História One Shots Camren - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camilacabello, Camren, Camrengip, Laurenjauregui
Exibições 1.746
Palavras 2.227
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Fluffy, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hei caras! A @kcestrabao me convidou pra um projeto mara de postar hoje junto de outras autoras que pra mim são favs, só sei que eu levei um tiro, e tenho certeza que ainda vou levar vários!!

Espero que gostem da One, fiz algo bem amorzinho é diferente do que estou acostumada, espero que saiam vivos dessas atualizações!!

Capítulo 17 - My fake bad girl


*Camila*

Me olhei mais uma vez no espelho, afinal eu sempre tenho de estar impecável, pois sou a líder de torcida mais popular da escola e tenho de estar a altura da minha fama. Logo ouço a buzina do carro de Dinah minha melhor amiga e pego minha mochila descendo as escadas o mais rápido possível.

 

O caminho pra escola como sempre e regado a muita musica e fofocas, afinal sempre tem algo acontecendo na escola. E nos como populares sempre sabemos de tudo em primeira mão. Assim que chegamos logo vejo alguns burburinhos, sempre e assim, então apenas ignoro.

 

Ando em direção ao meu armário com Dinah ao meu lado e logo vejo a única pessoa que faz meu coração bater, a minha nerd com cara de bad girl, Lauren Jauregui. Ela como sempre esta perdida no seu mundinho e mal me nota, suspiro fundo olhando pra ela e sinto Dinah me dando uma cotovelada nada discreta.

 

Saio do meu transe e sigo pra minha sala passando por minha crush que apenas abaixa a cabeça tímida quando passo por ela. Não que eu seja alguma vadia que faz a vida das pessoas um inferno ou apronto pra alguém com meu squad, pelo contrario, eu sou super de bem com todos, no entanto a única palavra que consigo dela quando tempo me aproximar e um oi ou com licença, e cara isso me deixa frustrada pra caramba.

 

A primeira vez que a vi, achei que ela seria mais uma das encrenqueiras pelo seu modo bad girl de se vestir, afinal jaqueta de couro e ray ban só marcas registradas dos bad boys da escola, no entanto no minuto que ela se apresentou a sala com seu jeito todo tímido de falar e me encarando com aquelas esferas verdes tão intensas, percebi que ela era o ser mais puro e fofo que eu poderia conhecer e que de bad girl ela só tinha o jeito.

 

Eu tentei de todas as formas me aproximar, no entanto como disse ela sempre fugia de mim como o diabo foge da cruz, e foi apenas questão de tempo pra que algumas pessoas percebessem que eu estava dando mole a ela e metade da escola saber, após isso, ai mesmo que ela nem chegava perto de mim.

 

Eu pensei no inicio que ela era algum tipo de hétero homofóbica ou algo do tipo, no entanto descobri que assim como eu, ela era lésbica, como eu disse, a fofoca nessa escola rola solta, então eu não via nenhum motivo pra ela fugir tanto de mim, vamos lá, eu sou linda, popular e ainda gente boa, quem não ia querer ficar comigo?

 

Olhei mais uma vez pra Lauren que estava concentrada na aula e como sempre sentada na primeira fileira e suspirei mais ainda, eu sinceramente já tinha perdido qualquer esperança de ter ela. Percebi que meu suspiro foi alto demais quando ela olhou pra trás e seus olhos cruzaram com os meus, fazendo ela abaixar a cabeça, mais não tão rápido a ponto que eu não percebesse sua bochechas coradas e ela virar pra frente voltando a prestar atenção na aula.

 

Balanço minha cabeça negando e tentando focar na aula, eu tinha certeza que um dia Lauren ainda iria me enlouquecer. Finalmente a aula acabou e seria meu tão amado treino, afinal a melhor parte de ser líder de torcida são as apresentações nos jogos, e pra minha sorte faltava menos de um mês pra eles começarem.

 

Estava próxima a quadra já quando vi de longe Lauren indo por outro corredor, estava um pouco distante mais eu com certeza reconheceria minha crush ate no escuro, achei estranho isso, afinal esse não era o caminho da biblioteca e o horário normal de aula já havia encerado, e sabia bem que ela não participava de nenhuma equipe pra estar na escola após as aulas.

 

Segui discretamente pelo caminho que ela foi e percebi ela entrar em uma sala no final do corredor, espiei com calma pela abertura da porta e percebi que a sala dava de frente pra quadra pelo barulho intenso das lideres, e que Lauren estava em pé encima de uma cadeira espiando por uma pequena janela que havia com um bico enorme no rosto, como se não tivesse achando o que procurava.

