saímos do carro e entramos na casa.

- Quer um café? - Pergunto.

- Eu vou aceitar. - Ele pega o copo que lhe entrego.

- Você acha que aquele dois vão ficar juntos? - Quebro o silêncio que estava presente por um tempo, estávamos sentados no sofá, olhando o fogo na lareira.

- Ha! Isso seria engraçado. - Sorriu ele.

- Com toda certeza. - Concordo.

- Imaginar eles pelos corredores de mãozinhas dadas está fazendo meu estômago se revirar. - Falou, colocando a mão na barriga, fingindo que estava enjoado.

Eu gargalhei, alto.

- Você tem razão. - Concordo.

P.O.V.  Toby Cavanaugh 

De repente ela começou a rir. Vendo sua risada me fez rir. Logo em breve, ambos estávamos rindo. Paramos de rir e ficamos sentados, olhamdo um para o outro por um tempo. Spencer parece bonita agora. Ela notou que eu estava inclinando-me mais perto dela e ela fez o mesmo. Estendi a mão e coloquei a palma da minha mão contra a bochecha dela. Ela se aproximou do meu toque e se aproximou de mim. As nossos olhos se fecharam e então senti nossos lábios se tocarem. Sua mão tocou contra minha bochecha e a outra mão estava no meu peito. Ela não me tocava de forma sexual, como nós normalmente fariamos. Em vez disso, estamos nos tocando de uma forma mais gentil. Nossas mãos roçaram os rostos uns dos outros. Já nos beijamks muitas vezes, mas nunca compartilhamos um beijo assim. Desta vez, nosso beijo se sentiu mais suave e quase apaixonado. Não, não fazia sentido tentar esconder. Há definitivamente alguma paixão neste beijo.

As coisas não pararam por aí, ela começou a me empurrar pra baixo no sofá e montou em mim, minha mãos foram para o cabelo dela e as dela passeavam pelo meu corpo, a sensação das mãos macias passando pelos lados do meu corpo foi me deixando louco, começamos a tiras as roupas uns dos outros e antes que percebêssemos eu já havia entrado dentro dela, em algum momento, nós caímos no chão, mas isso não impediu de continuarmos, depois disso, foi um borrão.

(...)

Acordo com alguns raios de sol batendo na minha cara, abro os olhos e tento me acostumar com o sol que está fazendo, sinto que meu braço está enrolado em torno de alguém, olho pra baixo entraste vejo os cabelos castanhos de Spencer, olho em volta, vejo um fino lençol em torno de nós  e lembro que dormimos no chão, depois do beijo nós não paramos mais as roupas começaram a sair e então aconteceu, vejo que ela tem as duas mãos enroladas em torno de mim e as pernas entrelaçadas, meu braço estava firmemente envolta de seu quadro magro.

Senti ela começar a se mexer e abrir os olhos, ela apertou minha cintura com os braços, abriu os olhos, escaneou a sala e me olhou.

- Bom dia. - Sorriu com a voz rouca.

- Bonjour - Respondi em meu melhor francês e ela deu um sorriso maior, então biqueira eu lábios, nós sorrimos um para o outro por algum tempo, até que Spencer quebrou o silêncio.

- Toby eu acho que te... - Ela foi interrompida pelo som de chaves, nos olhamos em pânico, mas antes que pudéssemos fazer algo, os saltos de Verônica Hastings e os sapatos sociais de Peter ecoaram pela casa.

- Oh meu Deus! SPENCER! -



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...