História Only One || Imagine Kim Seokjin - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~S2JoycinhaS2

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Jin, Kim Seokjin
Visualizações 20
Palavras 1.148
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


KAKKSKAKDKAIZJAK

OI

QUANTO TEMPO

DICUPA

BOA LEITURA ^°^

Capítulo 4 - Akai ito


Fanfic / Fanfiction Only One || Imagine Kim Seokjin - Capítulo 4 - Akai ito

- Sun hee - chamo a atenção da mesma que já estava em cima de um garoto, aish!, se fosse pra ficar de vela eu não teria vindo.

- As bebidas ficam ali - aponta para alguns isopores azuis sem desencostar do garoto, eu me pergunto se essa garota é vidente.

A floresta era densa e escura, apenas a grande fogueira iluminava o local, presto atenção que algumas pessoas estavam com lanternas, nem quero imaginar o que pensam em fazer, algumas até ja estavam saindo do local, quase ninguém estava sóbrio.

Abro o isopor pegando ali uma bebida qualquer.

Me sento em cima de algumas folhas secas prestando bem atenção nas poucas pessoas que se encontravam ali, até que sinto alguém ao meu lado.

- É horrível ficar de vela - olho para o lado e sinto minhas mãos ficarem geladas - Concorda ou concorda? -

- Eu tô servindo de trouxa, uma coisa que eu sempre fui, mas hoje está impossível - Solto um suspiro demorado

- Taehyung não tem jeito - olha para um garoto loiro com um olhar de reprovação - Pega mais gente que e eu, cuidado ele pode pegar suas primas, sua mãe até seu pai - ri soprado vendo o garoto loiro partindo de uma para outra

- É como se as garotas fizessem fila para ele beijar elas - bebo um gole da minha bebida

- Agora o tio Jin está observando você - coro e olho para minha frente, era verdade, Jin ta me observando tempo demais até

- "De qual zoológico este animal saiu?" - falo para mim mesma e o garoto ri - "Não é todo dia que se vê uma orca" - bebo mais um gole da bebida

- Você não parece um animal, é muito linda até - olho para o garoto e vejo seu sorriso de Coelho fofo

- Qual é seu nome?, me sinto idiota por não ter perguntado antes - Ele ri

- Jungkook - abro um sorriso

- Eu sou S/n - bebo mais um gole - ahh, você é aquele carinha da escada e que me acorda nas aulas - ele ri 

- Você deveria parar de dormir nas aulas da Eunbi, ela ta muito de pistola com você - eu ri soprado

- São muito chatas - se eu continuar bebendo nesse ritimo vou ficar bêbada - Não posso evitar, o tédio é enorme - falo

- Me dá um gole - pega minha bebida de minhas mãos bebendo o resto do líquido

Olho em volta e percebo que Sun Hee não estava mais ali, acabo rindo sozinha como um idiota com meus pensamentos, jungkook me olha curioso

- O que tanto ri? - pergunta girando uma lanterna em mãos, o que me fez rir mais

- É que eu vim com uma amiga, o nome dela é Sun Hee - respiro - Agora ela sumiu - Ele ri

- Imagino, hoseok também não está aqui - eu começo a rir

- Qual vai ser o nome desse shipp?, hohee?, leehobi?, hoselee? - Ele fica pensativo

- Sunhobi ficaria legal - fala e eu concordo com a cabeça

Continuamos rindo e falando de assuntos aleatórios não prestando a atenção nas pessoas que saíam e chegavam até que um homem alto se aproxima

- Ei Jungkook não tem quase ninguém aqui - olho e percebo que era Jin, inclusive o mesmo estava com uma garota bem bonita, o que me deixou com um pouco de ciúme.

- Olha aqueles dois, tão quase se comendo ali mesmo - Jungkook fala olhando para um casal 

- Agora a garota tirou a camisa - falo ainda observando

- Agora o garoto está descendo as calças - jin fala

- Ele ta beijando os seios dela ainda cobertos - Jungkook fala

- Não vou ficar aqui pra ver isso.

