História Online - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Kim Nam-joon / Rap Monster
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amigos, Bangtan, Bangtan Sonyeondan, Bromance, Bts, Comedia, Hoseok, Jimin, Jungkook, Kim Namjoon, Romance, Seokjin, Taehyung, Yoongi
Visualizações 177
Palavras 1.396
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Ficção, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


BOM DIA, BOA TARDE E BOA NOITE!

Muito chocadas com os tiros da @ bighit? Eu estou surtando a cada segundo ♥

VEM #LOVE_YOURSELF ♥

Enfim, vamos para a atualização !

Capítulo 18 - A fama prejudica.


POV JOA

Não posso sequer sonhar em reclamar da minha vida agora, tudo estava tão perfeito que eu tinha medo de fechar os olhos e acabar acordando deitada na minha casa. Faz uma semana desde nosso primeiro beijo, e devo dizer que agora em nossos pequenos encontros, perdemos mais tempo de bocas coladas do que conversando, afinal temos toda a tecnologia para conversar. Hoje recebi uma mensagem dizendo para eu espera-lo no nosso lugar, que ele iria me levar para um passeio, me arrumei antes da hora, depois fiquei ansiosa esperando a hora chegar. Hoje tínhamos um motorista diferente, parecia ser outro amigo dele, mas eu não o reconheci. Começamos a nos afastar da cidade, não fomos para nenhum lugar estranho, mas parecia bem tranquilo.

- Onde estamos indo? É agora que você me mata e desova meus pedaços por aí? – Finjo medo e me afasto dele.

- Então não sou muito bom em disfarçar? – Seus olhos ficam sérios, logo depois ele sorri. – Você disse em uma conversa que gosta de ir ao cinema, quero ter encontros “normais” com você.

- Namjoon! – Fico emocionada pela preocupação dele comigo. Parece que rodamos muito, quando ele finalmente anuncia a chegada.

- Chegamos, vamos? – Ele abre a porta para mim e eu seguro sua mão.

Percebi a movimentação desde a hora que entramos no cinema, mas Namjoon tinha feito de tudo para conseguir um lugar pequeno em que pudéssemos assistir um filme juntos, agir como um casal normal, viajamos horas para chegar até aqui, então fiquei em silêncio, não queria estragar o momento.

Pegamos as entradas e nos sentamos no lugar mais escuro e afastado, o filme é divertido, dividimos a pipoca, ele me dá leves beijos, tudo está tão incrível que me deixo relaxar e curtir, então vejo alguém virar para trás e uma luz quase me cega. Fico nervosa, olho para o lado e Namjoon está usando a toca da blusa, ele tenta disfarçar, mas percebo que ele está em alerta. Seguro sua mão e ele me olha.

- Eu vou sair primeiro, venha depois de mim. – Ele discorda com a cabeça. – Namjoon, eu não me importo de irmos embora, me importo se você arranjar problemas por causa disso.

Seus olhos parecem tristes, mas ele concorda, eu me levanto e caminho normalmente para a saída, lá vejo algumas garotas em rodinha, conversando e olhando em volta disfarçadamente, de repente me sinto muito nervosa, minhas mãos tremem, não quero que ele tenha que passar por nada ruim. Rapidamente escrevo uma mensagem para ele, pego um táxi e vou para casa.

 

POV NAMJOON

Saio nervoso, era para ser uma noite tranquila, eu sempre caminho por aí em paz, mesmo que tenham vídeos, elas nunca ultrapassam os limites, mas também elas nunca me viram com alguém do sexo oposto, me chuto internamente por faze-la passar por isso. Na saída há algumas fãs, assim que me veem parecem procurar algo ao meu lado, é claro que a informação foi passada, a fama tem seus prós e contras. Meus olhos varrem o local, nem sinal dela, pego o celular para ligar para ela e há uma mensagem.

“ Achei melhor ir embora sozinha. Desculpe. ”

Grito internamente, ela não tem que pedir desculpa, isso é culpa minha não dela, tento ligar, mas o celular dá caixa postal, se ela pegou um táxi vai pagar caro para chegar até em casa, algo que era para ser simples se tornou um incomodo. Desisto de contata-la, nem mesmo ligo para Jin hyung, pego um táxi e simplesmente vou para casa, no meio do caminho recebo outra mensagem.

“ Namjoon, entre no Twitter. ” Simples e direta, Jin hyung não perde tempo.

Entro no Twitter e há centenas de menções como sempre, e então uma foto completamente borrada está sendo retweetada, graças a Deus a metade diz não ver nenhuma ligação minha com a garota que supostamente está ao meu lado, tenho que agradecer a pessoa que é uma péssima fotografa, deve ter ficado nervosa quando viu o flash e acabou deixando a foto desfocada.

- Droga. – Mando mensagem para ela me ligar.

