História Only This Time - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sherlock
Personagens D.I. Greg Lestrade, Dr. John Watson, Irene Adler, Jim Moriarty, Mary Morstan, Molly Hooper, Mrs. Hudson, Mycroft Holmes, Personagens Originais, Philip Anderson, Sherlock Holmes
Tags Johnlock, Lemon, Romance, Sherlock, Slash, Universo Alternativo, Watson, Yaoi
Exibições 109
Palavras 1.511
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Your Love - Outfield
Lembrando que vocês podem fazer perguntas para os personagens galerinha 💖
E vou postar um capítulo por semana, sorry! Mas estamos mais ou menos na reta final.
Postarei nas Segundas ou Sexta, vou decidir ainda...

Capítulo 20 - Your Love


Fanfic / Fanfiction Only This Time - Capítulo 20 - Your Love

Narrador: Mycroft Holmes

Por quê eu tinha que ter um irmão tão teimoso? Como da última vez, ele me deu a lista. Desta vez tinha menos, acho que foi a lista mais fraca que ele já me fez.

Me pergunto quando ele pretende dizer a John que ele não usa só simples cigarros. Pobre garoto...

Não falarei a nossos pais, mesmo assim não quer dizer que não irei tentar fazer com que ele pare com isso.

Odeio quando me diz que pode controlar isso. Ele não pode controlar nem ele mesmo quanto mais as drogas que usa!

Ele só me dá dor de cabeça e preocupações. Sinto como se eu tivesse feito ele ser assim, e isso me deixa um tanto mal.

Posso não aparentar ser o irmão gentil e apoiador, mas é por que ele não precisa disso. Ele precisa ser contrariado as vezes. Ou sempre.

Estou com dor de cabeça, melhor eu ir para o meu hotel descansar. E claro esperar a boa vontade de Sherlock.

Acabei de deixa-lo no quarto, solto um suspiro abaixando a cabeça e sinto a mão de Lestrade em meu ombro.

-Vai ficar tudo bem...

-Gostaria de acreditar nisso...- olhei em seus olhos castanhos e torci meus lábios de leve num sorriso.

-Você já vai embora?

-Estava pensando em ir para o hotel por enquanto, descansar até o meu vôo, até ele querer falar comigo.

-Ah, claro. Entendo - ele se afastou um passo, desviando seu olhar para o chão.

Então você quer minha companhia Greg? Ora por que não me diz logo? Tenho mesmo que tomar a iniciativa as vezes, hm?

-Que tal você vim comigo? Podemos aproveitar esse tempo juntos como eles estão fazendo - me aproximei lentamente, percebi que suas bochechas estavam começando a assumir um tom vermelho.

-O que tem em mente? - ele me olhava um tanto nervoso, quase podia ouvir o coração dele.

-Hm, não sei ainda, vamos para o hotel e lá decidiremos...

Andei com ele até a saída, chamei um táxi e fomos para a cidadezinha próxima ao colégio, chegando no hotel, ele ficava cada vez mais nervoso.

Notei suas pupilas dilatadas, o calor repentino e o batimento cardíaco provavelmente está irregular, no que está pensando Greg?

Quando saímos do táxi, ele mal me olhava, seu rosto estava demasiado vermelho. Sorri para ele, logo estávamos no elevador e eu não tirava os olhos dele.

-Po-por que está me olhando assim? - ele finalmente falou algo, mesmo sem manter o olhar em mim por muito tempo.

-Então você fala... - falei rindo baixo

-Claro que eu falo! Não ria de mim droga! - ele olhou para mim um tanto irritado, tão fácil de se irritar que chega a ser divertido.

-Certo, só que estava tão calado que pensei que era mudo...

-Eu só estou um pouco nervoso, não sei dizer...

-Acho que "não é da minha divisão" cai bem em você... - sorri de leve para ele que me olhou surpreso

-Não acredito, você não fez isso...

-Sei que queria ir para Scotland, e você tem todo aquele preparatório que andava fazendo, só que agora terá que ir para Londres...

- Quer dizer que estaremos mais perto um do outro? - ele parecia realmente empolgado, até diria que como uma criança

-Bem, de certo modo sim. Estaremos mais próximos do que temos estado...

Nesse momento o elevador parou, sorri um tanto provocativo e fui em direção a porta de meu quarto, abri com calma quando senti a presença dele se aproximando.

Abri passagem para que passasse primeiro, entrei em seguida fechando a porta novamente.

Mesmo com ele de costas, percebi que estava corado e sem graça. Me aproximei mais, ficando frente a frente com ele, então o beijei puxando ele com uma de minhas mãos em sua cintura, a outra depositada em seu rosto.

Ouvi meu nome sai na forma de suspiro de seus lábios quentes, suas estavam no meu peito, apertando e puxando o tecido do colete de meu terno.

-Quer tira-lo Greg? - sorri, dando um beijo na dobra de seu maxilar fazendo com que arrepiasse

-Vo-vo-o-cê sabe que e-e-eu realmente go-gosto de você não é?

-É claro, eu sei que me ama. - dou uma risada baixa, o que o deixa mais sem graça ainda.

-Esse emprego... Por que arranjou isso para mim? Desse jeito quem vai ficar de olho no seu irmão? - a confusão nos olhos dele era algo tão inocente que me fez sorrir e alisar seu rosto.

