História Only You - Capítulo 13


Escrita por: ~ e ~GihGarcia29

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Romance, Taehyung
Exibições 9
Palavras 1.087
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ooooie!
Desculpa pela demora mesmo gente.Ja ouviram falar na ''Lei de Murphy''?
Então, tudo que tinha pra dar errado na minha vida, deu. Da pior maneira e tudo de uma vez.
Foi mal pelo desabafo;-;
E desculpa tambem pelo capitulo que ficou bem bosta.(Na minha opiniao)
Ps. Achei a foto da capa bem a ver com o capitulo então resolvi por heuheueu
Boa Leitura, Doces<333

Capítulo 13 - Infares...


Fanfic / Fanfiction Only You - Capítulo 13 - Infares...

Narradora

 

Depois que Myla e TaeHyung terminaram de assistir ao filme, foram para a casa da garota.

-Você já quer falar para os meus pais? –Myla perguntou assim que entraram no elevador do prédio.

-Falar o que? –Perguntou TaeHyung.

-Mais lerdo impossível! –Myla resmungou baixo revirando os olhos.

-Do que você ta falando, amor? –Perguntou confuso.

-To falando do que você vem falando a tarde inteira!

-....Do café?

-Não, Tae! De eu morar com você!!

-Ah! O que tem?

-Meu Deus, daí-me paciência!

A porta do elevador se abriu e ambos saíram em direção ao apartamento.

-A gente fala ou não?

-Que você vai morar comigo no nosso próprio apartamento, sozinhos e dividiremos uma cama de casal e um guarda-roupa e...

-É Tae!

-Claro! Partiu! –Exclamou o garoto esfregando as palmas das mãos.

-Okay.

Assim que Myla abriu a porta de seu apartamento, as atenções dos pais e de Jimin foram para o casal.

-Tarde...! -Taehyung exclamou desconcertado. Naquele momento ele percebeu o que estava fazendo. Tirando Myla de sua casa. De sua "família". Como eles reagiriam a isso?

-Olá querido! Como vai?

-Muito Bem, sra. Park. Obrigado. -Sorriu gentilmente.

 

TaeHyung

Eu estava muito nervoso. Mais que isso, eu parecia uma bomba que poderia explodir a qualquer hora. Myla é minha namorada, mas é certo tira-lá assim de seu pai? Eu sei que ela esta feliz em ir morar comigo, e teremos que ser responsáveis. Bom, já que estou aqui, não posso voltar atrás.

-Então gente, eu e o Tae queríamos dizer algo. -Começou Myla apertando minha mão e puxando-me para sentar ao seu lado no sofá.

-  ...  –Silencio.

-Fala Tae! -Myla me empurrou com o ombro assim que viu que eu estava calado.

-Ah... Tudo bem. Eu e a Myla, vamos morar juntos.

-Que bom que você finalmente virá pra cá! -Exclamou meu sogro pondo a mão em meu ombro. Ferrou.

-Não pai! Eu e o Tae vamos morar sozinhos. No apartamento dele! - Esclareceu Myla animada.                       

 -É O QUE?! -Jimin que estava quieto deu um berro. Agora ferrou mesmo.

-Ah que foi, Park Jimin? -Myla se levantou.

-Quem disse que você tem maturidade o suficiente para ir morar sozinha! Você é uma criança! -Dessa vez foi meu sogro que protestou.

-Pai, eu já estou na faculdade! –Myla já gesticulava com as mãos.

-E ela não estará sozinha, senhor... -Interferi tentando os acalmar.

-E você, TaeHyung, é outra criança. -Sentenciou novamente. Aquilo, de certa forma, me deixou com duvida; eu não sou criança, eu tenho responsabilidade, mas ele estava duvidando disso, e eu precisava mostrar a ele, que sua opinião sobre mim estava errada.                        

 -Pai, eu não acredito que você está fazendo isso. -Minha garota não estava entendendo nada. Ela sem sombra de dúvida imaginou que sua família a apoiaria, seja qual fosse a decisão que ela tomasse, mas não era isso que estava acontecendo.

