História One Shots - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Alren, Camally, Caminah, Camren, Dinally, Laurinah, Normila, Norminah
Visualizações 1.130
Palavras 1.003
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Essa é a primeira vez que escrevo alguma coisa, e bom espero que gostem.

Capítulo 1 - Foder me deixou cansada


Bato na porta da minha vizinha. Bom Camila é nova no bairro, e rola uns boatos que ela é interssexual, a uma semana atrás quando Camila chegou, minha mãe mandou eu vim trazer uma cesta de "Boas Vindas" a ela, fiquei toda molhada quando eu vi o quanto ela é gostosa, desde esse dia eu fiquei louca pra dar a ela e descobrir se realmente é verdade sobre ela teu um pau. Já me insinuei algumas vezes pra ela, - confesso sou bem safadinha e louca por um bom sexo mesmo tendo apenas 18 aninhos - mas a namoradinha chata porém gostosa, sempre fica por perto. 

Depois de uns minutos esperando, ela abre a porta ofegante, parecia estar correndo, pareceu ficar nervosa ao me ver apenas com um short curtinho apertado e uma regata branca sem sutiã. 

   - Olá..?- Fala depois de alguns segundos me analisando, escondendo o corpo atrás da porta, tenho certeza que está excitada, pois estou igual a uma ninfeta na sua porta.

-Oi, é que minha mãe saiu, e acabou o leite lá em casa, e não tem como ir comprar agora, tem como me dar apenas uma xícara?- disse sorrindo de modo inocente. 

-Annh é claro, desculpa eu estar toda soada é que eu tava fazendo esteira  - Diz sorrindo sem graça

-Claro, tudo bem- digo depois mordo meu lábio ao ver aquela camisa toda grudada em seu corpo

-Ann, entre - diz dando espaço para mim entrar- pode sentar - Diz apontando pro sofá.

-Eu quero é sentar em ti - digo baixinho, mas parece que ela escutou alguma coisa 

-Desculpa, disse algo?

-oi !?nada não - disse sorrindo inocente 

Ela acente e vai até a cozinha. E eu aproveito para por em pratica meu plano. Tiro toda minha roupa, sento no sofá de pernas abertas e começo a me tocar e gemer alto. 

Ela aparece meia assustada da cozinha, e fica mais ainda quando vê meu estado.

-O que você tá fazendo? Pare agora!

Faço biquinho e aumento a velocidade dos meus dedos.

-Aiin, não fique ai parada vem me ajudar - Eu já via o volume no seu short 

-O que ? Ta maluca, eu tenho namorada.

Apenas nego com a cabeça e penetro dois dedos na minha boceta. 

-Eu sei já vi ela, e ela é bem gostosinha, mas vem logo, ela não ira saber, quero você agora, apenas me foda!

Ela avançou em cima de mim, tirando meus dedos de dentro da minha boceta e colocando os dela, beijando e chupando meu pescoço, e eu só sabia gemer mais alto.

-Oh, assim, mais quero maiis, coloca mais- Gemo alto, ela da um sorrizinho, e um gemido ficou preso na minha garganta, quando ela tirou seus dois dedos e rapidamente substituiu por quatro.

-Não era mais que você queria então toma sua vadia- ela metia com força e rápido.
Não aguentei e gozei nos seus dedos. Ela foi descendo pelo meu corpo, dando chupadas e lambidas por todo ele, demorando mais nos meus peitos ate ficarem vermelhos e mais sensíveis, até chegar na minha intimidade, lambeu todo meu líquido, quando subiu para me beijar o meu gozo ainda tava todo na sua boca, ela passou pra minha boca e eu engoli tudo. 

Ela abaixa novamente e mete sua língua na minha vagina como se fosse um pau, nem deu tempo de apreciar sua língua, quando percebi ela penetrou seu pau inteiro só de uma vez me rasgando toda. Gemi, ou melhor, gritei alto sorrindo pelo prazer que aquele ato me deu. Depois ela foi saindo devagarinho, e entrando lentamente, só pra mim irritar.

-Mete mais forte, porra.

E ela meteu, forte e rápido, e eu só sabia gemer.

-Sua vadia, essa tua boceta é gulosa, né!? - falou dando uns tapinhas com vontade no meu clitóris e depois sugou meus peitos  

-humm, Cam.. Camila oh, sim minha buceta é gulosaaa ainda mais com um pau desses, oh que caralho bom.

Nessa hora ela nós virou no sofá.

-Cavalga em mim vai sua vagabunda

Eu modi meu lábio e cavalguei com vontade.

-Humm olha Camilinha como teu pau entra inteirinho em mim.

-Caralho de buceta gostosa Lauren, porra!

-Oh , e..eu voou gozaar, huum 

-Goza, vai goza sua cachorra - disse rodeando meu clitóris com seus dedos

E eu gozei, gemendo igual uma cachorra no cio. E Camila não parou de meter até gozar dentro de mim. 
Eu já estava mole, mas queria muito ter o pau dela na minha boca. 

-Vamos senta, quero te chupar 

Ela sentou no sofá e eu ajoelhei, pegando o pau dela e chupando so a cabecinha, levei minha mão até minha intimidade, e recolhi o líquido que ainda tava ali, e espalhei por todo o comprimento de Camila. 

-Vai Laur chupa ele, quero ver ele inteirinho nessa boquinha- Dei um sorriso safado e começei a chupar com vontade, ela gemeu alto quando tentei colocar todo o comprimento dela na minha boca, mas não consegui faltou apenas um pedacinho, voltei a chupas só a cabecinha e punhetei o resto, e tentei novamente colocar tudo na boca, e consegui senti até na minha garganta, tirei ele todo da boca e fiquei so punhetando, sorrindo safado pra ela que retribuiu.

-Mais não é que a safada conseguiu, mesmo, agora deixa eu foder essa boquinha linda, deixa!?- disse acariciando meu cabelo 

-Fode, fode minha boquinha- disse sorrindo.

Camila fez um rabo de cavalo no meu cabelo e começou a foder minha boca, meteu até o talo, cheguei a lacrimejar, e ela gozou na minha garganta, quase me sufoquei. Ela caiu para trás no sofá e eu com muito esforço me levantei vesti minhas roupas, quando terminei olhei pra ela sorrindo me abaixei dei um selinho e disse:

-Obrigada pelo leite vizinha - disse piscando 

-Quando precisar é so voltar - disse sorrindo safada.

Ri e fui em direção a porta, quando cheguei em casa fui direto pro meu quarto, deitei na cama e dormir do mesmo jeito. 

Foder com Camila me deixou cansada.


Notas Finais


Até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...