História One Shot - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias B.A.P, Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Bang Yongguk, Chanyeol, Daehyun, Himchan, Jongup, Rap Monster, Youngjae, Zelo
Tags Bap, Hetero, Soohyo
Exibições 46
Palavras 2.814
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Famí­lia, Festa, Hentai, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Voltei <3

Capítulo 6 - Casa nova


Fanfic / Fanfiction One Shot - Capítulo 6 - Casa nova

-E se ela não quiser?

Ouvi uma voz familiar, não acreditava que eu ficaria feliz em ouvi-la.

 -Ora, Ora, Ora-Disse Joohyuk se virando com um sorriso.

Assim que ele virou eu pude ver que todos os meninos estavam lá.  Menos Minhye.

Zelo deu um soco na cara dele, Daehyun meteu a barra de ferro nas pernas dele. Himchan deu dois socos em seu rosto, Yongguk chegou na voadora o fazendo cair em cima de mim, mais o mesmo se levantou e tentou a um soco no rosto de Yongguk mais foi surpreendido por Jongup com um murro nas costas.  Logo ele estava no chão gemendo de dor. Mesmo caído Youngjae da vários chutes em sua barriga. Logo a briga acaba. E Bang vem me ajudar.

-Você esta bem?-Perguntou ele soltando meus braços.

Fiquei calada, e de cabeça baixa. Ele me levantou mais eu quase cair, mais ele me segurou de uma forma tão firme.

-Isso que dá você fica dançando com qualquer um sua idiota-Disse ele me abraçando bem forte.

Pode sentir seu cheiro, e seus braços em volta do meu pescoço.

Youngjae pegou minha roupa e me deu, todos se viraram pra eu me vestir. Só estava sem blusa porque aquele miserável a rasgou. Coloquei meus braços em forma de um X sobre meus seios, Yongguk percebeu e me deu seu casaco.

-Vem vamos te tirar daqui e cuida desses ferimentos-Disse o mesmo pegando em minha mão.

Chegamos ate onde Minhye estava, e a mesma parecia muito preocupada. Assim que eu cheguei com Bang e os meninos ela me abraçou forte fazendo minhas dores piorarem.

-Ai, esta doendo-Falei.

-Vamos pra casa pra eu cuida desse ferimentos-Disse a mesma me soltando.

E assim entramos no carro indo de volta para casa. Deixando Joohyuk ali no fundo da escola. Me sentir meio desconfortável por está sem blusa e só com o casaco de Bang.

Falei o caminho todo tudo que aconteceu, e todos entenderam tudo certinho. Segurei minhas lágrimas porque não queria que toda aquela gente me visse assim.
Demoramos um pouco de chega em casa por causa do trânsito, acabei dormindo no ombro de Yongguk.

                                -------Yongguk on--------


Deu um sorriso quando vi Soohyo dormindo em meu ombro. Podia ver seu rosto todo machucado deitado no meu ombro, apertei o pulso segurando minha raiva eu deveria matar ele não só bater.

Estava aproveitando aquele momento, enquanto o trânsito estava parado. Demoramos 20 minutos parados no trânsito, mais finalmente chegamos em casa.

Todo mundo saiu e eu fiquei no carro colocando SooHyo no colo pra poder nós saímos. Peguei ela no colo e sair do carro, entrei em casa e subi as escadas com ela no colo, poderia ficar com ela assim o dia todo porque ela é leve(Risos) coloquei ela no meu quarto porque o dela estava trancado. Coloquei ela na cama e cuidei dos ferimentos dela, assim que eu acabei deixei ela lá dormindo. Como chegamos de noite, dormir na sala.

                  :::::::::::::::::::No dia seguinte::::::::::::::::::::


Acordei com os gritos do meu pai me batendo.

-OQUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO AQUI!!!!!!!-Gritou meu pai me puxando pelo braço.

-Calma! Dormir aqui porque deu vontade-Falei.

