História Only you- V-Hope + Imagine - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Me Perdoem Por Tudo, Ou Não, Que Deus Me Perdoe
Visualizações 162
Palavras 1.294
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Se ficar ruim, me perdoem. Além disso, me perdoem pelos erros.

Capítulo 3 - Meu prêmio de trouxa


Fanfic / Fanfiction Only you- V-Hope + Imagine - Capítulo 3 - Meu prêmio de trouxa

Hoseok POV.

Saio da cama e vou até uma caixa que ainda estava lacrada. Pego um estilete e a abro. Lá dentro vejo sprays coloridos, algumas gosmas e misturas estranhas que ganhei de alguns amigos da minha antiga cidade. Pego duas latas de spray vermelho e algumas misturas que pareciam água. Coloco em minha mochila e vou dormir.

Quebra de tempo

Acordo e faço o que sempre fiz: me troco, como algo, escovo os dentes e saio de casa. 

No portão da escola, vejo Kook e Mark me esperando. Chego neles e começamos à conversar.

Eu- Gente... hoje a gente tem educação física?

Mark- Hoje não. Por que?

Eu- Hehe, lembra o que eu disse sobre vingança, já faz um tempo.

Mark- Lembro... nao me diga que você vai fazer isso.

Eu- Ah se vou.

Kook- Oq ue você vai fazer, Hope?

Eu- Digamos que vou deixar aqueles quatro menstruados.

Kook- Como?

Eu- Você vai ver...

Entramos na sala antes de todos chegarem. Vou até os assentos dos garotos que faziam de nossas vidas um inferno.

Quebra de tempo

Realmente, meu plano funcionou, eles ficaram com as calças manchadas e sem troca de roupas.

Quebra de tempo(depois do intervalo)

Eu- Por que o professor Jin não veio?

Mark- Por que aquele velho voltou.

Eu- Que bosta.

Kook- Me disseram o endereço dele, você quer saber?

Eu- Kook, meu anjo. Pode passar.

Kook escrve em um papel e me entrega.

Eu- Obrigado, alguém vem comigo?

Os dois- Não, tenho compromissos.

Eu- Okay, então eu vou sozinho.

Ao proferir essas palavras vajo um sorriso malicioso se formar nos lábios de Mark e ouço risos de Kook. Ignoro e finjo prestar atenção na aula. 

Meu Deus, esse dia nunca termina? Graças a Deus é o último período. Quando o sinal toca, só consigo ficar feliz.

Chegamos no portão da escola e nos despedimos. No caminho para minha casa fico pensando em Jin, tomara que eu não incomode.

Chegamdo em casa, subo para meu quarto, vou para o banheiro e ligo o chuveiro. Tomo um banho de mais ou menos 15 minutos. Saio com a toalha enrolada na cintura e vou procurar alguma roupa que caísse bem em mim, afinal vou visitar aquele Deus. Mentira, o motivo é: eu sou vaidoso. Opto por uma camisa preta de gola V e uma calça jeans azul escuro colada. Uso meu perfume preferido e saio com meu celular em mãos.

Caminho por 10 minutos até chegar em meu destino. Toco a campainha e sou recebido pela visão dos céus, Jin vestindo uma camisa com os três primeiros botões desabotoados e com uma calça colada parecida com a minha(só que preta).

Jin- Hoseok? Entre.

Eu- Oi, Jin.- entro e observo a sala, ele é um cara bem organizado.

Jin- O que veio fazer?

Eu- Então, eu estava com saudades.- digo sorrindo.

Jin- Awn, que fofinho!!!- diz apertando minhas bochechas.

Eu- Eu sei que bos vimos ontem, mas eu não sei... acho que gostei muito de você.

Jin- Vamos para o meu quarto? Meu irmão pode chegar à qualquer momento, e ele não tem um temperamento muito bom.- diz após olhar um relógio pendurado na parede.

Eu- Vamos.

Jin sobe as escadas e me faz um gesto que me dizia para acompanhá-lo. Chegamos no fim de um corredor e paramos em frente à uma porta, a qual Jin abre com uma chave.

Jin- Fique à vontade, não repare na bagunça.- diz meio constrangido.

Eu-  Tá mais arrumado que o meu quarto.- murmuro alto o suficiente para ele ouvir e faço um biquinho no final da frase.

Jin- Sabe, Hoseok? Eu queria muito te dizer isso desde a primeira vez que te vi. Mas não podia, por ser seu professor.

Eu- O que é?

Jin- Eu te amo.- diz sério.

Eu- Eu também te amo.- digo com um grande sorriso.

