História One-shots Paradise - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7, Jay Park, LOCO, Simon D., WINNER
Tags Aomg, Dean, Dok2, Jay, Khh, Kpop, Loco, Mino, Simon
Exibições 134
Palavras 1.806
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Fantasia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi. Pois é, séculos depois eu voltei!
Primeiro, perdoem minha demora e não desistam de mim!!!!!
Segundo, eu sei que demorei pra caralhooOOOOOoooo, mas é que aconteceram muitas coisas uma delas sendo, a formatação do not, fiquei quase 1 mês sem usa-lo e preciso pedir desculpas adiantada se tiver algum erro pq eu to sem o word, to só com o word pad que é a mesma coisa que nada.
Enfim, outra coisa que aconteceu foi bloqueio de criatividade, horrível, eu tenho várias ideias mas não consigo tirar da cabeça. Mas isso tá melhorando e o capitulo é uma prova disso.
De qualquer maneira, espero que gostem, não sei quando posto de novo mas já to fazendo o próximo capitulo.
AHHHH, E OBRIGADO PELOS FUCKINGS 54 FAVORITOSSSSS. Eu realmente não esperava por isso, na verdade eu não espera nem 10 visualizações. MUITO OBRIGADO. É NÓIS.
Após esse lindo discurso e vermos como sou ótima com palavras, vamos ao capitulo.
Aproveitem e segurem os forninhos por que tá pesado.

Capítulo 6 - The call


Fanfic / Fanfiction One-shots Paradise - Capítulo 6 - The call


***

Abri lentamente meus olhos tentando me acostumar com a claridade cegante, olhei para o relógio ao lado e arregalei os olhos ao ver que marcavam exatamente 7h15 da manhã, mas não era por eu estar possivelmente atrasada pra algo. Bem que eu queria,  pelo menos eu não estaria acordada atoa as 7h da manhã de um SABÁDO!!!

Extremamente indignada por ser acordada praticamente de madrugada num dia em que eu deveria dormir a vontade e agora sem sono levantei ainda meio cambaleando pros lados, abri as janelas do quarto e após fazer minha higiene, fui em direção a maldita voz que me acordou. Não tão maldita assim.

Conforme descia as escadas tive a imagem de Hyuk jogado no MEU sofá e com os pés na MINHA mesinha de centro falando ao telefone, não sei por que ainda me surpreendo com isso. Eu e Hyuk, ou como todos devem conhece-lo, Loco, estávamos namorando a pouco mais de 2 meses e todo final de semana era assim, essa folga toda. Acho que eu ainda não estava acostumada com outra presença.
Eu já tinha brigado com ele antes por causa desse hábito e, não é sendo chata mas a mesinha é linda e foi muita cara, o rico dessa relação é ele e não eu. 

Demorou, mas ele me notou parada no final das escadas observando-o com uma cara séria, Loco tirou rapidamente os pés da mesinha e me olhou sorrindo como se nada tivesse acontecido.

Revirei os olhos por sua cara-de-pau e se eu não estivesse prestes a desmaiar de fome eu iria dar-lhe uns tapas. Fui pra cozinha procurar alguma coisa pra repor minhas energias gastas todas na noite anterior e pelo menos o café já estava posto, claro que tudo comprado e na embalagem, mas o que vale é a intenção. 

Depois de um tempo comendo e enrolando, voltei pra sala e ele ainda estava deitado falando ao telefone. Franzi o cenho o olhando, estava curiosa pra saber com quem ele tanto falava, ao ver minha expressão ele afastou um pouco o telefone do ouvido e sibilou "entrevista", soltei um "ahhh" de quem havia entendido e me joguei no outro sofá livre, quietinha para esperar ele acabar. 
Já estava entediada quando o blusão que eu usava levantou até minha cintura e eu pude reparar na marca roxa que estava ali, demorou um pouco pra mim descobrir o que era, já que eu não me lembrava de ter batido, quando olhei para Loco que agora se sentava e lembrei da noite passada.

Um chupão.

Não acredito, como não percebi isso antes? Não que eu não gostasse de receber um, o que eu não gostava é da marca que fica depois e que, sempre se torna um problema pra mim que trabalha como modelo. Mesmo tendo maquiagem pra cobrir e tudo mais eu sempre evito isso.

