História Shots - ( hentai ) - Capítulo 1


Escrita por: ~, ~Sakura_senpai e ~Lukak

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Asuma Sarutobi, Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Kankuro, Karin, Kiba Inuzuka, Konan, Konohamaru, Kurenai Yuuhi, Mei, Moegi, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Sai, Sakumo Hatake, Sakura Haruno, Sari, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju, Yamato, Yugao Uzuki
Tags Hentai, Ino, Jiraiya, Kakasaku, Kakashi, Kushina, Lukak <3, Narukushi, Naruto, Outros Casais, Romance, Sakura, Sasuke, Tsunade
Exibições 813
Palavras 4.736
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá gente !!!!!

Sei que era pra nos esta escrevendo nossas fic's, mas aqui estamos espero que goste dessa nova ideia!!!

Capítulo 1 - (Kakasaku) A festa da vizinha


Fanfic / Fanfiction Shots - ( hentai ) - Capítulo 1 - (Kakasaku) A festa da vizinha

-Droga! Merda não vai dar tempo! – Sakura gritava só pra si enquanto corria de um lado por outro dentro do novo apartamento.

Havia sido quase duas semanas dês que comprou o apartamento sabia que não era nenhum castelo ou hotel cinco estrelas era bem simples e pequeno, mas enfim era perto de hospital, e confortável um lugar que podia se chamado de seu.

Tsunade tinha lhe dado duas semanas de folga do hospital, para arrumar a casa nova, e dês daquele dia havia sido uma correria sem fim, seus pais não  desgrudava de si sua mãe havia até dormindo com ela esses dias enquanto seu pai chorava pelos cantos dizendo que a menininha dele tinha crescido e ia os abandonar, e muitos outros melodramas.

Mas enfim ela conseguiu terminar de arrumar toda a casa com alguns móveis novos que ganhou de Tsunade e de seus pais e que havia comprando e estava terminando os últimos preparativos pra festa pra comemora a casa nova.

-Pronto até que fim acabei – ela fala assim que se olha nos espelho – estou linda!  Duvido ele não olha pra mim assim - "ele" era assim que ela fala pra suas amigas e pra si próprio quando não tinha coragem de fala o nome dele o dono de seus pensamentos, dês daquele dia na sala da Hokage.

Ela estava vestida totalmente diferente do que o habitual usava um vestido vermelho sangue justo e com um degrade que ia da metade da coxa direito até o calcanhar da esquerda deixado bom parte de sua coxa e pernas amostras, a alcinhas de pregas caídos deixando seus ombros e colo nus, seus cabelos estranhamente rosa, mas tão exótico agora curto solto e a maquiagem tinha sido bem simples um batom da mesma cor que o vestido, sombra de um tom escura, mas só um pouco para destacar seus lindos olhos verdes e rímel. Queria que Ino fizesse sua maquiagem, mas como a loira ainda não tinha chegado fez ela mesmo.

Olhou toda a casa outra vez pra ver se não faltava nada, a casa estava linda tinha vários aperitivos e garrafas de sakês bem gelada espalhados ao redor da sala e cozinha, caixas de som que tocava uma música bem agitada, mas é um volume bem baixo, alguns joguetes em cima da mesinha de centro e uma placa bem grande escritor “bem vindo”.

-Bom tem comido pra uma semana, bebida para três Tsunade, jogos, som, tudo perfeito, mas porque acho que esta faltando alguma coisa? – ela pensava olha tudo outra vez, olhou a si próprio – assim falta o salto como esqueci isso? – ela saiu correndo até o quarto.

Ela foi até sua sapateira e pegou um salto preto quase 5 polegadas aberto na frente, voltou a sala e sentou no sofá olhando o relógio ainda faltava 10 minutos para o horário marcado.

Estava muito animada tinha se dedicado muito para arrumar tudo com maior perfeição era a primeira festa que ela ir dar e queria arrasa, mas ela ainda sentia que faltava alguma coisa.

As horas passavam bem lentamente, e a todo o momento ela olhava o relógio, já eram 40 minutos e nada, mas contínuo sentado esperado seus amigos ela tinha fé que eles vinham, mas a cada minuto ela perdia a esperança neles, se jogou no sofá deitando-se de qualquer jeito, enquanto xingava mentalmente seus amigos por abandona-la.

