História Onegai, Aniki. - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Kushina Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Incesto, Itasasu, Uchihacest
Visualizações 245
Palavras 3.918
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oooooi xenti :3

Regrinha: [...] quebra de tempo.
Itálico são pensamentos do Saskinho.

Boa leitura ❤

Capítulo 35 - O Tapado, O psicopata & A Piranha.


Estavam todos os amigos espalhados pela sala da casa dos Uzumakis, em plena noite de segunda feira. Depois de um fim de semana enformados na casa de Ino para digerirem a noticia da gravidez, havia chegado a hora de contar a novidade para a "adorável" dona Kushina. Então depois que saíram da escola, todos foram juntos.

Claro que os irmãos Uzumaki estavam mega nervosos com a situação, mas Deidara conseguia esconder muito bem, parecendo indiferente a situação. Porém Naruto parecia que ia infartar a qualquer momento, sentado no sofá e perdido em pensamentos enquanto quase esmagava a mão de Sasuke.

- Dobe, desse jeito você vai quebrar minha mão. - resmungou Sasuke cautelosamente.

O loiro que estava parado a vários minutos, apenas encarando algum ponto fixo da sala, virou o rosto em sua direção e enfim parou de apertar sua mão. Suspirou com o alivio, massageando os dedos doloridos.

- Me da sua mão Itachi. - pediu o loiro com a voz baixa.

Itachi olhou nervosamente pela sala até parar o olhar Deidara, provavelmente receoso sobre o que o amigo acharia daquilo na presença dele.

Porra fuinha, você já comeu o Naruto. O QUE É UM TOQUE INOCENTE PERTO DAQUILO ??!

- É SÓ UMA MÃO ITACHI ! VOCÊ É MEU NAMORADO, ENTÃO PEGA A PORRA DA MINHA MÃO. - berrou Naruto fazendo todos o olharem de olhos arregalados, e Itachi segurar a mão dele no mesmo instante.

- Eu to ficando com medo do Narutenho. - comentou Karin com em meio ao silêncio - Quando ele ta nervoso, parece que vai matar alguém.

- O que você esta fazendo aqui mesmo Karin ? - perguntou Naruto com a voz baixa novamente - Só precisava estar eu, a Ino, o Itachi porque é meu namorado, e aquela coisa ali, infelizmente. - disse ele apontando pra Deidara - Nem o Sasuke era pra estar aqui.

- Nossa Usuratonkachi, é desse jeito que agradesse meu apoio ??? - perguntou Sasuke dando um tapa na cabeça do loiro - Pra sua informação, eu só to aqui porque Itachi também está.

Itachi se inclinou por cima de Naruto que estava no meio de ambos, e se aproximou de seu rosto. Ele percorreu com os labios levemente por sua bochecha, e mordiscou sua orelha.

- Mas é um grudinho mesmo. - sussurrou ele fazendo cosquinhas em seu pescoço com o nariz.

- Aff que melação. - resmungou Karin se sentando no tapete - Respondendo a sua pergunta priminho, eu to aqui pra ver a Tia Kushina surtar e matar vocês.

- ITACHI, PARA DE MELAÇÃO COM O SASUKE. ME RESPEITA QUE EU SOU SEU NAMORADO ! - berrou Naruto empurrando Itachi pra voltar ao lugar dele, logo depois olhou pra Karin - Ai meu Rikudou, você só ta me fazendo ficar mais nervoso ainda Karin. - ele espremeu a mão de Itachi - Em plenos dezessete anos eu vou ser pai ! ... Não, pera, quando nascer eu já vou ter dezoito.

- Você não sabe se o filho é seu ainda. Pode ser meu, hm. - disse Deidara enquanto descascava o esmalte da unha de Ino. Os dois estavam sentados no tapete.

- Eu tenho pena dessa criança se for seu filho. - retrucou Naruto quase rosnando - Ter um pai desse tipo.

- Eu sou uma pessoa melhor agora, já ta decidido. - falou o loiro mais velho ainda indiferente - Já você, parece que não esta num caminho muito bom, hm.

- Você é péssimo em contar piadas. - rebateu o mais novo.

- Pelo amor de Kami, não briguem meninos, vocês estão me deixando mais nervosa do que eu já estou. - pediu Ino se abanando com uma das mãos, como se estivesse passando mal.

