História One Way Or Another - Capítulo 50


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Tags One Direction
Exibições 39
Palavras 1.480
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Tradução:Você não está livre, vadia – T
Boa leitura ❤
Me perdoem pela demora, eu prometo que vou fazer de tudo pra postar tudo em dia. 💚

Capítulo 50 - You are not free, bitch – T


Fanfic / Fanfiction One Way Or Another - Capítulo 50 - You are not free, bitch – T


~Emilayne

  — Que tal, sairmos? – Zayn disse animado.

  — Não me leve à mal.. Mas, não estou muito afim – Comecei a fitar o chão.

  —Tudo bem.. Você.. Quer ficar sozinha? Eu vou entender..

  — Sim.. Eu acho que vou melhorar se eu ficar só. Pelo menos um pouco – Sorri fraco.

  — Pode ficar lá no quarto, se precisar de mim é só gritar – Ele beijou minha testa.

  — Tá – Sorri e fui para o quarto dele.

  Fechei a porta do quarto, me sentei na cama e fiquei encarando a parede.

  Várias coisas estavam passando pela minha cabeça, algumas sobre Harry, outras sobre Zayn, tinha coisas que passavam pela minha cabeça que eu nem sabia o porquê de eu estar pensando naquilo.

  Meu celular começou a vibrar, eu peguei o mesmo e vi que era uma mensagem. Abri a mensagem e li.

  "Vejo você sozinha na multidão. Ganhei. Beijos. -T"

  Era só o quê me faltava! Não estava ruim o suficiente e ainda tem essa desgraça de - T.

  Meu celular vibrou novamente, era outra mensagem, abri a mesma, já com um certo receio.

  "Vou te contar uma historinha:Era una vez, um príncipe e uma princesa, que viviam felizes. Até que um dia o príncipe se sente tão apaixonado que pede a princesa em casamento. Ela aceita, mas, o casamento acaba antes mesmo de começar e quem faz a festa sou eu. -T"

  Gelei ao ler a mensagem. - T estava fazendo uma piada sobre o que aconteceu comigo e Harry? Isso é algo além de uma simples provocação?

  Minha cabeça começou a pensar em várias coisas ao mesmo tempo, se eu não ficasse louca agora, qualquer coisa que me acontecesse depois, iria ser de boa.

  Se eu estivesse em um desenho animado, certamente, iria aparecer uma imagem da minha cabeça clareando. Isso, porque agora estou começando a entender as coisas.

  Meu celular vibrou novamente, torci para que não fosse de - T, porque se fosse eu atiraria o meu celular pela janela.

  Desbloqueei o celular e vi que tinha duas mensagens, cliquei aleatoriamente e li.

  "Harry ainda está aqui em casa, está eu, ele e Louis. Harry está chorando feito uma garota.. Louis e eu achamos que ele realmente não tem culpa. Por favor, vem pra cá. – Niall"

  Será que devo ir? E se só for uma ceninha do Harry? Não sei se devo acreditar..

  Abri a outra mensagem.

  "Em.. Por favor, me dá só mais uma chance. Se você não voltar para mim.. Eu juro que me mato. – Harry"

  Ler aquilo me deu um aperto no coração. Harry é capaz de tudo.. E às vezes ele é bem dramático. Enfim, eu sei que Harry cumpre o que promete, e ele jurou..

  Me levantei às pressas e sai do quarto, tropecei no tapete, quase cai, mas estou bem.

  — Ei ei, calma! Pra quê essa pressa toda? – Zayn franziu o cenho.

  — E-eu.. Preciso.. Ajudar.. Ajudar.. A Lottie! Isso, ela me ligou e pediu ajuda pra.. Escolher uma roupa – Menti.

  — Escolher uma roupa? Mas, ela tem as outras irmãs – Ele ergueu uma sobrancelha.

  — É mas.. Ela quer que eu ajude – Revirei os olhos. – Eu volto ainda hoje, não se preocupe.

  — Eu esperava que dissesse que voltava logo – Ele cruzou os braços.

  — Por favor.. – Fiz bico. – Se não deixar eu ir, vou te chamar de Veronica!

  — Em, você não tem 5 anos!

  — Veronica, Veronica, lalala – Cantarolei.

  — Emi, para – Falou sério.

  — Veronica!! DJ Malik!! – Ele me interrompeu.

  — Tá bom! Vai logo – Ele revirou os olhos. – Mas, não me chame mais assim.

  — Obrigadaaaa! – Beijei a bochecha dele e sai correndo.

  Fiquei uns 3 minutos esperando um táxi, até que consegui pegar um e fui direto para o apartamento do Niall.

  Paguei o táxi e fui correndo pra lá. Toquei a campainha umas 4 vezes. Eu estava muito nervosa, não queria chegar e encontrar Harry.. Aai!! Não quero nem pensar.

