História One Years - Jikook Fanfic - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jun Hyoseong, Jungkook, Lisa, Mark, Suga, Taeyang, V
Tags Amizade, Amor, Bts, Jeon Jungkook, Jikook, Park Jimin, Romance, Romance Gay
Visualizações 740
Palavras 3.733
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 35 - Capítulo 34 - Antes de ir


TRÊS DIAS DEPOIS...

- Eu já estou em Busan, estou saindo do Aeroporto agora - Hyosung disse logo que atendi ao meu celular.

- Oi, bom dia também - minha voz estava sonolenta por eu ter acordado a pouco tempo - Por quê não veio na segunda? Você tinha falado que chegaria na segunda.

- Aconteceu umas coisas e eu tive que resolver. Eu ligo pra você mais tarde, vou chamar um táxi agora.

- Está bem, até mais.

Depois que terminei de falar desliguei a ligação.

Minha irmã já está na Coréia e amanhã ela vem para Seoul, me sinto nervoso ao pensar como irei falar para o Jimin que irei embora, esses dois dias depois que dormimos juntos foram extremamente diferentes dos outros dias desde que começamos a namorar. Ele está agindo como meu namorado e não como um amigo que ele está pegando, mesmo nos escondendo dos pais dele que chegaram ontem de viagem.

Jimin já foi para a escola, apenas a mãe dele está em casa no momento. Me sinto estranho ao agir normal com ela quando estou escondendo algo.

Depois de tomar banho e me vestir, desci para tomar café e a Senhora Park estava arrumando o armário.

- Bom dia - disse baixo me aproximando da mesa.

- Ah, bom dia querido - ela disse enquanto descia de um banquinho.

- Senhora Park, eu tenho que lhe dizer algo - falei e ela me olhou confusa.

- O que houve, Kook? - ela perguntou preocupada enquanto limpava as mãos em um pano.

- Minha irmã chega amanhã em Seoul. Eu vou estar saindo da sua casa no fim de semana, talvez - disse depois de beber um gole de café.

- O quê? Mais já? Eu não sabia que sua irmã estava chegando - ela se aproximou da mesa e logo depois sentou.

- Na verdade era para ela ter chegado na segunda, mas não sei o que aconteceu e ela atrasou. Ela está em Busan agora.

- Vai ser estranho me acostumar novamente sem mais uma criança nessa casa - ela sorriu e eu ri.

- Irei vir visita-los sempre - disse sorrindo - Ah, e por favor, não diga ao Jimin, ou Jihyun - falei enquanto tentava mudar meu foco do Jimin - Acho que nos tornamos bastante próximos ultimamente e eu quero poder avisar os dois.

- Está bem querido - A senhora Park levantou da cadeira e em seguida voltou a limpar os armários.

Quando terminei de tomar meu café, levei o que tinha sujado para a pia e lavei.

- Você não está atrasado para a faculdade? - a mulher perguntou.

- Ah, eu tenho que arrumar minhas coisas, então não vou hoje - falei.

Terminei de lavar e enxugar o que eu tinha usado e fui para o meu quarto. Quando entrei no meu quarto, me veio as lembranças do primeiro dia que cheguei aqui, parece que foi a anos, mas não passava de menos de quatro meses. Definitivamente eu sentirei saudades deste quarto.

Comecei a empacotar minhas coisas primeiro, como cadernos, livros, CDs e etc. Depois de empacotar meus objetos, peguei minhas malas e guardei algumas roupas, deixando só o necessário do lado de fora. Enquanto eu guardava minhas coisas, achei o desenho que Jimin fez, o desenho em que ele me desenhou. Abri uma das caixas e o coloquei delicadamente dentro para não amassar.

Quando terminei de arrumar minhas coisas era por volta de onze da manhã. Eu já estava sem nada para fazer e então resolvi ligar para Lisa.

- Oi? - Ela disse ao atender.

- Oi Lisa.

- Quem tá falando?

- Como assim? É o Jungkook - falei desconfiado.

- Jungkook? - ela demorou um pouquinho - Ah, oi Jungkook, desculpa, é que faz tempo que você não me procura que eu até esqueci quem era - Ela disse sarcástica.

