História One-Shot Na Sua Estante - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Visualizações 76
Palavras 1.774
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ooi, minhas princesas e meus princesos

Pra quem me acompanha

Gente eu tava com terrível bloqueio criativo e falta de tempo. E eu tive uma pequena recaida

Eu tenho depressao desdos 9 anos e to tratando
Ta ok

Eu fiz essa one inspirada em uma das minhas fics favoritas. Que é My lady. O nome da autora num lembro. E em uma das minhas musicas favoritas. Que é Na Sua Estante da Pity

Espero q curtam ai

Capítulo 1 - Capitulo Unico - Tragédia


"Te vejo errando
 Isso não é pecado
Exceto quando faz outra pessoa sangrar"

Aquela tinha sido a gota d'água para Marinette

Quantas e quantas vezes ja não tinha passado por isso no relacionamento conturbado que tinha com Adrien. Era sempre assim.

​Sempre

 Ele traia, eles brigavam, ele pedia desculpa, prometia mudar e ela, a boba apaixonada que era, o aceitava de volta. Mas o podre coraçãozinho da mestiça ja não aguentava mais aquilo. E ver o loiro se agarrando com Lila quebrou o resto do coração dela

"Te vejo sonhando
E isso me da medo
Perdido num mundo que nao da pra entrar"

Escondida atrás da pilastra do colégio. Marinette acordou pra verdade. Aceitou que nao valia mais a pena insistir em um relacionamento de 2 anos em que ela so se machucou. Aceitou que nao podia desistir de seus sonhos pra ficar com o loiro que transformou seu sonho de namoro perfeito em um pesadelo. Aceitou que eles não davam certo.

​Nunca Dera 

"Voce esta saindo da minha vida
E parece que vai demorar
Se nao souber voltar ao menos mande noticias
Cê acha que eu sou louca
Mas tudo vai se encaixar "

A mestiça puxou o celular do bolço, discou o numero enquanto secava as lagrimas e saiu andando sem ser vista enquanto aguardava a pessoa atender

- Alo? Professor Soki? - disse enquanto se distanciava dos fundos do colegio

- "Sim, quem fala?"- respondeu uma voz masculina do outro lado da linha

- Sou eu, Marinette Dupain Cheng - respondeu a mestiça - Eu liguei pra falar sobre aquele assunto...

" To aproveitando cada segundo
Antes que isso aqui vire
Uma Tragédia"

Adrien estava preocupado. Ha três dias Marinette não atendia suas ligações, respondia suas mensagens ou aparecia no colégio. O loiro sentia um aperto no peito so em pensar que algo acontecera com a sua garota

​Sua Garota

"E não adianta nem me procurar
Em outros timbres
Outros risos
Eu estava aqui o tempo todo
So você não viu "

Ainda tinha a capacidade de pensar assim dela. Adrien não conseguia se separar de Marinette, nem parar de ficar com algumas garotas enquanto era comprometido, mesmo sabendo que era errado. Ele se desesperava ao pensar que Marinette o deixaria, que ela terminaria com ele e encontraria outra pessoa. Que sorriria para outro. Que beijaria outro. Que se entregaria para outro.

Isso, nunca. Adrien pensou e riu em seguida. Ela nunca vai me deixar. Ela me ama

Mal sabia o loiro o quanto estava enganado

Ele se aproximou de Alya. Queria saber aonde sua garota estava. Queria fazer aquele aperto em seu peito parar

- Oi, Aly. Oi, Nino - o loiro disse para sues amigos que lhe sorriram em resposta - Aly, você sabe onde a Mari esta?