Em um piscar de olhos Naruto já estava ajoelhado em frente a garota, segurando uma das mãos dela enquanto Deidara segurava a outra.

- Não estamos brigando, fica calma. - disseram os dois ao mesmo tempo, forçando sorrisos.

Sasuke olhou para Karin e Itachi, e os três reviraram os olhos. Em apenas dois dias depois da revelação da gravidez, Ino já havia aderido ao habito de dizer que fazia mal ao bebê se os irmãos Uzumaki brigassem perto dela. Quando eles começavam, era só ela fingir estar nervosa que eles sempre morriam de preocupação e paravam com a discussão na hora.

- Cadê a Tia Kushina e o Minato-san ? Que demora desse povo de chegar do trabalho. - murmurou Sasuke se encostando no ombro de Itachi.

Seu irmão abraçou seu corpo e deixou um beijo em sua testa.

- Como vocês vão dizer a eles ? - perguntou o Uchiha mais velho aos loiros.

- É melhor eu falar. Com certeza eu sou mais calmo, hm. - respondeu Deidara.

Naruto resmungou algumas coisas, mas não disse nada em voz alta.

O barulho da porta se abrindo ecoou na sala, e todo mundo olhou para a entrada, vendo Kushina entrar com algumas sacolas na mão enquanto balançava a cabeça no ritmo de alguma música que estava ouvindo no fone. Quando a mulher levantou o olhar e viu todos, ela tirou os fones e ficou os encarando enquanto se aproximava lentamente.

- O que é isso ? Uma revolução de adolescentes na minha sala ? - perguntou ela passando os olhos por todos - Lembrou que tem casa Naruto ?

- Re-revolução de adolescente ?! Haha que engraçado né ?! - gaguejou Naruto rindo nervosamente - Oi mãe, desculpa ter su-sumido. Cadê o papai ?

Ótimo, o Dobe ta perdendo o controle, vai dar merda.

- Usuratonkachi, cala a boca, se não você vai falar merda. - falou Sasuke com a voz baixa e ameaçadora.

- Mãe, nós precisamos conversar com você. - disse Deidara lentamente - E acho melhor você se sentar. Cadê o papai ?

A mulher encarou o filho com o cenho franzido, mas obedeceu e se sentou em uma poltrona que tinha na sala, ficando de frente para todos. Ela cruzou as pernas e apoiou o queixo nas mãos.

- Minato vai chegar mais tarde do trabalho. Então, podem dizer a bomba. - disse ela ainda sem dar muita importância - O que aconteceu ? Alguém morreu ? Alguém processou seu studio Deid ? Algum de vocês vai embora de vez de casa ? Alguém vai casar ? Ter filho ?

- AI MEU RIKUDOU, ME PERDOA MÃE. EU SABIA QUE VOCÊ IA SACAR NA HORA, EU SABIA ! - começou a berrar Naruto - EU SINTO MUITO MÃEZINHAA, NÃO MATA A GENTE, EU JURO QUE SE O FILHO FOR MEU EU VOU ME DESDOBRAR PRA SER UM BOM PAI, JURO JURO. E SE O FILHO FOR DESSA PRAGA DO DEIDARA EU VOU SALVAR MEU SOBRINHO DAS GARRAS DESCUIDADAS DELE, EU PROMETO. - ele ficou de joelhos no chão e com os braços apoiados na mesa de centro - NÃO MATA A GENTE !

Silêncio. Todos ficaram de olhos arregalados olhando para o loiro.

- PORRA NARUTO, ERA PRA MIM FALAR, OLHA A MERDA QUE VOCÊ FEZ ! - berrou Deidara.

O loiro mais novo se virou para encarar o irmão.

- CALA A BOCA, NÃO FALA COMIGO ! ELA JA TINHA SACADO, SÓ RESTAVA FALAR A VERDADE.

- VOCÊ É UM TAPADO ! EXISTIA JEITOS MELHORES DE FALAR A VERDADE.

- Olha, eu acho melhor...

- NÃO SE INTROMETE SASUKE ! - berrou os dois loiros.

- A POIS ENTÃO SE FODAM AI SEUS MAU AGRADECIDOS !!! - berrou em resposta - Desculpe o palavreado Tia Kushina.

- EPAAAA. Não gritem com meu Otouto, ele só ta querendo ajudar seus idiotas. - disse Itachi afagando seus cabelos.

