História Online - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Kim Nam-joon / Rap Monster
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amigos, Bangtan, Bangtan Sonyeondan, Bromance, Bts, Comedia, Hoseok, Jimin, Jungkook, Kim Namjoon, Romance, Seokjin, Taehyung, Yoongi
Visualizações 78
Palavras 1.347
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Ficção, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bom dia, boa tarde e boa noite ♥

Chegamos a 1.OOO visualizações e eu tô bem feliz ♥.♥ não achei que teria um acompanhamento tão grande, vocês lindxs ♥

E para agradecer vai ter atualização hoje e amanhã♥

p.s¹: como sempre, os eventos e agenda são completamente fictícios, fruto da minha cabeça maluca.

Capítulo 16 - Ciúmes eu? - CAPITULO 16



     POV NAMJOON
Ar, preciso de ar, meu pulmão começa a queimar, minhas mãos tremem, dou um passo para frente e dois para trás, trombo sem querer em uma arvore e lá fico escorado. Não acredito que ela mentiu, tento me controlar, quando as mãos dele cobrem seu rosto, ela parece estar sorrindo, ele fica de costas então não consigo ver o que ele entrega ela, mas ela parece feliz ao receber. Quando olha em volta, seus olhos congelam em mim, aceno com a cabeça, e não saio do meu lugar, vejo quando o desespero toma conta dela, começa a mandar o “amigo” embora.
Ela vem caminhando em minha direção, não quero falar, muito menos conversar, me sento, ela tenta falar algumas vezes, mas acho que desiste quando eu bufo. 
- Namjoon, você está me assustando. – Sua voz parece tímida. Finalmente a encaro, ela parece culpada.
- Por que mentiu? – Ela gagueja, enrola os idiomas. – Nem mesmo consegue inventar uma desculpa, não é?
- Não, não tem desculpas. – Sua voz fica triste, quero abraça-la, mas meu orgulho fala mais alto.- Eu fiquei com medo de você entender errado, ele só precisava desabafar, e tudo saiu de controle. Me desculpa.
Sua mão segura a minha, quero soltar e ao mesmo tempo quero aperta-la. É difícil ter esse sentimento, se eu já senti alguma vez, acho que nunca foi tão forte. Não conversamos mais, eu nem mesmo sei o que dizer, seus dedos fazem círculos em minha mão. 
- Eu preciso ir, depois nós conversamos. – Me levanto e ela me puxa pela camiseta.
- Não, não vai assim. Nós mal temos tempo de nos ver. – Seus olhos ficam marejados. – Juro que ele é só um amigo.
- Dá última vez que você disse isso sobre ele, eu vi você o beijando.
Seus olhos estão tristes e parecem culpados, gostaria de abraça-la agora, mas realmente estou irritado, tento manter a cabeça limpa, reparo em como ela se arrumou, e se arrumou não para me encontrar, mas para encontrar outro, um outro que já havia beijado os lábios dela, e eu só conseguia pensar que nem mesmo eu tinha feito isso. Respire pelo nariz e solte pela boca, se controle, mantenha o controle. Queria muito matar aquele filho da puta.
 

POV JOA.
Acho que um tapa teria doído menos do que o tom que ele estava usando, começo a falar sem parar, para ver se convenço ele a se sentar novamente, mas não ganho essa batalha, ele começa a respirar acelerado, e depois respira pelo nariz e solta pela boca, sua expressão muda toda hora, vai de calmo a muito irritado o tempo todo, ele tenta se manter por perto, mas sinto que ele está agitado, precisa de um tempo, meu coração fica apertado, odeio saber que fui eu que fiz isso com ele, agora ele está de pé parece tão maior do que é, quero ir até ele e tocar seu rosto, pedir perdão por ter quebrado nossa confiança, mas acho melhor deixar ele ir,  fico ali sentada, pensando na baita burrada que fiz. 
Chego em casa sem animo nenhum, me jogo na cama e começo a digitar diversos textos, passo de fofa a irritada diversas vezes, então decido não mandar mais nada. Ele parecia realmente chateado, até mesmo triste, algumas lágrimas se formam em meus olhos, eu havia dando uma mancada enorme, sabia que não era uma boa ideia e mesmo assim fiz, como pude quebrar o que havia entre nós desse jeito?
Passo a noite em claro, ele não me mandou nenhuma mensagem, nem mesmo me perguntando se cheguei bem, começo a me preocupar, será que ele está tão bravo assim? Penso em ligar, mas já é tarde, deveria dormir, mas não consigo pregar os olhos, as meninas já estão desmaiadas, começo a pensar em milhares de teorias e acabo caindo no sono, tendo um pesadelo pela primeira vez desde que cheguei aqui.
No dia seguinte decido que já é um exagero dele, se vai me dar gelo assim como uma criança, eu não quero mais nada. Digito uma mensagem de bom dia e envio sem pensar muito. 
“ Bom dia. “ 
É tudo que ele responde, mordo o lábio pensando em como continuar. Tenho que ir com calma, eu que errei, preciso controlar meu gênio.
“ Dormiu bem? Eu tive um pesadelo”
“ Sorte a sua que ainda dormiu. ”