 

E bem, se eu conhecia meu grupo, a única que estava faltando era eu, afinal todas as meninas são extremamente focadas no treino, um sorriso enorme invadiu meu rosto ao saber que ela vinha pra essa sala apenas pra me espiar, mesmo fazendo o possível pra fugir de mim o resto do tempo.

 

Abri a porta devagar pra não assusta-la, afinal não queria que meu bolinho pegasse um queda ou algo do tipo, fechei a mesma devagar tomando o cuidado de trancar a porta, me aproximei mais da cadeira em que ela estava e por sorte o barulho da quadra estava alto o bastante pra ela não ouvir meus passos, me permitindo chegar perto o suficiente sem ser notada.

 

- Eu não sabia que você tinha costume de ficar ate mais tarde na escola e muito menos espiar o nosso treino. – Falei próxima a ela, tomando todo cuidado de ficar de frente a ela caso o susto fosse grande e ela desequilibrasse quando me visse.

 

Como eu imaginei ela tomou um susto enorme e acabou se desequilibrando da cadeira quando virou pra me encarar e caindo justamente em cima de mim, o fato de eu ser uma líder ajudou muito, afinal se eu não estivesse acostumada a segurar minhas amigas, com toda certeza teríamos caído no chão. Claro que eu adorei ter ela em meus braços, afinal foi o primeiro contato direto que tivemos em quase dois anos estudando juntas.

 

Sua respiração estava descompassada pelo susto e ela ainda estava grudada em mim mais infelizmente não demorou muito a perceber isso, se afastando o mais rápido possível, me fazendo perder aquela sensação de paz que senti assim que a tive em meus braços. Eu continuei a encarando de forma firme como se aguardasse uma resposta e percebia ela ficar mais vermelha a cada segundo.

 

- Eu... uhn... Erh... não estava espiando, eu só...eu...

 

Ela travou me olhando e tentando buscar uma resposta desviando o olhar o tempo todo, dava pra ver que ela estava em pânico, no entanto eu mantive minha pose e esperei ela falar, afinal esse foi maior dialogo que tivemos ate hoje.

 

- Você? – Ela abriu a boca pra falar, mais bufou mais uma vez de forma fofa, eu estava quase a pegando nos meus braços novamente, no entanto tinha certeza que ela sairia correndo caso eu fizesse isso. 

 

- Eu gosto de olhar vocês ensaiando...

 

Ela falou tão baixo que se eu não tivesse próxima não teria escutado, claro que eu preferia que ela dissesse que gostava de ME ver ensaiando, mais isso já era um começo. 

 

- Huh, e porque você não vai a quadra, tem varias pessoas que ficam lá nos vendo ensaiar, garanto que é mais confortável do que ficar em pé aqui nessa sala apertada. – Ela desviou novamente o olhar do meu e percebi ela morder os lábios, minha vontade era apenas a beijar, respirei fundo pra me acalmar e não fazer besteira.

 

- As pessoas costumam ficar me olhando e eu não gosto disso, aqui eu posso ver tudo e não tem ninguém me olhando estranho, ninguém apontando pra mim ou cochichando.

 

Recebi suas palavras como uma facada, afinal as pessoas ficavam a olhando por minha causa, afinal ela fazia o possível pra se camuflar e parecer invisível boa parte do tempo, mais o fato de ser a `garota da Cabello` a deixava o tempo todo sob os holofotes, e eu nunca tinha pensado em como ela se sentia sobre isso ate o momento, afinal o ensino médio algumas vezes podia ser o próprio inferno.

 

- Eu sinto muito por isso Lauren, eu não sabia que isso te afetava tanto, eu realmente peco desculpas por tudo isso. – Falei me aproximando mais enquanto ela se afastava indo de encontro a parede, eu poderia tentar beija-la, no entanto eu não estava afim de levar bela tapa.

 

- Eu sei que não é sua culpa Camz.. Camila. Eu só não gosto de toda essa atenção em mim, não é como se eu acreditasse no que as pessoas falam, afinal você é Camila Cabello.

 

Ela desviou olhar e percebi suas bochechas ficarem vermelhas, eu ainda estava boba com jeito que ela me chamou e juro por Deus eu estava me segurando muito pra não avançar nela. No entanto algo no que ela disse chamou minha atenção, ela não achava que eu gostava dela de verdade e talvez por isso fugia de mim, bem eu tinha que provar o contrário e essa era minha chance.