-Primeiro, arranjei este emprego para você, porque sei que sempre quis isso. E segundo, talvez não precise, por que não esperamos?

-Por que tenho a leve impressão que você já resolveu tudo isso? - ele me olhava desconfiado, o que me arrancou mais uma risada

-Não seja paranóico Greg...

-Ah, claro, sou paranóico agora! - ele levantou os braços deixando cair logo em seguida bufando - eu sou o louco, não é? - passou por mim e se sentou na poltrona.

Fui até ele, sorrindo de leve, fiquei atrás dele na poltrona e comecei a distribuir beijos carinhosos pelo sei pescoço, orelhas, maxilar, tudo que podia ser beijado daquele ângulo, minhas mãos passeavam pelo seu peito, logo subindo para massagear seus ombros tensos.

-Dr-droga Mycroft... - ele gemeu baixo - por que diabos você me provoca tanto?

-Podemos brincar por um momento...

-Ou podemos fazer logo o que tanto
queremos...

-Está cansado agora, melhor descansar - me afastei dele tirando o meu terno, abrindo os primeiros botões do colete, pegando um copo de uísque.

Quando olho para ele, vejo o quanto está irritado, mas não posso fazer isto agora, ele está exausto e não quero que ele passe mal. E quero que seja especial.

Não sou uma pessoa muito normal, então quero pelo menos fazer algo bom por ele, não sei, parece meio confuso.

-Mycroft... - ele avança em passos rápido e arranca um beijo de mim.

Sinto tanta vontade de te-lo agora mesmo, coloco o copo na mesa atrás de mim e pego sua cintura puxando para mim, desço meus lábios para seu pescoço, o que o faz soltar gemidos baixos.

Me encosto a mesa me inclinando levemente, ele está com o corpo inteiro sobre mim, minhas mãos estão na sua bunda, massageando e apertando, fazendo com que gema mais.

Mudei nossas posições colocando ele contra mesa, fiz com que sentasse encima dela o beijando de novo, seus lábios tão deliciosos...

Minhas mãos entram sua blusa e sinto ele se arrepiar por completo. Comecei a brincar com seus mamilos, torcendo levemente as vezes, outras apertando.

Parei com isto para poder tira logo sua blusa, quis arrancar todos os botões num puxão, mas não o fiz.

Pelo contrário tirei minha mão de dentro de sua blusa e comecei a abrir os botões com calma, olhando em seus olhos.

Quando terminei tracei uma trilha até seu mamilo esquerdo, sempre o observando, quando cheguei dei um mordida e suguei forte.

Ouvir ele gemer meu nome tão alto e necessitado me deixou cada vez mais excitado.

Depois de um tempo fui descendo os beijo, ele me olhou surpreso e corado, sua boca estava aberta mais não conseguia formar nenhuma palavra.

Estava prestes a abrir sua calça quando meu telefone toca, suspiro irritado e me levanto.

-Desculpe Greg... - pego e vou atender, mais um problema que outras pessoas não podem simplesmente resolver sem mim, preciso viajar, merda, desligo e meus ombros já estão tensos de novo.

-Você tem que ir né? - ele fala num tom triste e cansado atrás de mim

-É, desculpe, eu realmente não queria ir... - me viro para ele - queria ficar aqui com você para sempre...

O rosto dele ficou um tanto vermelho, me aproximei e segurei seu rosto com minhas mãos, alisando as vezes com meus polegares, o beijei, desta vez mais calmo.

-Eu volto, mas não sei quando será isso, me desculpe...

-Tudo bem, me mande notícias por favor...

-Claro querido, todas que quiser, preciso ir agora, mas vou voltar, por você...

Ele sorriu e meneou a cabeça concordando, duas lágrimas despencaram de seus olhos e eu as limpei, beijei sua testa e o abracei forte contra mim.

Quando o soltei, dei mais um beijo em seus lábios, ajeitei minhas roupas, peguei meu guarda-chuva e minha maleta, indo até a porta.

Olhei para ele mais uma vez e dei um pequeno sorriso, queria transmitir um pouco de conforto, mas acho que só o deixei mais triste.

-Quando eu voltar faremos isso e várias outras coisas, você tem minha palavra...

Então me retirei, meu peito doía, por que tudo precisava ser assim?

Quando finalmente arranjo alguém, não consigo sequer ficar com ele, sinto que só o estou magoando.

Não consigo deixa-lo ir, e isso só faz parecer que estou usando seu amor por mim, que estou deixando ele sempre querendo mais do que dou, eu deveria termina de brincar com o coração dele deste modo...

Por que é tão difícil deixar que vá logo?

Acho que não quero perder este amor, só quero guarda-lo junto a mim para sempre


Notas Finais


Desculpem a demora primeiramente, e segundamente, primeiramente...

Enfim, eu demorei, desculpem, mas eu tô meio coisada, eu acho que cês não tão gostando, aí eu fico toda coisada pensando nisso...

Aí eu demorei muito, mas eu postei!!!

Aew!!!

Obrigada por acompanhar, por favor vote, compartilhem, comentem adorum responder vocês....

Até a próxima!!!

X.o.x.o.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...