  — Tá morrendo é? – Ouvi alguém gritar do outro lado da porta, era a voz de Louis.

  — Abre logo!! – Bati na porta.

  — Ah.. – Ele abriu a porta. – É você, Em.

  — Aconteceu algo? Que cara é essa? – Franzi o cenho.

  — Nada.. É que, Harry não para de chorar, parece uma menina, e além disso, ele fica dizendo que vai se matar e sei lá mais o quê.

  — SE MATAR? – Empurrei ele e entrei.

  — Se fizer isso com mais força, vai ME matar – Louis fechou a porta.

  — Olha quem tá aqui Harry, agora para de dizer essas coisas! – Niall disse dando água para Harry.

  — Qual é Harry, não vai falar com ela? – Louis cruzou os braços.

  — Acho que.. Nós devemos deixá-los.. – Niall falou puxando Louis para o quarto.

  — Eu não quero ir para o quartooo – Louis falou sendo puxado.

  — Depois Louis, depois – Niall jogou ele no quarto, entrou e fechou a porta.

  — Emi.. – Ele se levantou, ficou na minha frente e me olhou chorando.

  — Oi.. – Tentei me acalmar, ver ele chorando daquele jeito me deu vontade de chorar também.

  — Eu.. Não aguento mais.. Sei que só se passaram alguns dias.. Mas, eu já passei muito tempo sem você.. Por favor.. – Ele falou soluçando. – Não me deixa..

  — Ôhh meu amor.. Não chore, por favor – Corri e abracei ele com todas as minhas forças.

  Cadê aquela garota que iria ser durona e não iá mais se iludir com Harry? – Pensei.

   Ele retribui o abraço fortemente. Ficamos assim por um tempo. Quando abracei ele, ele estava com a respiração ofegante, e aos poucos senti ele se acalmar.

  — Está melhor? – Segurei o rosto dele com as duas mãos e ele assentiu.

  — Eu te amo tanto.. Que chega a doer – Os olhos deles ainda estavam cheios de lágrimas.

  — Eu também te amo muito, mais do quê pode caber em mim.. – As lágrimas começaram a sair dos olhos dele e escorrer pela sua bochecha. – Eu nunca amei tanto alguém, como eu amo você.. Apesar de tudo, eu não deixo de te amar nem um pouquinho a mesmo, pelo contrário, o meu amor por você só aumenta.

  — Me perdoa por tudo que já te fiz, eu sei que nada do que eu fiz, tem justificativa. Mas, eu te amo muito.. Disso você não pode duvidar. Eu sou apaixonado por você.. Desde sempre, seu sorriso é lindo, não só o seu sorriso, tudo em você. Eu prometo que não vou vacilar mais e se eu fizer isso, você pode nunca mais falar comigo, nem ao menos olhar na minha cara. – Ele colou a testa dele na minha.

  — Não se preocupe, eu nunca vou deixar de te amar. É só você não se meter mais com aquela vadia e tá tudo bem – Ele sorriu. – Agora, não chore mais, eu odeio vê-lo assim.

  — Está bem – Ele limpou as lágrimas. – Mas, e o nosso casamento? Ainda vai ter?

  — Se você ainda quiser casar comigo, sim – Sorri.

  — Quero muito – Ele me abraçou.

  — Te amo, meu grandão – Retribui.

  — Também te amo, minha baixinha – Ele olha para mim e me puxa para a cozinha pela mão.

  — O quê.. Viemos fazer aqui? – Franzi o cenho.

  — Olha.. – Ele falou olhando para um calendário. – Dia 15 ou dia 24?

  — Hã? Quê? – Falei confusa.

  — O dia do nosso casamento!

  — Harry.. – Sorri.

  — O quê..?

  — Dia 24 – Sorri.

  — Está bem! Amanhã iremos ver umas igrejas, o quê acha? – Ele sorria e suas lindas covinhas estavam aparecendo.

  — Acho que vamos olhar umas igrejas amanhã – Sorri.

  — Ótimo – Ele sorriu mais ainda.

  — Mas.. Antes, eu preciso saber de uma coisa.. – Parei de sorrir.

  — O quê..? – Ele falou meio assustado.

  — Você e a Katherine..?

  — Eu não sei, meu amor.. Eu não consigo lembrar – Ele abaixou a cabeça.

  — Tudo bem, vamos esquecer isso – Levantei a cabeça dele.

  Meu celular vibrou, peguei o mesmo e vi uma mensagem.

  "Minha vez de torturar você. -T"


Notas Finais


Espero que tenham gostado ❤
Me desculpem por ter ficado muito dramático e gay 😂
Eai, o quê acham que -T vai fazer agora?
Emrry voltooou ❤ (fiquei tão feliz por terem colocado um nome pro casal 😂), foi a Dreamy- -Girl que falou o nome, thanks linda 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...