História One Week - Shawn Mendes - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cara Delevingne, Shawn Mendes
Personagens Cara Delevingne, Shawn Mendes
Exibições 36
Palavras 1.081
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


LEIAM AS NOTAS FINAIS

Capítulo 1 - Day 1


Dei uma última tragada no meu cigarro e o joguei pela janela. Dei partida no carro em direção a Port Jervis.

Liguei o rádio em uma estação qualquer, em que passava uma música hippie. 

Passei mais ou menos umas 2 horas no carro, e eu já não aguentava mais. Cheguei na cidade por volta das 10:00 da manhã.

Parei em uma lojinha de presentes da cidade e entrei na mesma. Fui em direção a parte de canecas e observei os modelos.

Um garoto parou ao meu lado e também ficou observando as canecas.

—Nunca te vi por aqui. É nova na cidade?—Perguntou docemente.

—Digamos que sim, cheguei hoje aqui.

—Me chamo Shawn—Estendeu a mão e eu o cumprimentei e ele sorriu gentilmente.

—Melinda.

—De onde você veio?—Perguntou.

—New York—Nesse momento já estávamos indo para fora da loja.

—O que traz uma garota da cidade grande para cá?

—Quis me afastar por um tempo de tudo e todos—Suspirei—E você, o que faz aqui?

—Bem, eu nasci e cresci aqui. Mas pretendo me mudar para tentar algo com a música—Respondeu com um sorriso nos lábios.

—Uau, você trabalha com música?

—Por enquanto apenas fazendo pequenas apresentações em bares daqui. Mas pretendo expandir o meu sonho—Deu uma pausa para respirar—Vamos comer alguma coisa?—Assenti 

Estávamos seguindo em direção a uma cafeteria. Abrimos a porta e sentamos na cadeira do balcão.

Logo uma garçonete veio em nossa direção.

—Namorada nova Shawn?—Ele ficou vermelho que nem tomate, que fofo.

—Não Lizzie, ela é nova na cidade—Respondeu e logo a mulher de meia idade assentiu. Ela anotou o nosso pedido e logo depois saiu.

—Por que escolheu Port Jervis?—Perguntou 

—Bem, já vim aqui antes com os meus avós maternos quando tinha 12 anos. Eu sempre achei esse lugar com um ar tão sereno, um bom lugar para pensar sabe? Então no momento da minha fuga, esse foi o primeiro lugar que me veio a cabeça—Falei olhando em seus olhos, o mesmo assentiu.

Os nossos pedidos chegaram e começamos a comer.

—Onde você irá ficar aqui?

—Provavelmente em algum hotel—Dei de ombros.

Quando terminamos de comer, pagamos a nossa conta e começamos a ir em direção ao meu carro.

—Já sabe pra qual hotel vai?

—Qualquer um aqui perto—Respondi

—Te recomendo o The Erie Hotel & Restaurant—Dito isso ele sorriu de um jeito fofo para mim. Ninguém nunca foi tão gentil comigo desse jeito—Te vejo por aí garota perdida—Então ele saiu e foi em direção a uma loja de discos.

Entrei no carro e dei partida em direção ao hotel que o Shawn havia me indicado.

Cheguei lá e peguei uma suíte simples, sem indicar qual seria o dia da minha saída. Peguei as chaves do quarto e quando entrei me joguei na cama fechando os olhos em seguida.


(...)


Acordei e quando olhei no relógio, vi que eram mais ou menos 18:00. Levantei da cama e me dirigi ao banheiro. Entrei no box e liguei o chuveiro.

Quando terminei o banho, me enrolei na toalha  e fui em direção a minha mala. Peguei uma calça de couro preta, uma blusa vermelho sangue e uma jaqueta de couro preta. Calcei uma bota e saí do quarto.

Quando cheguei na rua, decidi que iria a algum lugar me divertir um pouquinho. Andei um pouco e notei uma grande diferença em comparação a New York, onde as ruas são lotadas e você não consegue nem se movimentar direito. 

Parei em frente a um pub, e vi uma placa na frente escrita "Atração da noite: Shawn Mendes".

Era o garoto que eu havia conhecido mais cedo.

Entrei no local e logo sentei em uma mesinha próxima ao palco improvisado que havia ali.

Aproximadamente uns 10 minutos depois, o Shawn subiu no palco e se sentou em um banquinho que havia ali.

Ele começou a cantar uma música country um pouco agitada. Mas a sua voz era realmente muito linda.

Depois de um tempinho cantando, ele percebeu a minha presença e franziu a testa, seguidamente de um sorrisinho.

3 músicas depois, o Shawn desceu ao palco e as pessoas que haviam no pub bateram palmas. O garoto veio de encontro a mim.

—Pensei que não iria te encontrar mais—Falei enquanto tomava o refrigerante que eu havia pedido.

—Não é difícil de se encontrar em uma cidade tão pequena, mas, não sabia que você frequentava pubs garota perdida—Falou divertidamente.

—E eu não frequento. Mas já que eu estou aqui, pensei, por que não experimentar coisas novas certo?—Ele assentiu.

—Só não recomendo que coma aqui. Digamos que a comida não é feita das melhores formas—Disse enquanto exalava uma expressão de nojo.

—Okay então, me mostre um bom lugar para uma boa refeição—Falei e logo me levantei da mesa, indo em direção a saída enquanto chamava o Shawn com a mão.

Nós saímos do estabelecimento e começamos a andar pelas ruas vazias de Port Jervis.

—Você canta muito bem Shawn—Disse olhando em seus olhos.

—Ah, obrigado—Falou e abaixou um pouco a cabeça, mas pude perceber que ele havia corado um pouco.

—Sério, você realmente tem muito talento. Não me surpreenderia se você fizesse sucesso pr aí—Sorri enquanto arqueava uma sobrancelha.

Ele soltou uma risadinha fraca. Mas foi o suficiente para que eu ouvisse o quão agradável era esse som.

—Mas então garota perdida, o que você quer comer?—O garoto me perguntou em um tom brincalhão.

—Qualquer coisa serve, mas só uma dica—Falei em tom brincalhão—Eu adoro comida mexicana—Sussurrei, ainda em tom brincalhão.

—Hoje é o seu dia de sorte, por que o El Patron está aberto—Ele falou e eu sorri.

Continuamos a andar e chegamos ao restaurante que o Shawn havia falado e entramos.

Sentamos em uma mesa um pouco afastada. Até que não estava tão vazio o restaurante.

Uma garçonete veio em nossa direção.

—Buenas notches amigos, o que vão querer—Ela nos perguntou sorrindo.

O garoto a minha frente me olhou.

—Já que você entende tanto de comida mexicana Melinda, quero que você escolha o meu pedido—Falou e sorriu para mim.

—Ok então—Virei o meu rosto para a garçonete—Dois tacos de frango por favor.

Ela assentiu e saiu.

—Então Melinda, você nunca me disse qual é o seu sobrenome.

—Não tem nada demais no meu sobrenome, mas já que você quer saber—Dei uma pausa e suspirei—É Espinosa.

 


Notas Finais


Oii gente, tudo bem com vocês? Espero que vocês tenham gostado da fanfic. Desculpem por qualquer erro cometido.
A fic inteira vai se passar em apenas uma semana certo?
Obrigada a todos que leram até aqui, e até o próximo capítulo. Beijos.
Trailer da fanfic: https://youtu.be/IsUVsaSTixM


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...