História Diferent is beautiful - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Jeon Wonwoo, Kim Mingyu
Tags Amor, Banco, Fofo, Jeon Woonwo, Kim Mingyu, Mingyu, One Shoot, Oneshoot, Seventeen, Woonwo
Exibições 27
Palavras 1.235
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Fluffy, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Esse é meu primeiro Oneshoot que fiz na vida, espero que gostem^^

Capítulo 1 - Let's be happy


Fanfic / Fanfiction Diferent is beautiful - Capítulo 1 - Let's be happy

Meu nome é Jeon Woonwo, e eu sou um mero estudante de faculdade, sem amigos e família.
Sim... Não tenho amigos, e muito menos família!
Quando eu tinha 3 anos de idade, meus pais morreram em um acidente de carro em Busan, então eu acabei ficando com minha tia.
Prefiria ter ido para o orfanato do que ter ficado com ela, a cada dia, haviam novas cicatrizes em meu corpo e não tinha quase nada para comer...
Então... Acabei fugindo!
Fiquei alguns dias morando na rua, até que uma família de bom coração me achou, e me acolheu!
Eu amava eles... Amava muito...
Mas como tudo em minha vida da errado, eles acabaram sendo mortos em um assalto.
Então... Eu fiquei sozinho...
E agora eu estou aqui, moro em um apartamento pequeno, e vou para a faculdade de noite!
Como me sustento?
Fácil, trabalho como secretário numa escola aqui perto de casa.
Hoje é feriado, então não vou trabalhar!
Já como não tenho amigos, não tenho nada pra fazer... Minha vida está sendo muito monótona.

Andei pelo pequeno apartamento, e abri a janela da sala deixando toda a claridade do dia entrar no cômodo.
Olhei para fora, e conseguia ver tudo de lá de cima, havia uma praça em frente de meu prédio, as pessoas pareciam felizes, as crianças corriam, e os cachorros brincavam felizes!
Parecia que nada os atrapalhava, que não haviam motivos para estarem tristes...
Bom... Eu tenho muitos!

Fui até meu quarto e peguei umas roupas na gaveta, caminhei até o banheiro e tomei um banho rápido.
Decidi então tomar um café na padaria da rua de trás, lá era o lugar mais barato que conhecia!
Peguei minha mochila, e saí.

                         • • •

Quando acabei de tomar meu café, me levantei da mesa e caminhei até a bancada para paguar pela comida.
Aquele café estava bom, para falar a verdade, estava ótimo!
Primeira coisa boa que acontece hoje.

Enquanto caminhava até em casa, passei pela frente da pracinha. Queria ir direto para casa, e assistir meus Doramas, mas estava um clima tão adorável ali, tão pacífico. Que acabei por ficar ali mesmo.

Procurei uma área mais calma, com menos gente para me sentar. Achei um banco vazio e me sentei...
Havia um pequeno laguinho em minha frente, a luz do sol refletia no lago, formando um pequeno arco íris!

Peguei minha bolsa, e retirei um pequeno caderninho da mesma. Então comecei a escrever umas coisas aleatórias nele!

Fiquei assim por um bom tempo, até que sinto a presença de mais alguém ali...
Olhei para o lado e vi um menino... Um homem pra falar a verdade! Pela aparencia, deveria ter mais ou menos minha idade.
Estava sentado do meu lado no banco, ele observava o lago calmamente, fiquei observando seu rosto... Ele era realmente muito bonito.

Ele acabou por virar seu rosto para mim, e automaticamente abaixei a cabeça e preguei os olhos no caderninho novamente tentando desviar o olhar.

- Olá! Meu nome é Mingyu. - ele disse abaixando a cabeça, tentando ver meu rosto.

Apenas ignorei o mesmo...

- Qual é seu nome? - ele perguntou com um sorriso no rosto.

E novamente, o ignorei.

- Você sempre é chato assim? - ele disse voltando a olhar para o lago.

Dessa vez virei para ele com os olhos arregalados! Ninguém nunca havia dito aquilo para mim...
Sera que é porque não tenho amigos?...
Bom... Não sei...

Ele olhou para mim e começou a rir!

O que deu nele?

- Meu nome é Woonwo... - disse voltando ao caderninho.