Ah, que fuinha mais fofinha, da vontade até de moide ele :3

- Eu disse que ia ter barraco. - comentou Karin colocando as pernas em cima da mesa e roendo as unhas.

- Ai meu Rikudou, acho que eu vou vomitar. - disse Ino se levantando as pressas e correndo até o banheiro.

Os irmãos loiros se levantaram para ir atrás dela, mais Karin mandou eles ficarem e foi ajudar a Yamanaka.

- Eu quero que alguém me explique o que esta acontecendo aqui. - disse Kushina com uma voz extremamente assustadora.

Todos voltaram a encarar a ruiva, vendo que ela estava com uma expressão de dar arrepios. Sasuke sentiu vontade de se levantar de fininho, abrir a porta e sumir dali.

- Sa-sabe mãe... É que...

- PARA DE GAGUEJAR NARUTO, E FALA LOGO ! - exigiu a mulher, e todos tremeram e arregalaram os olhos.

Deidara respirou fundo e sentou na mesinha de centro, ficando de frente para a mulher.

- Mãe, eu vou ser direto com você, porque não tem como fazer rodeios. A Ino está grávida, e não sabemos se o pai sou eu ou o Naruto. Isso pode parecer muito chocante, mas nós dois tivemos envolvimento com ela em uma noite, e agora resultou nisso. - ele passou os olhos rapidamente por Naruto que estava no sofá, e suspirou - Eu não sou mais criança, e apesar de não ser a pessoa mais responsavel do mundo, já tenho condições e idade de me sustentar sozinho. Mesmo assim eu estou te dando toda a explicação porque você é minha mãe, e principalmente por causa do Naruto. Ele ainda é menor de idade, e tem possibilidades dele ser o pai. Então eu peço que você seja compreensiva com essa situação.

O silêncio voltou a reinar. Kushina estava com a expressão chocada, parecendo digerir toda a historia. Naruto estava com uma feição estranha, como se estivesse abalado, e Sasuke sacou na hora que seu  amigo estava daquele jeito pelo que Deidara havia falado. O loiro mais velho estava esclarecendo as coisas a mãe somente pelo irmão, pois era verdade o fato dele já ter idade e condições suficientes para sair de casa e sustentar um filho. Mas Naruto não tinha isso ainda, ou seja, Deidara estava fazendo isso por Naruto.

- Meu Rikudou, eu acho que eu vou infartar. - comentou a ruiva com a voz baixa - Primeiro de tudo: VOCÊ NÃO ERA GAY NARUTO ???? COMO VOCÊ TRANSOU COM UMA MULHER ?? E AINDA MAIS JUNTO COM O SEU IRMÃO, OS DOIS DE UMA VEZ ???!

- E-eu... Aconteceu mãe... Foi uma experiência. - respondeu o loiro mais novo.

- UMA EXPERIÊNCIA QUE TE TROUXE UM PRESENTE PRA VIDA TODA !! - ela fechou os olhos alguns instantes e logo voltou a encarar o filho mais novo - Então você traiu o Itachi ?

- Não Kushina. Esse envolvimento deles foi antes de nós ficarmos juntos. - esclareceu Itachi calmamente.

A ruiva apoiou o rosto nas mãos e começou a murmurar coisas inalditiveis. Todos ficaram apreensivos durante esses instantes, achando que a mulher fosse matar todo mundo a qualquer momento.

- Mãe. - chamou Deidara colocando a mão no ombro da mulher, fazendo ela o encarar - Fica calma, ta bom ?! Eu prometo que vou cuidar de tudo. Eu sei que essa noticia é difícil, somos muito novos e com a vida inteira pela frente, mas uma criança não vai estragar isso. Eu acredito que um bebê é sempre sinal de alegria e amor. Então mesmo que o filho não seja meu, será meu sobrinho, e eu vou ama-lo do mesmo jeito. E o mais importante... - ele olhou para o Naruto e abriu um pequeno sorriso - ... eu amo muito o Naruto. Nunca deixaria ele sozinho nessa situação, e nem em nenhuma outra. Mesmo que ele me odeio, não queira olhar na minha cara e nem falar comigo, eu sempre vou apoia-lo. Prometi isso pra mim mesmo, e vou cumprir.

Eita porra, essa eu senti até no meu coração ! Ai Rikudou, que orgulho do Psicopata Tarado.