-Idiotas! Todos idiotas! Poxa, mas até a Ino não veio isso porque ela me considerar a melhor amiga dela, mas aquela loira oxigenada me paga – ela chora raivosa.

Todos já estavam atrasados quase duas horas, e ela não tinha mais esperado deles vir, tirou seus sapatos e jogou em qualquer lugar, tinha ruído todas as unhas de seus dedos e seu cabelo já estava todo bagunçado de tanto ela mexe neles e xingar todos eles, enquanto algumas lágrimas insistia em cai.

Colocou uma música romântica, é pegou um pote grande de salgados e começou a devorar, enquanto cantava, mas o toque da campainha a despertar daquele momento depre.

-Eles vieram – ela se levanta em um pulo e tentou se ajeita outra vez,  outro toque – já vai – ela grita indo até a porta com um sorriso radiante.

Ao abrir a porta e ela tem uma surpresa não sabia se fica feliz ou ainda mais triste só tinha uma pessoa.

Uma que ela tenta queria que vinhe-se mais achou que era o único que não ia comparece, mas ali estava ele, com seus lindos cabelos bagunçados, a mesma roupa jounin, a máscara sobre a metade do rosto e a bandana que ele ainda insistia de usar sobre o olho esquerdo, porém não estava com aquele olho de peixe morto e ela sabia muito bem o porquê tinha assentado no vestido.

-E-e-err Sakura? – ele estava boquiaberto.

-Kakashi-sensei que bom que veio entre – ela o puxa pra dentro de casa toda animada.

-Bom Sak... -

Sakura não deu tempo dele continua e o jogou no sofá de dois lugares, enquanto entregava vários potes de salgados e uma garrafa de bebida, ele tinha ficado supressa pela reação da garota de o recebe toda eufórica.

-Quer mais alguma coisa sensei? – ela pergunta se sentado em uma poltrona de frente pra ele.

-Nã... –

-Ai, que bom que você veio achei que você não ia vir – ela o interrompe outra vez e cruza as pernas.

-E vir b.. –

-Bom na verdade no seu caso eu até entendo duas horas de atraso não e nada –

Ele arregalou o olho pela noticia e principalmente pela forma que ela estava ainda não tinha reparado no vestido que ela usava só notou quando ela cruzou as pernas as deixado bem amostra pra si como se já não fosse bastante tentado estar na presença dela.

-O que eu já estou atrasado? Como e possível e me atrasa para alguma coisa que eu nem sabia que tinha sido convidado? Há, há, há – ele solta uma risadinha e Sakura só o acompanha.

Ela estava eufórica que pelo menos ele tinha vindo, mesmo atrasado a companhia dele era sempre boa, que não tinha notado o tão estranho ele se o único a esta aqui ainda trajado como uniforme de trabalho.

-Como assim? – ela pergunta sem entende.

 

(Pov Kakashi)

Kakashi tinha acabado de chega de uma missão diplomática com as novas alianças com os países vizinhos, já que estava decidido que ele seria o próximo Hokage teria que a participa de muitas reuniões e Sra. Tsunade já fazia questão de fazê-lo de “escravo” em tudo que envolvia diplomacia.

Entro no andar de seu Ap, morrendo de tedio foi calmamente até a sua porta, procurou a chave no bolso da calça, mas tinha se esquecido que estava dentro da mochila de viagem, tirou a mochila das costas se escorou na parede e ficou a procura.

-Onde eu coloquei? – ele encontrou na lateral do bolso – nossa estava tão difícil – ele revirou os olhos zombado de si mesmo.

Desencostou-se da parede olhou para porta da vizinha que ante então ainda não tinha reparo uma placa bem grande escrita em rosa “Bem vindo” ele só riu.

-Pra quer uma placa desse tamanho ainda em rosa? – ele abriu sua porta ainda rindo aquela cor de rosa só o fez se alembra da garota/mulher que ultimamente o vinha o provocando e roubados pensamentos – só espero que não faça muito barulho e pelo o horário vai começa tarde! – ele pensava entediado.

Ele largou suas coisas no chão mesmo e pegou um envelope que estava em no chão perto da porta.

