História Oneshots - ( hentai ) - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Lukak

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Asuma Sarutobi, Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Kankuro, Karin, Kiba Inuzuka, Konan, Konohamaru, Kurenai Yuuhi, Mei, Moegi, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Sai, Sakumo Hatake, Sakura Haruno, Sari, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju, Yamato, Yugao Uzuki
Tags Hentai, Ino, Jiraiya, Kakasaku, Kakashi, Kushina, Narukushi, Naruto, Outros Casais, Romance, Sakura, Sasuke, Tsunade
Exibições 148
Palavras 1.955
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá gente!!!!
estamos de volta com mais um hentai e esse casal é... tam..tam... sim Jaraiya e Tsunade foi umdos perdido e esperamos ter acertado...

Então estar a "sua" maneira????

Capítulo 3 - A aposta (JiTsu)


-Tsunade, Sakura muito obrigada eu acho que eu nunca agradeci por ressuscita eu e o Minato de volta a vida Naruto anda tão feliz – Kushina fala pra ambas.

Todas as três estavam no refeito do hospital fazendo uma pausa já que não tinha nenhum paciente em estado necessitado então elas foram desça e colocar o papo em dia.

 -Não foi nada eu fiz isso pelo o Naruto ele é como um irmão pra mim – Sakura fala simpática.

-Mas mesmo assim eu fico muito agradecida, mas que teve essa brilhante ideia? – Kushina pergunta curiosa.

-Bom foi a Tsunade, mas eu nunca descumpri o que a levou a pesquisa e estuda tanto ela já chegou até fica quase duas sem beber – Kushina ficou boquiaberta.

-O que? A não Tsu você tem que me conta o porquê – Kushina

-Eu também quero sabe! – Sakura.

Tsunade olhou pra ambas com um olhar triste que logo foi apago por um sorriso radiante, e olhou pra um ponto qualquer atrás de Sakura.

(Pov Tsunade)

Andei calmamente pelas ruas de konoha, indo em direção à sauna para me acalmar um pouco.

Adentrei o vestiário, tirei minhas roupas e me enrolei na toalha e foi ate a piscina botei meus pés para dentro da água quentinha, o que me fez relaxar.

“Porque eles não sabem nada ainda sobre ele? por quê? o que houve com ele? por favor, esteja vivo eu não posso ter ganhado a aposta, não essa!” Comecei a chorar descontroladamente.

-Por favor, Jiraiya, você tem que estar vivo – falei soluçando desesperadamente.

-Hey Tsunade pare de chorar ou você acha que eu ia deixa você ganha essa aposta – ouvi uma voz atrás de mim.

-JIRAIYA – gritei pulando em seu colo deixando minha toalha cair, mas não me importei.

O mesmo me olhou com um sorriso gentil acariciando minha face com suavidade.

-Não achei que se importasse tanto comigo – disse ele espantado.

-E-eu... eu queria fala.... e-eu te amo Jiraiya – falei virando meu rosto corada o mesmo me olhou surpreso.

-Sabe...quando eu estava lá naquela missão eu pensei o quanto te amo o quanto preciso de você, ao meu lado, para respirar, para viver e se eu tivesse morrido não poderia lhe dizer o quão importante você é na minha vida – confessou ele verdadeiramente, não era mais umas de suas brincadeiras.

Sorri, puxando sua nuca para frente selei nossos lábios em um beijo carinhoso, mas que demonstrava os nossos sentimentos um pelo outro.

-Então me mostre seu amor, faz amor comigo. Eu sempre me senti segura com você, você me faz feliz – falei acariciando seus cabelos.

Jiraiya olhou para mim com amor, sem acreditar no que eu havia dito. Ele me segurou apertado e se inclinou pra mim selar nossos lábios. 

Novamente eu finalmente me acalmei, coloquei meus braços em volta do seu pescoço, em seguida, meus dedos arrastaram-se atrás de sua cabeça, meus dedos finos em seus cabelos brancos empurrei novamente sua cabeça, colado nossos corpos. Eu queria senti-lo mais então, devagar as minhas mãos deslizam-se para baixo do seu ombro, até o seu abdômen até que finalmente alcancei meu objetivo.

Sentiu o seu enorme pau duro lutando contra suas calças. Este enviou sensações violentas através de seu corpo enquanto eu ansiava por mais e mais dele.

 

Jiraiya queria que eu também percebesse evidenciada pela crescente ereção em suas calças, que estava sendo.