Chego em casa e o circo já está armado, os meninos estão todos me esperando, e na poltrona está Pd-nim, com uma cara de nenhum amigo.

- Boa noite, Namjoon. – O tom irônico me deixa irritado.

- Ótima. – Me jogo no sofá e cubro o rosto com as mãos. – Eu sinto muito, sunbae.

- Não estou bravo por você sair, você sabe disso não sabe? – Concordo com a cabeça baixa. – Nem mesmo se você estava com uma garota, namorada seja o que for. – Mais uma vez concordo. – Mas quantas vezes eu já disse que vocês precisam me preparar antes? Achou que simplesmente ia conseguir esconder isso para sempre, quantas vezes você mentiu para sair e encontrar com ela? – Não quero desrespeita-lo, então só balanço a cabeça. Sua voz ameniza, ele senta ao meu lado – Olha criança, eu sei que é difícil. Mas foi a vida que você escolheu, nós temos que ter cuidado, hoje em dia qualquer coisa é motivo para noticia falsa.

- Sinto muito. – Olho em volta e todos os meninos parecem inquietos, é a primeira vez que temos que lidar com algo assim.

- Bom, parece que vocês dois conseguiram despistar, e a foto não é lá essas coisas. Mas o burburinho vai rolar por algum tempo ainda, então você tem duas opções, se afastar dela, ou assumir publicamente.

 

POV JOA

Eu estava tremendo, nem vi quanto paguei de táxi até aqui, entrei e Alice e Ana já me esperavam ansiosas, me mostraram as notícias nas redes sociais, graças a Deus a pessoa que tirou a foto fez um péssimo trabalho, sites estavam desmentindo as noticiais, dizendo que ele havia saído sozinho do cinema, mas os sites de fofoca estavam pipocando de perguntas e possíveis garotas que estariam com ele, meu corpo estava congelado, eu simplesmente não sabia o que fazer, ignorei todas as suas mensagens e ligações.

- Você parece que vai desmaiar. – Ana senta ao meu lado e me entrega um copo com agua.

- Eu jamais imaginei esse momento. Era tudo um sonho, como podemos continuar? E se isso prejudicar ele e os meninos?

- Vamos com calma, primeiro avise ele que você chegou bem, depois pensamos em outros assuntos.

- Tudo bem. – Pego o celular e mando uma mensagem dizendo que estou são e salva em casa. – Será que ninguém nos viu mesmo?

- Isso terá que acontecer alguma hora, ou você achou que ia conseguir enrolar até ir embora?

- Não sei o que pensei, na verdade nem pensei em nada além do que eu estava vivendo. Ai meu Deus.

Não sei o motivo ou talvez eu saiba, mas o choro veio como uma onda gigante, e eu não conseguia controlar, talvez nossos dias tenham se tornado mais curtos do que pensei, será que acabamos assim? O sonho tinha sido demais para alguém como eu? Comecei a sentir como se pequenas partes de mim estivessem sendo arrancadas. O ar estava ficando rarefeito, as vozes das minhas amigas começaram a se tornar sussurros, eu ouvia alguém chorando e gritando, sem perceber que esse alguém era eu.

Passei a noite em claro, minhas amigas dormiram vencidas pelo cansaço, fiquei lendo e relendo nossas mensagens, olhando nossas fotos, agora eu conseguia pensar mais claramente, eu seria completamente grata a cada segundo do que tinha me acontecido, sempre que estava em casa, e via suas fotos na internet, eu sentia que nunca poderia dizer a ele como me sentia, e agora eu tinha dito, tinha o abraçado, beijado, o gosto de seus lábios ficariam gravados em minha memória, como um sonho doce e amargo. No final das contas, ele era um idol, tinha suas obrigações, não havia forma de eu ficar, e ele estaria em tantos lugares, eu não poderia só esperar. Eu também não sabia como a mídia coreana reagiria ao fato dele estar com uma estrangeira, a cultura deles era tão intensa que eu nem me deixei pensar nisso, não podia permitir que isso afetasse tudo que ele lutou para conquistar, e ainda havia o fato dele fazer parte de um grupo, isso era o sonho e vida deles também, eu não podia estragar tudo por conta de um amor que não tinha um futuro. Eu amava demais Kim Namjoon, mas agora eu tinha que deixa-lo ir.

 

 


Notas Finais


MEU DEUS E AGORA?
O que será que a Joa vai fazer? :(

Aguenta coração!

Obrigada por me acompanhar até aqui, talvez eu poste outro, estou muito feliz!

p.s¹: como sempre todo evento e agenda é fruto da minha cabeça
p.s²: eu estou no twitter @20stcenturygurl (HOJE TÔ LÁ SURTANDO)
p.s³: eu queria fazer uma continuação, só que com outro membro, será que faço?

beijos pancakes ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...