Jin-Espero que saiba que o "amor" que mencionei, não é um amor de amigos, ou de zelo.

Eu- O qu...- antes que eu pudesse terminar de proferir minhas palavras, sou calado pelos lábios de Jin. Era um simples beijo técnico, até que ele me pede passagem com a língua e... eu cedo. Aquele beijo era o oposto dos beijos de Taehyung. Aquele beijo era calmo, doce, gentil e cheio de amor. Não havia uma luta entra nossas línguas por espaço nem nada do gênero, era como uma dança delicada em nossas bocas.

O beijo é cessado pela falta de ar... bendita falta de ar. Nos encaramos, eu estava corado e morrendo de vergonha enquanto Jin sorria com malícia. O beijo era tão bom... eu preciso de mais. O beijo novamente, dessa vez com mais desejo. Mais uma vez cessamos o beijo, mas agora o motivo era tirar minha camisa. Jin a tira rapidamente e a joga em algum canto do quarto, retornamos com aquele beijo cheio de desejo e paixão. Nem tivemos de para dessa vez para eu tirar a camisa de Jin, a tiro e assim como o mais velho fez, arremesso-a para um canto qualquer também.

Eu- J-Jin.- gemo quando ele desce seus lábios pelo meu pescoço.

Jin- Eu te amo, Hope.

Eu- Eu também...- faço o mesmo no pescoço dele, porém deixo uma leve mordida perto de sua clavícula(não sei como).

Nos beijamos mais uma vez, porém somos interrompidos com um grito, de uma voz infelizmente conhecida: Kim Taehyung.

Eu- Que porra você tá fazendo aqui?

Taehyung nem fala nada, ele simplesmente me puxa pelo pulso, pega minha camisa e me leva para fora de lá. Começamos à correr(eu começo à correr para acompanhá-lo) até que chegamos em um parque.

Taehyung- Por que você tava semi nu no colo do meu irmão?- pergunta irritado.

Eu- Por que você liga?

Taehyung- Eu não ligo!!!

Sinto meus olhos se encherem de água/lágrimas.

Taehyung- Por que você tá chorando?

Eu- Por que você faz isso comigo?

Taehyung- Isso o que?

Eu- Às vezes é como se você gostasse de mim, e outras vezes é como se eu fosse um completo nada na sua vida. Se decida! O que eu sou pra você? Seja sincero.- digo já chorando.

Taehyung- Eu não sei, você me deixa nervoso com qualquer um que chegue perto de você, e quando você chega pertode mim, meu coração... acelera.

Eu- O que eu sou pra você?

Taehyung- Eu não sei e eu não ligo.

Eu-  Então essa é sua resposta? Pois bem, você teve sua chance.- me viro e forço mimha voz para tentar parecer firme, mas foi uma tentativa falha, o choro ainda estava evidente.

Taehyung POV.

Chego em casa e estranho ver que tem um par de sapatos à mais na entrada. Ignoro e percebo outra coisa estranha, Jin-Hyung não estava na cozinha. Subo para meu quarto e ouço uma voz familiar.

?- J-Jin- sim, não restam dúvidas de que o dono dessa voz é Hoseok. O que ele está fazendo aqui? E por que ele está gememso o nome de meu irmão?

Saio do meu quarto e vou até o do Jin-Hyung, que no caso era do lado oposto ao meu.

Entro sem bater e me deparo com uma cena que nunca sairia de minha mente. Hoseok estava com a boca no ombro de Jin. Meu corpo se move por instinto, pego uma camisa preta, puxo Hoseok pelo pulso e o levo até um parque mais longe de casa.

Eu- Por que você estava semi nu no colo do meu irmão?

E assim continuamos, só trocando perguntas, até que ele me diz:

Hoseok- O que eu sou para você? 

Foi quando dei a pior resposta possível:

Eu- Eu não sei e eu não ligo.- digo friamente.

Hoseok- Então essa é sua resposta? Pois bem, você teve sua chance- ele se vira e começa à andar em direção à rua.

Quando me dou conta do que aconteceu, me arrependo.

Eu- Espera!!!- grito- Me perdoa, por...favor. Eu acho que te amo...- mas já era tarde. Ele havia ido embora. E talvez nunca mais voltasse para mim. 

"Talvez meu irmão ganhe ele. Mesmo sendo o Jin, não quero que eles fiquem juntos. Por favor, Hoseok, não me esqueça e não escolha ele."- são esses pensamentos egoístas que me rodeiam enquanto choro desesperadamente no caminho para casa.

Taehyung POV. OFF




Notas Finais


Me desculpem se estiver ruim.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...