História Onegai, Aniki. - Capítulo 36


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Karin, Kushina Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Incesto, Itasasu, Uchihacest
Visualizações 259
Palavras 3.547
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hey hey pessoas, olha quem chegou... Eu ! (ava) :3
Sorry pela demorinha, e quero explicar a vocês o porque eu não estou mais postando todos os dias: É o seguinte, eu não ando regulando mt bem da mente.
Deve ser maconha em excesso...
Heueheue zuera
Mas enfim, eu sempre vou postar o mais rápido que conseguir !

Regrinha: [...] quebra de tempo.
As palavras em Negrito, são LEMBRANÇAS do Saskinho.

Boa leitura ❤

Capítulo 36 - Consolo.


Uma música qualquer tocava no som, não muito alta, mas o suficiente para inundar o quarto inteiro com a batida suave. Claro que tinha um motivo para que estivesse tocando naquele momento, afinal, ela que ajudaria a abafar os gemidos que em breve se fariam presentes entre aquelas quatro paredes. 

Sasuke poderia até tentar prestar atenção e ver se a música combinava com o clima, mas seus sentidos estavam muito mais ocupados com o corpo nu de Itachi em baixo do seu, deitado em sua cama. Apesar de ainda não terem feito nada além de amassos e de ter tirado suas roupas, já sentia todo seu corpo formigar apenas de sentir o calor de seu irmão emanar tão próximo do seu corpo. 

Um beijo foi retomado com agressividade, enquanto as mãos grandes dele percorriam por suas costas, descendo cada vez mais, impacientes para chegar logo no ponto que ele não fazia questão de esconder o quanto adorava. Mas antes que o maior alcançasse suas nádegas, Sasuke separou o beijo e segurou as mãos espertas, as deixando repousadas sobre suas coxas enquanto se sentava ereto no colo dele.

- Algum problema ? - perguntou ele com a voz baixa, tentando esconder a ansiedade que estava para que prosseguissem logo.

Sasuke abriu um pequeno sorriso, mas não respondeu. Permitiu-se tirar alguns segundos para admirar o corpo perfeito abaixo de si. Seus olhos desceram pelos braços de Itachi, não muito musculosos, mas fortes na medida certa. O peitoral que subia e descia com a respiração pesada pela excitação, a pele tão pálida e macia quanto a sua. Mais a baixo vinha sua parte preferida, a parte que fazia seu coração queimar sempre que se lembrava do significado que aquilo tinha.

Se lembrava perfeitamente do dia em que Itachi chegou em casa, a semanas atrás, o puxando da mesa no meio do jantar e o arrastando para o quarto pra lhe mostrar a tatuagem que havia feito. E era realmente perfeita, Deidara tinha muito talento no que fazia.

Bem abaixo do umbigo de Itachi, entrando em contraste com a pele pálida da barriga dele, estava tatuado uma grande e majestosa pantera negra. O desenho estava perfeitamente detalhado, parecia quase real. O animal se encontrava deitado sobre várias folhas verdes, que davam destaque a sua pelagem negra e brilhante. Ele tinha uma postura relaxada e atenta ao mesmo tempo, com a cabeça repousada sobre as enormes patas dianteiras que pareciam tão macias. Os olhos demonstravam uma malicia maldosa, como se estivesse prestes a devorar uma presa incrivelmente saborosa. Porém, o canto da boca felina se curvava suavemente, como se estivesse dando um leve sorriso inocente. A delicadeza de suas patas combinava perfeitamente com a calda esguia que estava repousada ao lado do corpo. Por fim, a arte era delicada e perversa ao mesmo tempo, tudo perfeitamente combinado, como se a pantera pudesse se transformar em um gatinho fragil a qualquer momento.

Toda essa combinação ganhará um sentido especial quando Itachi explicou que havia escolhido cada detalhe, e o real significado dele ter pedido a Deidara para fazer aquele desenho milimetricamente detalhado.