- Haha, está em casa? Queria poder conversar com você um pouco.

- Bem, doze e meia eu vou para o hospital, se quiser vir, se apressa.

- Está bem.

Me despedi de Lisa e desliguei a ligação. Peguei a chave do meu carro e desci.

- Eu estou saindo - falei alto me direcionando para a porta.

- Está bem - A senhora Park disse da dispensa.

Saí e fui para o meu carro, antes que eu pudesse dirigir, Taehyung apareceu na minha janela.

- Oi sumido - ele disse.

- Tae, oi - falei e sorri.

- Onde está indo?

- Na casa da Lisa.

- Ah, ok. Jimin está em casa? Queria muito falar com ele.

- Não, ele está no colégio, se quiser que eu dê o recado...

- Ah não - Taehyung riu - é só com ele.

- Então tá.

- Quando vamos sair? Sabe, festa - ele disse animado.

Eu ri.

- Não sei, mas se tiver alguma e você for, me chama.

- Hum, está bem.

Antes de sair, me lembrei de algo.

- Ah, Tae - o chamei e ele se virou em seguida - Diz ao Taeyang que a Hyosung chega amanhã.

Taehyung soltou um sorriso malicioso e foi para a casa dele, e eu pude ir para a casa da lisa.

Quando cheguei em frente ao apartamento, estacionei o carro e fui até o seu andar. Bati duas vezes na porta e Lisa abriu. Sorri ao vê-la.

- Que sorriso forçado - ela disse enquanto se afastava da porta.

- Jennie não está em casa? - perguntei olhando o cômodo.

- Ela teve que sair. Como você está? - Lisa perguntou enquanto se arrumava na frente do espelho.

- Estou bem - falei - Eu e Jimin estamos namorando.

Falei rápido e me sentei na poltrona da pequena sala.

- O QUÊ? - Lisa disse alto quase que gritando - Espera, oi? Como assim? VOCÊ SÓ ME DIZ ISSO AGORA? A quanto tempo estão namorando Jeon Jungkook?

- Começamos domingo - falei calmamente.

- E você só me diz agora?!

- Desculpa - comecei a rir.

- Eu empurro os dois um pra cima do outro e nenhum dos dois se importam de me dizer se algo deu certo - Lisa voltou a se arrumar.

- Inclusive, muito obrigado pela ajuda - sorri.

- Fico feliz pelos dois.

- Eu irei me mudar no fim de semana da casa dele - falei enquanto olhava para as minhas mãos que estavam entrelaçadas.

- O quê? Como assim? Por quê?

- Minha irmã chega amanhã em Seoul, o combinado era eu ficar na casa dos Park até ela voltar, bem, ela voltou - falei ainda de cabeça baixa.

- Jimin já sabe? - Lisa perguntou enquanto colocava seus brincos.

- Ainda não contei.

- Quando pretende contar?

- Talvez quando eu estiver saindo da casa dele pronto para ir embora.

- Está de brincadeira não é Jungkook?

Ri quando Lisa se virou para mim com uma expressão séria que parecia engraçada.

- Sim, eu estou brincando - sorri.

- Você vai morar muito longe da casa dele?

- Não sei, minha irmã que vai resolver isso.

Depois que Lisa terminou de se arrumar completamente, comemos alguns biscoitos com chá e contei a ela como eu e Jimin estávamos. Lisa estava bem feliz por nós, mas também queria saber qual vai ser a reação dele quando eu disser que estou me indo embora da casa dele.

- Kook, poderia me levar para o hospital?

- Claro - respondi.

Era por volta de meio dia e vinte quando saímos do apartamento da Lisa.

- Você ainda não está namorando? - perguntei a ela enquanto dirigia.

- Eu? - ela riu - Não, eu quero focar no meu trabalho.

- E o seu ex? - perguntei.

- Eu decidi realmente esquecê-lo.

- Hum. Você fez certo.

Lisa soltou um sorriso fraco. Quando cheguamos ao hospital, deixei ela em frente ao prédio.

- obrigada, Kook - ela disse e saiu do carro.