Continuamos discutindo aquilo por mais um bom tempo. Até que finalmente um acordo foi feito. Myla poderia ir morar comigo, contanto que Jimin fosse "fiscalizar" sempre que quisesse nosso apartamento e eu e Myla também teríamos que almoçar todos os domingos com eles. Honestamente, achei justo. Myla concordou sem problema nenhum, óbvio. Ficamos eu, meu sogro e Hye conversando na sala. Enquanto Myla foi arrumar suas coisas e Jimin foi ajuda - lá.                        

Myla

 

Por Deus! Que discussão desnecessária foi aquela? Ave Maria!

Jimin e eu estávamos fazendo algumas malas minhas e arrumando minhas coisas. Seriam poucas até eu voltar e pegar o resto que precisava. É estranho. Há quase um ano atrás eu estava arrumando este quarto para ficar. E agora estou indo embora.

Enquanto Jimin me ajudava a arrumar as coisas, continuava a me encher o saco, dizendo que eu deveria tomar cuidado e ter responsabilidade. Como se ele fosse muito mais velho que eu. 4 meses. Apenas 4 meses de diferença! Afe.

Quando terminamos de arrumar tudo, fui pra sala ficar com o Tae, ficou combinado de amanhã, sábado, ele vir me ajudar a levar as coisas pro apartamento. Eu só espero que tudo corra bem até lá.

 

Sábado

Eu já estava no apartamento, jogada no sofá, com algumas caixas ao meu lado, e uma incrível dor nas costas por carregá-las. Aparentemente, o elevador estava em manutenção, então TaeHyung e eu tivemos que subir 34 lances de escada para chegar no 17° andar. Ótimo. Levantei-me e fui explorar o local.

O apartamento...Bom, era mais bonito do que eu imaginava. Logo na entrada, havia a cozinha, pequena, mas o suficiente para duas pessoas. Não que eu fosse utilizá-la com freqüência, claro. A sala era separada da cozinha apenas por um balcão de pedra. Nela havia um sofá encostado na parede, alguns pufes, um tapete felpudo, uma mesinha de centro e a TV. E obviamente, vídeo-games. No corredor, apenas um banheiro simples e no fim, o único quarto. O closet era grande e espaçoso, a cama, uma pequena mesa, e a janela.

-Gostou da vista? –Perguntou me fazendo dar um pulo.

-Que susto! –Exclamei colocando a mão no peito. –E respondendo a sua pergunta, gostei sim.

-Que bom, pequena. –TaeHyung sorriu me abraçando e dando um selar em minha testa.

-To com fome! –Exclamei me separando e fazendo bico. –Vamos pedir uma pizza?

-Eu também, mas, eu faço questão de cozinhar tentar pra você. –Sorriu.

-Como é que é? Kim TaeHyung sabe cozinhar e eu não sabia?! –Exclamei.

-Eu não disse que sabia, eu disse que ia tentar! –Corrigiu.

-Então tá então. –Como era noite, fui tomar um banho. Quando terminei, fui arrumar minhas coisas, coloquei tudo em uma parte do armário que TaeHyung havia separado pra mim. Estava, terminando de arrumar quando sinto um cheiro estranho vindo da cozinha.

‘’Deve ser o Tae cozinhando...’’Pensei.

Me dirigi até a cozinha andando na ponta dos pés para não fazer barulho. Poxa, nunca pensei que isso aconteceria comigo. Encontrar um cara legal, que me faz feliz, que não me deixasse sozinha, e ainda sabe cozinhar! Que moço prendado!

-KIM TAEHYUNG, VOCE VAI BOTAR FOGO NA COZINHA! –Gritei assim que entrei no local, que estava quase invisível por causa da fumaça e o cheiro de queimado dominava o ambiente.

TaeHyung segurava uma frigideira totalmente preta e algo dentro já carbonizado. Peguei um extintor que havia no canto e apertei-o, soltando um jato de espuma branca no garoto e nos armários da cozinha. Quando tudo acabou, nós tivemos que arrumar a bagunça que Tae tinha feito. Limpamos a cozinha inteira. Só sei de uma coisa, nunca mais quero Kim TaeHyung em uma cozinha.

 

 


Notas Finais


É issuuuu
Mais uma vez desculpa pela demora
~Sugestões e Criticas são muito bem-vindas
~Espero que tenham gostado(Serio gente fiquei meio insegura de postar um capitulo que, na minha opiniao, nao estava bom.
Ps. Sim, eu amei o cabelo do Suga no comeback
Amo vcs<3333333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...