- Nem eu - Jungkook se levanta

- Nem eu - jin guia a garota, eu e Jungkook fomos atrás

- O caminho é por ali - fala apontando para o muro do internato

Jungkook me puxa pela mesma entrada que eu e Sun Hee viemos.

- até amanhã - Ele sorri

- Até daqui a pouco - falo apontando para o céu que já estava amanhecendo

- Ahh, verdade. Até daqui a pouco - fala e vejo o mesmo se afastar

Assim que entro no quarto não vejo Sun Hee, o que me fez rir

Depois de tomar um banho demorado e retirar a maquiagem, visto meu moletom e deito na cama me cobrindo com o cobertor quentinho.

Eu sei que não tenho tanto tempo para dormir, daqui a pouco tenho que ir para a prisão, se é que não estou em uma, eu não deveria ter ficado até tarde

- S/n burra - sussurro para mim mesma e eu adormeço de vez


~Quebra tempo~


- O akai ito, tão conhecido como "O fio vermelho do destino" é uma lenda de origem asiática. Na qual a partir do nascimento,um homem e uma mulher são ligados por uma linha vermelha invisível.

Alguns dizem que essa linha fica no tornozelo, dedo mindinho, enfim há várias versões.

“Um fio invisível conecta os que estão destinados a conhecer-se…

Independentemente do tempo, lugar ou circunstância…

O fio pode esticar ou emaranhar-se,

mas nunca irá partir.”

          – Antiga crença chinesa

Ah, fala sério! Fio invisível?Destino? Ligação?

Eu acredito em muitas coisas, mas, simplesmente, isso já é demais.

É muito para uma mente como a minha.

Não depois de várias horas naquela festa e ninguém, repito, ninguém! Se interessou por mim.

Primeiro: O amor em si é inacreditável, se ele realmente existisse minha mãe não me abandonaria sem mais nem menos.

Segundo: Não tô afim de pensar em um segundo "porque", lembrei da minha mãe agora...

É melhor eu prestar atenção...

Ué! Acabou a aula...

-Hey! Você anotou o que ela disse?- perguntei ao Jungkook

- Acho, quer dizer tenho certeza que você perguntou para a pessoa errada. Porque eu dormi a aula toda- soltei uma gargalhada.

Quando vi Jin saindo da sala escutando música em seu fone de ouvidos.

Por um momento jurei ver um assemblante em seu rosto que sempre esboça um sorriso de uma ponta a outra de seu rosto.

- S/n? Oiii! Alô??? Terra chamando!!!

- Ah... Que foi Sun Hee?

- E ainda pergunta!!!?? - a encarei sem entender nada.

-Quando eu cheguei aqui na sala 'tava o Jeon que nem um retardado te encarando, enquanto tentava tirar você de um... Transe?

Jungkook assente um pouco sem graça.

- AI MINHA SANTA JISOO!, A fila do lanche deve estar muito grande! Vamos logo! - puxei Sun Hee pelo braço, com o rosto corado, sem nem olhar a cara do menino que a segundos ou minutos atrás, eu estava conversando.

Quer dizer, dei uma olhadinha, bem pequenininha e o vi esbanjando um sorriso de coelho.

Desse jeito eu não me aguento e acabo lhe tacando um beijo sem ao menos pensar duas vezes.

Porque de santa não tenho nada e que nos convenha Jeon é um deus coreano, disfarçado com um sorriso de coelho.

É não fez sentido.

Ademais, tenho me preocupar com aquilo de mais cedo, pois de acordo com minha melhor amiga aqui, eu estava praticamente "babando" pelo Seokjin.






Notas Finais


ULAAAAAA

OBRIGADA POR LER ATÉ AQUI ^°^

VCS VIRAM OS TEASERS?

Scrrr EU VO MORRE TO SENTINDO VOU FALECER


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...