História One more taste - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Bella Swan, Jasper Hale
Tags Saga Crepúsculo
Exibições 63
Palavras 1.448
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi galera, a Dannah ganho o desafio, eu tenho 12 anos. Então este cap é dedicado a ela. Beijos!!

Capítulo 10 - Deixe


Capítulo 10 – Deixe

"Jasper? Eu estava tão assustadora?" Bella me perguntou. Estávamos no antigo quarto de Edward – depois de seu acesso de raiva, nós esperamos uma semana para voltarmos à aquele cômodo. Bella havia decidido que era hora de Edward se juntar a Alice no armário.

"Por Deus, o que você estava pensando naquela hora?" Bella era a coisa menos perigosa que eu poderia imaginar.

"Esses diários – leia algumas dessas linhas." Ela me passou o mais recente diário de Edward. Abri e comecei a ler em uma linha perto do centro da página.

"Ela é tão frágil – eu temo que cada vez que a toco seja a última vez."

E outra linha, de duas semanas depois:

"Me preocupo com ela, todos dos dias. Toda vez que ela entra essa casa, está arriscando sua vida."

E outra linha, de uma semana depois:

"Jasper atacou Bella essa noite. Era tudo que eu mais temia acontecendo na minha frente. Ela merece algo melhor."

Essa doeu. Não consegui não pensar que era tudo minha culpa, que estávamos nessa situação por minha causa. Parecia que tinha acontecido há tanto tempo – parecendo que se eu não a tivesse, eu não sobreviveria. Estando com ela assim, agora, não posso imaginar machucá-la de qualquer maneira. Talvez essa fosse a chave – conhecê-la. Bom, isso resolveu meu problema – apenas conhecer cada ser humano em um raio de 20 quilômetros e meu desejo por sangue desapareceria! Sorri um pouco amargo. Bella olhou para mim e fez uma careta.

"O que é engraçado?"

"Desculpe, não é isso" – disse mostrando o diário – "Estava pensando em outra coisa. E não, você não é assustadora. Edward apenas não soube como... ser ele mesmo com você. Ele estava sempre com medo de te matar, e isso o fez impossível de relaxar. Ele honestamente se preocupa com você." Ela acenou.

"Então o que você estava pensando agora?" A garota era incansável!

"Eu estava pensando em que não consigo acreditar que queria te machucar. Agora que eu te conheço, não posso me imaginar te machucando. Eu disse pra mim mesmo 'se eu fizer amizade com todos os humanos, resolveria meus problemas!'" Ela começou a rir histericamente, jogando os pedaços de diários em uma caixa perto de nós. Fechei meus olhos e me concentrei na felicidade dela, porque a minha estava tão difícil de aparecer. Eu só estava feliz quando estava com Bella. Fechei o diário que estava lendo e o coloquei na caixa junto com os outros. A caixa estava cheia – trabalho de cem anos – e alguns deles estavam despedaçados pelo pequeno ataque de raiva de Bella. Eu a fechei com fita. Não havia motivo para continuar lendo, não ajudaria. Os diários eram as últimas coisas para empacotar, e Bella se saiu incrivelmente bem. Ela havia hesitado no closet, assim como eu. O cheiro dele era mais forte ali, e a fez ficar triste. Mas eu a ajudei, assim como ela fez, e juntos conseguimos terminar. Nós conseguimos terminar. Bella e eu.

Bella e Jasper.

A frase… me assustou. Eu era parte de 'Alice e Jasper' pelo tempo que me importava em lembrar. Mas eu sempre era o segundo no relacionamento. Alice era quem tinha o poder mais útil. Alice era merecedora de confiança. Alice era a mais carismática. Eles amavam Alice mais. Eu apenas estava… lá. Aquele que ninguém confiava, não de verdade. Mas quando eu estava com Bella, nós estávamos… juntos. Um time, por assim dizer. Ela me ajudava, e eu a ajudava, e nenhum de nós era o melhor. Nós precisávamos um do outro. Eu a olhei, ela ainda estava rindo, parei.

Ela estava deitada no chão, estava se segurando de tanto rir – mas de um jeito interessante. E a única coisa que consegui pensar foi: linda. Bella é linda. E eu senti algo que nunca senti antes.
Essa sensação estava crescendo em meu estômago – como se tremesse – e não consegui reconhecer essa emoção. Era... boa. E então me acertou. Eu gostava dela. Não era amor – não era para tanto. Mas o teor era o mesmo. Se pudesse ser descrito por uma cor, seria rosa. Não forte como vermelho, mas mais do que o branco forte da amizade. Quando estava chegando a essa conclusão, Bella havia parado de rir. Ela estava se sentando, me fitando, intrigada.