A marca estava muito escura e eu estava me perguntando como explicaria isso pra minha agente. Ela ficaria tão brava e graças a.....ele.

Sorri quando a ideia surgiu em minha mente, se eu teria problemas no meu trabalho ele também teria. Loco me olhava como se eu fosse doida, e eu mordi os lábios pra conter o sorriso enquanto levantava indo em sua direção, sentei do seu lado, com nossos corpos praticamente colados, dei um beijo de leve na sua bochecha e levei uma das minhas mãos para a lateral do seu rosto fazendo carinho, ele sorriu e me deu um selinho. Quase dei risada pela sua inocência por não ter a menor ideia do que o aguarda.

Continuei com os beijos fazendo uma trilha para seu pescoço, passei minha mão por seu braço o alisando e subindo para seu ombro onde segurei firme enquanto sentava sobre seu colo, com uma perna de cada lado. Ele me olhava tentando adivinhar o que iria fazer. Sorri e deixei um beijo leve sob seus lábios enquanto puxava sua camisa pra cima, o minha mão por seu braço o alisando e subindo para seu ombro onde segurei firme e sentei sobre seu colo, com uma perna de cada lado. Ele me olhava como se quisesse saber o que eu estava fazendo, sorri e deixei um beijo leve sob seus lábios, puxando sua camisa pra cima, Loco tentou me impedir segurando minha mão e enquanto respondia as perguntas no telefone ele balançou a cabeça pros lados, negando, já sabendo o que eu queria. 

Deixei uma risadinha escapar e rebolei em seu colo devagar e firme, Loco arregalou os olhos e balançou a cabeça mais rápido ainda para os lados negando freneticamente, ignorei e rebolei mais forte, inclinei minha cabeça para seu pescoço o beijando e lambendo de leve, ele pareceu ter desistido pois tombou sua cabeça pra trás soltando um suspiro alto enquanto relaxava seu corpo. 
Mordi meus lábios e sorri sentindo seu pau endurecer. Passei minha mão por seu abdomen e deixei mordidinhas em seu pescoço. Coloquei as mãos em seu cabelo os puxando, fazendo-o olhar para mim, mordi seus lábios e gemi baixo sentindo sua mão em em minha cintura forçando nossos sexos a se esfregarem mais um ao outro.

Meus cabelos estavam grudando em minha pele por conta do calor e minha calcinha estava  totalmente molhada denunciando minha excitação. Beijei seu pescoço enquanto saia de seu colo e, ainda inclinada em sua direção levantei sua blusa e comecei a abaixar beijando seu abdomen, desci minha mão e acariciando seu membro. Me abaixei e sentei no meio de suas pernas, ajoelhada. Loco olhava cada movimento meu e arregalou os olhos ao perceber minha a intenção. 

-D-desculpa mas você pode repetir a pergunta? Eu me distraí com a...cachorra. -Dei risada ao ouvi-lo pedir para o entrevistador enquanto engolia seco.

Ele me olhava bravo mas sem dar tempo dele impedir puxei seu short de pano pra baixo, junto com sua cueca e a única coisa que ele fez foi levantar os quadris automaticamente pra me ajudar a retirar tudo. Não era pra ele estar gostando, era pra ele estar muito desesperado. Não que eu estivesse ligando pra isso, no momento a única coisa que eu me importava era com seu membro pulsante a centímetros da minha boca. 

Olhei pra cima e assim que nossos olhos se encontraram eu passei a língua lentamente por toda sua extensão grossa e sem demorar coloquei tudo que consegui na boca. 

-PORRA -Loco grunhiu alto e levou sua mão para meus cabelos, forçando minha cabeça para seu membro de novo me fazendo engasgar.

O entrevistador deve ter perguntado algo para ele pois mesmo atordoado ele respondeu rápido. 

-Me desculpem, eu bati meu dedo. Desculpem.- Me segurei pra não rir alto e foquei na minha vingança dando certo. -AH meu Deus. -ouvi-o gemer manhoso quando suguei sua glande, brincando com minha língua ali. -Tá doendo muito....meu d-dedo. 