-Alguém alembrou de mim? – ele de um sorriso de lado abriu o envelope esperando que não fosse nenhuma broca da Hokage, mas nele tinha vários convites impressos com desenho de uma arvore de sakuras e o enderenço da vizinha da frente – bom acho que não terá barulho nenhum a não se os gritos de decepção da princesinha da frente – ele colocar em cima da mesinha de centro mais hesitou – bom acho que e melhor eu entrega antes que ela tenha um ataque, nunca se sabe? –

Ele sai de seus Ap e foi lentamente até a porta da vizinha ainda rindo daquela placar exagerada que provavelmente não serviria de nada, ao chega perto ele escutou uma voz melancólica cantado uma musica romântica muito brega que apensar de um pouco de diferente ela parecia família.

Bateu na porta umas duas vezes até escuta um “Já vai”, antes que pode se quer processa de quem era aquela voz a pessoa a abria a porta e pra sua supressa era ela a própria flor de cerejeira, ele ficou sem reação por ela se sua vizinha.

(off kaka)

(Narração)

 

-Como assim sensei? Você estava ficado velho o que? Como não se lembra da minha festa – ela fala ficado na frente dele – bom pelo menos era pra se – ela faz uma pose de derrotada.

Kakashi pega toda aquela comida que ela tinha jogado pra cima de si e coloca em cima do sofá se levanta ficado de frente pra ela e estende a mão com o envelope.

-Pra que eu quero um envelope? – ela pergunta o encarando.

-Primeiro não estou ficado velho coisa nenhuma ainda estou na “flor da juventude” – ele fala tento faz um tom serio com uma das frases de Gui arrancado um  pequeno sorriso da kunoichi – segundo se tem alguém aqui ficado velha com falta de memoria e você –

-Como assim eu? – ela pergunta e ele pega a mão dela colocado o  envelope na mão dela, ela abre o tirando de dentro os vários convites que ela tinha esquecendo-se de entrega – não acredito eu esqueci de estrega os convites, ai que vergonha preparei tudo e o mais importante eu esqueci –

Ela sentiu suas bochechas esquenta, tinha xingado todos seus amigos desnecessariamente e ainda chamando Kakashi de umas das coisas que ele menos gostava de velho por falta de memoria e pior quem deveria se tachada como tal era ela por esquece a parte mais importante de uma festa os convidados, o prateado a ver a situação da garota não se aguenta e rir, ele não era assim com todas, mas só de esta perto dela ele se sentia mais alegre até aquela preguiça e tedio tinha sumindo.

-Para não tem graça! – ela se vira de costa pra ele.

-Ter sim – ele se aproxima atrás dela a fazendo se arrepia.

-C-c-como você consegui acha eles? – ela fala tentado esconde os efeitos que ele o causava.

Mas ele havia nota e usaria isso ao seu favor sabia que era errado a deseja porque ela ter sido sua aluna no passado, mas ambos eram adultos agora e ela tinha se tornado uma mulher belíssima que sempre vinha o provocado “indiscretamente” há meses depois da guerra.

Dês do dia que se encontrou com ela porá caso na sala da Tsunade depois de meses sem se verem, pois ela vivia dentro do hospital para cuida dos enfermos da guerra e ele e reuniões atrás de reuniões.

Mas naquele dia quando a viu não se deparou com uma menininha de cabelos estranho e sim com uma mulher de cabelo exótico e corpo maravilhoso que o chamou muita atração e enquanto a loira passava as novas ordens ele ficou a encarar cara descaradamente ela por trais inclusive a bunda da kunoichi, sabia que ela tinha percebido e na sua cabeça ela havia até feito questão de o provoca ainda mais, quando ela mudou de posição se apoiado e um pé só com a mão na cintura deixado sua bunda empinada em sua direção o que o fez lamber os lábios por de baixo as mascara, mas infelizmente ele foi desperto de seus devaneios com o um livro que a Hokage jogou em sua direção e fez questão de chama-lo (grita) de “pervertido e mandou para de fica olhado a bunda de Sakura”, ele esperava de tudo da Kunoichi de cabelo rosa, menos ela rir e ainda fala na maior cara de pau “sensei sabia que você era pervertida, mas fica assim na sala da Tsunada. O que foi sensei esta na seca? Não pode ver uma mulher bonita que já fica babado?” e foi dali que as provocações dele e da jovem e começaram, mas ele fazia questão de fingir que não via e quando ela deixava bem e claroo que ela pretendia ele ainda fala “Sakura sabia que você era uma pervertida, mas desse jeito? O que foi Sakura esta na seca? Não pode ver um homem bonito que já fica babado?” e ela sempre corava quando ele repetia a mesma frase e um tom sexy só pra deixa a ninja ainda mais vermelha.