 

- Gostei do Camz, e Lauren, você é a única pessoa que não percebeu que eu sou completamente louca por você, eu posso ser Camila Cabello e tudo mais que você e a escola toda acha, mais isso não me impede de estar caidinha por você.

 

Falei me aproximando mais ainda e vi a surpresa em seu olhar por minhas palavras, eu cai na besteira de olhar pra sua boca no segundo em que ela passou a língua molhando seus lábios me fazendo arfar baixinho pela cena, levei meu olhar ao seu.

 

Toquei seu rosto com as pontas dos meus dedos e fui me aproximando sentindo sua respiração tocar minha pele. Nossos lábios já estavam próximos quando ela fechou os olhos e grudei nossas bocas em um selinho longo, logo senti suas mãos em meu ombro e abri minha boca iniciando um beijo lento e carinhoso.

 

Pedi passagem com minha língua enquanto eu apertava sua cintura e sentia sua unha deslizar por meu pescoço me deixando arrepiada e bem quente. Soltei suspiro entre beijo e apertei mais seu corpo junto ao meu. O ar faltou e desgrudei nossos lábios, beijando seu pescoço em seguida enquanto ouvia ela arfar em meu ouvido e me arranhava mais ainda.

 

Minha vontade era apenas de jogar ela no chão e começarmos a transar, no entanto não era hora nem lugar desse tipo de coisa acontecer, afinal era Lauren ali, a garota pela qual eu tenho um abismo a muito tempo.

 

Me afastei apenas o suficiente pra fitar seu rosto e me perdei no mar verde a minha frente, ela tinha os olhos brilhando e um sorriso envergonhado no rosto e eu tinha certeza que estava com a maior cara de idiota do mundo apenas por estar a admirando.

 

- Eu também sou caidinha por você Camzi, eu só achava que você nunca iria querer algo com alguém como eu, afinal você tem todos os garotos e as garotas dessa escola aos seus pés.

 

Biquei seus lábios após ela revirar os olhos e fazer cara de nojo falando, ela era bem ciumentinha e eu adoro pessoas ciumentas, afinal eu também morro de ciúme das vadias que vivem dando em cima da minha Lauren.

 

- Mais a única pessoa que eu quero pra mim está bem na minha frente, eu não quero e nem preciso de mais ninguém Lauren, tudo que eu quero é você, basta apenas me dar uma chance pra eu te mostrar que nós podemos dar certo.

 

Falei de maneira mais sincera que eu podia, afinal eu quero mostrar a ela que o que eu sinto vai muito além de um simples ficar, eu a quero como nunca quis alguém, eu quero que ela seja minha e de mais ninguém.

 

- Eu tenho medo Camila, medo de você depois enjoar de mim, de você simplesmente me deixar e quebrar meu coração... Eu... eu não posso.

 

Percebi um brilho de lagrimas em seus olhos e lhe puxei pra um abraço, senti sua respiração rápida e descompassada e prometi a mim mesmo que daria tudo de mim pra que nunca mais eu a visse assim. Me afastei um pouco e encostei nossas testas dando um selinho demorado.

 

- Eu não vou enjoar de você, eu quero você a dois anos e se não desisti até hoje, depois de te beijar é que eu não sou nem louca de fazer isso. Só me da uma chance e eu posso te mostrar que eu sou a sua pessoa, que nós fomos feitas pra ficarmos juntas e que eu quero apenas você e mais ninguém na minha vida. Namora comigo Lolo, que eu vou te mostrar que eu posso te fazer a garota mais feliz do mundo.

 

Uni nossas mãos e fiquei aguardando sua resposta, ela me olhava fundo tentando ler minha alma e tudo em mim gritava o quanto eu a queria. Ela fechou os olhos e após um suspiro longo me puxou pela nuca e grudou nossos lábios, fazendo com que eu sorrisse entre o beijo, afinal ela havia aceitado e eu ia fazer o possível pra cumprir minha promessa...

 

- Eu aceito, só por favor não quebre o meu coração Camz...

 

- Nunca meu bebê, nunca... Agora vamos sair daqui, quero apresentar a minha garota as minhas amigas, e mostrar a elas que finalmente Lauren Jauregui é minha, e somente minha... – Ela soltou uma risada fofa e dei mais um selinho, seus lábios se tornaram meu novo vicio e eu os queria sentir Pra sempre.

 

- Somente sua e você é só minha Camz...

 

- Pra sempre...


Notas Finais


E então ?? Acho que essa não precisa de continuação né ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...