Dei risada enquanto desviava o olhar dele e segurei seu membro firmemente movendo minha mão pra cima e para baixo o punhetando, começando devagar e ficando mais rápido. Suguei sua glande de novo e em seguida coloquei todo seu membro na boca, sua mão livre rapidamente foi para meus cabelos entrelaçando-os ali e puxando forte, Loco arqueou sua cintura fazendo movimentos de vai e vem, fodendo minha boca. 

Ele tentava ao máximo responder as perguntas mas a essa altura ele nem sabia mais o que estava falando, seus olhos estavam fechados firmemente e sua mão forçava minha cabeça contra seu pau, eu o sentia na minha garganta e só me afastei para conseguir respirar.

Sua cabeça estava jogada pra trás encostada no sofá e sua respiração assim como a minha acelerada, sentia minha calcinha totalmente molhada e não aguentava mais, eu precisava me aliviar. Levantei e tirei a peça jogando-a longe, sentei em seu colo com as pernas de cada lado de novo sentindo seu olha sob meu corpo. 

Gemi ao sentir o leve contato entre nossos sexos, e Loco logo levou sua mão livre para o meio das minhas pernas tocando meu clitóris sensível e inchado de tesão, mordi os lábios enquanto fechava meus olhos, sentindo-o mexer seus dedos afastando meus lábios maiores extremamente molhados, seus dedos escorregavam livremente em minha intimidade, brincando com a mesma.

Lambi seu pescoço mordiscando de leve e deitei minha cabeça sob seu ombro, sentindo penetrar um dedo em minha intimidade, rebolei buscando por mais contato, ele entendeu e colocou mais um, aumentando a força.

-Eu quero você Oppa.  -sussurrei baixinho em seu ouvido, com meus lábios roçando em sua pele a cada palavra.

Loco se arrepiou e tirou seus dedos de mim, peguei seu pulso e levei-os até minha boca, chupando-os lentamente, ele não tirava seus olhos da cena e era cada vez mais direto nas respostas. Sua mão foi até seu membro, segurando e o encaixando em minha entrada, sem penetrar, ele falava cada vez mais rápido e eu não conseguia prestar atenção em nada  só senti-lo pincelar seu pau por minha intimidade, brincando com meu clitóris. Suspirei alto e joguei minha cabeça para trás, segurando em seus ombros.

Não consegui perceber quando Loco desligou o celular e jogou em qualquer canto, pois em seguida ele me invadiu de uma só vez forte e rápido, soltei um gemido alto sem conseguir me segurar e o beijei buscando por mais contato enquanto sentia ele começar a se movimentar dentro de mim. Suas mãos agora livres retiraram o blusão que eu vestia e segurou meu seio, chupando e mordendo meu biquinho, enquanto apertava o outro. 

Rebolei em seu membro ouvindo-o gemer alto e livremente, suas mãos deixaram meus seios para irem a minha bunda, apertando-a com força, me ajudando nos movimentos  cada vez mais rápido e forte. O som dos nossos corpos se chocando preenchia o ambiente junto aos meus gemidos e palavrões que ele soltava. 

Sentia meu corpo esquentar cada vez mais e a estremecer avisando que meu ápice estava chegando.

-M-mais...rápido -sussurrei em meio a gemidos buscando folego para avisa-lo.- Mais rápido, eu to quase.

Loco murmurou algo que eu não fiz questão de entender, ele fez o que eu pedi e foi mais rápido, o som do tapa que ele deu em minha bunda e do meu gemido em meio ao ápice ecoou pela casa. Seus movimentos que se tornaram mais forte e brutos foram parando, avisando que o seu ápice tinha chegado enquanto ele relaxava seu corpo.

-O que foi isso? -perguntou ofegante, enquanto me abraçava acariciando minhas costas levemente me deixando arrepiada.

-Sexo -respondi risonha com a cabeça encostada em seu ombro, recuperando o folego.

-É sério ____, eu estava no meio de uma entrevista para uma rádio. 

-Você deixou um chupão em mim. Sabe que não pode fazer isso. -reclamei fazendo bico.- Só me vinguei.

-Precisa rever seus conceitos sobre vingança.-Ele deu risada e eu acompanhei.

Acho que minha vingança não deu tão certo quanto imaginei, vou precisar planejar algo pior.
 

***
 


Notas Finais


Espero que tenham gostado, comentem, deem sugestões, pedidos e tudo mais.
Bjos e até o proximo cap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...