História Only Love - Capítulo 67


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Cameron Dallas, Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camilacabello, Camren, Camreng!p, Laureng!p, Laurenjauregui
Visualizações 740
Palavras 1.519
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Esporte, Famí­lia, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 67 - 67


Fanfic / Fanfiction Only Love - Capítulo 67 - 67

 

POV  LAUREN

 

Dei um beijo nos meus filhos pela última vez, desliguei a luz e sai do quarto devagar para não acorda-los. Desci as escadas até chegar no andar debaixo

 

- Eles já dormiram -avisei sorrindo

- Então nós duas já vamos indo, mama eu já tirei o leite do Nic, tá na mamadeira na bolsa, as roupas dele também -Camila disse

- Ei, não precisa tentar me explicar, eu criei eu e o seu irmão lembra? Podem ir tranquilas -Sinu respondeu

 

Nos despedimos dela e do Ale, entramos em nosso carro, dei partida dirigindo na direção do restaurante, assim que parei o carro, desci e dei a volta abrindo a porta pra minha esposa

 

- Obrigada -agradeceu sorrindo

 

Sorri de volta pegando em sua mão, entrelaçamos nossos dedos entrando no restaurante.

 

- É lindo Lolo -Camila falou encantada

 

Faziam tempos que passava por aquele restaurante e planejava levar Camila até ele, já que nunca tínhamos ido. Ela tinha toda razão, era lindo, tudo tão luxuoso, chegava a brilhar de tão limpo.

 

- O que acha da gente pedir um champanhe pra comemorar essa noite a sós? -sugeri

- É ótima ideia -ela concordou

 

Esperei o garçom se aproximar e pedi o nosso champanhe junto com a nossa comida. 

 

Não passamos muito tempo no restaurante, estava ansiosa pra chegar em casa e Camila parecia estar mais ainda. Mesmo sem falar, nós duas sabíamos os motivos uma da outra.

 

- Eu amo nossos filhos, amo muito, mas eu realmente estava precisando de uns tempos livre -minha esposa disse

 

Peguei em seu mão enquanto dirigia, estacionei o carro e Camila desceu entrando em casa, desliguei o rádio e desci logo depois, tranquei o carro, entrei em casa trancando a porta. Me virei e procurei pela minha namorada com o olhar mas não a encontrei, procurei pela cozinha e pela sala, e nada de acha-la.

 

- Camz? Amor? -chamei

 

A casa estava pouco iluminada, andei até as escadas e subi chamando pela minha esposa, entrei em nosso quarto e ela não estava lá também

 

- Camila? Cadê você? -chamei mais alto

 

A porta do banheiro foi aberta iluminando todo o quarto, Camila saiu do banheiro, ela usava apenas calcinha e sutiã, meu olhar foi rapidamente para o seu pescoço, onde ela usava a coleira, ela não usava fazia um bom tempo 

 

Tenho certeza de que estava quase babando.

 

- Eu to pronta pra ser toda sua -Camila disse subindo na cama

 

Pisquei algumas vezes acordando pra realidade, tirei meu tênis rapidamente subindo na cama junto com ela. Minha esposa lançou seu olhar inocente em minha direção, ela sabia o quanto aquele olhar me deixava louca.

Camila estendeu as algemas em minha direção, peguei e me sentei na cama, ergui seus braços algemando ela na cabeceira da cama

 

- Eu sou toda sua... -sussurrou me olhando nos olhos

 

Me levantei da cama indo até o closet, peguei na primeira gaveta uma venda e voltei até o quarto vendando Camila. Me afastei analisando ela, de langerie, algemada e com os olhos vendados, completamente vulnerável a mim.

 

- Tão deliciosa... -sussurrei

 

Tirei minha blusa e minha calça por conta do calor que estava sentindo. Subi lentamente na cama e abri as pernas da minha esposa.

Me abaixei e beijei sua coxa, subi fazendo uma trilha de beijos até chegar em sua intimidade onde dei um beijo demorado em sua virilha e Camila se remexeu embaixo de mim me fazendo sorrir. 

 

- Ahh... -ela gemeu 

 

Afastei sua calcinha passando meu nariz por sua intimidade, segurei em suas coxas, passando minha língua lentamente por toda sua intimidade

 

- Lauren! -Camila gemeu arqueando as costas

 

Sua calcinha estava me atrapalhando, então puxei com as das mãos a rasgando, voltei o que estava fazendo, a penetrei com a minha língua ouvindo ela gemer ainda mais deliciosamente.

Escalei seu corpo deixando beijos por todo ele, tirei seu sutiã jogando em qualquer parte do quarto, aproximei minha boca do seu seios e passei levemente a língua por seu seio subindo até seu pescoço

 

- Para de tortura Lauren -Camila pediu

 

Beijei sua boca dando uma mordida. Deixei nossas testas coladas descendo minha mão por todo seu corpo, até chegar em sua intimidade, espalmei minha mão a massageando. Camila se contorcia embaixo de mim.

Penetrei dois dedos em sua intimidade, e ela gemeu.

 

- Lauren! -gemeu manhosamente

 

Os gemidos da Camila soam como uma música perfeita para os meus ouvidos.

 

Aumentei a velocidade das investidas, até que Camila se contorceu embaixo de mim gozando em meus dedos.

