História One shots Supercorp - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supergirl
Tags Supercorp
Visualizações 231
Palavras 862
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Escolha


Mais um dia interminavel de trabalho, Lcorp por anos foi minha paixão, minha razão de vida, hoje isso mudou tanto...

21:30h

Entro no elevador e penso se eu ficaria brava com minha esposa se ela estivesse chegando em casa depois das 19h, quase sempre, dia sim, outro também... perdida neste curto momento finalmente encaro a porta luxuosa da cobertura, respiro fundo e entro.

Vazio. Escuro e frio. 

Adentro pela ampla sala de estar, há apenas uma luz fraca que percebo vir da sacada, exitante, sigo e desejo silenciosamente não ter perdido mais um jantar com Kara.

Abro a grande porta de vidro e meu coração se aquece, ela ainda esta lá, olhando o horizonte, obviamente já sentiu minha presença e o descompassar do meu coração desde o elevador, mesmo assim não se vira, chego bem proximo, o suficiente para sentir seu cheiro, e como mexe comigo, mas não ouso lhe tocar, não agora, nem nesta circustância. Coloco-me ao seu lado e aguardo, como quem teme as palavras que podem ser ditas, e espero seu tempo.

-Estou cansada Lena...

Prendo a respiração, obviamente ela sabe e escuta meu coração acelerar.....

-Já falamos tanto sobre isso que não tenho mais forças... 

Sorrir ao perceber a triste ironia da afirmativa.

-Não houve uma refeição que compartilhamos juntas essa semana, sinto que me casei com você e depois te perdi para algo que ainda não descobrir o que é.

Suspiro pesadamente. Encontro seus olhos, certamente chorou, sinto meu coração parar por um segundo, ela percebe.

-Kara, sinto muito... Realmente não tenho conseguido ser o que desejo para você e para nosso casamento e nada me decepciona mais que afirmar isso.

Silencio, e tento conter minhas lágrimas...

-O que há de errado Lena? Você esta arrependida? 

Toco sua mão, e a aproximo de mim, toco em nossa aliança e sorrio.

-Jamais me arrependeria de nós...

Suas lagrimas agora rolam livremente, detesto ter feito isso.

-Há algum tempo tenho pensado em nós, e percebo que não posso, nem quero priorizar nada que não seja nós e este compromisso.

Beijo a aliança em sua mão.

-Tenho tentado inutilmente combinar a vida que vivia antes de você... Lcorp, reuniões, decisões que não respeitam hora nem lugar... tentei ser a mesma Lena de antes, hoje percebo a grande tolice, a decepcionante perspectiva que julguei possivel...Não há em mim nada de antes, tudo tornou-se nada no exato momento que você me aceitou em sua vida.

Ela sorri discretamente

-Foi o dia mais feliz da minha vida...o dia que você disse sim. E naquele exato momento eu soube, soube que nada mais seria como antes, que tudo que conheci havia ficado para traz... Infelizmente, continuei seguindo a unica rotina que conhecia, sem perceber que a cada atraso, a cada ausencia e a cada noite que cheguei e você já dormia, eu estava de decepcionando.

Ela retira sua mão da minha, e sinto que sua magoada esta ali, tocavel, materializada.

Sem exitar encosto-me em suas costas, entrelaço meus braços em sua cintura, em um abraço terno e seguro. Não preciso de super poderes para sentir seu coração acelerar...

Sussuro em seu ouvido.

-Perdoe-me. Me dê mais uma chance para fazer as coisas da maneira correta, por favor.

Sinto uma leve concordancia em seu balançar de cabeça.

-Obrigada.

Digo segura de minha promessa não dita.

Carrego-a em meus braços e ela me olha surpresa.

- O fato de não ter poderes não significa que não consiga carregar minha esposa até nosso quarto.

E assim o faço.

Delicadamente a coloco na cama. Afasto-me na intenção de perder alguns segundos contemplando-a. Ela esta linda. Usa um vestido nude, uma maquiagem leve, com um penteado casual, completamente elegante para um jantar romantico em nossa sacada. Sinto raiva de mim mesma por ter perdido isto.

Aproximo-me olhando em seus olhos, como se desejasse sua provação, e ela me dá. Sem exitar fico sobre ela e beijo sua boca, calmamente...

-Me desculpe por magoa-la...

Beijo seu queixo.

-Me desculpe pelos jantares disperdiçados...

Beijo seu pescoço.

-Me desculpe por fazer você sentir-se menos importante em minha vida...

-Lena...

Silencio-a com um beijo.

-Deixe-me te amar, preciso me entregar a você e faze-la lembrar que sou tua por inteiro.

Ela me puxa e intensifica o beijo, correspondo a altuta. Suas mãos habilidosamente tiram minha roupas e eu levanto seu vestido, seguro a respiração e ela percebe, sinto sua pele tocar na minha e o calor faz nossas respirações descompassarem.

-Lena, eu quero você...

Entendo-a e livro-nos das poucas peças que restavam. Ela abre mais suas pernas, e me encaixo com perfeição. Gememos juntas ao sentir nossas intimidades tão úmidas. Como que por telapatia falamos juntas.

-Saudades...

Começo um movimento vagaroso, aproveitando cada detalhe de seu corpo...Beijo seus seios e ela suspende a respiração profundamente enquanto aperta minhas costas. Desço para seu pescoço e ela geme...geme meu nome, e diz.

-Lena, mais forte...

Perco a razão...O amor calmo e terno se transforma em paixão, em energia pura.

-Abre mais pra mim...

Ordeno e ela obedece.

Aumento nosso ritmo e a seguro firmente, trazendo-a para mim...

Em segundos sinto nossas intimidades esquentarem e inundar-se, levando-nos a um orgamos avassalador, sincronizado....

-Amo você sra Luthor...

 


Notas Finais


agradecida.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...