Ok. Ele ainda está bravo, tiro uma selca fazendo um coração, coloco alguns emojis e envio.
“ Isso não vai resolver tudo. ” Meu Deus, me ajude.
“Mas você está linda. ”
Sorrio, agora sei que ele está começando a se acalmar, aos poucos ele vai me respondendo mais calmo, mas não me envia nenhuma selca, devo entender que ele me perdoou, mas ainda está chateado. Prometo diversas vezes que não vou mais mentir para ele, ele só responde com Ok. Reviro os olhos, menino ciumento, sorrio lembrando de como eu só pensava em beijar ele com aquela cara de mau.
Tenho que ajudar as meninas com a limpeza, enrolo mais um pouco e nos despedimos, ele já me envia emojis, então respiro aliviada. Conto tudo o que aconteceu para minhas amigas, e sou atacada de todos os lados, Namjoon já conquistou a proteção delas, sem nem mesmo dizer nada. As vezes odeio estar saindo com um idol, mas é só as vezes mesmo.
- Você foi bem burra. – Alice está lavando a louça e espirra agua em mim. – Deveria pelo menos ter prestado mais atenção.
- Você não vai mais encontrar ele? – Nego com a cabeça. – Até acho bom, Chung estava muito envolvido, ele não entenderia você.
- Estou mais preocupada com a fera que despertei. Vocês precisavam ver a cara dele. – Alice suspira e eu semicerro os olhos. – Não me atente, eu arranco seus olhos.
- O que? Você que fica dizendo como ele fica sexy bravo. Minha mente é fértil.
- Você vai é ficar sem mente, espera só. – Belisco de leve a bochecha dela e continuo a varrer a casa.


POV NAMJOON
Durante toda a noite, fecho os olhos e só consigo ver eles dois juntos, vejo o beijo, os risos, minha mente viaja em pensamentos horríveis, levanto e vou para a cozinha, encontro Hoseok preparando algo.
- Sem sono? – Me sento no balcão. 
- Estou trabalhando na mixtape. E você, parece horrível. Tudo bem?
- Preocupações tolas. Não esquente a cabeça. – Ele me entrega um copo de leite, e senta à minha frente. – Hoje a Joa mentiu, disse que ia encontrar algumas amigas e na verdade estava com um amigo. 
- Ela deve ter vários amigos, é normal. 
- Esse ela já beijou. – Hoseok faz uma cara de surpresa e depois ri.
- Namjoon está com ciúmes? – Ele cutuca meu ombro, dou um tapa na mão dele.
- Claro que não. Só odeio mentiras. 
- Sei. Isso tem cara, cheiro e gosto de ciúmes, olha sua expressão.
- Hobi. É sério, bom talvez eu tenha ficado com um pouco de ciúmes.
- Um pouco, sei. Um pouco do tamanho do universo né? Por isso está sem sono?
- Fico vendo eles se beijando e se tocando, acho que vou pirar. 
- Isso é porque você não resolveu, amanhã tente resolver isso com calma, foi só uma falha, diga a ela o que você não gosta e com certeza vai resolver tudo. Bom, vou voltar ao trabalho. Boa noite.
- Boa noite, Hobi. E obrigado. – Ele dá um sinal de longe, e devo estar mais aliviado, pois o sono começa a aparecer.
Acordo mais calmo, ela me manda um bom dia, tento responder de forma curta, recebo até selca com coração, sorrio ao ver seu sorriso, mas me mantenho firme nas mensagens. Começo a pensar sobre o que conversei com Hobi, era a primeira vez que tínhamos um atrito, talvez eu estivesse pegando muito pesado com ela, ligo para o Jin hyung, precisamos montar o plano do meu dia de folga, vou dar a ela um ótimo encontro, e nunca mais ela vai pensar em se encontrar com outro cara. Concordo comigo mesmo orgulhoso.


Notas Finais


OBRIGADA mais uma vez, pelos comentários, pelo acompanhamento ♥

E como sempre digo, estou disponível no @20stcenturygurl, se quiser conversar, ou sei lá


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...