História Only We - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE)
Personagens Alan Ferreira
Tags Alan, Cellbit, Felps, Guaxinim, Romance, Tazercraft, Yaoi, Yuri
Visualizações 38
Palavras 771
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Good leitura :3

Capítulo 9 - Perigo...


Fanfic / Fanfiction Only We - Capítulo 9 - Perigo...

Eu peço para o policial se sentar na cadeira e contar o que estava acontecendo. Ele se senta e começa a explicar:

Policial: Bom,tudo começou quando recebemos um chamado aqui da escola dizendo que um possível assassino poderia estar estudando aqui. Por incrível que pareça, tínhamos um assassino desaparecido. Ele tinha sido preso com o codinome AF-6514. Se vocês virem algo por favor nos avise.

Alan: Claro. Eu prezo muito o bem estar das pessoas aqui na Black Wolf.Qualquer coisa nós avisamos.

O Policial coloca seu chapéu e seu óculos e sai do nosso quarto. Aquilo me assustou um pouco. Eu não tinha percebido na hora que o policial entrou enquanto estávamos de cueca. Com certeza... Ele pensou merda. Eu visto minhas roupas e começo a ler o livro que estava lendo na noite anterior. Mas quando estava aprofundado na leitura alguém bate na porta. Eu olho para a porta e vejo o Cellbit a abrir. Eu automaticamente fecho o livro e o olho com cara de bravo. 

Alan: O que quer aqui?

Cellbit: Calma! Eu só vim fazer companhia!

Eu percebi que os olhos do Cellbit estavam inchados e que as mangas de sua blusa estava manchada por um tom vermelho. Eu senti... Pena dele. Eu me levanto em direção à ele e lhe dou um abraço. Ele retribui e por fim desaba.

Alan: O que foi? - Falo com um tom de dó.

Cellbit: O Felps... Terminou comigo. Só porque eu reclamei que ele era obsessivo. E no final pegou uma faca e tentou me esfaquear! Eu não quero mais dormir naquele quarto... Não com aquele homem! 

Ele volta a chorar,só que dessa vez... Seu choro é mais intenso.

Alan: E o que são essas manchas na sua roupa?

Ele puxa a manga da blusa revelando um profundo e grande corte em seu pulso. Seu sangue começa a pingar no chão. Eu olho para o rosto dele com cara de desesperado. Caralho mano! Esse Felps é maluco?

Alan: Eta Porra! Como assim?! Vou te levar pra enfermaria!

Cellbit: Não! Faça os primeiros socorros aqui! Todo quarto tem.

Ele aponta pra uma gaveta da cômoda. Eu vou até lá e pego o kit.

Pego um algodão e começo a limpar seus ferimentos. Ele geme de dor. Eu faço um pouco mais suave e por fim começo a dar pontos no ferimentos. Ele começa a morder seus lábios com muita dor. Ele chora. Eu termino, não seria um mal médico. Eu olho para a cara dele que agora estava com uma expressão de alívio. 

Alan: Eu já volto.

Cellbit: Não... Você não vai no quarto do Felps!

Ele segura meu braço. Eu puxo o mesmo e saio do quarto. Eu vou até o quarto do Felps que estava de costas para a porta,aparentemente riscando algum papel.

Alan: Otário!

Ele para por um instante e volta a riscar o que ainda parecia ser um papel.

Alan: Eu falei com você! Quem você pensa que é pra machucar o Cellbit?

Dessa vez ele se levanta. Se vira,e da um sorriso cínico. Eu percebo que ele estava segurando uma faca e o que parecia um papel era a mesa de madeira e o que ele riscava seria um desenho dele matando um homem.

Eu volto o meus olhos para o Felps que estava com uma cara de puto. Ele RI e corre na minha direção com a faca em posição de ataque. 

Eu fico imóvel, sem mover um músculo enquanto ele se aproximava. Então ele abaixa a mão. Como de quem ia me esfaquear.

Meu instinto se auto ligou e me pôs em piloto automático. Então:

Seguro o seu braço com a intenção de para-lo. Mas ele força cada vez mais. Eu dou um passo para trás e solto o seu braço fazendo ele cair. 

Meu instinto se desliga (que merda que eu to falando?)... Eu percebo o que to fazendo. Fudeu!!! Ele se levanta e corre mais uma vez na minha direção. Eu corro em direção a porta mas ele segura a minha camisa. Ele me gira,chega perto do meu ouvido e diz:

Felps: Você é fraco como ele.

Ele coloca a faca no meu pescoço. Eu sabia o que era para fazer. Eu dou um giro rápido e seguro seu braço fazendo com que a faca caísse no chão. 

Alan: Então é você? Você é o AF-6514 ?

Felps: Talvez! Me mate logo.

Aquele talvez me arrepiou! Eu era amigo de um assassino? Eu choro. Saio do quarto e vou em direção ao meu.

Cellbit: O que aconteceu?! -diz ele saindo do quarto.

Alan: Polícia... Liga para a polícia.

Minha visão embaça. Eu não tinha percebido na hora mas levei uma facada na cintura. Perdi muito sangue ajoelho no chão e logo escuto:

Felps: Alaaaan! Você esqueceu de me matar! Cretino!

Eu desmaio...




Notas Finais


Obrigado por ler!!!! :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...