Nós quebramos o beijo como cada precisava um de nós precisava respirar. Jiraiya então mergulhou de volta no meu pescoço beijando-o com força, sua língua cobrindo meu pescoço com saliva. Suas mãos encontraram seu caminho até meus seios em cada uma das suas mãos grandes e firmes... tão selvagem. Jiraiya trouxe a boca para meu seio direito e começou a chupar-lo, enquanto massageava o esquerdo com a mão, provocando meus mamilos endurecidos com o polegar.

-Mmmmm, mmmmmm – gemi mordendo os lábios.

Senti-me ficar ainda mais molhada, levantei as minhas mãos da virilha de Jiraiya para levantar seu rosto para o meu o beijado novamente com tanto desejo. Ambos gememos de prazer um na boca do outro.

Percebi que ele se sentia fraco nos joelhos, e sem quebrar o beijo, ele me pegou no colo me levando para a água quente que eu me encontrava há minutos atrás. 

“Eu não posso esperar mais eu quero tê-lo”

-Jiraiya, eu quero você, eu quero que você dentro foda-me, foda-me forte! – Ele apenas sorriu pra mim.

E voltou a trabalhar em meus seios, chupando-os em intervalos, dava até a impressão de que ele não queria que eles fossem ser deixados sozinhos.

Ele deixou suas fortes mãos assumirem quando ele começou a ir mais baixo, plantando beijos em minha barriga para o estômago plano e eu gemia com cada movimento de sua língua.

Senti-me tão quente como o sangue começou a bombear em minhas virilhas quando ele aproximava de meu ponto mais sensível. Eu estava ficando impaciente e precisava de seu enorme pênis dentro de mim.

Ele beijou meus cabelos dourados passou os braços em volta de minhas coxas para me puxar mais a ele então começou a lamber meu clitóris com força, entrando e saindo da minha buceta. 

Senti choques de prazer através de seus movimentos e a agua das fontes agarrei seu cabelo e o empurrei fazendo com que penetrasse ainda mais fundo sua língua foi tão bom, eu estava ficando cada vez mais louca de prazer eu o puxei mais forte quando senti que estava chegando a meu limite.

-J-Jiraiya! Ahhhh... Eu-eu estou quase... eu... MMMMMM – gozei em seu rosto me derramando em sua boca.

Meu gozo foi por todo o rosto, ele olhou para mim lambendo os lábios, usando os dedos para reunir meus fluidos e dirigindo-os em sua boca. Eu queimei-me sobre esta visão foi o meu liminte, em um movimento rápido eu o empurrei sorrindo.

-Agora, então, você deve estar suando com essas roupas, então serei eu a tirá-las? – perguntei em uma voz sedutora durante a moagem em cima de sua ereção.

 

-Agora que você mencionou, eu estou ficando molhado – ele disse me provocando.

Beijei seus lábios sorridentes enquanto minhas mãos despojado de sua camisa expondo seu peito perfeitamente tonificado quebrei o beijo e o lambi até o pescoço, onde passei um pouco mais de tempo plantando beijos e chupões, ganhando suaves gemidos de Jiraiya sorri e chupei o mais forte até deixar minha marca em seu pescoço.

 

-Mmmmm, você sempre foi uma pervertida? – murmurou ele sentindo prazer.

Sorri maliciosamente pressionei vários beijos até sua orelha, enquanto os meus fartos seios deslizaram-se sobre ele seu abdome.

 

-Eu acho que você ainda tem muitas roupas em? – sussurrei com voz abafada.

Abaixei-me para sua virilha e comecei a puxar o resto de suas roupas. Seu pênis estava totalmente ereto e a própria visão dele me fez ficar ainda mais molhada.

O agarrei e comecei a empurrara-lo lento com um vai e vem no início apenas para provocá-lo, em seguida, mais rápido e mais forte

 

-Mnnnnnn, aaaahhhhnnnnn, errrr... T-Tsunade... -

 

-Estou apenas começando! Pra que tanto sofrimento? – Logo ele sente algo molhado em torno de seu pênis comecei a chupa-lo.

Chupando duro e agradá-lo ainda mais com a língua sacudindo na ponta do seu pênis. Ele fechou os olhos apreciando o boquete. Ele era tão grande que levou um tempo para obter todo ele em minha boca logo após sua ereção alcançada profundamente em minha garganta.

Era tão grande, ele cerrou os punhos, gemendo com a sucção e meus apertos. Eu finalmente me acostumei com seu pênis em minha garganta sua enorme masculinidade comecei a chupar mais rápido.

