História One Shots - Camren - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui, Personagens Originais
Tags Camilag!p, Camren, Camreng!p, Laureng!p
Exibições 1.143
Palavras 1.071
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


LaurenG!p

- Não é exatamente incesto...

Espero que gostem.
Desculpa qualquer erro.

Notas Finais ♡

Capítulo 1 - Minha Papa. - G!P


Fanfic / Fanfiction One Shots - Camren - Capítulo 1 - Minha Papa. - G!P


Meu nome é Camila Cabello, tenho 15 anos. Sou filha de Dianna Cabello, e chamo sua esposa, Lauren Jauregui, de Papa, por quê ela me criou junto com Dianna, não conheço meu pai e nem quero.

 

 Minha mãe se separou a um tempo de Lauren, mas eu sempre passo os finais de semanas, feriados ou férias, com Lauren. E hoje é sexta, dia de passar com minha Papa.

Lauren Jauregui.

 Me chamo Lauren, tenho 27 anos. Moro em um apartamento, sozinha. Me separei a algum tempo de Dianna. Mas Camila, vem passar alguns dias comigo, eu a criei junto com Dianna que é sua mãe, e sempre fomos muito apegadas, então Dianna permitiu que quando Camila quisesse me visitar, ela poderia.

18:20 (Miami, Flórida)

 Saí do closet vestida com uma calça jeans preta, uma camisa grande da banda "The 1975" e nos pés meus coturnos.

Saí do apartamento e fechei o mesmo. Fui até a garagem e peguei meu carro.

Dirigi em direção a casa de Dianna pra buscar a Camz.  

......

Businei e logo vi Camila saindo de casa. Ela entra no carro e me da um beijo na bochecha.

   - Oi, papa!  

  - Hey, princesa. Quer ir em algum lugar ou ir pra casa?

     - Vamos ao cinema? Por favor, por favor, papa. - Disse com entusiasmo. Claro que eu não iria negar o que ela quer. Sempre mimei muito Camila e Dianna brigava as vezes.

     - Claro, meu amor.

Ela ligou o som e eu logo liguei o carro, indo até o shopping.

Fomos conversando o caminho todo sobre assuntos aleatórios. Logo chegamos no shopping.

Saimos do carro e o tranquei. Passei meu braço pelo seu ombro, ela abraçou minha cintura e entramos no shopping.

 

   - Que filme quer ver, princesa?

 - Huh...Deixa eu ver...- Ficou analisando os filmes. - Esse, Laur. Truque de mestre. - Eu ja assisti, mas se ela quer... 


 - Okay. Quer comer alguma coisa? 


 - Quero pipoca, refrigerante e doces. - Disse animada. Sorri de sua felicidade e beijei sua bochecha.  

Comprei os ingressos, pipoca, refrigerante e chocolates.

Fomos até a Sala do filme e sentamos atrás, não tinha quase ninguém, e os que tinham estavam nas fileiras mais pra frente.

......

Como eu ja tinha assistido o filme, estava um tédio. Olhei pra Camila e fiquei a admirando. Ela é tão linda! traços latinos, olhos castanhos mais lindos que ja vi. Seu corpo! Qual é? ela não é minha filha de sangue, e tem um corpo que...Zeus! Ela so tem 15 anos, mas tem um puta corpo gostoso. Sua bunda então... Sei que pode ser arriscado o que eu vou fazer, mas eu não to aguentando olha-la e não toca-la.

Passei meus braços por cima de seus ombros e ela se aconchegou em mim. Botei minha outra mão em cima de sua barriga por cima da blusa.

     - Camz? - Sussurrei.

     - Huh?

  - Posso fazer uma coisa? - Camila era meio que inocente, ela não sabia muito dessas coisas.

  - O quê?

  - Se você não gostar, eu paro. Tabom?

Estava muito escuro e estavamos atrás então, não corriamos risco de alguém nos ver. Levantei um pouco seu rosto, fui até sua orelha e mordisquei o lóbulo. Desci com beijos molhados até seu pescoço, passei a lingua e chupei devagar e a escutei arfar.

    - Ta gostando? - Sussurrei.

    - S-sim... faz de novo? - Pediu inocente e eu sorri.

Mordi de leve seu pescoço e voltei a chupar devagar. Botei minha mão esquerda em sua nuca e a outra estava rodeada em sua costa, apertando de leve sua cintura. Subi com beijos molhados até seu queixo. Chupei e mordi o mesmo.

- Você ja beijou alguém? - Perguntei ainda em sussurro, ja que estavamos no cinema.  

  - Nã-ão. - Disse envergonhada.  

 - Não precisa ficar envergonhada, bebê. - Beijei sua bochecha, e o canto da sua boca. - Eu posso ser a primeira, então? - Disse com a boca quase colada na sua.

 - Po-ode... mas eu não sei o quê fazer.  


- Deixa que eu fasso e depois, você acompanha. - Disse e ela assentiu.  

 Cheguei mais perto e colei nossos lábios em um selinho. Botei meu dedo em seu queixo e separei um pouco seus lábios. Botei meus lábios entre os seus, puxei seu inferior entre os dentes. Passei minha lingua entre seus lábios... chupei o inferior.

Botei minha mão na sua nuca entre os fios de seus cabelos e intensifiquei mais o beijo. Invadi sua boca com minha lingua. Ela ja tinha pegado o jeito. Pra quem nunca tinha beijado, ela tava indo bem.

Ela tinha as mãos em minha nuca e a minha estava na sua cintura. Subi a esquerda até perto de seu seio direito.

    - Eu posso? - Sussurrei com os labios no dela, subindo mais um pouco minha mão pra ela saber o que eu queria.

    - P-oode...- Disse meio timida.

    - Não fica com vergonha, amor. Sou só eu.

- Tudo bem, é que eu nunca tinha feito isso, e estou um pouco nervosa.

- Não precisa ficar... Posso te fazer uma pergunta? - Ela assentiu.

    - Você ja mestruou esse mês? - Ela escondeu o rosto no meu pescoço e eu sorrir. Ela tinha ficado com vergonha.

    - Ja... por quê? - Murmurrou contra meu pescoço.

     - É que... você sabe o que eu quero fazer né? - Ela murmurrou um "sim". - Então, as vezes seu seio fica dolorido nessa fase, e eu não queria te machucar.

      - Ahh!!

    - Vem cá. - Puxei seu rosto e comecei outro beijo, lento e gostoso.

 Subi minhas mãos e apertei de leve seu seio direito e ela arfou no meio do beijo.

 Pra minha frustação e a dela, que bufou baixinho - Mas eu ouvi - o filme estava no fim e tivemos que nos separar.

   - Você gostou? Foi bom? - Sussurei em sua orelha e deixei um beijo no local e a vi se arrepiar. Ja estávamos do lado de fora por isso vi seus pelos eriçarem, sorri com isso.

    - Gostei. Muito! - Disse sorrindo e corando.

Beijei sua bochecha e continuamos andando pelo shopping.

     - Quer mais alguma coisa, bebê?

 

     - Vamos pra casa? Estou com sono. - Disse e encostou a cabeça em meu peito. Concordei e fomos até o carro. Paguei o estacionamento e saímos dalí, com nossas mãos entrelaçadas em cima de sua coxa.

.......


Notas Finais


Espero que tenham gostado.

Comentem e favoritem se tiverem gostado, não custa nada.

Essa tem continuação [ Hot ]


E desculpa se tiver algum erro!!!

Até mais!

bjs 😘❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...