Mas naquele momento ele não queria mais joga dessa maneira, abaixou a mascara, passou os braços envolta da cintura dela fazendo seus corpos se encacharem um no outro, enquanto sussurrava em seu ouvido.

-Os convites estavam no meu Ap. que é esse logo à frente – ele começa alambre o lóbulo da orelha dela.

-Hun – ela geme baixinho – e-e-então você é meu vizinho? – ela tenta fala com a voz normal mais já sentia sua respiração começa a fica irregular.

-Sim – ele desce a cabeça para o ombro nu dela proferi beijos e mordidas – Sakura você conhece os boatos sobre “vizinhos”? – ele a dar um chupão entre o ombro e o pescoço.

-Ahh – ela fecha os olhos tentado se controla ao máximo – qual é sensei? – ela pergunta em um tom bem baixo com a respiração já falha.

Sensei ele não sabia explica, mas toda a vez que ela o chama só de sensei ele sentia excitando enorme, a puxou mais contra seu corpo, esfregando seu membro semi-ereto na bunda dela, enquanto suas mãos vagava pelo o corpo da mulher um foi de encontro o seio dela e a outra adentrando aquele pedaço de pano que ela chamava de vestido.

-Sakura que tão agente começa logo essa festa hen? Ai eu ter mostro –

Ela não estava acreditado que realmente ia consegui o que tanto queria depois de meses de provocações da parte de ambos ele enfim cedeu, se soltou dele o fazendo estranha aquela atitude e virou podendo se maravilha outra vez com aquele belo rosto já tinha o visto tantas vez quando ele rouba um beijo seu ou no hospital ela era a única além de Tsunade que poderia vê-lo sem mascara.

-O que foi Sakura? Até parece que nunca me viu sem ela? – ele perguntou sem aproximando dela outra vez, mas ela deu um passo pra trais o deixando confuso – hã? –

-Sim já vir você sem esse pano chato – ela começou abaixa a alcinhas de seu vestido fazendo o vestido escorrega sobre corpo até ele cai no chão – mas você nunca me viu sem nada pra atrapalha – ela ficou pela não estava usado nem sutiã e nem calcinha, por causa do vestido.

Ele ficou só admirado dos pés a cabeça estava se pergunto a onde tinha tirando coragem ou “burrice” o suficiente para ter se controlado até hoje, o corpo mediano dela era lindo, barriga sarada pelos anos de treinamentos, alguns arranhões que ganhou em batalhas que a deixaram ainda mais bela, pernas bem torneadas o rosto de mulher forte, mas sem abandona o jeitinho doce e sim os seios que não era exagerando e nem pequenos era perfeitos pra si.

-Então sensei vai fica ai? Ou vai vir pra eu lhe dar as boas vindas – ela tinha ficado com receio do olha dele pelo seu corpo, mas não podia de ficado mais maravilhada pelo jeito bobo e safado que ele demostrava em tenta descumpri cada centímetro de seu corpo o chamou com o dedo indicado seguindo caminha até seu quarto.

-Hai – ele tirou o colete jounin e a blusa de margas ficado só de regata em um rapidez impressionante e a seguiu.

Ao chegar ao quarto ele ver uma cena um tanto engraçadas, Sakura estava pegando toda a roupa em cima da cama e socado dentro do guarda-roupa desesperadamente o que o fez dar um sorriso de lado e reviram os olhos, ele foi até ela é passou os braços entorno da cintura dela.

-Deixa isso – ele sussurra contra o pescoço dela – não iria atrapalhar em nada do eu pretendo fazer com você – ele começou a beijar o ombro dela.