-Ts-Tsunade! É tão bom, tão apertado, por isso uhhhhm... Eu sou... Eu estou quase... Ahhhhhh -

 

Senti a pulsação de seu pau mais rápido logo sentindo seu derramamento, gozando quente em minha garganta. Havia tanto que eu comecei há engasgar um pouco, eu precisava respirar, mas mantive seu pênis em minha garganta até que ele esguichou para fora o último de sua carga. Eu lentamente tirei seu pênis para fora da minha boca Jiraiya ainda desalojado mais de seu gozo já sem fôlego.

-Mmmmmmm.... Que foi delicioso... Eu quero mais – eu disse entre respirações enquanto segurava e massageava meus seios.

Eu avidamente agarrei seu pênis agora mais macio, coloquei-o entre meus seios e comecei a chupar seu pau.

-Tsunade... Ahhh.... Suas tetas são tão suaves e grandes... Ahhh não nada bonzinho em nenhum momento – disse ele e fechou os olhos novamente e deixou me fazer o meu trabalho.

-Aqui estamos... -

“Como ele ainda pode estar duro?”

Removi seu pênis de meus seios e reposicionei-me ele parecia estar desapontado de perder contato com meus seios, mas imediatamente se animou quando eu ergui-me para nivelar minha intimidade com sua ereção foi agachei-me acima dele e segurei seu pênis para minha vagina.

-Faça amor comigo, me fode Jiraiya... MMMMMM – eu gemi quando me acomodei em seu pênis.

Levei um tempo para me acostumar com aquele pênis enorme agora eu tinha descobrindo o motivo dele se tão pervertido e as mulheres se afim dele e foi colocado pouco a pouco até que eu tive todo o seu comprimento dentro de mim então, comecei a saltar, batendo minha bunda contra o seu abdômen ele colocou as suas mãos nos meus quadris levantando me fazendo bater com as costas na parede levantando uma de minhas pernas a levando em seu ombro batendo seu pênis mais e mais duro em mim.

-Ahhhhh... Ow, sim... Você é tão grande Jiraiya! Parece tão bom! Porra – eu estava gritando no topo de minha voz para o prazer que me afligiu.

Ele começou a empurrar com mais força, agarrando meus seios bruscamente, ambos entravamos em harmonia um com o outro e ofegantes.

-Deixe-me fazer um pouco do trabalho – disse Jiraiya ansioso para fazer o agradável.

Ficou atrás de mim e apontou para minha buceta sabendo que ela já foi usada para seu tamanho, ele bateu duro e forte dentro de mim.

-Ahhhhhh.... – gritei de dor, mas ao mesmo tempo prazer.

-Mnnnnnn – foi tudo ele conseguiu reunir como ele se entregou em minha buceta molhada e apertada.

 Ele me agarrou pela cintura para puxá-la mais forte para ele e esmurrou minha buceta gemendo de prazer mais rápido e mais difícil.

-É isso Jiraiya, mais fundo! Estou indo! -

- Vem delicia, eu também! -

Ele tateou meus seios os soltando e continuou empurrando dentro e fora de mim. Ambos agora esperando por nosso clímax. Rangendo os seus dentes. Uma pancada forte e ...

-Ohhh – tanto eu quanto ele gritamos quando atingimos o nosso clímax em uníssono.

Senti o calor do seu gozo me encher havia gozo até em minha barriga. Ele se inclinou para beijar meu pescoço enquanto ele gentilmente tirou seu pênis flácido fora de mim ambos os nossos gozos veio fluindo para fora de minha vagina. Ele descia minha coxa.

-Mmmmm Eu fiz bastante bagunça – diz Jiraiya sorrindo.

-Sim, você fez – respondi com um sorriso.

-Quer a minha ajuda com isso – diz ele com um sorriso safados em lábios.

Ele lambeu suas minhas coxas até minha vagina, lambendo cada gota de fluido.

-Ohhh... – eu também notei as substâncias líquidas em gotejamento de seu pênis. 

-Você também precisa se limpar – coloquei seu pênis em minha boca chupando o comprimento total e substituído o gozo com minha saliva.

Ambos em um beijo apaixonado deitamos na pedra abraçados eu em seu peito e seus braços em volta de mim.

-Eu te amo Jiraiya...para sempre – falei o apertando contra mim.

-Para sempre – sussurrou ele beijando minha testa.

(Off Tsunade)

 -Foi uma aposta que eu perdi – Tsunade responde sorrindo.

-Hã?? – Sakura e Kushina fala em unisse.

-Vamos Tsu? -

-Demorou amor – Tsunade fala se levanto e dado um selinho nele – Bom até pra vocês –

-Tsunade e Jaraiya?- ambas fala juntas  e se entreolha sem entende mais nada.


Notas Finais


Então gostaram??
Tem alguma ideia?? Passa gente e nos fazemos a "sua" maneira...
Até o próximo pessoal !!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...