 - A Mari esta na diretoria acertando os papeis da transferência - a morena respondeu

- Transferência? Como assim?- indagou o loiro confuso

- Ue, ela não te contou?- a morena perguntou confusa recebendo um aceno negativo como resposta- Ela foi aceita naquele intercâmbio na China. Ela foi resolver a papelada da transferência

- Ela... aceitou... Um intercâmbio na China?- o loiro perguntou ao sentir seu chão desabando aos poucos sobre seus pés

- Sim, isso não é incrível?- Alya exclamou feliz pela amiga - A China deve ser tão interessante e linda. Tudo bem, que a gente vai ficar um ano sem nos ver. Mas, eu to tão feliz pela Mari. Afinal é o que ela quer...

É oque ela quer...

A frase ecoou na mente do loiro e ele sentiu o chão desmoronar completamente. Ela, a sua garota, sua princesa, sua lady, sua Marinette, estava o deixando. Ele tinha certeza, mas preferiu se agarrar a ultima fagulha de esperança de que ela estava fazendo aquilo pelos pais e de que quando ela voltasse, ela se jogaria em seus braços e diria que estava morrendo de saudades...

Ele quis acreditar

Se iludir

Como ela um dia havia se iludido

- Alya - a voz da mestiça o tirou de seus pensamentos. Ela descia as escadas de olhos fechados, sorriso no rosto e papeis em mãos - Eu consegui resolver a papelada, agora é so... - sua voz morreu ao ver o loiro ao lado de sua amiga. Lembranças de três dias atrás vieram subitamente a sua mente assim como a vontade de chorar. Porem se manteve firme. Ja tinha decidido que ele nao merecia mais suas lagrimas...- ... Terminar de fazer as malas e "Ola, China!"

.... Nem seu amor

" Você ta sempre indo e vindo, tudo bem
Dessa vez eu já vesti minha armadura
E mesmo que nada funcione
Eu estarei de pé, de queixo erguido"

- Mari, porque não me contou que estava indo para um intercambio?- Adrien perguntou ao parar em frente a mestiça, depois de puxa-la para um canto mais afastado. Marinette se segurou para não gritar e chorar na frente dele

- Porque eu nao te devo satisfações da minha vida, Adrien - Marinette respondeu friamente, oque surpreendeu o loiro

"Depois você me ve vermelha e acha graça
Mas, eu nao ficaria bem na sua estante
To aproveitando cada segundo
Antes que isso aqui vire
Uma Tragédia" 

- Oque? - o loiro perguntou confuso e assustado. Era um pesadelo, so podia

- Sabe, Adrien, eu cansei dessa merda- a mestiça começou o encarando seria - É sempre a mesma coisa. Sempre. Você me trai, a gente briga, você vem com as suas desculpas e suas promessas, e a idiota aqui te aceita de volta.

- My Princess....- o loiro sussurrou hesitante

- Nem comece, Adrien - a mestiça o interrompeu irritadiça - Não me venha com: "Eu vou mudar", "Eu não queria", "Me desculpa". Eu já to cheia das suas promessas vazias - a mestiça se segurava pra não chorar - Eu cansei de ser sua segunda opção. Quando você cansa das suas vadias e vem ate mim. Eu não fico bem Na Sua Estante, Minou, porque eu não sou seu brinquedo. Você não pode brincar comigo, se cansar e me guardar na sua estante para brincar depois. Não pode. Porque eu nao vou mais deixar...

"E não adianta nem me procurar
Em outros timbres
Outros risos
Eu estava aqui o tempo todo
So você não viu "

- Mari... Eu... - sua voz falhava a cada palavra da mestiça. Seu coração doía e aquele aperto se fazia maior, tirando seu folego a cada palavra da mestiça, a cada expressão vazia que ela fazia. Não era a sua garota ali. Nao podia ser

- Esquece, Adrien - Marinette exclamou sem paciência - Acabou. Me esquece e esquece que a gente teve alguma coisa, esquece todas as vezes que eu disse que te amava, esquece que um dia eu estive na sua vida - cada palavra era como mil facadas no coração do loiro - Porque eu vou. Eu vou fazer de tudo pra esquecer que um dia você existiu na minha vida

- My lady, você não pode simplesmente jogar dois anos de namoro no ralo como se nada tivesse acontecido - Adrien disse com a voz embargada ao segurar os ombros de Marinette - Não pode. E tudo oque a gente viveu? Todos os nossos momentos juntos? Não valeu nada pra você?