Ela já sentiu seu corpo amolecer nos braços dele, largou aquela pilha de roupa no chão mesmo e o deixou guiar até sua cama, era incrível que com tão pouco ela já ficava rendida a ele.

Kakashi se virou com ela ainda de costa e foi até os pés da cama, ela ia se joga na cama, mas ele a impediu, aprendendo ainda mais contra seu corpo.

-Tsu tsu tsu, primeiro eu quero que você faça uma coisinha pra mim – ele a virou em sua direção tanto a visão deles seios rosados.

-O que sensei? – ela o provocar ela sabia o modo que ele ficava quando ela dizia sensei.

Ele a colocou sentada na beira da cama e começou  a se despir em uma velocidade ninja, enquanto ela se deliciava com a visão do corpo dele, ele não era o tipo musculoso exagerado, mas a barriga tanquinho, os braços fortes, as pernas bem torneadas, tudo devido às anos de trabalho como ninja tinha essas vantagens, mas na hora que ele ia tirar a cueca boxe, ela o parou o que o fez olhar  com um ponto de interrogação na cabeça. 

-Não tenha tanta pressa, eu quero  tira – ele só assentiu com a cabeça, foi ai que ele percebeu o quanto ele parecia desesperado e realmente estivesse desesperado pra tê-la.

Ela levou suas mãos no oco da box e começou a tirar bem lentamente, só aumentado a tortura de ambos, quando retirou tudo revelador o membro dele duro, ela fez um "O" perfeito com a boca, enquanto encarado descaradamente o pênis ereto dele grosso e largo com veias praticamente saltado.

O prateado começou a rir da reação dela, até parecia que nunca tinha visto um pênis, chegou mais perto deixa seu pau perto do rosto dela.

-Você que experimente Sakura? -

-Uh hun – ela balançou a cabeça e aprovação.

-Então o deixa bem molhadinho, pra mim deixa? -

-Hai-

Ela o pegou na mão o levando até a boca, roçou a cabecinha contra seus lábios, deixado Kakashi esperançoso pra pode sentir aquela boquinha linda o chupado.

Ela começou fazer movimento de vai e vem com a mão, enquanto lambia toda a extensão do pau dele o molhado, olhou pra cima e viu Kakashi de os fechados e boca aberta, enquanto gemia baixinho.

Parou com os movimentos com a mão e foi colocado na boca sugado só  cabecinha bem lentamente.

-Aí Sakura – Kakashi gemeu com o ator dela.

Ela foi colocado cada vez mais e voltava a início o enlouquecendo de prazer, ele pôs sua mão na cabeça entrelaçado seus dedos no cabelo dela tentado se controla mais estava difícil com ela o torturado .

-Vai Sakura para de brinca, chupar ele todinha, vai logo – ele implorou com uma voz dengosa.

-Como assim sensei? – era isso que ela queria que ele implorasse por mais.

-Assim minha gostosa-

Ele segurou firme o cabelo dela a fazendo aprofundar a sugação colocou tudo de só uma vez na boca chupado até o talo que a fez se engasga e a deixando prensa por um assim depois puxou pra fora de uma vez.

-Cof, cof – ela tosse respirou fundo pra recupera o fôlego - Kakashi! Porque fez isso baka? – ela o repreendeu.

-Que? Você achou que era só você que podia brincar? – ele fala divertido.

-Não ter graça brinca com você – ela  ameaça em sai, mas ele a impedir.

-Ok, ok não vou fazer mais, mas continua, por favor – ele fala a sentado de volta.

-E bom você fica quietinho – ele assente com a cabeça.

Ela olha pra ele e volta a chupa-lo, mas dessa fez colocou tudo que conseguia na boca e alterado a velocidade uma hora rápida outra de vaga, enquanto o prateado gemia sem se importa com os vizinhos ela o causava um tesão incrível os dentes dela passava arranhado seu pau dado uma ardência e a forma que ela conseguia coloca quase tudo na boca e o que não dava ela preenchia com uma mão, enquanto a outra massageavam suas bolas o enlouquecia.

Sakura continuou com esse ritmo ate senti o gosto do pré-gozo em sua boca, ela foi diminuído o ritmo quase o matado de tesão.