- Tenha uma boa tarde Lisa, até mais.

Lisa entrou no hospital e eu resolvi mandar uma mensagem rápido para o Jimin.

[12:57 PM] Jungkook: Posso ir te buscar no colégio?

Esperei alguns minutos para que Jimin respondesse.

[13:00 PM] Jimin: Claro, por quê não? Vou esperar.

Logo depois que recebi a mensagem e li, segui caminho para o colégio do Jimin. Estava pensando em como começaria a dizer para ele que estou me mudando, e como ele vai reagir?

Por causa do hospital ser longe do colégio em que Jimin estuda, e o trânsito não ter ajudado muito, cheguei no colégio por volta de uma e cinquenta.

- Você demorou - Jimin disse ao entrar no carro.

- Lisa me pediu para eu deixa-la no hospital e o trânsito não estava muito bom.

- Não foi para a faculdade?

- Não. Quer ir comer em algum lugar?

- Uma lanchonete - Jimin respondeu enquanto colocava o cinto de segurança.

- Está bem.

Dirigi para uma lanchonete que ficava próximo a universidade.

- Por quê não foi para a universidade? - Jimin perguntou.

- eu tive que fazer umas coisas.

- Que coisas?

- Você está muito curioso - olhei para Jimin e sorri. O mesmo pareceu um pouco envergonhado e acariciei seu cabelo - Como foi a manhã?

- Bastante tediosa, mas chegou um aluno novo na minha turma e agora nós somos colegas.

Olhei para Jimin com um olhar desconfiado e o mesmo riu da expressão em meu rosto.

- Você fica mais bonito quando tá com ciúmes - ele disse virando o rosto para a janela.

- Quem disse que estou com ciúmes?

- Não está? - ele me olhou rapidamente e virei meu rosto para o lado oposto, ouvi Jimin rir.

Quando chegamos em frente a lanchonete, estacionei o carro e saímos.

- Preciso te dizer algo - falei entrando no estabelecimento, Jimin vinha logo atrás.

Escolhemos uma mesa e nos sentamos, deixei com que Jimin pedisse primeiro algo para comer. Depois do pedido dele, Jimin ficou me fitando.

- Pode dizer agora - ele disse me olhando firme, e parecia um tanto nervoso.

Jimin parecia já saber o que eu ia falar, o que também fez com que eu ficasse nervoso.

- Bem... - engoli a seco - Minha irmã está em Busan agora e amanhã ela vem para Seoul, e bem... Como você sabe, o combinado era...

- Você vai embora - Jimin completou - Por quê já não me disse?

- Não sabia como você ia reagir.

- então as pulseiras são por causa disso? - ele perguntou enquanto olhava olha o acessório no seu pulso.

- Também - falei - Mas não é como se eu estivesse indo para outro país ou outra cidade - tentei um sorriso e segurei as mãos dele - Estou apenas mudando de casa e talvez bairro.

- Ainda não sabe onde vai morar?

- Ainda não, mas conhecendo minha irmã ela provavelmente vai querer comprar um apartamento em algum bairro nobre por aqui - respondi.

Jimin pareceu começar a pensar sobre isso.

- Irei na sua casa algumas vezes, também podemos sair quando quisermos - falei enquanto olhava Jimin.

- Você vai contar para a sua irmã que estamos namorando?

- Sim, pretendo fazer isso.

De repente ele mudou o olhar e pareceu preocupado.

- Jiminie, não se preocupa com isso, minha irmã é confiável e talvez ela nem se importe - apertei suas mãos.

- Está bem.

A garçonete trouxe o pedido de Jimin e ele rapidamente soltou minha mão e pegou o lanche, e logo depois começou a come-lo.

Enquanto comia, em nenhum momento ele olhou para mim ou falou comigo, não sei dizer como ele estava se sentindo.

Ao olhar para fora depois de alguns minutos, vi três garotos se aproximando e percebi que eram Hoseok, Yoongi e Jooheon. Jooheon olhou para o meu carro que estava estacionado em frente a lanchonete e sorriu, e logo depois cochichou algo para Yoongi e Hoseok e os três sorriram, e ao entrarem na lanchonete, pareciam surpresos ao me ver. Olhei para Jimin que ainda estava comendo e pensei se seria confortável ver os garotos agora.