"- Eu escolhi especialmente pensando em você Sasu. Ele te representa, é exatamente como eu te vejo. Tão forte, mas tão delicado. Mantém tanta postura, como se fosse impenetravel e superior, mas tem momentos que se transforma em um gatinho manhoso pedindo carinho. Tão arrogante, mas tão amoroso. Sempre com um sorriso tão inocente nesses lábios, mas os olhos não escondem toda a malicia que te pertence.

E agora, eu sempre vou ter marcado em meu corpo a sua essência, a visão que tenho de você, o combo perfeito que te descreve e que me faz te amar imensamente. Eu amo cada detalhe seu, e tudo que faz você ser você Otouto."


Sasuke levou a ponta de seus dedos até a tatuagem, percorrendo todo o desenho suavemente, contornando cada detalhe, sentindo seu coração queimar. Imaginar que seu irmão tinha escolhido algo que o representasse para marcar o corpo pra sempre, fazia todo seu interior se derreter. A pele de Itachi se arrepiava cada vez mais mais com os toques, e a respiração acelerava. Sentiu as mãos dele apertarem suavemente suas coxas, então permitiu-se levantar o olhar até o dele.

- Você é tão perfeito, e com essa tatuagem ficou mais perfeito ainda. - deslizou seu corpo para cima do maior novamente, colando seus peitorais e encostando seus lábios - Controle sua ansiedade Aniki, eu gosto de te admirar. - sussurrou puxando o lábio dele levemente entre seus dentes.

Itachi fechou os olhos alguns instantes, deslizou as unhas levemente por suas costas, até parar em sua cintura, onde ele segurou firmemente e abriu os olhos novamente.

- Você anda muito mal costumado Otouto. - disse ele lentamente.

Sasuke já sabia o que aconteceria, somente por ver aquele olhar faiscante de seu irmão. Seu corpo estremeceu levemente em ansiedade, mas resolveu jogar um pouco. Arqueou uma sobrancelha e inclinou a cabeça para o lado.

- Eu ? Porque estou mal acostumado Itachi-nii ? - perguntou com uma voz inocente.

Os olhos negros do mais velho brilharam de excitação, o canto do lábio dele se curvou minimamente, dando uma expressão maldosa e extremamente sexy a ele. Itachi mudou suas posições rapidamente, fazendo com que ficasse deitado na cama com o corpo quente e pesado dele por cima do seu. Seu irmão aproximou a boca de seu ouvido, e até a respiração dele o excitava.

- Porque está achando que pode me comandar todas as vezes. - sussurrou ele deslizando os dedos pela lateral de seu corpo, indo lentamente em direção a sua bunda - Mas está muito enganado.

Sasuke se esforçou para não começar a gemer só com aqueles toques. Suspirou e puxou uma mecha do cabelo solto do irmão entre os dedos suavemente.

- Que injusto você dizer isso. Eu vou te consolar hoje a noite, então eu deveria comandar, não acha ? - perguntou tentando manter o jogo e não se entregar facilmente, suspirando ao sentir a mão do outro repousar sobre uma de suas nádegas.

Ouviu uma pequena risada nasalada vinda de seu irmão.

- Não acho não. - ele percorreu com o nariz de seu ombro até seu maxilar, onde deu um chupão leve, ao mesmo tempo que deu um apertão onde a mão estava repousada - Se você quer me consolar, vamos fazer as coisas do meu jeito Sasu.

Dessa vez foi impossível segurar o baixo gemido que saiu de sua garganta. Sasuke sabia que a partir do momento que aceitasse, Itachi não teria pena. Mas claro que não achava aquilo nada ruim, adorava na verdade, mas gostava de abusar da paciência de seu irmão.

Como não respondeu de imediato, Itachi afastou o rosto de seu pescoço e o encarou. Era exatamente isso que queria, ver aqueles olhos negros exigindo uma resposta silenciosamente, tão dominadores que era impossível não se render a eles. Sasuke sorriu de lado, dando a confirmação que o outro precisava, vendo um quase imperceptível sorriso aparecer nos lábios dele. A brincadeira iria começar.