-Ohh Sakura, eu.. – antes que ele  terminasse ela parou.

Ela ficou de pé na frente dele com maior cara de safada enquanto ele a fuzilado com o olhar.

-Sakura isso foi maldade – ele fez bico o que a fez rir, pois não conhecia esse lado dele e na verdade nem ele conhecia.

-Foi pela brincadeira de mal gosto – ela sussurra contra dele lábios dele.

Ele puxa os lábios dela com os dentes de leve para um beijo necessitado, enrolo os braços na cintura dela, enquanto ela jogou o corpo pra trás fazendo ambos cai em cima da cama.

Quando a falta de ar se fez presente ele foi descendo os beijos para pescoço, colo até chega às seios dela.

Ele começa a beija, lamber e mordiscar o seio direito e depois sugar com força, enquanto ela entrelaçou seus dedos no cabelo dele, brincado com aquelas madeixas prateadas e gemia, depois de sugar o direito passou pra o esquerdo fazendo a mesma coisa.

Ele parecia uma criança no parque de diversos se acabado nos seios medianos dela, foi com sua mão até a intimidade dela que já se encontrava molhada e começou a massagem o clitóris dela a fazendo arquivar as costas.

-Hun Kakashi – ele parou de sugar os seios.

-Nossa Sakura você já está toda molhadinha que delícia – ele fala em um tom sexy, aumentado à velocidade.

Ele selou seus lábios com um beijo profundo que ela correspondeu de prontidão travado uma batalha de línguas, tentado ameniza os gemidos dela.

Ele cortou o beijo e olhou o rosto dela estava de olhos fechado e com a boca aberta deu um selinho, e depois foi descendo fazendo uma trilha de beijos, lambida e mordida até chega o sexo dela.

Quando ela sentiu o aliento quente dele contra seu sexo, antes dele começa a lamber seus lábios, ela agradeceu mentalmente o ser humano que erro o endereço de seu Ap. essa sim era uma grande festa de boas vindas ao prédio.

Enquanto ele a lambia um pensamento desagradável veio à mente ele ficou a imagina quantos cara já tinha a preposicionado prazer para ela entende tanto, sabia que ela não era uma de fica saindo com geral, mas mesmo assim esse pensamento e desagradou e antes que ele percebesse estava a mordiscar o clitóris dela enquanto seus dedos a massageava com força.

Quando ele aumentou a velocidade ela perdeu totalmente o controle de seu gemido ele ia com força afazendo se contorcendo na cama, ela viu seu corpo pesa e sua mente fica nublada.

-Kakashi-sensei – ela gemeu alto gozado na boca dele.

Ele lambeu tudo não deixo uma gota sequer, volto pra cima dela se posicionado entre as pernas dela deixado a cabecinha do seu pau na entra molhada dela o melado também e a beijou fazendo sentido seu próprio gosto.

-Sakura eu vou te fude tão fundo e fazer você geme como ninguém jamais foi capaz – ele falou a olhado nos olhos convencido.

Mas a reação dela foi um tanto inesperada ela fechou as pernas e começou a cora, ele olhou pra as pernas dela e depois pra ela sem entende.

-Sakura você não acha que é melhor com as pernas aberta?! – ele solta um risinho dividido, mas ela nada fala – a eu esquece a camisinha! Fala-me onde você guarda eu pego – ele fala ameaçando sai, mas ela o impedir.

-Eu não tenho e eu sou medica-ninja então não se preocupa com isso –

-Bom tão se não e camisinha então o que foi? –

-E-e-e eu que eu nunca fiz isso –

-A e isso não se preo.. – ele para analisa o que ela falou – espera ai, você ainda é vigem? – ele pergunta incrédulo.

 Ela só concorda com a cabeça, esperando a reação dele, ele ficou pensado como ela ainda podia se vigem com seus 21 anos e tão linda, mas apensar do choque inicial ele sorriso ao descumpri que seria o primeiro dela.

-Bem melhor assim – ele deu um selinho nela a deixado confusa – farei só minha – ela abri um sorriso.

Ela achou que ele sairia correndo ao sabe que ela ainda era vigem, mas pelo visto tinha errando feio o puxou pra um beijo, carinho que ele correspondeu sem pestaneja.