- Hoseok e Yoongi estão vindo - falei baixo para Jimin e ele levantou a cabeça olhando para os três rapazes que se aproximavam.

- Jeon Jungkook - Jooheon se aproximou e logo me abraçou, notei que Jimin rapidamente pareceu desconfortável.

- Oi Jimin - Hobi cumprimentou Jimin e o mesmo apenas soltou um sorriso fraco.

- Esse é o seu namorado? - Jooheon perguntou parecendo surpreso - Oi, eu sou o Jooheon, amigo do Kook - ele disse animado.

- Oi - Jimin disse parecendo envergonhado.

Os rapazes pediram para se sentar com a gente e eu concordei, me sentei ao lado de Jimin e logo estávamos todos juntos na mesa e começamos a conversar.

- Por quê não foi hoje? - Yoongi perguntou.

- Eu estava arrumando minhas coisas - respondi.

- ainda bem que não foi hoje, foi ultra chato - Jooheon comentou - Ah, e a Yerim procurou por você hoje.

- Ah, é verdade, ela disse que tinha algo para te falar porém não nos contou o que era.

A garçonete nos interrompeu quando voltou a mesa novamente para anotar os pedidos dos garotos. Enquanto eles discutiam o que iam pedir, notei que Jimin estava desconfortável.

- Está tudo bem? - perguntei baixo.

- Vou pagar o meu lanche - ele rapidamente se levantou, o que desviou a atenção dos rapazes para ele.

- Ele está bem? - Hoseok perguntou depois que Jimin levantou.

- Estávamos conversando algo antes de vocês chegarem, ele parece estar meio para baixo agora.

- Jimin parece ser do tipo que não gosta de muita gente ao redor dele - Yoongi foi direto.

- Ou talvez apenas a conversa que os dois tiveram o deixou assim - Jooheon disse.

Quando percebemos que Jimin estava se aproximando novamente, os garotos mudaram de assunto.

- Pode me levar pra casa? Eu não estou me sentindo muito bem - Jimin disse pegando sua mochila da cadeira.

- então o correto seria ele te levar ao hospital - Yoongi falou.

- Pode me levar para casa, Jungkook? - Jimin perguntou mais uma vez porém agora estava mais sério.

- Claro - falei.

Jimin foi na frente enquanto eu me despedia dos meus amigos.

- Desculpem caras - falei pegando as chaves de cima da mesa.

- Tudo bem, vai lá. Espero que os dois fiquem bem - Hoseok disse.

Em seguida saí da lanchonete e fui até o carro, Jimin me esperava encostado nele.

- Pode me dizer o que tem? - perguntei antes de entrarmos no carro.

- Claro - Jimin soltou um sorriso irônico - Estávamos tendo uma conversa um tanto importante antes de seus amigos chegarem e você permitir que eles se sentassem com a gente.

- Você estava comendo.

- E você não pensou que depois que eu terminasse de comer eu iria retomar a conversa? - Jimin cruzou os braços e parecia mais irritado agora - Tanto faz, apenas vamos para casa.

Ele entrou no carro e logo em seguida entrei também. O caminho para casa foi totalmente silencioso, eu e Jimin não estávamos nos falando, pelo menos ele não estava falando comigo.

- Não vai mesmo falar comigo?

- Não.

- Jimin!

- Jungkook! - ele olhou para mim e eu comecei a rir em seguida - idiota.

- Desculpa, está bem?

- Por quê tá pedindo desculpa?

- Por quê te estressei.

- você faz isso desde o primeiro dia que chegou para morar na minha casa.

- Então já que estou indo embora, seus dias de stress irão desaparecer.

- Como você é tolo!

- Jiminie - segurei em sua mão que estava sobre a perna dele - Provavelmente depois que minha irmã chegar irei me ocupar bastante então, por favor não vamos desperdiçar o tempo que temos para ficarmos juntos.

- Aish, tabom, tabom.

- Quer passar uma noite comigo novamente? - sorri malicioso.