Sasuke olhou para Naruto, e percebeu que seu amigo estava com os olhos brilhando pelas lágrimas contidas. Kushina podia até achar que o amor que Deidara estava falando era de "irmão", mas o resto que estava ali presente sabia que era muito mais que isso.

Kushina desviou o olhar do filho mais velho e encarou Naruto. Ela chamou ele com a mão, e o Uzumaki mais novo foi até ela, meio hesitante. A ruiva fez os dois garotos ficaram em pé de frente a ela e suspirou. Logo depois ela pegou a orelha de cada um e começou a puxar com força, fazendo os dois gritarem de dor.

- ISSO É POR VOCÊS NÃO USAREM CAMISINHA, SEUS IRRESPONSAVEIS FILHOS DE UMA BOA KUSHINA !! - berrou ela, logo depois soltando a orelha dos filhos e abraçando os dois - Eu estou muito chocada com essa noticia, mas de uma coisa tenham certeza: eu nunca abandonaria nenhum de vocês em um momento como esse. - ela apertou mais os garotos e derrubou uma lágrima silenciosa - Eu odeio ver vocês brigando, e espero que com essa criança vocês criem vergonha na cara, parem com essas brigas idotas e se concentrem em tomar juízo pra cuidar do filho ou sobrinho de vocês.

Os dois garotos abraçaram a mulher e os três permaneceram daquele jeito por alguns instantes, sussurrando coisas inauditiveis, só entre eles.

Sasuke observava a cena se sentindo aliviado por Kushina não ter infartado. Podia perceber que Naruto já não olhava para Deidara com raiva, agora era um olhar mais suave.

Logo Ino e Karin voltaram para a sala, e a loira parecia estar melhor. Kushina a encarou e a chamou com a mão, soltando os dois filhos. A Yamanaka se aproximou e ficou em frente a ela com uma expressão de culpa.

- Eu sinto muito por esse ato de irresponsabilidade Kushina-san. - disse a garota com a voz baixa - Sei que nós três fomos culpados, e peço que não me veja com maus olhos depois disso. Prometo que vou ser a melhor mãe possível para seu neto.

A ruiva puxou a garota para um abraço, a deixando com uma expressão surpresa.

- Não se desculpe loirinha. Já passou, e não tem como voltar a trás. - disse ela suavemente - O que importa agora é que você esta carregando meu netinho, e eu vou ajudar no que for preciso, e te dar todas as dicas que você precisar. Sei que sua mãe já faleceu, e que seu pai mora em outro país, então pode se sentir como parte da minha família a partir de agora. - ela se afastou e tocou o dedo na ponta do nariz da loira - E eu não estou te vendo com maus olhos. Devo até te parabenizar por conseguir pegar dois gatões como esses meus filhos, e ainda por cima fazer um que é gay sentir vontade de fazer sexo hetero.

Ino ficou perceptivelmente corada, e todos na sala deram risada. Os três loiros voltaram a se sentar, e Kushina também.

- Agora vamos tentar arrumar as coisas do melhor jeito possível no momento. - começou a ruiva - Só vamos saber quem é o pai biológico quando a criança nascer. Então até lá, vocês vão ter que ficar com essa duvida, e manter em mente que os dois vão ter que se dedicar durante esse tempo. Sei que você mora sozinha Ino, e sei que no começo da gestação passamos muito mal, então eu sugiro que o Deidara vá ficar com você para te dar suporte. Tudo bem Dei ?

- Tudo ótimo. - respondeu ele - Já estava pensando em algo assim, hm.

- E Naruto, o seu caso já é mais complicado. Sei que você e o Deidara andam brigando por algum motivo, e vai ser difícil esse tempo de duvida. E também você namora com Itachi, e está na casa dele esses tempos. Então, a decisão do que vai fazer é sua, desde que você também se dedique a essa criança, pois obviamente você também pode ser o pai. - disse a mulher cautelosamente.

Naruto afirmou com a cabeça.

- Em breve tomarei minha decisão sobre o que fazer. - respondeu ele com a voz firme - Muito breve.

Depois disso, Kushina, Karin e Ino começaram a conversar sobre exames e coisas sobre maternidade. Itachi estava mexendo no celular, e Sasuke ficou observando as ações de Naruto. Seu amigo que estava perto da mãe, se afastou e cautelosamente sentou ao lado de Deidara que estava no outro sofá.