"O que foi?" Perguntou, e eu não podia contar a ela. Não, não seria justo. Não tinha como tê-la. "O que está sentindo? Eu me sinto um pouco… estranha." Oops. Eu não estava prestando atenção ao que estava projetando.

"Nada, nada. Eu só estava... pensando em como é estranho – esses quarto vazios. Estava pensando em empacotar as coisas no resto da casa." Mentira, mas era suficiente. E era uma idéia, agora que pensei nisso.

"Eu não gosto dessa idéia. Não quero evitar o resto da família – eles apenas fizeram o que acharam que fosse melhor. Edward é sua família, Jasper, e você têm que cuidar de sua família. Mesmo se for deixar algo para trás para um bem maior." Sofrimento. Eu entendi o que ela quis dizer, pensei, e a alcancei para lhe confortar.

"Eu não a deixei para trás." Sussurrei.

"Não, você ficou para me jantar!" Ela riu. Era triste, mas era verdade. Olhei para o chão, recusando-me a olhá-la nos olhos. Sentia a mão dela na minha, mas ainda me recusei a olhá-la. "Jasper, olhe pra mim."

"Você está certa, claro. Eu…"

"Pare. Eu estava brincando com você. Eu agradeço todo dia porque você ficou, mesmo que o primeiro motivo não fosse tão puro assim. Mas o que você sente por mim agora?" De todas as perguntas da face da Terra que ela poderia me fazer, ela tinha que fazer aquela? Eu não tinha acabado de entender o que sentia por ela? E o que eu poderia dizer? Acho que gosto de você, Bella. Não, não apenas como amigo. Sim, por que isso soava com cavalheirismo e amigável.
Jasper? O que você sente por mim agora?" O teor da conversa havia mudado. Fechei meus olhos.

"Bella... eu... penso que você é uma grande amiga." Covarde! "E... eu gosto de você." Pronto. Eu não senti mais medo, o que eu entendi como um bom sinal.

"Oh, Jasper, obrigada! Eu acho que você também é um ótimo amigo." Ela não entendeu. Fantástico. Eu era um completo idiota. Por que eu não disse nada? Por que eu não deixei pra lá?

"Eu acho que você não entendeu. Quando eu disse que gosto de você, eu quero dizer que... gosto de você. Você... entende?" Senti confusão e então o entendimento a acertou.

"Oh." Ela estava me encarando, olhos arregalados, com aquele corar delicioso no rosto. Esperei. "Jasper?"

"Sim, Bella?" Esperei pela porrada. Para que ela dissesse que estava louco só de pensar em uma coisa assim. Mas nunca ouvi isso.

"Eu acho que gosto de você também."

Alice POV

Mais rápido, mais rápido, mais rápido. Eu não estava correndo rápido suficiente. Claro, correr com o coração despedaçado era mais difícil. Edward estava provando ser difícil de achar, também. Ele sabia como enganar meus poderes – não tomando decisões tão cedo e pulando de pensamento a pensamento. Eu o vi primeiro na América do Sul, e então na Europa perto dos Volturi. Então peguei um avião, mas ele não estava lá. Eu estava a caminho da China quando o vi na África. Então era lá para onde eu estava indo. Eu estava perto, conseguia sentir. Ele estava desacelerando. Aposto que estava cansando de correr, e exausto de sofrer. E ele nem sabia a metade das coisas. Ainda não. Eu não saberia como começar o assunto.

Eu tinha que detê-lo, isso era certo. Mas o quanto eu deveria dizer? Que ela estava feliz e seguindo em frente? Deveria dizer do envolvimento de Jasper? Mas ele ficaria tão bravo... eu não via uma saída fácil. Tudo envolvia um Edward bravo lutando com Jasper, e uma Bella chorando. E sinceramente, eu não posso ver Jasper novamente. Não agora.
Mas fazer o quê? Não havia jeito correto de fazer isso. Eu realmente não queria que ele achasse os dois – eu não olhei, mas acho que estava indo bem. Eu não vi Jasper me procurando, de qualquer maneira. De repente eu estava fora dos caminhos de minhas visões.

Edward estava em um aeroporto – África. Estava olhando o quadro, que mostrava horários de partida. Consegui vê-lo fitando um lugar em particular – Seattle. Seattle, e então correr até Forks. Tudo que ele via era Bella. Voltar para Bella. Se desculpando com Bella. Amando Bella – pra sempre. Eu o vi subindo no avião.

Eu estava atrasada. Puxei meu celular, pretendia ligar para Jasper e avisá-lo, mas estava sem bateria. Eu estava correndo há muito tempo.

Eu precisava correr – agora.

Notas Finais


Até amanhã gente


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...