Uma das mãos do mais venho adentrou entre os fios de seu cabelo, puxando-os para que inclinasse a cabeça pra trás. Ele se aproximou de seu ou ouvido, soltando mais o peso do corpo sobre o seu, fazendo seus membros se pressionarem e um suspiro de excitação sair se sua boca.

- Eu não ouvi uma resposta Sasuke. Eu quero ouvir você dizendo. - rosnou ele em seu ouvido.

Sasuke se remexeu em baixo do outro, e isso só fez com que se roçassem mais. Mordeu o lábio inferior e umedeceu os lábios.

- Pode fazer o que quiser nii-san. - sussurrou fitando os olhos de seu irmão - Aproveite seu consolo.

Mal teve tempo de ver o sorriso satisfeito de Itachi, pois ele logo colou suas bocas com um beijo agressivo. O mais velho o devorava com gula, arrancando todo o ar existente em seus pulmões, fazendo seu corpo se incendiar apenas com aquele beijo. A boca dele desceu com chupadas e mordidas moderadas por seu pescoço, clavícula, até abocanhar um de seus mamilos, fazendo com que um gemido de excitação saisse de seus lábios ao sentir aquela boca estimular o piercing que aumentava tanto sua sensibilidade naquele local.

- Colocar esses piercings foi uma das melhores ideias que você já teve na vida. - disse ele o olhando de baixo, com os lábios rente a sua pele - Te deixa tão sexy.

Sasuke suspirou e abriu um sorriso malicioso. Deslizou seus dedos pelos cabelos do maior, arranhando a nuca dele suavemente.

- Eu coloquei porque sabia que isso chamaria mais ainda sua atenção. - os olhos dele grudaram nos seus - Na verdade, a maioria das coisas que fiz foi pensando em você, e no momento que você finalmente fosse meu.

Itachi se ergueu e ficou de joelhos na cama. Ele pegou uma de suas pernas e levou até o ombro, logo depois começou a distribuir chupadas em sua panturrilha, descendo em direção a coxa.

- É incrível que em apenas uma frase, você consegue ser amoroso e safado ao mesmo tempo. - disse ele com a voz baixa, se inclinando e percorrendo com a língua pela parte interna de sua coxa - Mas eu sou completamente seu, e sempre vou ser.

Depois de dizer isso, o maior percorreu com os lábios por sua pele, até chegar em seu membro ereto e abocanha-lo sem nenhuma cerimonia. Sasuke arqueou as costas e arfou com o ato repentino. Itachi não economizava movimentos e sucções, fazendo todo seu corpo tremer e os murmúrios de prazer sairem descontrolados de sua boca.

Abriu seus olhos que nem havia percebido que estavam fechados, e se inclinou pra frente, apoiando-se nos cotovelos para poder ver a perfeita visão de seu irmão fazendo aquele trabalho magnifico em seu pau. Os olhos negros dele encontraram os seus, e ainda com o membro na boca o mais velho sorriu libidinoso. Sasuke quase teve um ataque cardíaco com aquela visão.

- Caralho Itachi... - murmurou com a voz arrastada de prazer e fechando os olhos alguns instantes.

E do nada, a sensação maravilhosa parou. Abriu seus olhos novamente, vendo que o mais velho havia parado e estava ajoelhado novamente na cama, o encarando. Com certeza sua cara de frustração foi perceptível, pois pode ver o sorriso sarcástico de seu irmão.

- Eu não autorizei que falasse palavrão Sasuke. - falou ele lentamente.

- Não faz isso...

- Calado. - cortou ele com uma voz ameaçadora - De quatro.