O Uzumaki mais novo ficou em silêncio alguns instantes, logo depois virou a cabeça lentamente para encarar o irmão.

- Precisamos conversar. - disse ele seriamente.

- Precisamos. - concordou Deidara.

Os dois se entre olharam mais alguns instantes, até Naruto se levantar e fazer um sinal para o mais velho segui-lo em direção ao quarto.

[...]



- Finalmente ! Agora posso relaxar na minha cama depois de tanta tensão. - disse Itachi se jogando na cama - Felizmente ninguém saiu morto.

Normalmente Sasuke se jogaria em cima dele e os dois começariam a se pegar. Mas agora estava curioso em saber o resultado da conversa que Naruto teve com Deidara. Seu amigo havia passado bastante tempo no quarto com o irmão, e quando vieram pra casa, ele ficou calado o caminho inteiro.

Se sentou na beira da cama e ficou observando o Uzumaki entrar no quarto lentamente e parar encostado no guarda roupa, encarando os dois. Ficaram em silêncio um bom tempo, até Sasuke conseguir ler a felicidade nos olhos do loiro. Abriu um pequeno sorriso, vendo seu amigo abrir outro.

- Você vai embora, não é Dobe ? - perguntou já sabendo da resposta - Vocês se acertaram.

O Uzumaki alargou mais o sorriso e passou uma das mãos no cabelo. Ele se desencostou do guarda roupa e começou a caminhar pelo quarto.

- É, isso mesmo Teme. - disse ele lentamente - Eu não sei, sabe, essa historia toda da gravidez da Ino, acho que de alguma forma impulsionou o Deidara a tentar ser alguém melhor...

- Naruto... - interrompeu Itachi - O que impulsionou o Deid a ser alguém melhor foi o amor que ele sente por você. Sei disso por experiência própria. O amor muda as pessoas.

Sasuke virou o rosto para encarar seu irmão, vendo o sorriso terno que ele estava o direcionando. Devolveu o sorriso e segurou a mão dele carinhosamente.

Como pode caber tanto amor dentro de mim por essa fuinha ?! Ai Kami, vou derreter.

- Talvez. - disse Naruto, logo depois suspirando e abrindo um pequeno sorriso - E a verdade é que eu ainda amo ele, e decidi tentar levar isso adiante. Vamos ver se vai dar certo. O que é a vida sem a adrenalina de correr riscos ?!

- Se não der certo, você sempre vai ter os irmãos Uchiha para te consolar. - falou Sasuke dando uma pequena risada.

Naruto se sentou no meio dos dois morenos e colocou um braço em torno de cada um, os puxando para um abraço.

- Obrigado por terem me acolhido e me ajudado quando eu precisei. - disse ele suavemente - E caso não de certo, vou correr pra cá de novo.

Os dois abraçaram o loiro fortemente.

- Isso quer dizer que está terminando comigo querido namorado ? - perguntou Itachi fingindo surpresa.

- Sim, sinto muito querido senpai, o problema não é com você, é comigo... - respondeu o loiro entrando no teatro - E sinto lhe informar, que você é chifrudo. Hoje mesmo eu te chifrei com o verdadeiro amor da minha vida.

Os três deram risada, continuando abraçados.

- Eu sei que eu morria de ciumes de vocês dois, mas vou sentir falta de você aqui com a gente Usuratonkachi. - disse Sasuke um tanto melancólico. Mas eu estou muito feliz por você ter se acertado com o psicopata.

- Também vou sentir saudade de vocês, meus dois maridos. - falou Naruto, logo depois dando um selinho em cada um - Mas agora eu vou casar com outras pessoas, um psicopata e uma piranha. - os morenos deram risada - E nós vamos ter um bebê. - ele deu um leve sorriso doce, parecendo finalmente estar feliz em meio aquela situação.

- Vocês três morando na mesma casa, prevejo muita perversão. - comentou Itachi sarcasticamente - O tapado, o psicopata & a piranha.

- Eu adorei essa combinação, to até com inveja. - murmurou Sasuke fazendo um bico.

Naruto deu risada e apertou mais os dois.

 - Vamos parar de tanto drama, eu só vou mudar de casa. Vamos nos ver todos os dias na escola, e nós vamos manter a amizade sempre. Eu não pretendo deixar vocês em paz. - falou o loiro - E eu não sou tapado.

