História One (Not So Beautiful) Love Story - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lisa, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jihope, Jikook, Jinmin, Nammin, Vmin, Yoonmin
Exibições 48
Palavras 2.289
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ola pessoinhas, eu odeio clichês mas vou começar logo com um.

Essa é a minha primeira fic então perdoe todo e qualquer erro, é a minha primeira vez e eu não revisei

"Ah, mas então se você errar e não perceber a culpa é sua por não revisar"

Bom, na verdade eu tenho um probleminha chamado insegurança e se eu fosse re-ler esse capítulo eu provavelmente me arrependeria da ideia e excluiria a fic (tanto que eu só postei a fanfic mesmo sem o primeiro capítulo estar pronto porque foi um momento de coragem ou então eu nunca postaria)

Gostaria de dedicar esse capitulo a algumas pessoas

~Gemini_smile
~Pingkeu_Gongj
~Chenxii
~Vic_Nick

Todas essas pessoinhas favoritaram essa historia mesmo sem ela estar realmente pronta. Sou muito grata a todos vocês e vocês já estão guardados no meu Kokoro

"Ah, mas tem cinco favoritos". Sim, tem cinco favoritos. "Ah mas e o quinto?"

A quinta pessoa é a vadia do meu amigo
Aquele vacilão cujo qual eu pedi para não faltar na escola hoje
Ele fez a porrice de faltar
Isso foi pra lista de vacilos okay?
Te odeio bitch❤

Acho que já me estendi demais
Nos vemos nas notas finais ❤💜💛💚💙

Capítulo 1 - About Torrential Rain


Fanfic / Fanfiction One (Not So Beautiful) Love Story - Capítulo 1 - About Torrential Rain

E lá estava ele, novamente chorando por um amor não correspondido. Mas dessa vez com um motivo digamos... Mais sólido

Havia sido rejeitado.

Bom, o leitor deve estar realmente perdido nessa historia e eu me sinto na obrigação de explicar o que está acontecendo, não que eu entenda alguma coisa, afinal quem entende cem por cento do amor? Esse pobre narrador é do tipo que não entende nem 0,001% desse quesito. Mas voltemos a historia.

Park Jimin. Esse é seu nome, um garoto de 16 anos nascido e criado em Busan, um menino baixo se comparado aos outros garotos de sua idade, pele branca, cabelo preto porém que já passou por varias outras cores ao longo de sua vida, um corpo que, bom, causa inveja em muitas pessoas e desejo em outras e você pode facilmente ser incluída em qualquer uma das duas listas, personalidade doce e sorriso mais ainda.

Sorriso esse que não podia ser visto no momento devido as lagrimas ali derramadas. Acho que devo explica-las, não? Mas, para faze-lo, devo voltar um pouco mais em sua historia.

Jimin sempre fora um garoto exemplar, tirava notas boas, ajudava quem precisasse e seu eye smile conquistava até mesmo o mais gelado dos corações e esse mesmo sorriso acabou por conquistar um garoto um ano mais velho porém tão radiante quanto ele. Jung Hoseok.

Ainda no primário, enquanto uns garotos mais velhos zombavam de Jimin, ele surgiu imponente o defendendo com unhas, dentes e gizes de cera. A partir daquele momento, uma amizade inquebrável havia surgido entre os dois, sempre que precisassem um estaria alí pelo o outro. Bom, pelo menos até a familia Jung resolver se mudar para Seoul deixando o pequeno Park com os seus 11 anos para trás.

Jimin chorou. Chorou como se chora quando se perde um celular ou como quando você descobre que seu "crush" gosta do sexo oposto ao seu ou ainda como quando dois fones diferentes quebram na mesma semana e, de acordo com estudos feitos pelo seu narrador, essas são as piores dores que você pode sentir na sua vida. Era como se uma parte sua, a alma para ser mais exato, tivesse sido arrancada, afinal, Jimin amava Hoseok e, como você já deve imaginar, não era como irmão.

Mas calma, esse ainda não é o real motivo das lagrimas citadas mais cedo, afinal existe uma grande lacuna entre os acontecimentos e digamos que muita coisa pode acontecer em cinco anos.