O corpo de Sasuke estremeceu inteiro. Claro que estava frustrado pelo prazer cortado, mas seu corpo todo se derretia quando Itachi se mostrava tão autoritário. Com a respiração entre cortada, se virou na cama e obedeceu seu irmão, ficando de quatro, fazendo questão de fazer tudo lentamente para irrita-lo. Mal ficou na posição e já sentiu as mãos do mais velho apertarem fortemente suas nádegas, depois os lábios beijando o local suavemente, até passarem para mordidas doloridas.

- Você não imagina quanto tesão me da te ver nessa posição Otouto. - disse ele com a voz rouca, apertando suas coxas fortemente - Minha vontade é de marcar todo seu corpo, mas não vou fazer isso, se não você vai fazer muito barulho.

- Não vou não, prometo que vou me controlar. - falou com a voz manhosa e mexendo o quadril lentamente para provocar o mais velho.

Um tapa. Foi tão derrepente e forte que um soluço de suspresa saiu de sua boca. Mas logo seus lábios formaram um sorriso em apreciação a queimação que agora se fazia presente na pele de sua nádega. Sentiu o calor do peitoral de Itachi encostar em suas costas, a respiração dele em sua nuca.

- Você gosta dessa dor, não é Sasuke ? - perguntou ele sussurrando enquanto subia com as unhas por sua coxa, passando pela nádega já sensivel, até deslizar os dedos em sua entrada - Gosta quando faço essas coisas com você, não é ?

Um leve gemido saiu de sua garganta. Sasuke se repreendeu mentalmente, pois tinha que se controlar, e a brincadeira mal havia começado.

- Gosto. Eu gosto de qualquer coisa que vier de você nii-san. - respondeu com a voz tremula - Amo ver as marcas que você faz em mim.

Pode ouvir nitidamente o suspiro excitado de seu irmão. Sem perder tempo, uma das mãos dele segurou seu pau e começou a masturba-lo, enquanto a boca se ocupava em descer marcando suas costas e cintura. As mordidas e chupadas eram dolorosas, fazendo choramingos sairem de sua boca, entrando em contraste com o prazer do estímulo em seu membro. Era enlouquecedor.

Depois que o mais velho ficou satisfeito com o estrago feito, ele se afastou. Sasuke ficou alguns segundos controlando a respiração e sentindo todo seu corpo sensivel, mas foi impossível parar pra pensar quando sentiu a sensação gelada do lubrificante em contato com sua entrada, e sem demora dois dedos de seu irmão o penetraram rapidamente, fazendo seu corpo se contorcer, com dificuldade de se manter na posição.

Como punição por sua movimentação, mais um tapa forte foi transferido em sua nádega, fazendo tudo em si vibrar.

- Quieto. - sibilou Itachi com fiermeza.

- G-gomen. - choramingou apertando o lençol em baixo de si.

A tortura com aqueles dedos ageis continuou, o estimulando, lentamente até ele achar seu ponto sensivel. Arqueou suas costas involuntariamente, sentindo seu corpo pedindo por alivio.

- Aniki... - gemeu sentindo os dedos dele brincando em seu interior, massageando aquele ponto - Onegai.

E os dedos se foram, dando lugar ao membro quente e pulsante de Itachi roçando em sua entrada, e sem nenhuma demora, o penetrando lentamente com firmeza, até estar totalmente dentro de si.

Sasuke arfou sentindo todo aquele volume o preencher, e sem precisar de tempo para se acostumar, seu irmão encravou as unhas em sua cintura e começou a se movimentar. Junto com os movimentos, vieram as torturas que tanto gostava, os tapas em suas coxas e nadegas, os arranhões em suas costas e cintura. Agradeceu pela música conseguir abafar o barulho dos estalos.

Sua pele queimava, seu interior sendo invadido incansavelmente fazia choques de prazer passarem por todo seu corpo. Seus dedos já estavam doloridos por causa da força que apertava o lençol. Seus olhos acumulavam lagrimas de dor e prazer misturados. Seu lábio inferior estava cortado pelas suas próprias mordidas na tentativa de controlar os gemidos, como havia prometido. Mas em algum momento, quebrou sua promessa, se entregando aos gemidos incontroláveis que insistiam em sair a cada estocada, cada tapa, cada apertão.