Tirei a venda dos olhos dela a olhando nos olhos, tirei meus dedos de dentro dela e levei até a boca chupando. Levei meus dedos até a boca da Camila e ela lambeu meus dedos olhando em meus olhos, fazendo meus pensamentos ficarem ainda mais impuros.

 

Eu tinha mil ideias do que fazer com ela naquela cama, e só conseguia pensar em qual delas iria realizar primeiro.

 

Ela ainda me olhava nos olhos quando voltei dos meus pensamentos. 

Abaixei minha cueca e terminei de tirar com o pé, guiei meu membro até a intimidade dela e a penetrei. Segurei na coleira que ela usava dando um puxão, Camila fechou os olhos quando fiz isso

 

- Não fecha os olhos -mandei

 

Dei outra investida forte, Camila fechou os olhos mas depois os abriu rapidamente. 

 

Comecei a penetra-la cada vez com mais força ouvindo ela gemer, e puxava as mãos na tentativa de se soltar das algemas

 

- Não fecha os olhos Camila! -repeti mais séria

 

Segurei em seu rosto fazendo ela me olhar. Mantive nossas testas grudadas ouvindo os sons dos seus deliciosos gemidos

 

- Ahh, eu to quase lá -ela gemeu

 

Desviei nossos olhares descendo o rosto até a altura do seu pescoço, dei uma mordida apertando fortemente suas coxas grossas. Os gemidos dela ficavam cada vez mais altos e eu sentia que estava chegando ao meu ápice.

Segurei em suas coxas erguendo, me permitindo ir mais fundo dentro dela, em poucos minutos naquela posição, estava gozando.

 

Saí de dentro da Camila me jogando ao seu lado na cama, Sua respiração estava totalmente ofegante, e eu não estava tão diferente dela. 

 

 

POV CAMILA

 

Virei a cabeça na direção da minha esposa, ela me olhou soltando minhas mãos das algemas. Massageie meus pulsos. 

 

- Isso sim foi uma foda de verdade -disse 

- Com certeza -Lauren concordou

 

Já livre, passei minha perna por sua cintura ficando por cima dela. Ela sorriu de lado analisando meu corpo

 

- Você ainda tá de sutiã? -perguntei negando com a cabeça- Isso não tá certo...

 

Me abaixei abrindo o sutiã dela, tirei jogando de lado.

 Iniciamos um beijo, Lauren inverteu as posições ficando por cima de mim, ela desceu a mão por minhas coxas até voltar pra minha cintura, desceu dessa vez tocando em minha intimidade, gemi contra a sua boca.

 

Separamos nossas bocas por falta de ar, Lauren desceu seus beijos para o meu pescoço até chegar em meus seios, e sem nenhum aviso prévio abocanhou com tudo meu seio direito me fazendo gemer.

Lauren se afastou totalmente torcendo a cara, a olhei juntando as sobrancelhas confusa. 

 

- O que foi? -questionei

- Amor, o seu leite é horrível -respondeu 

 

Não aguentei e comecei a rir sem parar, Lauren me acompanhou 

 

- Você quebrou todo o clima Lauren -falei rindo

 

Minha esposa se deitou sobre mim novamente juntando nossos lábios, encerrei o beijo e aproximei minha boca próxima ao seu ouvido

 

- O seu leite é uma delícia -sussurrei

 

Ela deu um riso baixo. Minhas mãos desceram até chegar onde eu queria, segurei seu membro masturbando até ficar totalmente ereto outra vez.

 

Ela segurou minhas mãos acima da cabeça, sem perda de tempo, senti seu membro me invadir, quando já estava totalmente dentro de mim, ela começou a estocar devagar e aumentando aos poucos

 

- Ahh...Isso.. -dizia entre gemidos

 

Lauren lançou um sorriso safado na minha direção. Ela começou a ir devagar, indo até o fundo da minha intimidade e voltando, enquanto me beijava de vez ou outra.

 

Não estava conseguindo aguentar aquela tortura por muito tempo. Rebolei em um pedido mudo para que ela aumentasse os movimentos

 

- Mais...Eu quero mais... -pedi 

 

Lauren atendeu o meu pedido, começou a fazer movimentos fortes, rápidos e deliciosos, enquanto maltratava todo o meu pescoço. 

 

Não demorou muito para nós duas gozarmos em um sincronia perfeita. Faziam tempos que não tinha um orgasmos tão maravilhoso.

 

Lauren se deitou sobre mim exausta, puxei o cobertor cobrindo nossos corpos. Continuamos ali sem falar nada por conta da nossa exaustidão até que chamei a sua atenção.

 

- Lauren? -sussurrei

 

E quando ela me olhou, lancei um sorriso em minha direção 

 

- O que foi meu amor? -perguntou 

- Isso foi ótimo -respondi sorrindo e ela retribuiu

 

Lauren levantou a cabeça me olhando, ela arqueou as sobrancelhas,e seu sorriso de lado já me dizia o que estava por vir;

 

- Acha que aguenta mais uma? -perguntou 

- Eu aguento quantas você quiser...

 

Faziam tempos que não me sentia assim, nas nuvens, e com certeza Lauren e eu iríamos aproveitar maravilhosamente bem, cada segundo sozinhas em casa.

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...