- Era exatamente isso que eu me perguntava quando te via se agarrando com uma garota qualquer. Eu me perguntava se eu nao era o bastante pra você. Se oque eu tinha nao era o suficiente. Se o meu amor por você não bastava pra você - ela respondeu frustrada. Ele sentiu seu coração falhar uma batida. Ele a fazia sofrer - Mas eu percebi que era você que não me amava o suficiente. E me arrependi de todas as vezes que eu chorei por você

- Mari, eu te amo. Não faz isso comigo. Por favor?- Adrien pediu ja chorando. Nao conseguia imaginar sua vida sem a mestiça, nao saberia nem por onde começar

- Eu já te dei o amor que você quer. Te dei meu coração. Voce ainda o tem...

- Então fica - pediu esperançoso. De novo se agarrando a uma ultima fagulha de esperança. De novo se iludindo

- Adrien, eu não posso ficar...- Marinette sussurrou cansada ao olha-lo nos olhos. Os olhos que tanto amava. Os olhos verdes manchados de lagrimas e opacos. - ... Mas, não tem mais nada pra quebrar, você já o quebrou completamente

- Mari...- o loiro implorava silenciosamente

- Adeus, Adrien - a mestiça disse ao se soltar dos braços do loiro e ir em direção a saída deixando um loiro completamente arrasado pra trás

- My lady... - sussurrou ao vê-la se distanciar e se deixou cair de joelhos no chão chorando arrependido

*O que eu fiz? * pensou o loiro

Tinha simplesmente deixado o amor da sua vida ir embora. Escorregar por entre seus dedos como areia. Ela o deixou. Por culpa dele. Ela foi embora. E nao voltaria tão cedo. E nem voltaria pra ele. Nao sentiria mais seus lábios rosados com sabor de morango. Nem sua pele macia de porcelana. Nao sentariam mais na sacada a noite para conversar e olhar as estrelas. Ela não coraria mais pra ele. Ela iria encontrar outro. Outro que a merecesse. Outro que a valorizaria. Outro que a amaria com toda a intensidade. E la estava seu pior medo se realizando. Seu chão caiu. Seu coração nao passava de caquinhos e sua garota, nao mais sua, o havia deixado.

E ele não pode fazer nada

"So por hoje nao quero mais te ver
So por hoje não vou tomar a minha dose de você
Cansei de chorar feridas que não se fecham, que nao se curam, nao
E essa abstinência, uma hora,
Vai passar"

 


Adrien levantou de supetão, suado e com o rosto molhado. Ofegante e atordoado olhou ao redor se deparando com uma azulada despida coberta ate a altura dos seios dormindo suavemente ao seu lado na cama. Estava em casa. No seu quarto. Ao lado dela. Ele tirou uma mecha de cabelo do rosto da mestiça e lhe acariciou o rosto com as costas da mão. A pele macia de porcelana de Marinette. Ele se abaixou dando um beijo na testa da azulada, se deitou abraçando a garota de costas e cheirou o cabelo dela, sentindo o familiar cheiro de morango, do shampoo dela, misturado com menta, do perfume dele. Ela estava ali. Estava segura nos braços dele. Daonde, ele faria questão, de que ela nunca sairia. Ela nunca o havia abandonado. Nao abandonaria. Nao havia motivos para tal. Tudo nao passara de um pesadelo

Um terrível pesadelo


Notas Finais


KKKKKKHKKKKKJJJKKN

VCS FORAM TROLLADOS

Acharam msn q eu ia acabar com o meu shipp?

Vai nessa

Obg por ler e pode me xingar o quanto quiser

Bjs meus princesos e princesas

Ate a proxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...