Bom a essa altura o leitor já deve ter percebido que Jimin gostava de garotos. Não que ele não gostasse de garotas, ele gostava dos dois, mas continuemos.

Jimin sofreu porém a vida continua sem se importar com seus problemas e assim foi com ele. Com 13 anos ele conheceu SeHun que acabou apaixonando-se por Jimin mas ele não imaginava o quão desastroso poderia se tornar um simples pedido de namoro.

No seu aniversario de 14 anos Jimin, que havia se aproximado bastante o SeHun, o chamou para sair, uma simples ida ao cinema e pediu para que o mesmo passasse em sua casa para o buscar que o surpreendeu levando flores e fazendo um pedido formal de namoro a seus pais.

Esse foi seu pior erro.

O sr. Park não só negou como também começou um discurso de ódio contra homossexuais afirmando que seu filho era hétero e quando Jimin assumiu ser bissexual ele enlouqueceu. O Sr. Park começou a xingar os garotos de todos os nomes possíveis mas o fim mesmo foi quando o mesmo disse que, para ele, Jimin estava morto.

A Sra. Park, o irmão de Jimin, Park JiHyun, e seu avô tentavam a todo custo defender os garotos mas não estava funcionando. O leitor deve estar estranhando o fato de que um senhor de idade, que pode ser considerado conservador, aceita facilmente a sexualidade alheia enquanto que um homem mais jovem, que pode ser considerado moderno, não aceita. Bom, não podemos mandar na compreensão das pessoas.

No final o Sr. Park acabou expulsando Jimin que foi morar com seu avô em Seoul e logo foi matriculado em uma escola local. "Mas e a despedida do Jimin?". O narrador poderia entrar em detalhes sobre tal despedida mas isso envolveria muitas lagrimas da parte de todos - inclusive da parte do Sr. Park - e de lagrimas essa história já está cheia.

"Quais eram as chances de Jimin reencontrar Hoseok nessa nova escola?" o leitor me pergunta. Poucas. Pense na porcentagem de chances que existem de o Superman vencer o Batman ou de Harry e Hermione acontecer ou até mesmo da Lufa-Lufa parar de sofrer bullying com a vinda do filme Animais Fantásticos e Onde Habitam. As chances desse reencontro acontecer eram ainda menores, mas a vida ama nos surpreender não é mesmo?

Logo no primeiro dia de aula Jimin conheceu dois garotos, Taehyung e Jungkook, que eram da mesma sala que ele e, percebendo que Jimin era do tipo "isolado", logo o chamaram para ficar com eles e seus amigos durante o intervalo e ele prontamente aceitou. Qual não foi sua surpresa - e animação, podemos dizer - quando, ao chegar no grupo com quatro garotos, um desses amigos era Hoseok.

Foi quase impossível, para os dois, conter as lágrimas mas principalmente para Jimin, afinal, Hoseok já estava lá a alguns anos e chorar na frente dos outros poderia parecer totalmente normal já para o mais novo não, era seu primeiro dia alí e digamos que chorar na frente de toda a escola em seu primeiro dia de aula pode destruir a reputação que você ainda nem construiu.

Depois de muita emoção e uma historia devidamente contada, foram todos apresentados. Kim Seokjin era o mais velho, alto, cabelos castanhos. Min Yoongi, segundo mais velho porém o mais baixo, bom pelo menos até a chegada de Jimin. Kim Namjoon era o mais alto de todos (poste ambulante seria um bom nome). Taehyung e Jungkook ele havia conhecido durante a aula afinal, quem precisa de escola não é mesmo? Todos tinham aparências e personalidades diferentes mas possuíam uma coisa em comum. Eram todos lindos. Eram aquele típico grupo que quando anda pela escola arranca suspiros de todas as garotas e até de alguns garotos.