-E porque ela tá na sua cama !!!!!!!-Disse meu me dando um tapa.

-Não interessa!

-Vocês tranzaram?

-E se fizemos não seria da sua conta-Falei me sentando no sofá.

Ele não disse nada só subiu, demorou um pouquinho depois desceu com Soohyo. Ele estava pegando ela pelo braço, a  jogando no chão depois subiu em cima dela e deu um tapa em sua cara.

-SAIA DA MINHA CASA AGORA!!!!!!-Gritou meu pai, saindo de cima dela.

-Você ta maluco, não ver que ela está machucada-Falei a ajudando a levanta.

Minha mãe e Minhye desceram as escadas correndo perguntando oque está a vendo.

-Querido oque você fez?-Perguntou minha mãe.

-Esse animal jogou ela no chão e deu um tapa no rosto dela-Falei rápido.

-Mais porque o rosto dela esta todo machucado?

-Ela teve um problema na festa ontem-Disse Minhye.

-Esse bruto disse pra ela sair daqui.

-Porque querido?

-Ela é filha de um traficante, deve ser por causa dela que seu filho está se metendo em confusão e abaixando as notas!!!!!!

-Eu sou assim porque eu não tive um pai que pudesse me da atenção como toda criança!!!!! Não tive um amor de pai, e você sempre preferi-o Minhye do que eu!!!!!!!!-Disse me levantando.

-Não quero saber, só quero que ela saia.

-Se ela sair eu também saiu!!!!!!!!!!

-Não precisa ser assim meu filho-Falou minha mãe.

-Deixa ele ir, ele sempre foi assim rebelde sem causa-Disse meu pai.

-"Sem causa"-Falei.

-Oppa se acalma, por favor-Disse Minhye.

Tira ela daqui Minhye-Falei apontando pra Soohyo.

Minhye tirou Soohyo da sala e ficou só eu, minha mãe e meu pai.

-Podemos conversa sem ser na frente dela, ou tá difícil?-Falei sentando no sofá.

-Podemos, quero que você tire ela daqui. Se amanhã ela estiver aqui eu a expulso e esse é meu ultimo aviso-Falou meu pai me olhando com um olha de poucos amigos.

-Porque?-Perguntou minha mãe.

-Você sabe muito bem, porque e porque eu não gosto do pai dela-Disse meu pai pegando uma água na geladeira.

-Não vamos falar sobre isso aqui! Deixa a menina querido-Disse minha mãe.

-NÃO!-Falou meu pai batendo a mão na mesa da cozinha.

-Do que vocês estão falando?-Perguntei.

-Nada, só quero que você leve a pra sua casa que te damos-Falou minha mãe.

-Até você mãe-Falei.

-Não quero causa mais problema pra nossa família filho, por favor e se você quiser pode morar com ela-Disse minha mãe.

-É-Disse meu pai.

-Eu posso ir todo dia lá leva comida e saber como esta tudo-Falou minha mãe.

            ......................YongGuk off......................

Minhye me levou ate meu quarto.

 -Você tá bem?-Perguntou ela.

-To bem sim, mal precisa se preocupa.

-Tá ai na sua cara que, você não tá bem menina.

-Eu to bem serio.

-Você ficou muito mal pelo oque meu pai disse?

-Não.........Na verdade eu já sabia que seu pai não gostava de mim desde que ele me viu-Falei rindo.

-Vou ficar aqui com você ok?

-Ok, vou ali tomar banho e depois eu volto.

-Tá, bom vou ficar aqui.


Peguei umas roupas soltinha e entrei no banheiro. O banho foi tão bom que eu fiquei sentada no chão do box pensando sobre tudo que está acontecendo na minha vida. Sair do banho e vestir um short não muito curto e uma regata preta e sair. Voltei pro quarto e vi que Minhye estava dormindo na minha cama com o livro no rosto.