- O quê? Como se atreve a me chatear e depois me fazer um pedido desse?

- Você não quer? Está bem - soltei a mão dele.

- Eu quero - Jimin disse logo que soltei sua mão.

Comecei a rir e Jimin bateu em meu braço.

- Gostaria de saber quando foi que me tornei fácil assim - reclamou.

- Acho que foi quando você descobriu o que sentia.

Acariciei a bochecha dele e sorri. Jimin pareceu mais calmo depois da nossa conversa rápida, e também pareceu satisfeito.

- Ah, Taehyung quer falar com você - falei a ele quando passamos em frente a casa do Tae.

- Ele não disse o que era?

- Não, ele disse que só ia falar para você - respondi.

- okay. Mais tarde eu falo com ele.

Quando chegamos em casa, parei o carro e saímos. Ao entrar em casa, Jimin falou com a mãe e foi para cima.

- Jungkook - a senhora Park me chamou enquanto eu tirava meus sapatos.

- Sim?

- É para você ligar para a sua mãe.

- Hum, vou ligar mais tarde. Obrigada por me avisar - sorri e fui para o meu quarto.

Depois de alguns minutos sentado na minha cama, resolvi ir para o banheiro tomar banho.

Passei meia hora no banheiro e quando saí, vi Jimin saindo do quarto dele.

- Está indo aonde? - perguntei enquanto fechava a porta do banheiro.

Ele arqueou uma sobrancelha e me olhou.

- Não posso sair do meu quarto? - ele disse fechando a porta do quarto.

- Hum, desculpa - comecei a andar para meu quarto, e ao passar ao lado de Jimin, ele segurou meu braço e sorriu.

- Estou indo até a casa do Taehyung - ele revirou os olhos.

- Tabom - falei.

- Quer ir comigo?

- Eu ainda tenho umas coisas para fazer - falei.

- Está bem - Jimin disse e me soltou, mas antes de eu poder entrar em meu quarto, ele me puxou novamente e depositou um leve beijo em meus lábios - Eu ainda não te beijei hoje, estava sentindo falta - ele sorriu.

- Eu tenho que me vestir - falei envergonhado e fui para o meu quarto.

Fechei a porta do meu quarto e sorri como um bobo por causa do beijo de Jimin. Me vesti e me sentei na minha escrivaninha, liguei o computador e comecei a procurar trabalhos de meio período para estudantes. Depois de um curto tempo procurando, resolvi desligar o computador e fui me deitar em minha cama.

Fiquei pensando sobre a mudança, sobre meu relacionamento com Jimin e sobre como nosso relacionamento vai ficar depois que eu me mudar daqui, penso se vai ficar melhor ou se pode ter alguma decadência.

Pensar de mais me deixou sonolento e acabei dormindo.

ALGUMAS HORAS MAIS TARDE...

- Jungkook! - acabei acordando quando ouvi batidas fortes na porta do meu quarto - Jungkook!

Levantei meio tonto da cama e destranquei a porta, rapidamente Jimin entrou no quarto.

- Minha nossa você estava dormindo? Eu achava que estava morto.

- Não é pra tanto - me joguei na minha cama.

- Não? Estou a quase dez minutos batendo na porta! - Jimin estava indignado.

- dez minutos é muito tempo - falei.

- Sim! É muito tempo! - Jimin disse - Levanta da cama, está na hora da janta.

- Estou sem fome.

- Jungkook!

- Jiminie - fiz uma voz manhosa.

- Aish, que droga!

Ri do stress dele e resolvi me sentar na cama.

- Pode sentar aqui? - falei batendo com a mão no lugar onde queria que ele sentasse.

Sem hesitar, Jimin se aproximou e se sentou na cama também, logo em seguida eu deitei sobre suas coxas.

- Não deveríamos contar logo aos seus pais sobre a gente? - perguntei a ele que logo começou a brincar com meu cabelo.

- Me dê só mais um pouco de tempo, Jungkook.

- Contou ao Taehyung?

- Não.

- Mas ele é seu melhor amigo.

- Não acho necessário contar ainda.

- Então tá.