- Nii-san... mais. - pediu entre gemidos.

Ouviu uma risada rouca vinda de seu irmão, logo depois ele se retirou de seu interior. Iria protestar, mas antes que fizesse isso, os braços de Itachi o viraram e o puxaram para que ficasse sentado no colo dele, de frente para o mesmo. O mais velho o encarou com puro desejo, o apertando até seus peitorais ficarem completamente colados. Ele percorreu com leves chupadas por onde suas lagrimas haviam escorrido, de seu pescoço ate sua bochecha, soltando um leve gemido de satisfação ao saborear seu sofrimento. Sasuke sorriu minimamente, mantendo os olhos fechados, e pensando no quanto seu irmão era um sádico quando queria.

- Eu sabia que você não ia cumprir sua promessa Sasuke. - ele passou o mordiscar seu pescoço enquanto voltava a o penetrar, fazendo com que ficasse parado quando já estava totalmente dentro de seu interior - Você é muito escandalosa, minha putinha.

Se fosse qualquer outra pessoa, Sasuke já teria chingado e dado umas porradas por ter o chamado de tal coisa. Mas seu corpo incendiava quando ouvia a voz rouca de Itachi o chamar com aquela palavra baixa, sempre dando ênfase no "minha". Soltou um gemido arrastado e levou suas mãos até a nuca do maior, adentrando os fios dos cabelos dele.

- Gomen Itachi-nii. - sussurrou, tentando se movimentar para se aliviar da sensação que crescia cada vez mais em seu baixo ventre, mas o outro não permitia, segurando suas coxas para que ficasse parado - Não vou mais fazer tanto barulho. - mordiscou a orelha dele - Prometo que vou gemer só no seu ouvido.

- Vamos ver se você vai conseguir. - disse ele com a voz perversa.

E enfim ele permitiu que começasse a se mexer. Na verdade, foi obrigado a se movimentar, pois Itachi afundou os dedos em suas nádegas e fez com que começasse a sentar em movimentos rápidos no pau dele. Sasuke quase se entregou aos gemidos altos novamente, mas conseguiu conter ao ocupar sua boca com o pescoço de seu irmão. O mais velho soltou um grunhido dolorido ao receber a mordida, e recomeçou a torturar seu corpo com apertões e arranhões nas suas coxas e bunda.

Sentiu uma das mãos dele adentrarem em seu cabelo, logo puxando sua cabeça para trás, dando espaço de seu pescoço para ele saborear.

- Você é tão gostosa minha putinha. Tão doce e picante ao mesmo tempo. - ele puxou seu lábio inferior com os dentes - É minha comida preferida.

Sasuke ficou perdido naquele olhar, tão profundo e cheio de desejo. Aquelas sensações misturadas estavam o enlouquecendo, as palavras mal saiam de sua boca, sua respiração estava dificultada, como se não houvesse ar suficiente no ambiente.

- Nosso objetivo é satisfazer, nii-san. - respondeu com um sorriso malicioso.

Colocou ambas as mãos no rosto do irmão e colou suas bocas em um beijo afobado e necessitado. Ali, entre aquele osculo, podia gemer o quanto quisesse, e sabia que o maior adorava quando fazia isso.

Quando o beijo foi interrompido por falta de ar, permaneceram com seus lábios encostados, misturando suas respirações em meio aos movimentos que acabaram se tornando lentos. Seus olhos se fitaram por alguns segundos, apreciando um ao outro.

- Eu te amo Itachi. - mordiscou os lábios inchados dele, reprimindo um gemido - Te amo mais que tudo. Se um dia eu disser que não sinto mais nada por você, com certeza vou estar mentindo, ou delirando. Nunca se esqueça disso.

O maior sorriu rente aos seus lábios e segurou em sua cintura, o inclinando pra trás até suas costas tocarem a cama e o corpo dele estar por cima do seu. Itachi aproximou seus rostos novamente, continuando os movimentos lentos e fundos que faziam seu corpo tremer.

