História Only fools (ABO) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Bts, Hoseok, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Min Yoongi, Namjin, Namjoon, Park Jimin, Romance, Suga, Taehyung, Vhope, Vhopekook, Yoonmin
Visualizações 442
Palavras 1.422
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drabble, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


EAE
VOLTEIIIII

Capítulo 3 - Educação fisíca


Jimin pov´s On

 

            Já fazia uma semana que estava naquela escola... eu estava surpreso por ser recebido tão bem... até hoje...

            Como de costume fui para a aula de educação física, o problema era ter que usar aquele uniforme feminino... Ah, eu não contei né? Perdão. No dia que eu fui comprar o uniforme a diretora me deu o uniforme masculino para as aulas normais, mas meu pai quis que eu me vestisse com o feminino de educação física. Meu pai quer de qualquer jeito me arranjar um alfa, chega até ser um pé no saco obedecer tudo que ele fala. E cá estou eu. Vestindo um short tão curto quanto uma calcinha. Eu mereço... Ta certo que tem muitos ômegas homens que gostam de ser vistos com roupas femininas, é até bonitinho, mas não quer dizer que eu seja obrigado a isso!!!!

- JIMIN, ESTÁ PRONTO? TEM MAIS GENTE QUE QUER SE TROCAR! – A professora grita lá da porta do vestiário. Aposto que me deduraram. Sim, eu já estava aqui fazia longos 10 minutos, dentro de uma cabine de troca. Vergonha meus amigos. É isso que e passava em mim naquele momento.

- Eu já vou sair... Podem ir se aquecendo sem mim. – Respondo engolindo em seco e me sentando no chão em frente aquele enorme espelho da cabine, eu queria ver o quão ridículo eu conseguia ficar se sentasse....

- VOU TE DAR UM MINNUTO. SE NÃO SAIR EU VOU CHAMAR SEUS PAIS E VOCÊ LEVARÁ ADVERTÊNCIA! – E com isso ela me convenceu a sair. Jogar sujo não vale professora. Poxa, apelar para os pais...

             Sai daquele vestiário e fechei os olhos quando ouvi alguns assobios e pessoas me elogiando e outras me xingando... Corri para a quadra onde seria o aquecimento e fui me alongar como professora mandou. Só não sabia que seria molestado. Um brutamonte alfa da minha sala esperou eu abaixar para passar aquela mão imunda em meu bumbum.

- EI! – Me levantei rápido e ele sorriu, a professora me olhou com uma cara feia e voltou a fazer os movimentos para a turma acompanhar, eu fiquei meio sem saber o que fazer... apenas continuei a fazer o aquecimento olhando feio e prestando atenção á minha volta.

            20 minutos aquecendo para depois ela nos dar opção de três jogos, futebol, vôlei ou queimada... Eu tenho um certo problema com bola então eu preferi ficar sentado e perder pontos...

- Ei menino! – Depois de um tempo olhando pro nada, e pensando se eu deveria comer batatas assadas ou rocambole na janta, ouvi uma voz me chamar. Era o mesmo menino de antes... mas dessa vez ele estava com amiguinhos.

- O que você quer? – Pergunto friamente.

- Vamos jogar? – Ele chega mais perto e eu me levanto fazendo menção de ir embora, mas o amigo dele da direita segurou meu braço. Três alfas contra um ômega? Não é meio injusto?

- Não quero fazer nada. Me deixa em paz! – Digo tentando me soltar, mas o outro menino segurou meu outro braço. Como eu estava sentado um pouco afastado de todos ninguém veria o que eles estavam fazendo, a menos que olhassem com atenção.

- Não se preocupe Jiminzinho. Eu não sou de agredir por nada. Eu só quero experimentar essa boca linda. – Ele chega mais perto e pega em meu queixo com força me fazendo olhar em seus olhos. Já sentia a respiração dele contra a minha.

- Por favor... não... – Digo em desespero, mas ele fez. Selou nossos lábios em um odioso beijo. Não sabia o que fazer, nunca tinha beijado ninguém, estava guardando esse momento para alguém especial... ele arruinou tudo!

            Tratei de morder com força aqueles lábios que estavam me dando nojo, ele gritou e separou o beijo com brutalidade. Os outros que estavam me segurando afrouxaram para ver o que tinha acontecido com o garoto imundo. MINHA CHANCE.

            Corri com tudo o que eu tinha para longe dali, não sabia se estava sendo seguido, mas meu corpo só queria ficar longe dos três patetas. Foi então que eu parei em um gramado extenso atrás da escola. Era meio que uma rampa de gramado, era um pouco inclinada, não muito. As árvores estavam cheias de flores, era primavera e aquela escola estava lotada de ipês de todas as cores.