Resolvi fechar os olhos enquanto Jimin acariciava meu cabelo, senti que ia dormir novamente.

- Não é para você dormir - ele disse de repente.

- Eu não vou.

- Então abra os olhos.

- Por quê?

- Porque sim.

Abri os olhos e vi Jimin olhando para mim, logo comecei a sorrir.

- Você é tão bonito - falei sorrindo.

- Eu sei disso - Jimin sorriu.

- Também é convencido.

- Tenho amor próprio.

- Pode me dar um beijo?

Me levantei das coxas de Jimin e me coloquei em uma posição em sua frente na qual eu pudesse receber seu beijo. Jimin passou a mão pelo minha bochecha e me beijou logo em seguida, soltei um suspiro forte e aos poucos nosso beijo ficava mais intenso. Enquanto me beijava, ele acariciava meu cabelo, o que fazia com que eu me sentisse muito confortável.

- Jungkook - ele sussurrou, quebrando o beijo.

- Por quê parou? - fiz bico. Ele riu.

- Vamos jantar, meus pais estão esperando provavelmente.

- Hum, está bem, vai na frente, lembrei que tenho que fazer algo.

- Tá bom - Jimin me deu um beijo rápido e levantou da cama - Não demora.

Eu assenti e Jimin saiu do quarto depois. Peguei meu celular e disquei o número da minha irmã.

- Oi - minha irmã disse ao atender.

- Que horário você chega amanhã?

- Por volta de duas e meia, por quê?

- Vou ter que ir te buscar?

- Não Kook, uma amiga vai me buscar, e ah, amanhã quando eu estiver em Seoul vou te passar o endereço de onde vou ficar, que horas você chega da faculdade?

- Por volta de duas horas normalmente.

- Hum, okay. Depois que você sair da faculdade vai me ver, amanhã mesmo iremos procurar algum lugar para ficarmos, minha amiga vai nos ajudar também.

- Está bem, eu vou jantar agora. Diz que mandei abraços para a minha mãe e que estou com saudades dela e do papai.

- Aí minha nossa, Jungkook sendo sentimental! - ela riu - Okay pirralho, irei dizer.

- Tabom - falei - Ah, Hyosung?

- O que foi?

- Taeyang já sabe da sua vinda.

- O QUÊ? - minha irmã disse em um tom alto e comecei a rir.

- Tenho que ir jantar agora.

- Jungkook não ouse desligar!

- Até amanhã noona.

- Jeon Jungkook!

Sem dizer mais nada, desliguei a ligação e comecei a rir de como minha irmã provavelmente está nervosa agora.

Deixei meu celular em cima da cama e resolvi ir jantar. Quando cheguei na cozinha, todos já estavam na mesa, com exceção do senhor Park.

- Desculpe meu filho, mas os garotos não queriam esperar - a senhora Park disse sorrindo enquanto se serviam.

- Tudo bem - me sentei ao lado de Jimin na mesa.

Quando me sentei, Jimin logo colocou a mão em cima da minha coxa por debaixo da mesa e apertou, fazendo eu começar a gelar e me arrepiar.

- Ele não se importa que esperemos ele mãe - Jimin disse sorrindo e olhou para mim em seguida.

Ele tirou a mão e começou a comer a comida enquanto sorria satisfeito, e eu pude finalmente me servir.

- Comam a vontade - a senhora Park disse.

- Não diga isso ou Jihyun pode acabar com toda a comida de uma vez - Jimin questionou.

- Pelo menos eu posso comer a vontade mas não engordo.

- Como é? - Jimin disse e riu - Quer morrer?

Todos nós na mesa rimos e continuamos a refeição. Jihyun e Jimin pareciam duas criancinhas jogando ervilha um no outro, enquanto a senhora Park apenas comia sem se importar. Me senti confortável. Irei sentir falta disso? Certamente.


Notas Finais


O capítulo está bom para vocês? Eu espero que tenham gostado ❤
Comentei sobre ele e o que tão achando sobre a história até aqui, gosto quando vocês são suas opiniões ❤
Um beijo para cada um e até breve ❤

(Ah, e se preparem para os próximos capítulos) beijoos ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...