- Eu também te amo Sasu. - sussurrou ele, percorrendo a lateral de seu corpo com uma das mãos suavemente - Você é a melhor coisa na minha vida, desde sempre, e sempre será. - ele sorriu malicioso e apertou uma de suas coxas - E dentro de você é o lugar que eu mais gosto de estar.

Sasuke devolveu o sorriso safado e puxou o maior para outro beijo, enlaçando suas pernas na cintura dele para que aumentasse os movimentos. Suas mãos se entrelaçaram acima de sua cabeça, apertando uma a outra enquanto gemiam e se movimentavam até alcançarem seus limites e se desmancharem em meio a todo aquele prazer.

[...]


- Caralho, você é um maníaco. - murmurou Sasuke enquanto observava seu corpo nu e todo marcado em frente ao espelho.

Os braços de Itachi o abraçaram por trás, e pode ver o reflexo dele no espelho, usando apenas um roupão de banho e os cabelos presos em um coque para que não molhassem no banho recente de ambos. Ele beijou seu pescoço suavemente.

- Fiz um bom trabalho, não acha ?! - perguntou ele dando uma pequena risada nasalada - Sei que você gosta Sasuke.

Sasuke encolheu o pescoço com o arrepio que percorreu seu corpo, logo depois se virou de frente para seu irmão, colocando as mãos na cintura dele e o puxando até caírem na cama, com ele por cima de si.

- Eu não gosto, eu amo. - corrigiu com a voz maliciosa enquanto colocava suas mãos em volta do pescoço dele - Mas tenho que tomar cuidado pra nossos pais não me verem na hora do almoço amanhã, eles vão achar estranho eu aparecer com isso do nada, sem nem ter saído de casa.

- É uma pena que eles não possam saber o real consolo que você me deu. - comentou Itachi sarcasticamente.

- Então quer dizer que esse consolo foi eficiente ? Já esqueceu o Naruto ? - perguntou ironicamente.

- Quem é Naruto ? Não me lembro de nenhum. - respondeu ele fingindo uma expressão pensativa.

Sasuke deu risada e rolou na cama, mudando suas posições e ficando deitado por cima do irmão. Puxou o cobertor para cobrir ambos e se aninhou no peito do mais velho enquanto ele acariciava seus cabelos.

- Já que está solteiro, agora podemos assumir nosso relacionamento, não é ? - perguntou fingindo uma voz esperançosa.

- Oh, claro. Amanhã o mundo saberá sobre nós. Vamos nos beijar em público, e ficar agarrados na escola. - afirmou ele imitando seu tom esperançoso.

- Andar de mãos dadas e usar colares bregas com fotos nossas. Quem sabe usaremls até alianças de compromisso. - continuou, terminando com uma risada baixa, ouvindo outra do mais velho.

Levantou seu rosto e deu um leve beijo nos lábios de seu irmão, logo depois voltando a se aconchegar no peito dele.

- Boa noite fuinha. - sussurrou sentindo os braços dele o apertarem levemente.

- Boa noite bastardo.

Antes de se entregar totalmente ao sono, Sasuke não pode deixar de pensar no quanto queria que aquela conversa fosse realmente verdade. 

Mas mesmo que tivesse que esconder essa relação dos outros pra sempre, não deixaria se abalar, pois toda sua felicidade se resumia na pessoa que estava abaixo de seu corpo, acariciando suavemente seus cabelos.

Desde que Itachi estivesse ao seu lado, faria e aguentaria qualquer coisa.


Notas Finais


Era pra ter mais coisas nesse cap, mas como eu disse: eu não ando regulando mt bem das ideias, e já estava atrasada, então resolvi postar assim msm.

Espero que estejam gostando :3
Obrigada por lerem, comentarem e favoritarem. Amo vocês ❤

Beijos da Tia Nannda 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...