Deram risada novamente, quebrando levemente o clima melancólico. O Uzumaki se levantou e ficou de frente para os dois.

- Quem ta afim de fazer um belo teatro de termino de namoro ? - perguntou ele com animação.

Os dois morenos se entre olharam e abriram sorrisos animados.

[...]


- Naruto, pensa direito, talvez de pra conciliar as duas coisas. - dizia Itachi indo atrás de Naruto enquanto o loiro ia a frente puxando a mala de roupas - Eu posso fazer dar certo, mesmo com toda essa situação.

Sasuke que já estava na sala ao lado dos pais no sofá, se esforçou para não rir e entrar no teatro também.

O Uzumaki parou na porta de entrada e encarou Itachi.

- Eu já disse que não da mais certo Itachi. Eu vou ter outras responsabilidades agora, e meus sentimentos estão confusos. Aceite. - disse o loiro seriamente.

- O que está acontecendo aqui ? - perguntou Mikoto se levantando.

- Acontece que eu estou indo embora Tia Mikoto. Estou me mudando pra casa da Ino, pois ela está esperando um filho meu ou do Deidara, e nós precisamos ficar do lado dela nesse momento. E é muita coisa pra mim digerir, por isso estou terminando com o Itachi. Ele não merece estar no meio dessa confusão da minha vida. - esclareceu Naruto em um tom bem convincente - Obrigada por terem me acolhido aqui, mas agora eu realmente preciso ir.

Mikoto ficou perplexa com a noticia. Já Fugaku não demonstrou surpresa nenhuma, como se fosse super normal.

- Gravida ? Não sabe quem de vocês dois é o pai ??! Santo Rikudou ! - exclamou a mulher perplexa.

- Tem certeza disso Dobe ? - perguntou Sasuke entrando na encenação - O nii-san vai ficar tão triste.

Mas tu é mal em muleque MUAHAHA

- Vou ficar triste pra caralho. - reforçou Itachi - Não faz isso comigo Naru.

ISSAE FUINHA, O DOM DO DRAMA É DE FAMILIA !!!

- Tenho certeza. Sinto muito Itachi, mas vai ser melhor assim. Espero que possamos continuar amigos. - disse o Uzumaki abrindo a porta - Obrigada de novo, e desculpe pela confusão Tio Fugaku e Tia Mikoto.

- Vai com Rikudou meu filho. E diz ao Deidara pra gente beber qualquer dia desses. - falou Fugaku acenando com a mão.

Tão sensivel você pai... 

- FUGAKU ! - repreendeu Mikoto, fazendo o homem dar de ombros.

Quando o Uzumaki se colocou pra fora da casa, Sasuke foi até a porta e Itachi o seguiu. Os dois ficaram parados na entrada enquanto Naruto entrava no carro de Deidara que estava esperando ele com um enorme sorriso no rosto. O loiro mais novo mandou um beijo para os dois, acenou dando risada e fazendo um sinal de comemoração pelo teatro bem sucedido.

- PERDEU O NAMORADO TACHI-TESÃO ! - gritou Deidara dando partida no carro.

Os irmãos Uchiha deram uma risada baixa para Mikoto não ouvir, logo depois fecharam a porta e Itachi fingiu uma cara de triste, logo sendo abraçado pela mãe.

- O meu filho, eu sinto muito por isso. Tente entender os motivos do Naruto. - ela acariciou os cabelos dele - Mas não se preocupe, Sasuke está ao seu lado para te animar. Vocês sempre ajudaram um ao outro em momentos difíceis.

Sasuke abriu um sorriso que esperava não ter parecido muito malicioso. Segurou na mão do irmão e puxou ele para um abraço.

- Isso mesmo nii-san, eu estou aqui para te animar. - disse lentamente, vendo Itachi retribuir o sorriso disfarçadamente - Vamos lá pra cima, eu vou te consolar.

Um consolo do jeito que você ama Aniki.


Notas Finais


Ai Dels, meus loirinhos se resolveram (':
Eu to chorando com o amor (':

Espero que estejam gostando :3
Obrigado apor lerem, comentarem e favoritarem. Amo vocês ❤
De verdade, EU AMO VCS ! Obrigada pelos 150 favoritos !!! 😍😍😍😍😍

Beijos da Tia Nannda 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...