Todos se tornaram muito amigos e quando, um ano depois da mudança, o avô de Jimin veio a falecer todos ficaram tristes pelo garoto e o ajudaram com tudo. "Como assim, tudo?". Bom, o avô de Jimin já era um senhor de idade e estava doente, mesmo que todos ali estivessem tristes nenhum estava surpreso. O Park mais velho, quando soube da doença, tratou de tudo para que Jimin ficasse "bem" quando partisse. Por que as aspas no "bem"? Quem fica realmente bem quando perde uma das pessoas que mais te apoiou na vida? Mas voltando a história, o avô de Jimin chegou até a entrar em contato com os pais do garoto para conseguir uma emancipação. "Ah mas ele poderia ter tentado convencer o pai do Jimin a aceita-lo de volta". Acredite, ele tentou mas, a cabeça do homem não pode ser mudada tão facilmente.

Quando o avô de Jimin veio, realmente, a falecer ele passou a morar sozinho. "Ah mas com quinze anos". Sim, com quinze anos ele foi obrigado pela vida a se virar, mas não estava totalmente sozinho, não. Ele tinha seus amigos que, sempre que possível, dormiam lá, ajudavam-no em tudo, inclusive Seokjin o ensinou a cozinhar e - não que seu avô não tenha deixado dinheiro o suficiente para viver bem - Yoongi o ajudou a encontrar um emprego em uma livraria onde o mesmo trabalhava.

"Ah mas e velório do avô do Jimin" também não entraremos em detalhes sobre isso pois envolve um Jimin choroso por ver sua familia e não poder se aproximar.

Passada toda essa tristeza a vida de Jimin seguiu normalmente por mais um ano até a chegada do fatídico dia. Aquela que poderia tornar Jimin a pessoa mais feliz ou mais triste da terra. O dia que poderia, ou não, mudar a vida de Jimin.

O dia em que Jimin resolveu se declarar para Hoseok.

Jimin acordou decidido, afinal, havia tomado coragem a semana inteira para tal ato. Assim que levou da cama ele mandou uma mensagem para Hoseok


Chim x2

Ei

Ei

Ei

Ei

Hobi *-*

Como você consegue acordar já enchendo o saco assim hein Jimin?

Chim x2

Eu também te amo <3

Hobi *-*

Eu sei u.u

E só não te bato porque você é fofo

Chim x2

Convencido

Mas é serio

Preciso falar com você

Passa aqui em casa mais tarde

Hobi *-*

Okay

Que horas?

Chim x2

Sei lá

Vem umas 14:00

Hobi *-*

Okay

Flw

Chim x2

Flw


Bloqueou o celular e o jogou em cima da cama já começando a dar indícios de ansiedade. Jimin ficou fazendo vários nadas até dar o horário. Quando Hoseok chegou o mais novo começou a transpirar por lugares que ele nem sabia ser possível.

Hoseok já entrou na casa como se ela fosse sua.

- Hey ChimChim - gritou assim que pôs os pés para dentro.

- Hoseok! A campainha existe com o intuito de ser tocada sabia? - Jimin disse ao descer a escada fingindo falsa irritação.

- Primeiramente mais respeito que sou seu hyung, segundamente as roupas foram feitas para serem usadas. É assim que você recebe todas as suas visitas Park? - respondeu se jogando no sofá e se referindo ao fato de que Jimin estava apenas com uma boxer e uma camiseta que cobria até metade das coxas fartas do garoto.

- Yah! Não é como se você fosse realmente uma visita, você já se apossou da minha casa a muito tempo! Além disso as únicas visitas que eu recebo são a dos garotos e vocês já me viram com menos roupa do que isso então não reclama! - respondeu ficando vermelho

- Trouxa.

- Bobão. - Jimin respondeu e num ato de extrema infantilidade, cruzou os braços, fechou os olhos e pôs a lingua pra fora. Isso mesmo, ele mostrou lingua. Hoseok poderia ter dado risada do mais novo se a cena não fosse tão fofa.

- Yah! Como você consegue ser tão fofo garoto? - disse indo até Jimin e apertando as bochechas do garoto

- Aish hyung, para isso dói!!

- Desculpa é que sua fofura é tanta que eu não me aguento. Mas me diz, por que me chamou aqui? - com essa pergunta Jimin começou a entrar em desespero.