-Minhye......Minhye........Unnie?-Falei tentando acorda-lá.

-Me deixa dormir, só um pouquinho-Falou a mesma pedindo pra que eu saísse de perto.

Deixei ela dormir, e fui pro meu puff que tinha do lado da cama e dormir lá. Até ser acorda por Yongguk.

-O que foi?-Perguntei.

-Vem.....Vou tirar você daqui.

-Mais pra onde?

-Depois eu explico, só arruma suas coisas tá, depois eu volto pra te busca.

Assim que ele saiu, me levantei e arrumei minhas coisas. Peguei tudo que tinha no meu quarto. Estava acabando de arruma tudo quando Bang chegou e me ajudou e depois desceu com minhas malas. Peguei o resto e desce, ele estava do lado de um carro colocando minhas coisas ali dentro.

-Vamos pra onde?-Perguntei o ajudando.

-Vamos pra minha casa-Disse ele pegando as malas da minha mão.

-Mais....

-Minha outra casa-Disse ele me colocando dentro do carro.

          :::::::::::::::::No carro::::::::::::

-Bang Yongguk?-Falei olhando pra ele.

-Que foi?

-Porque seus pais não gostam de mim?

-Não, sei mais parece que meus pais sabem. Mais vai ficar tudo bem.

-Mais seu pai me bateu e agora estamos indo pra sua casa, como você quer que eu fiquei bem?

-Você vai gosta da casa, meus pais me deram caso eu me casasse.

-Não me enrole você ainda não me disse porque seus pais não gostam de mim.

-Quando chegarmos eu te falo ok?

-Não pode ser agora?

-Não.

Virei pro lado e vi que tinha uma casa linda e grande com um jardim perfeito.

-É essa a casa?-Perguntei.

-Sim.

Ele deu a volta pra poder coloca o carro na garagem. A casa era linda tinha um jardim lindo, uma arvore grande com um balanço perfeito pra um casal de dois filhos morarem.

-Gostou?-Perguntou o mesmo.

-Sim, amei. Porque seus pais te deram essa casa?

-Eles querem que eu me casse e der netos pra eles.

Ri com a responda dele, ajudei ele a pega as coisas que ainda estavam no carro. Depois de tudo colocado e arrumado na casa, sentei no sofá e ele se sentou do meu lado.

-Yongguk?

-Que foi?

-Porque você não me fala porque seus pais não gostam de mim?

-Como?

-Porque seus pais não gostam de mim?

-Não é você e sim seu pai.

-Meu pai? O que tem meu pai?

-Tá com fome? Vou fazer alguma coisa-Disse ele se levantando. Mais antes dele se levanta eu o puxei fazendo ele senta de novo no sofá.

-Me fala oque tem meu pai?

-Seu pai ele tipo que já trabalhou pro meu pai. Eles eram melhores amigos mais ouve um tempo que seu pai brigou com meu pai por causa de sua mãe. Ai seu pai meio que deu um tiro na perna do meu pai, ai meu pai também deu um tiro no braço de seu pai. Depois de um ano eles se encontraram foi ai que meu pai se casou com minha mãe, seu pai já tentou matar meu pai varias vezes. Ai ele se tornou o pior inimigo do meu pai. É por isso que meu pai não vai com sua cara, porque ele nunca gostou de ninguém da sua família.

-Por causa de minha mãe?

-Sim, não sei porque.

-Mais seu pai também era como o meu pai?

-Não meu pai era policial e seu pai um traficante.

-Mais meu pai não é assim, ele é um homem gentil, e ama a família ele nunca atiraria em alguém.

-Seu pai é um dos homens mais procurados da Coréia Soohyo, acorda seu pai é perigoso.

-Não fala assim dele-Falei me levantando.

-Vai pra onde?-Perguntou ele.

-Vou tomar um banho.