- Olha... Você fala! - exclamou - Viu, não é tão ruim socializar Woonwo. - ele sorriu.

Acho que ele ficou com medo...
Pois acabei lançando um olhar para ele, que nunca havia lançado antes.

O motivo de eu ter ido a pracinha, era para relaxar e ficar calmo.
E não alguém ficar tentando falar comigo.
Quem esse sujeito pensa que é?

Bom... Pelo menos ele parou de me atormentar!
Ele acabou cedendo, e ficou quieto olhando para as crianças que brincavam do outro lado do lago...

Confesso... Pela primeira vez... Fiquei mal...

- Sabe... Eu venho aqui todos os dias... Sempre sento nesse mesmo banco... Nunca te vi aqui antes... Você é novo?

Ele arriscou perguntar...
Bom... Vamos ser pacíficos né...

- Não... Moro aqui no prédio aqui a trás a alguns anos. - Disse focado no caderninho que se encontrava em minhas mãos.

Ele olhou para meu prédio, e sorriu!

- Que foi? - perguntei olhando para seu rosto.

- Eu moro alí!

- Legal... - voltei ao caderno.

- Achei você interessante Woonwo... -

- Eu não sou interessante...

- É sim! Deve ter vários amigos. - ele continuava sorrindo.

Por que ele sorri tanto?
Ele é tão feliz assim?

- Eu não tenho amigos... E muito menos família...

- Como assim?... - ele perguntou indignado.

- Minha família morreu quando eu era pequeno, então... Me isolei das pessoas...

- Isso não é bom... - ele começou a pesar. - Me empresta esse seu caderninho? - voltou a sorrir.

- Não! - disse num tom mais alto.

TUDO MENOS MEU CADERNINHO!

- Um segundo... - ele disse manhoso.

- Taaaaaa... - resmunguei passando meu caderninho e a caneta para suas mãos.

Por um segundo, acabei tocando as mãos dele.
Era um toque tão macio, tão delicado...Espera!
Por que eu senti isso?

- Obrigado! - ele disse abrindo em uma página qualquer.

- O que está fazendo? - tentei teirar o caderninho de suas mãos, mas ele não deixou.

- Calma. - ele disse rindo.

- EI!!!! - gritei ao ver ele arrancar uma das muitas outras folhas em branco que restavam.

- Calma, vou fazer uma coisa. - ele disse escrverndo algo na folha que havia sido arrancada.

Ele dobrou a folha, e colocou a mesma dentro de meu caderninho e o fechou, entregando-o para mim.

- Bom... Tenho que ir pra casa, talvez possamos nos ver mais tarde! - Ele sorriu se levantando do banco.

- Tal vez poderíamos nunca mais nos ver... - disse imitando seus movimentos, e dando um sorriso forçado.

Ele fechou a cara...
Era essa a minha intenção...

- Bom... Pense bem... Até mais amigo! - ele disse correndo em direção ao meu prédio.

Que infelizmente, também era o dele...

                         • • •

Cheguei em casa, e me joguei no sofá! Queria ver logo meus Doramas, são mais divertidos do que socializar.

Estava ligando o DVD, quando lembrei do papel que ele havia deixado no meio do meu caderninho. Havia esquecido completamente daquilo!

Olhei ao redor procurando onde havia deixado-o, avistei então ele em cima da minha escrivaninha. Corri, e peguei ele abrindo o mesmo.
Um papel caiu no chão... 
Devia ser aquilo!
Abaixei e peguei a pequena folha dobrada, quando abri a mesma, havia um número de telefone e um nome "Mingyu".

Parei para pensar por alguns segundos...

Então, peguei meu celular que estava no sofá e disquei os números o mais rápido o possível.

~Alô?

Uma voz atendeu...

- Mingyu?... - perguntei com medo.

~Sim. Quem fala?

- Woonwo... - fechei meus olhos com força.

~Ah, oi. Que bom que ligou!

- Então... Queria saber... Posso te ver amanhã? - arrisquei.

~Claro!!!

Acabei por sorrir...
E esse sim...
Foi um sorriso de verdade...

                       
O segredo da felicidade é encontrar a nossa alegria na alegria do outro.

                        Fim


Notas Finais


Espero que tenham gostado, foi bem simples!

Kisses^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...