Quando ele a beijava ele desceu sua mão ate a perna direita dela a colocado em seu quadrinho e roçando suas intimidades outra vez.

-Prometendo que não vai doe – ele faz uma pausa – pouco – ele começa a rir da cara que ela fez olhos esbugalhados e a bochecha começara e fica avermelhas.

-Kakashi! Para de se idiota! –

-Não dá não – ele parou de rir e ficou serio - eu vou divaga e se você quiser que eu pare e só fala ok?  -

-Ok –

Ele começou a colocar a cabecinha não entradinha apertada dela, fazendo uma senta pressão pra entra, ela apertava os olhos tentado ameniza a dor, enquanto cravava suas unhas nas costas de.

-Sakura é tão apertadinha! – ele fala se colocado por inteiro dentro dela.

-Aí, K-k-kaka – ela gritou de dor mais o prateado a beijou pra conte-la.

Ele ficou parado por um tempo dentro dela pra ela se acostuma com o intruso.

-Posso continua? – ele pergunta e ela assente com a cabeça.

Ele começa com estocadas lentas, mas profundas e gemendo baixo no pé do ouvindo dela, ela dava gemidos misturando com gritos de dor e prazer enquanto o rasgava as costas com sua unhas, mais cada estocada os gritos de dor dela foi se vaziado só deixado prazer.

-S-se-sen-sei, m-mais – ela tentou fala sem geme, mas falou miseravelmente.

-T-tem c-certaza – ele pergunta preocupado.

-Vai logo Kakashi – ela gritou raivosa.

-Hai, Hai –

Ele foi aumentado à velocidade, ao mesmo tempo em que ambos aumentado o volume dos gemidos insanos deles, nenhum dos dois estava nem ai com se os vizinhos estava escutado eles ou barulho da cama que batia na parede com força que parecia quere quebra.

Kakashi continuou nesse ritmo louca até percebe que as paredes vaginas dela se fecha ao redor de seu pau, ele não queria goza ainda, então mudou de posição ficado ambos de lado na cama a penetrado por trais.

-Oh-h s-sensei eu vou goza –

-Vem delicia –

-Kaka-shi –

O corpo da kunoichi ficou mole e cansado e a respiração dela ainda descomposta, mas ele não parou e continuou a estocado fundo, enquanto beija o pescoço e cabelo dela suado.

-Já cansou? – ele pergunta ao pé do ouvido dela.

Ela se soltou dele ficado de joelhões na cama.

-Não mesmo – ela o deitado de barriga pra cima e indo com a boca até o seu membro.

Ele olhou pra ela vendo que ela pretendia fazer ele a impediu e pegado no colo se colocado de joelhões na cama e a penetrado fundo.

-Oh Kakashi -

-Você acha que eu vou deixa você fazer aquilo de novo? – ele segura na bunda dela a fazendo levanta e senta outra vez – não eu que vou brinca –

-Que delicia Kakashi! – ela enroscou seus braços no pescoço dele e o puxado pra um beijo.

O beijo era descompasso, mas necessitado, enquanto ele ainda ele ainda continuou saindo e entrado com força ambos gemia sem parar.

Ele estava preste a goza e sabia que não ia consegui se segura dessa vez, então aumentou a velocidade.

-Kakashi –

-Sakura – ambos gemeram ao mesmo tempo em que chegaram ao ápice junto.

Ela deixou seu corpo cai contra o dele e a ele abraçou se deitado na cama a puxado para seu peito, ambos ficaram em silêncio tentado controla a respiração e o coração, mas até corta quebra-lo.

-Amei a festa da próxima vez não esqueci de me convida há, há, há – ele fala rindo pelo o motivo que os lavaram a esta ali, e ela o acompanha.

-Mas quem disse que acabou? – ela fala se levantado da cama.

-Como? E pra onde você vai? – ele pergunta sem entende pra ela ia.

-A festa e pra conhece a casa acho que temos muitos cômodos pra conhece ainda – ela fala correndo pra fora do quarto.

-Então acho que você nem vai dormi hoje -

Ele rir e rapidamente se levanta da cama indo atrais dela.


Notas Finais


Baibai até aprox.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...