Subir e fui tomar banho, foi um banho longo. Demorei por causa que eu fiquei pensando sobre o que Bang me disse. Sair do banho e vestir uma roupa leve e desce. Yongguk estava no sofá vendo animes. Fui até a cozinha e fiz pipoca doce com leite condensado e levei pra sala.

-Oi, você demorou.

-Foi, mais to aqui não to-Falei olhando pra televisão.

-Soohyo?

 -Que foi? -Você ficou chateada com o que eu falei?

-Falou o que?-Falei comendo a pipoca.

-Sobre seu....

-Meu o que? Meu pai? Olha Yongguk eu quero esquecer ok?-Falei olhando pra ele.

-Mais....

-Por favor não toca mais do assunto-Falei.

-Tá bom...........Vou um tomar um banho-Disse ele se levantando.

Voltei a ver tv. Passou alguns minutos e ele desce só de toalha a mostrando o abdômen. Secando o cabelo.

-YONGGUK!!!!-Gritei jogando um almofada nele.

-Que foi menina?-Perguntou ele pegando a almofada.

-VOCÊ SÓ ESTÁ DE TOALHA!!!!

-Se acalme.

-FICA CALMA? EU TO CALMA.......VAI VESTIR UMA ROUPA MENINO-Falei ficando em cima do sofá.

-O que você não gostou? Eu sou homem e......

-E eu sou Mulher-Falei o interrompendo.

-O que você acha que eu vou te abusar só porque eu to assim-Disse o mesmo vindo em minha direção.

-Não toca em mim desse jeito.

-Porque eu sei que você gosta de mim-Disse ele andando em minha direção.

-Sai Bang!-Comecei a correr.

Estava correndo até a escada, quando Yongguk me pegou no colo e subiu as escadas, tentava me solta várias vezes mais ele é mais forte. Ele me levou até um quarto e me jogou na cama com força.

-O-oque você tá fazendo?!

-Você vai ver-Disse ele subindo em cima de mim.

-Para Yongguk.

-Me chama de Bang.

-Sai Yongguk, o que você tá fazendo.

Ele não disse nada só começou a me olha com malicia, ele abaixou uma alça de minha blusa e beijou meu ombro e foi subindo pra meu pescoço , me fazendo fica arrepiada.

-Yongguk, para por favor?-Falei quase chorando.

-Porque? Porque você é virgem e não quer por causa do medo?-Disse ele me olhando.

-É, eu sou virgem mesmo e idai. E não tenho medo-Falei me levantando da cama.

Subi a alça da minha blusa e fui até a porta.

-E NUNCA MAIS FAÇA ISSO, SE NÃO EU VIU CHAMA A POLÍCIA POR ABUSO SEXUAL!!!!!!!-Gritei e sair do quarto.

Desce as escadas e fui pra cozinha beber algo. Não demorou muito pra ele descer vestido.

-Oi, quer pedir uma pizza?-Disse ele como se nada tivesse acontecido.

-Não, obrigada-Falei indo pra sala.

-Tá bom, vou pedir só pra mim-Disse ele pegando o celular e ligando pra pizzaria.

Dei de ombros e voltei a ver televisão, demorou 30 minutos pra pizza chega. Não liguei muito e continuei a ver TV, até que ele senta do meu lado e abre a caixa. Era meu sabor favorito, pra não da ousadia voltei a ver TV até que ele começa a me provocar comendo a pizza.

 Deixei a televisão de lado e fui pega uma fatia, até o mesmo bater na minha mão.

-Não, você disse que não queria-Disse ele pegando no meu pulso e jogando pro outro lado.

-Mais eu to com fome!-Falei.

-Não é problema meu, você mesma disse que não queria.

-"Quer pizza?"-Falou com uma voz fina.-"Não obrigada"-Disse engrossando a voz.

-Eu não falo assim, com voz de traveco.

Ele deu de ombros e eu novamente fui pega a pizza e ele novamente bate em minha mão.

-PARA DE CRIANCICES YONGGUK!!!!!!!-Gritei.