            Fui andando por aquele gramado tentando controlar as lágrimas que estavam escorrendo, olhava fixamente para baixo enquanto minha mão direita tentava inutilmente segurar os meus soluços que vinham. Eu estava muito assustado, acho que qualquer um poderia sentir meus feromônios de medo. Aquilo já tinha acontecido uma vez comigo, mas ninguém chegou a fazer nada comigo. Só apontaram uma arma em minha cabeça.

            Um vento passou e me fez levantar o rosto, vi uma árvore com flores rosas caindo por causa do vento que estava balançando-as, estava linda. Mas ao olhar direito vi uma pessoa embaixo dela lendo um livro... Cabelos verdes, óculos preto... Ah... Min Yoongi... O que ele estava fazendo ali aquela hora?

            Parece que ele me notou, pois fechou o livro e tirou os óculos como um verdadeiro gênio faria... Me arrepiei até dizer chega quando o maior me encarou com aqueles olhos pretos sem vida. O outro não disse uma palavra, apenas me olhava, correspondendo ao meu olhar de duvida.

- O que faz aqui? – Pude finalmente notar sua voz no ambiente, me aproximei um pouco e vi que a mão do mesmo estava sangrando um pouco.

- Ah meu Deus! – Corri de encontro a ele que ficou surpreso/ incomodado.

- O que foi criatura? Não sabe responder? – Yoongi era bastante grosso, mas eu naquela hora não ligava mais para nada. Eu só queria me distrair e ele parecia precisar de ajuda. Peguei em sua mão machucada e vi que era nos dedos, ele deveria ter esmurrado algo durante um bom tempo para ter aqueles machucados.

- Onde fez isso? – Digo curioso mas obtive resposta, ele apenas tirou a mão das minhas. Ouvi um longo suspirar vindo dele enquanto eu o encarava esperando uma conversa, ou algo parecido.... – Não quer falar... okay... mas me deixa te ajudar! Isso vai pegar infecção se continuar assim!

            Ele revirou os olhos e pôs os óculos novamente, vi ele pegar o livro e o abrir de novo. Ele estava nitidamente me ignorando.

- EI! – Tentei chamar sua atenção mas não obtive resposta. Inflei as bochechas e peguei a garrafinha de agua na bolsa de Yoongi, ele me olhou de canto e rapidamente tratei de pegar sua mão ensanguentada, ele fez uma careta quando eu joguei a água por cima do ferimento. Estava bem ruim. Mas por sorte eu sempre ando com band-aid.

- Não quero que coloque nada em mim! – Ele tentou tirar a mão mas a apertei e ele ficou sem força nela. Logo ele desistiu e ficou me olhando cuidar de seu machucado. – Ei, por que está fazendo isso?

- Por quê? Não é obvio? Você está machucado!

- Mas não quer dizer que você tenha que me ajudar, você é burro? Cuide da sua própria vida garoto. – Ele disse isso tão friamente que senti um nó na garganta.

- Eu gosto de ajudar. – Disse e por fim terminei. Soltei a mão dele e olhei para cima tentando segurar o choro que queria descer. Talvez ter ficado sozinho seria melhor.

            Senti uma movimentação do meu lado e logo vi que Yoongi me estendia um lencinho, olhei espantado para aquilo e depois para ele.

- Nunca viu um lencinho na sua vida? Pegue logo antes que eu mude de ideia e deixe esse seu rosto cheio de água. – Foi então que percebi que não tinha sentido as lagrimas descerem. Que merda. Eu estava chorando na frente da pessoa que nem se importava comigo.

- desculpe... – Peguei o lencinho e enxuguei meu rosto rapidamente, fiquei um bom tempo olhando para o paninho na minha mão até que a dúvida surgiu em mim. – Você está matando aula nos fundos da escola?

- E você também não está? – AHH eu tinha esquecido que eu estava na aula de educação física. Me levantei apressado e o olhei.

- Não posso ficar aqui... tchau! – Me despedi e ouvi um risinho nasal do outro

- Ah, só para você saber, esse short não combinou com você. Tem uma calça extra no vestiário nos armários. É só pegar.

            Ruborizei. Yoongi falou aquilo meio com desdém mas soou tão amigável aos meus ouvidos que sorri pequeno.

- Obrigada. – Ele não espondeu, apenas continou concentrado no livro enquanto eu corria para a quadra novamente. 


Notas Finais


continuo?
O que estão achando até agora?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...