- E-eu... B-bom... É... - disse -ou pelo menos tentou- enquanto torcia as mãos e suava frio.

- Jimin você 'ta bem? - Hoseok perguntou realmente preocupado

- Hyung eu... Aish. Eugostodegarotos - disse mais rápido que o flash.

- Que? Repete que eu não entendi nada, e com calma dessa vez. - Jimin respirou fundo duas ou três vezes antes de repetir

- Eu gosto de garotos. - disse temendo pela resposta do mais velho. Hoseok tinha uma mistura de espanto e "wtf" estampado em seu rosto.

- Então... Você é gay?

- Sim... Quer dizer não. Eu também gosto de garotas. - a cara de "wtf" continuava lá. - Eu sou bissexual. Por favor não me odeie. - essa ultima parte ele sussurrou, de cabeça baixa pela vergonha, porém alto o suficiente para Hoseok ouvi-lo.

- Jimin eu nunca vou te odiar. - disse levantando o rosto do menor e olhando em seus olhos. - Eu sou seu melhor amigo, sou praticamente seu irmão. Nem que eu quisesse eu conseguiria te odiar. Até porque você é uma bolinha de fofura e não acho que seja possível te odiar. - disse a ultima parte dando uma leve risada vendo um pequeno sorriso brotar nos lábios do mais novo. - Era só isso que tinha pra me dizer?

- Bom... Isso e que... Eu gosto de você. - isso sim pegou Hoseok de surpresa.

- Woah! Jimin... Eu... Não sei o que dizer...

- É simples. Diga se você sente ou não o mesmo que eu.

- Chimchim... Você é uma pessoa realmente doce e maravilhosa. Tanto fisicamente como interiormente e eu realmente te amo mas... Não desse jeito, você é meu irmãozinho. Eu nunca conseguiria te ver de outra forma, afinal você é um garoto. - disse com um sorriso amoroso nos lábios pois não fazia ideia do quanto isso havia magoado o mais novo, principalmente com a frase "você é um garoto". A frase fora dita como se isso fosse um defeito e fosse errado dois garotos se gostarem. Se o leitor pensa que palavras não podem acabar com um sentimento, o leitor está muito enganado. Um pouco do amor que Jimin sentia acabou com aquela frase - Bom... Era só isso? Ou você tem mais alguma coisa pra me dizer?

- N-não, era só isso mesmo - a essa altura as lagrimas precisavam ser contidas.

- Bom... Eu vou indo... Eu tenho que... Ajudar minha omma a arrumar a casa. - claro que era mentira mas ele não aguentaria o clima tenso que havia se instaurado. Como se fosse ele que tivesse que aguentar alguma coisa no momento. - Bom... Eu já vou... Fique bem okay?

- Okay... Nos vemos depois? - forçou um sorriso tentando controlar as lagrimas.

- T-tudo bem. Tchau. - disse já fechando a porta

Jimin tentou se controlar, acredite, mas assim que deitou a cabeça no travesseiro ele não aguentou e todas as lagrimas, que havia segurado com afinco, vieram a tona.

Suas lagrimas eram como uma chuva torrencial, não duraria muito porém viria com força. Ocorreria em tempos chuvosos onde, talvez, outras lagrimas viriam a ser derramadas - talvez não só por ele. Seria em montanhas - no caso montanhas sentimentais. Mas logo tudo passaria

E aqui nos encontramos novamente caro leitor. Voltamos ao inicio da história, onde Jimin chorava até ser vencido pelo sono e dormir no travesseiro, agora, enxarcado pelas lagrimas.


Notas Finais


Bom obrigada por ler até aqui e desculpe qualquer coisa, sério.

Qualquer erro não deixe de me falar e qualquer duvida pode ser tirada pelo meu twitter que é @bia_valdez

Obrigada mais uma vez e beijos das trevas com purpurina 😘😘

Ps: as mina do Preto Rosa não vão aparecer com muita freqüência mas as poucas aparições serão levemente fodas

Ps²: galero sei que é chato ficar pedindo pra comentarem mas, por favor, comentem porque isso estimula muito


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...