-Não sou criança tenho 18 anos.

-Eu com fome me da pizza-Falei dando um chilique.

-N-ã-o.

-Ok então.

Fui na geladeira peguei toda a comida que eu conseguir, depois fui no armário e também peguei tudo que eu conseguir, peguei tudo e fui pra sala.

-Pra quer isso tudo?

-Não interessa.

Estava comendo tudo que eu tinha pegado, até acha a comida que ele tinha guardado pra comer, era a comida preferida dele. Ele olhou pra mim como se me desse um aviso de eu não comer, mais não dei importância e come.

VOCÊ É UMA CRIANÇA OU OQUE!!!!!-Disse ele se levantando.

Não dei ouvidos e continuei comendo.

-SE VOCÊ QUERIA PIZZA ERA SÓ PEDIR COM EDUCAÇÃO QUE EU DAVA!!!!-Gritou ele jogando a pizza na minha cara.

-Agora você passou dos limites!-Joguei tudo em cima dele.

-Você é louca sua gorda?!-Disse ele gritando comigo.

-Você me chamou de gorda?

-Gorda!

Não aguentei e dei um tapa em sua cara, depois dei outro do outro lado, peguei a pizza e joguei na cara dele, peguei tudo que eu tinha pegado e joguei tudo nele, o sujando todo. Ele ficou todo sujo, ainda com raiva, peguei e dei um soco em sua barriga, e depois subir no balcão da cozinha e pulei em suas costas o fazendo ir pro chão, subir em suas costas e fiquei lá sentada segurando seus braços e puxando seus cabelos. Ele gritava pra eu para e eu não parava.

-Pede desculpas.

-NÃO VOU PEDIR NADA, SE VOCÊ É GORDA MESMO!!!!!!

Puxei seu cabelo que saiu até um pouco.

-SAI!!!!!-Gritou ele.

-Nunca chame uma mulher de gorda, sua girafa. Não sou gorda peso 52.-Falei saindo de cima dele. Assim que eu sair de cima dele. Ele me pegou e me derrubou ficando em cima de mim.

-Você é uma baleia pequena, sua G-O-R-D-A.

Assim que ele disse isso ele me soltou e foi pro banheiro. Me acalmei e comecei a limpa tudo. Assim que tudo estava limpo, fui toma banho. Antes de eu toma banho um tinha pegado o shampoo dele e colocado algo que pintasse o cabelo dentro. Estava no meu quarto indo pro banho até ouvir os gritos de Bang Entrei no banheiro correndo, tomei meu banho bem, bem, bem demorado. Sair do banho e vestir um short curto e uma blusa da princesa jujuba, fiz um rabo de cavalo não muito apertado e desce. Assim de desce fui empurrada da escada quase cair mais me segurei.

-AAAAAIIIIIIIII, SEU CAVALO!!!-Gritei empurrando ele também.

-Doeu?

-Claro que doeu!!!!!

-Mais em mim não-Disse ele indo pra sala.

Segurei minha raiva e fui pra sala, sentei no sofá maior e comecei a ver meu celular, Yongguk estava no sofá pequeno.

        ::::::::::::::::::::::Horas e horas depois::::::::::::::::::

Finalmente a noite chegou. Depois de passar horas no celular assistir TV e acabei dormindo.

                                  ................YongGuk on............

Estava vendo TV quando olhei pro lado e vir que Soohyo estava dormindo era tão fofo ver ela dormindo. Ela pode ser isso tudo(Nervosa, irritante, etc...) mais é uma menina fofa. Me levantei e fui até ela. Peguei seu celular e coloquei em cima de uma mesinha que tinha na sala, peguei ela no colo e fui até o quarto dela. Assim que cheguei em seu quarto, a coloquei em sua cama e apaguei as luzes e sair. Bateu um sono e também fui dormir.

                                         ...............YongGuk off.................


Notas Finais


Até o próximo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...